Estrada - Kannin & Pejite

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Nightmare em Sab 12 Mar 2011 - 21:47

.


@ GM Nuke.




Suas pernas estavam bambas, as mãos tremiam compulsivamente e a respiração estava mais acelerada do que nunca. O coração parecia estar prestes a sair do peito, e uma forte dor de estômago tomava conta de seu corpo, causando-lhe tremores nauseantes, que pioravam ainda mais quando olhava para o olho de seu pai caído ao lado do pedaço de bolo. — Laylla estava em um estado de completo pânico, tão apavorada quanto um pequeno coelho em uma jaula de leões. — Sentia na pele o mesmo pavor que via nos olhos de suas vitimas sempre que saia para uma caçada, e que sempre zombava por julga-los covardes. — Sentia não só aquilo, mas também que aquele pesadelo só estava começando, e não acabaria tão cedo.

Estava imóvel, os olhos arregalados agora passando de uma face a outra, como se estivesse diante de monstros. — Laylla não conseguia mexer-se, tamanho fora o choque do susto que levara naquela situação. — Permanecia encolhida na cadeira frente-a-frente com o grotesco pedaço de bolo, sem saber se teria coragem suficiente para sair correndo dali, ou se simplesmente deveria permanecer e enfrentar a situação até onde podia.

No entanto, havia uma, e apenas uma única coisa que segurava Laylla sentada ali, impedindo que perdesse de uma vez por todas o controle e começasse a chorar como uma criancinha apavorada. — Uma única coisa que se agarrava como nenhuma outra a sua mente, e reforçava-se mais a cada frase doentia que ouvia sair dos lábios de sua “família”.

Laylla sabia que aquilo estava errado, que aquela cena não poderia estar realmente acontecendo. Não se estivesse realmente morta. — Se fosse esse o caso, e aquilo fosse o seu inferno, não seria aquela cena que estaria revivendo. — Afinal, ela não era a culpada pelo massacre de sua família, não podia estar pagando por algo que não fizera. — Ou que seu corpo fora obrigado a fazer, sem seu consentimento. — Aquilo não era real, era apenas uma ilusão. Uma ilusão que a assustava mais do que tudo com que já cruzara na vida, e que provavelmente ficaria gravada para seus futuros pesadelos por muito e muito tempo, mas não era real. — E ela queria que quem estivesse fazendo aquilo soubesse.

Foi então que Laylla, tomada pela adrenalina, levantou-se em um rápido salto da cadeira, ignorando a sensação ruim que o medo, os tremores e as náuseas lhe causavam, fitando corajosamente a família reunida. — Bateu as mãos abertas em cima da mesa, inclinando-se para a frente para olha-los melhor, falando logo em seguida em um tom agressivamente decidido:

Eu não matei vocês. Eu não devorei vocês. Eu não sou a única culpada pela morte que tiveram. Eu apenas fui amaldiçoada, e essa maldição me transforma em um monstro sanguinário que eu não posso controlar. Vocês estavam por perto quando eu me transformei pela primeira vez, e eu não pude fazer nada para impedir que ele matasse vocês. Eu não tinha controle como tenho agora, nem sequer sabia o que estava acontecendo. Eu apenas dormi.. E quando acordei, todos estavam mortos e o sangue estava em minhas mãos. Desculpem-me por ter sido uma filha tão ruim.. Por ter ficado ainda pior depois daquilo.. Mas eu não tenho concerto, nunca vou ter. Se eu pudesse voltar atrás, juro que não deixaria que isso acontecesse.. Eu iria embora antes, e vocês poderiam viver como deveriam, sem alguém tão ruim por perto... Me desculpem.

E Laylla obrigava as lágrimas acumuladas nos olhos a continuarem contidas, a medida que ia afastando-se da mesa e indo para a porta da frente da casa.
avatar
Nightmare
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Sab 12 Mar 2011 - 22:58

@GM Nuke

Sendo retribuido o abraço que dei em minha mãe, levanto e olhando para ela eu falo:

-Nada mamãe, então você demorou para me achar néh? Esta perdendo a pratica..hehe.

Com um sorrizo alegre no rosto pego minha mãe e vou em direção de onde ela vinha, acreditando que era para la que deveriamos ir. Estava tão alegre que nada me era tão importante na quele momento.

Mas assim como a felicidade tomou conta de mim, uma dúvida me vinha a cabeça...Por onde andava Laylla?!.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Dom 13 Mar 2011 - 3:28

@ Nightmare

O coração de Laylla pulsava em seu corpo que estava tomado por tremedeiras incontroláveis. Depois de desabafar e pedir desculpas a seus familiares ela correu para a sala afim de encontrar a porta de saída da rua, mas no momento que chegou na saída da cozinha, alguém lhe deu um encontrão fazendo com que a garota recuase 5 passos para trás atordoada, quando levantou a cabeça para ver quem a atacara um novo assombro dominou seu ser. Ela via ela mesma em sua forma mais bestial.

Hahahahahahahahahahahahahahaha. — Riu o monstro em uma espécie de rosnado. — É muito fácil colocar a culpa de seus crimes em mim sendo que eu sou parte de você. Esse seu rostinho bonito, seus olhos azuis e seu corpo sensual não passam de um mero disfarce, você na verdade é isso que vê. — Fez um gesto com as duas patas exibindo seu corpo.

Olhe para eles. — Então a fera ergueu um dos braços e apontou para a família de Laylla que observava tudo com atenção. — Você acha mesmo que é uma ilusão? Não Laylla, eles são mesmo sua família, claro que não estão mais vivos, o que você vê aqui são seus espíritos. —Completou a fera.

Nesse momento Laylla pode ver todos os membros de sua família com lágrimas nos rostos, mas não eram lágrimas comuns, eram lágrimas de sangue. Seu pai Alfonso levantou-se da mesa ainda sem seus olhos e encarou Laylla com suas órbitas oculares vazias.

Onde foi que erramos Laylla? Nós cuidamos tão bem de você, tratamos você tão bem, lhe demos de tudo e você no fim deixou seu lado bestial tomar conta e acabar com todos nós. — Lamentava Alfonso.

Nesse momento a besta aproximou-se da família de Laylla e então olhando para ela falou:

A maldição não te torna má, ela apenas lhe dá poder para que seu lado ruim ganhe forças e assuma uma forma. A maldição jamais teria surtido efeito se você não o quisese. Eu sou apenas o que você sempre quis ser, eu sou a força, o poder, sou o que lhe dá a liberdade mesmo que para isso tenha que pagar um preço, um preço que inconcientemente você aceitou pagar. — Terminou de falar e nesse momento desferiu um golpe potente na jugular de Alfonso separando sua cabeça de seu corpo.

Laylla ficou extremamente horrorizada, instintivamente pegou uma faca que estava em uma balcão próximo a ela e correu para cima da fera afim de tentar impedir o assassinato da sua família. A garota avançou alguns passos terminando em um salto mas no momento em que ia cair sobre seu inimigo este virou-se e a golpeou no ar fazendo com que Laylla voase até colidir-se com a parade largando o punhal e caindo no chão com dor. Não conseguia se levantar tamanha era a dor, sentia-se frágil e indefesa como uma garotinha.

Para o seu pavor o monstro não parou, com Laylla fora de ação ele voltou-se novamente para sua família e bem diante dos olhos da garota devorou a todos rapidamente assim como ela abitualmente fazia com suas presas humanas, em um minuto todos foram consumidos deixando apenas poças de sangue no chão como lembrança de sua existência. Mas o que mais a apavorou foi que enquanto eram devorados eles imploravam, lamuriavam, choravam, imploravam para que Laylla se controlase.

No final do processo o monstro se virou para Laylla e a encarou com uma expressão de satisfação chegando até mesmo a acariciar a barriga na altura do estômago. Nesse momento pouco a pouco a besta ia diminuindo de tamanho até assumir a forma de Laylla, sem parar de acariciar sua barriga a garota encarava a verdadeira Laylla nos olhos, com um olhar frio e tenebroso.

É tão boa essa senssação não é mesmo? A senssação de poder encher seu estômago com criaturas pensantes, é quase como ter um orgasmo. — Disse enquanto pegava com a mão o olho de Alfonso que estava no pedaço de bolo devorando-o em seguida. — Hummm, crocante. Hhuhuhuhu. — Em seguida aproximou-se de Laylla agachando-se até o chão para observa-la cara a cara.

Isso não é uma ilusão, esta sou eu, eu sou você, quem eu devorei agora foram as almas de seus familiares, eles são o preço que você pagou para ser o que é hoje. Você vai despertar em breve da surra que aquele gigante imbecil lhe deu e tudo vai continuar como sempre foi.

Desta vez será diferente. — Disse uma outra voz, era a voz do gigante.

As duas Layllas olharam para a direção da onde a voz vinha, a entrada da cozinha, lá estava ele encarando o lado ruim da garota nos olhos.

Não adianta me olhar com essa cara feia, você não é ameaça para mim. —Disse o gigante.

Você não tem que se meter nisso, isso não é assunto seu, isso é coisa minha, coisa nossa. Você não tem o direito de me julgar. — Respondeu a besta que estranhamente falava aquilo que Laylla pensava.

Sua imbecil, não estou te julgando, você mesma está se julgando eu apenas estou vindo aqui lhe fazer um pequeno favor. Laylla, você precisa assumir o controle de si mesma ou não será diferente das bestas assassinas e sem mente que infestam o mundo. Você precisa domar a si mesma e só assim sua família poderá realmente descansar, só assim você será realmente livre. Vamos, levante-se dai, seja forte, domine-se, conquiste-se, assuma o controle de si mesma. Isso é tudo que posso lhe dizer, tudo o que posso fazer por você. — Assim que terminou de falar o gigante simplesmente desapareceu em um flash dourado levando consigo a besta.

Agora Laylla estava sozinha na cozinha, as manchas de sangue ainda estavam no chão e em cima da mesa mas seu corpo já não doia tanto. Agora ela tinha uma certeza dentro de sua mente, se quisese reverter o mal que causara precisava agir e este era o momento certo. Ela sabia que se nada fizesse tudo voltaria a estar como antes do encontro com o gigante.

Qual decisão tomaria a pequena garota?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Sab 26 Mar 2011 - 9:51

@ Sta. Raiza

OFF:
Spoiler:
Desculpa a demora em postar tive problemas.

Raiza mal podia acreditar que estava denovo com sua mãe, mas apesar da enorme alegria algo dentro de si a incomodava, ela sabia que de certa forma aquilo não era real mesmo assim queria aproveitar ao máximo aqueles momentos. Depois de andarem cantarolando por alguns minutos a dupla de ninfas finalmente chegaram onde queria, em uma grande casa na ávore localizada no alto de uma grande e poderosa árvore com o tronco tão grosso que nem mesmo um tornado poderia vence-la.

Razira sem demora tratou de escalar a árvore usando uma sequência de sulcos naturais localizados no tronco da planta, Raiza por sua vez ficou um tempo admirando seu antigo e esquecido lar e só voltou a consciência quando sua mãe a chamou.

Venha Raiza, por que está demorando tanto? Perdeu-se novamente? Hihihihihihihihi — Ria sua mãe brincalhona.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Dom 27 Mar 2011 - 22:13

@GM Nuke


Depois de algum tempo, cantarolando eu e minha mãe chegamos
em uma árvore. Mas não era uma árvore qualquer, era uma árvore gigante, aquela
visão me trouxe muitas lembranças felizes, sorrisos, carinhos e gestos...


As lembranças passavam diante de meus olhos, como um filme,
o vento batia em meu rosto suavemente... Conseguia escutar e sentir o sangue
fluindo em meu corpo, vendo a minha casa la no alto, bonita, bem pintada, cheia
de flores, cheia de vida.


Ao escutar minha mãe me chamar, rapidamente escalo a árvore,
da mesma forma que minha mãe, delicadamente, mas eficaz.


Já em cima da árvore, paro de fronte a porta, e me viro para
olhar a paisagem, vendo o lindo campo florido, escutando os pássaros cantarolarem,
o sol batendo em meu rosto. De alguma forma, mesmo sabendo que era um sonho
aquilo me reconfortava, eu estava feliz novamente e era o que me importava.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Seg 25 Abr 2011 - 22:20

@ Sta. Raiza

Raiza se sentia em paz novamente, em paz e feliz, nunca acreditara que sentiria tais sensações novamente. Virou-se para sua mãe e a viu trazer dois pratinhos de madeira cuidadosamente decorados, em cima dos pratinhos estavam diversos morangos silvestres cobertos com mel.

Coma minha querida, eu colhi eles hoje. — Disse sua mãe com um sorriso no rosto rapidamente pegando um dos morangos e comendo.

Diga amor, como tem sido sua vida lá fora, neste grande mundo? — Perguntou chupando os dedos e limpando o mel presente neles. Sente muito a minha falta?

Raiza sentiu um calafrio desagradável percorrer seu corpo, olhou para sua mãe e viu que a bela ninfa fitava seus olhos, então se lembrou da verdade, ela estava morta. Mas o que seria isso? Uma ilusão?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Qui 5 Maio 2011 - 1:36

@ GM NUKE

-Ainn, eu amo morangos ao mel, ainda mais feitos por você mamãe!-
Os morangos estavam maravilhosos, o prato totalmente decorado, me fez lembrar de quando eu era pequena, sentada em frente a lareira, olhando minha mãe decora-los com uma pequena adaga. Enquanto saboreava os maravilhosos morangos, fui surpreendida por uma pergunta seguida de outra:

— Diga amor, como tem sido sua vida lá fora, neste grande mundo? — Sente muito a minha falta?-

Quando, escutei isso..Meu corpo tremeu, os morangos antes tão maravilhosos, pareciam carvão em brasa descendo pela minha garganta.

O olhar frio da minha mãe de encontro ao meu, fez com que eu lembra-se do ocorrido, minha mãe estava morta. -Mas como isso estaria acontecendo, como?- Mil perguntas vinham a minha cabeça. E antes de qualquer resposta deixo o prato com morangos cair ao chão.

Foi então que em um salto, rápido e eficiente em volto para a base da árvore..ao chão. Olhando para cima, com medo, começo a correr de volta para o campo aonde eu tinha acordada. Claro com os ouvidos atentos a tudo em minha volta.-Isso não é real, não pode ser! Onde diabos eu estou? E ela quem é ela?- Raiza envolvida em duvidas começa a chorar silenciosamente em quanto corre.


avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Qui 5 Maio 2011 - 10:01

@ Sta. Raiza

Raiza corria como nunca havia corrido antes em sua vida deixando o som de seu choro ecoar por toda a floresta ao seu redor, correu o máximo que podia até finalmente cair de joelhos exausta no chão. Arriscou olhar para trás para ver se estava sendo seguida e viu ao longe a casa na árvore de sua mãe.

Viu sua mãe olhando para ela lá de cima, acenando, chamando-a. Então repentinamento uma das visões mais pavorosas que Raiza jamais poderia ter se formou diante dela, ela viu com seus olhos cheios de lágrimas o assassino de sua mãe surgir mais uma vez para roubar-lhe a vida, Torak.

Torak sem nenhuma exitação cortou a cabeça de Razira com seu enorme machado, e antes que o corpo decapitado da bela fada caise lá de cima junto com a cabeça, Torak agarrou-o. Raiza observava a cena em choque, viu com pavor a cabeça de sua mãe ser separada de seu corpo enquanto Torak sorria maldosamente. Finalmente com o corpo da ninfa em mãos o bárbaro assassino começou a praticar necrofilia diante dos olhos de Raiza. Era uma cena chocante e extremamente repulsiva.

O que Raiza faria agora?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Qui 12 Maio 2011 - 0:34

@ GM NUKE

Ao ver o que passava diante de seus olhos, eu não conseguia me mexer, a imagem transparecia repugna, ao mesmo tempo que meu estômago se embrulhava, escorriam lágrimas de medo e de raiva dos meu olhos.

Sem forças para levantar, fechei meus olhos, coloquei as mãos nas orelhas, e ao mesmo tempo que o vento balançava meus cabelos..soltei o maior e mais longo grito da minha vida:

Spoiler:
-Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! Para dexa a minha mae em paz! haaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa-

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Qua 25 Maio 2011 - 23:26

@ Sta. Raiza

No momento que a ninfa gritou, uma enorme quantidade de energia saiu de seu corpo, a energia era vermelha a cor da fúria. Todo seu corpo irradiava essa energia, seus olhos e sua boca, seus cabelos se arrepiavam para cima e ela começou a levitar. Sentiu-se extremamente poderosa, e então voltou todo seu poder para aquele homem que havia causado muito sofrimento.

Torak quando viu Raiza explodindo de poder, soltou o corpo da mãe da ninfa, deslizou rapidamente pela corda e assim que atingiu o chão correu desesperadamente.

< Raiza, temporariamente seus atributos estão todos no 10 e você pode conjurar monstros com atributos no 5. Agora você tem também Levitação.>

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Sex 27 Maio 2011 - 20:18

@ GM NUKE

Meu corpo fervia, conseguia escutar os batimentos do meu coração, a cada batida sentia o calor aumentando, isso ocorrendo no instante em que eu gritava.

Um ventania forte começou a se formar ao meu redor, parecia um furacão, mas em tamanho muito reduzido, com o poder saindo de mim, me sentia forte, extremamente forte!

A vegetação em minha volta, estava morta, em toda extensão do circulo de poder, Olhando para frente, vejo Torak correndo desesperadamente mata a dentro, minha raiva era tanto, que flutuei rapidamente, para poder alcança-lo.

Conforme me deslocava, via o rastro de morte que a energia liberada por mim fazia com a vegetação.

Alcançando a árvore da casa de minha mãe, penso em parar, mas a raiva era maior que dor da perda de minha mãe, novamente. Com muita raiva direciono minha visão e audição a Torak, para não perder seu rastro que estava muito perto, mas não o suficiente.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Dom 5 Jun 2011 - 22:14

@ Sta. Raiza

O poder que emanava de Raiza era surpriendente, tão poderoso que emanava uma aura de calor que queimava tudo que se aproximava demais da ninfa, Raiza não percebeu ma seus olhos estavam completamente vermelhos.

A ninfa voou pelos céus chegando até sua casa, ao aproximar-se do corpo de sua mãe este se desfez em cinzas. Quando se posicionou para ver Torak, ela o viu correndo desesperadamente adiante, poderia alcança-lo facilmente se quisese.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Qui 9 Jun 2011 - 20:05

Olhando Torak correndo igual a uma criança assustada, o ódio deu espaço a uma imaginação Demoníaca. Faço um movimento com as mãos e sussurro: -Invocação potencializada!

Spoiler:
3 SP E 2 DE ATRIBUTOS...ATRIBUTOS 1 PARA FORÇA E 1 PARA INTELIGENCIA

Crio um ser Idêntico a Torak fisicamente, a unica diferença é que era controlado por mim!
O ser surge á frente de Torak, fazendo com que sua corrida seja interrompida. A visão da minha invocação é como se foce eu, parada na frente dele. Com o olhar maligno solto a frase:-Game Over-

Ao termino da frase e com o machado em punho dou-lhe um golpe certeiro em seu pescoço...fazendo com que sua cabeça rolasse pelo chão.



avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Ter 14 Jun 2011 - 18:21

@ Sta. Raiza

O ódio de Raiza havia tomado uma nova forma, havia se transformado em sadismo, Raiza não queria apenas vingar-se ela queria consumir seu inimigo em dor e sofrimento. No momento em que a criatura de Raiza surgiu com a aparência de Torak, o próprio parou em desespero, era como se sua mente não aceita-se o que via. Ele estava agora apavorado e indefeso igual as incontáveis vítimas que fizera no passado.

Desesperado e sem saída ele simplesmente ajoelhou-se implorando por perdão.

POR FAVOR! NÃO ME MATE! PERDOE-ME POR TODOS OS MEUS CRIMES! — Suplicava desesperado o vilão.

Antes que Raiza pudese ordenar a sua criatura que desferise o golpe final no pescoço de Torak, uma voz grossa e poderosa se fez ouvir.

Você tem certeza que quer fazer isso? — Questionou a voz.

Quando Raiza olhou para trás viu quem a questionava, era o gigante que a havia derrotado, ela e sua amiga aprisionando-a neste sonho.

A decisão que tomar aqui afetará sua vida para sempre, se matar Torak você se tornará tão ruim quanto ele, carregará para sempre o sangue dele em suas mãos. Se o poupar você corre o risco de permitir que ele continue a cometer seus crimes pelo mundo. A decisão é sua Raiza, pois eu e você sabemos que você quer matá-lo não por justiça mas sim por ódio.

Dito isso o gigante apenas limitou-se a cruzar os braços e observar, caberia a Raiza tomar sua decisão.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Qua 15 Jun 2011 - 23:50

— Você tem certeza que quer fazer isso? —
— A decisão que tomar aqui afetará sua vida para sempre, se matar Torak você se tornará tão ruim quanto ele, carregará para sempre o sangue dele em suas mãos. Se o poupar você corre o risco de permitir que ele continue a cometer seus crimes pelo mundo. A decisão é sua Raiza, pois eu e você sabemos que você quer matá-lo não por justiça mas sim por ódio.-

Olhando com um olhar frio para o gigante, pode-se escutar:

Spoiler:
"fvishhh" barulho do machado cortando a cabeça de Torak
"Tok...Tok...Tok..." a cabeça de Torak picando antes de começar a rolar no chão.

Não falei se quer uma palavra, voltando a ser o que eu sempre fui, antes de conhecer minha companheira de viagem, por assim dizer.

Apenas um sorriso de malícia e satisfação surgira em canto a minha boca, um sorriso visivelmente falso, pois eu sabia que a jornada de agora em diante não seria mais a mesma, sabia que meu caminho esta traçado rumo a escuridão, mas deixar-me levar pelas emoções, nunca foi uma característica minha, cometi um erro em andar com Laylla, pois agora possivelmente estava morta.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Qui 16 Jun 2011 - 1:34

@ Sta. Raiza

Quando a cabeça cortada de Torak rolou no chão, gigante não expressão nenhuma reação ao ver a decisão de Raiza se consumar ele apenas ascenou sério com a cabeça como se estivesse satisfeito de que aquilo tivesse chego ao seu final.

Então está foi sua decisão? Que assim seja. — Dito isso o gigante bateu palmas, o som destas ecoaram na mente de Raiza atordoando-a a tal ponto que a ninfa tentou tampar seus ouvidos e fechar seus olhos. Mas quando fez isso sentiu a tontura aumentar e quando se deu conta estava na mata ao redor da estrada onde ela fora derrotada juntamente com Laylla.

Raiza levantou-se com dificuldade, mas logo notou que seu corpo não estava ferido, ela estava apenas mentalmente atordoada. No momento em que se colocou de pé algo estranho aconteceu. Seu corpo começou a se aquecer e ela começou a sentir um enorme desconforto, subitamente lembrou-se do enorme poder que experimentará em seu sonho e da senssação daquele poder. Esse calor, essa energia era a mesma que ela havia experimentando infelizmente no entanto ela não estava conseguindo controlar-se. Imediatamente seu corpo irrompeu-se em chamas e ela começou a queimar viva.

Desesperada raiza tentou correr mas a dor era tamanha que a fez se dobrar no chão gritando alto, ela ficou ali por alguns segundos até que no final ajoelhou-se e deu um poderoso grito de poder que ecoou pela região liberando toda a energia contida em seu corpo. A liberação gerou uma poderosa explosão que incinerou tudo em um raio de 10 metros ao redor de Raiza formando no final uma grande cratera fumegante. Raiza no entanto não sentia mais for, não se sentia mais mal pelo contrário, sentia-se muito bem, mais poderosa, mais bela, mais sensual, mais sábia foi então que notou que ela de fato havia mudado e esse fato podia ser notado até mesmo em sua nova aparência.






Nota:
Spoiler:
< Raiza, você subiu pro nível 2 automaticamente, além disso você ganhou um bônus, um novo poder, vou descrever ele aqui.

Por ter matado Torak você se tornou má e ganhou a uma desvantagem:


AURA MÁ[-1 ponto] - Sua alma está maculada com a
maldade, rancor ou ódio extremo. Talvez você seja uma pessoa malévola ou
apenas alguém que carrega uma maldição. Será detectado como uma
manifestação do mal e receberá Boa Fama diante de todos as criaturas
malignas que puderem sentir sua aura e má fama perto de criaturas boas.
Armas Sagradas funcionam contra você como se fosse um demônio e em
alguns casos pode ser esconjurado.
Abaixo está seu novo poder.


Consumir


Com esse poder você ganha a habilidade de consumir a alma das coisas, para consumir a alma de alguém você precisa matar essa pessoa, deixá-la desmaiada ou fazer com que ela mesma se ofereça como oferenda.
Quando você consome alguém você absorve o HP e o SP dessa pessoa curando-se e se recuperando na mesma medida, além disso você ganha também 5 pontos de experiência extra para cada nível que a vítima possuir.

Você leva 3 rodadas para consumir uma pessoa caso você ou alguma de suas criaturas mate alguém com um sucesso decisivo, essa pessoa será consumida instantaneamente. O custo em SP é zero.>

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Dom 19 Jun 2011 - 20:07

Raiza no entanto não sentia mais for, não se sentia mais mal pelo contrário, sentia-se muito bem, mais poderosa, mais bela, mais sensual, mais sábia foi então que notou que ela de fato havia mudado e esse fato podia ser notado até mesmo em sua nova aparência.

Em pé no meio da cratera, olhava minhas mãos, sentia o meu sangue mais quente, ele fluía pelas minhas veias da mesma forma que meus pensamentos voavam, tentando entender o que ocorrera. Foi então que levitei para fora da cratera.

Já fora da cratera, olho ao meu redor e nada parecia acontecer, foi ai que me lembrei de Laylla, lembrei também do gigante, mas olhando e escutando com atenção pude perceber que estava sozinha no local, sem se quer tinha sons de pássaros ou de qualquer animal vivo por perto.

Como de costume...milhares de perguntas...:

-Como isso aconteceu?
-Porque aconteceu?
-Onde esta Laylla?
-O que devo fazer agora?

Decidi então voltar para o local aonde tudo começou, para ver se encontrava Laylla ou alguma coisa que me desse pista de onde ela estaria.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Dom 19 Jun 2011 - 20:27

@ Sta. Raiza

A Ninfa caminhou rapidamente até onde estava sua amiga e ali encontrou o gigante sentado em uma pedra observando o corpo de Laylla cuidadosamente deitado em cima de alguns panos.

O gigante ergueu a cabeça e olhou para Raiza e então falou.

- Sua amiga está viva e saudável, eu não bati pra valer em vocês. No entanto o teste que ela está passando é muito mais sério que o seu, receio que ela demorará a despertar. - Falava o gigante analisando Laylla.

- Vou levá-la comigo, sugiro que você continue sua jornada. Se continuar seguindo ao nordesde encontrará uma cidadela ha 2 dias de viagem daqui, boa sorte. - Após dizer isso o gigante recolheu Laylla com cuidado colocando-a sobre seu ombro, depois simplesmente virou-se de costas para Raiza e passou a caminhar distanciando-se.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Dom 19 Jun 2011 - 20:46

@GM NUKE

-Eiiii, só cuida dela por favor..digamos assim, ela é especial para mim^^
-Mais uma coisa, posso cuidar de Dimond até ela acordar?


Falei sem esperança, pois não acreditava muito que a rapozinha viria comigo, mas achava que ele estaria melhor em minha comp. do que na do gigante.

E virando meu corpo a nordeste, fico olhando para Dimond, com esperança de que ele viesse comigo.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Dom 19 Jun 2011 - 21:26

@ Sta. Raiza

Para a infelicidade da ninfa, Diamond era leal a sua dona até o fim, e assim que o gigante afastou-se a pequena raposinha o seguiu, depois de um tempo simplesmente desapareceram deixando Raiza sozinha naquela vegetação rasteira composta por arbustos e árvores esparsas.

Estava amanhecendo e o orvalho da manhã ja caia sobre a vegetação.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Rubi Make em Seg 20 Jun 2011 - 20:43

@GM NUKE

(Pensamento)
-Como eu imaginava!

Voltando para estrada, olho para os dois lados....e venho nada, simplesmente nada.
Sigo meu rumo a Nordeste, como me aconselhou o gigante.

(Pensamento)
-Poxa 2 dias de caminhada vai ser tedioso pela reta, mas ainda bem que não tenho companhia...

Caminhando tranquilamente, olhando para o longe como se estivesse distraída, seu ouvidos atentos a tudo e qualquer som, seus passos calmos, pois depois de tanto alvoroço não havia necessidade de se apressar.

Ainda sentindo o sangue ferver fico admirando minha nova aparência.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por GM Nuke em Dom 26 Jun 2011 - 1:43

@ Sta. Raiza

Olá, continue sua aventura aqui: Aventura

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Seg 16 Jan 2012 - 1:35

Já andava por aquelas terras faziam umas boas horas, sua mente ainda confusa pela mudança de plano existencial parecia acompanhar seu corpo no que se resumia a convulsões, espasmos e ânsias de vômitos involuntárias e irregulares em período. Ao menos havia mantido-se inteiro na sua queda junto da Torre Branca. Talvez pudesse voltar aquele lugar algum dia depois e recuperar alguma coisa importante; talvez o Mármore Infernal ainda possuía alguma valia mágica naquele lugar inferior.

Faziam já anos que não se interessava mais em brincar com os humanos e seus acasos. A estranheza de seu físico com o continente que exalava vida foi imediata e brutal. Sentia-se com fome, tal como se não se alimentasse a séculos. E era assim que aquele plano o via. Precisava encontrar urgentemente alguma fonte de comida, a comida de sua raça em lugar hostil: a carne e o sangue de um ser vivo. Quanto maior a senciência e maior a pureza da alma, maior o seu sabor e valor. As virgens costumam ser uma delicacia em especial para seu paladar apurado.

Fungava o ar com violência, suas narinas treinadas talvez ainda fossem capaz de sentir o cheiro do pecado que lhe sustentava e dava forças. Preciso achar uma casa ou cabana logo, pensou. Duvido muito que não haja nem mesmo um pequeno vilarejo por aqui perto, refletia enquanto seguia reto no caminho para o leste.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qui 19 Jan 2012 - 17:27

Provavelmente a elfa já estaria quase na metade do caminho, se não parasse de 5 em 5 minutos para escrever algo no caderno que segurava nos braços. No geral era bem rápida, passava o olho pelo o objeto e escrevia uma frase simples sobre, ou às vezes nem isso fazia, mas dessa vez ela estava sentada desenhando uma árvore que achou bonita, pois era incomum onde vivia. Esse era o jeito mais fácil para ela mostrar para a família o que ela via enquanto viajava e no geral era seu motivo para desenhar... Mas naquele instante era apenas porque queria uma desculpa para permanecer sentada, já que estava sem energia por não ter comido faz certo tempo.

E quando percebeu que estava pensando em comida notou a árvore de marshmallow que estava sem querer desenhando.

― Geez! Que besta eu sou!

E ela amassou o papel, transformando em uma bolinha e tacando com força para trás. Seu estômago roncou e percebeu que não daria para enrolar mais. Lembrou-se de que no último lugar que havia visitado, conheceu uma velhinha que fazia ótimas receitas e era muito gentil, então se levantou e foi andando de volta para o oeste. "Não fui tão longe, talvez ainda consiga chegar lá em algumas horas!", tentava se animar. E percorria seu caminho sorridente até que avistou uma silhueta. Parou e semicerrou os olhos para tentar ver quem era, mas aparentemente não o conhecia. Correu para se esconder atrás do primeiro arbusto que viu e se encolheu toda dentro dele. Mesmo ela sendo bem pequena, infelizmente não conseguiu esconder bem as orelhas enormes e o cabelo esverdeado. Para melhorar a situação, sua barriga resolveu dar o ronco mais alto da sua vida.
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Ter 24 Jan 2012 - 0:37

Realmente começava até ao sentir o sabor e a textura da carne revirando em sua língua, poderosa era sua concentração naquilo que queria naquele instante, ao menos até ser rompida por um rugido em meio às planícies. Olhou a sua volta e acabou notando um arbusto do mais curioso tipo que já vira até hoje, um arbusto com orelhas e uma longa cabeleira esverdeada.

Tentando esconder sua expressão de desapontamento por conhecer criatura tão patética, manteve seu semblante sério, jogando as duas adagas ladeando o arbusto, fincando-se no chão um pouco mais além da rasteira.

-Quem está aí? - disse em alto e bom tom, claro e impaciente. Sua musculatura dos braços tensionava segurando a corrente. Um único movimento suspeito e longe de seu agrado e poderia fazer picadinho do invasor. Mas, é claro, preferiria descobrir sua natureza e brincar com ela um pouco, se possível.

Esperava, do fundo do coração negro como a obsidiana, encontrar uma beata virgem para satisfazer sua impureza, mas a julgar pela estética daquelas orelhas absurdas, deveria ser apenas alguma criatura odiosa da terra.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum