Estrada - Kannin & Pejite

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 14 Abr 2012 - 18:38

Sentia o olhar condescendente do anjo sobre si, de início pensou que era medo, mas enfim vira que era pena. Já devia esperar isto de um anjo, mas mesmo assim a ira o dominou, segurando sua corrente com mais força do que nunca, focando-se mais e mais na corrente elétrica que iria dominar sua vítima em breve.

Já vira centenas de anjos e arcanjos morrerem, os que perdiam sua conduta e moral nos últimos segundos eram os que mais lhe agradavam, e estava desejoso de ver como aquele se comportaria depois de tantos amperes percorrendo seu corpo em tão pouco tempo.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Sab 14 Abr 2012 - 18:57

A ansiedade tomava conta de Askh, estava louco para ver aquele anjo fritar. E assim que se "carregou", descarregou tudo no anjo.

Ele contorcia-se, e suas asas chegavam a pegar fogo. Askh podia sentir bem o cheiro de queimado, e estava pronto para ver o anjo perder a linha.

O arcanjo continuava parado, ele não movia um músculo sequer, e nem mesmo desviava o olhar. Seu "amigo" estava morrendo, e ele nada fazia para ajudar.

Houve um momento em que o anjo pareceu querer falar algo, Ashk até pensou que seria agora que ele perderia a compostura. Mas ele falou com dificuldade: "Pobre alma.. eu lhe perdoo de todos os seus.."
E antes que pudesse terminar a frase, seus olhos se fecharam e sua boca se calara. Apenas o som da corrente elétrica ainda produzida, emanava no local.

O anjo estava morto. E agora Ashk precisaria apenas contentar-se como Arcanjo que estava ali.
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 14 Abr 2012 - 19:09

Ao ver a morte do anjo, fora tomado pela emoção da caçada, da vitória. Mas algo soava muito errado. Ele não lhe dera o gosto de vê-lo implorar ou perder a linha, e seu amigo nada fizera a não ser assistir à distância conforme a vida do parceiro se esvaía em meio ao aperto cruel da morte que Ahsk lhe proporcionara.

Puxava de volta sua adaga com certa violência, para que rompesse a pele carbonizada do anjo e voltasse a ser novamente livre, tomando o cuidado essencial para não acertar a si mesmo ou a garota que agora o acompanhava. Isto é, se ainda teria coragem para ficar com ele após assistir tal espetáculo.

Preparou-se para novamente girar, mas não pôde deixar de provocar o arcanjo:

-E tu, que deixas teu pobre amigo morrer sem nada fazer. Que queres de mim? Vens me pregar alguma da tua falsa moral divina? Ou viestes reconhecer tua natureza igual à minha?
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Sab 14 Abr 2012 - 19:24

-E tu, que deixas teu pobre amigo morrer sem nada fazer. Que queres de
mim? Vens me pregar alguma da tua falsa moral divina? Ou viestes
reconhecer tua natureza igual à minha?

O Arcanjo sorriu para Ashk.

Arcanjo: Tu não sabeis de nada.
Teu poder não se compara ao nossa.. Pobre pecador...

Ele sorriu mias uma vez. E desta vez, Askh pôde sentir como se algo queimasse perto dele. Ao virar-se, viu o anjo que até então havia morrido. Mas não estava mais.

Era a primeira vez que Askh deparava-se com algo assim. O anjo brilhava tão intensamente, que Ashk não conseguiu manter os olhos abertos. Aquela luz branca e in tensa tomou o lugar, e uma temperatura acolhedora atravessou os corpos dos que estavam ali presentes. Quando olhou novamente, não havia mais um anjo ali, e sim um arcanjo.
O anjo antes morto, virara um Arcanjo, e estava vivo!
Como poderia?

Ele olhou para Ashk e mostrou mais uma vez aquele sorriso de pena.

Arcanjo 2: Tu ganhaste mais uma chance... Espero não encontrardes novamente..

E dito isso, novamente aquela luz intensa tomou o lugar, e os Arcanjos haviam sumido.

Spoiler:
Vou te dar 50 de exp por ter matado o anjo zumbi -Q .. mas eu não tenho permissão para alterar, então faça você xD
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 14 Abr 2012 - 22:49

"Ah, malditos! Voltem aqui!"

Esbravejava o ashtaar em sua mente. Malditos, nunca vira anjo algum teleportar daquele jeito. E quanto ao outro abestado ter também se tornado um arcanjo, não se importava, mas agora sentia uma fome ferrenha. Desejara tanto a carne do anjo que agora morria de vontade de encontrar um, desfiá-lo e comê-lo.

Mal podia conter sua frustração. Fitou Lythe com certa ferocidade, mas ainda não poderia possuí-la. Teria que chegar na cidade logo para saciar-se.

-Vamos logo - disse, em um tom baixo e relutante, e partiu com a garota em seu encalço.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Qua 18 Abr 2012 - 17:36

Ashk não tinha palavras para descrever o quanto aquilo tudo fora frustrante.
Não foi uma luta dificil, é verdade, mas foi desejosa. E no fim, o desejo ficou. Ele ficaria na vontade afinal.

Precisava conter-se afinal, ainda tinha uma bela moça em sua companhia. E logo a mesma foi chamada a seguir viagem junto dele.

Ainda chateado, a viagem tomou inicio de forma silenciosa.

A elfa seguiu em silêncio, sabia que Ashk estava chateado, e não queria incomodá-lo mais ainda.

Mas, como se as coisas não pudessem piorar, um raio cortou os céus, e logo depois uma chuva fina e forte começou a cair.
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Trebonidas em Seg 4 Nov 2013 - 23:58

Rufus estava ciente de que seu rastro ainda estava fresco e furtivo que fosse, se não fosse rápido acabariam por encontra-lo. Qualquer um que o capturasse teria muito mais do que algumas moedas de ouro, teria a gratidão de gente grande, favores a cobrar.

Não pretendia parar, forçava-se a caminhar sob a luz da lua, assumindo a forma de um gato negro como a noite tentava se camuflar, além de usar seu a leveza de seu corpo não-humano para produzir pegadas mais leves.

Desde que deixara Pejite não tivera tempo para elaborar um plano de ação digno de nota, simplesmente pretendia chegar em Kannin apenas para conseguir suprimentos e descansar e partir o mais rápido possível.

Qualquer leigo que visse um humanoide com traços felinos que se tornasse um gato, haveria de imaginar que este fosse perfeitamente adaptado a selva, mas a grande verdade era que Rufus só conhecia a selva de pedra. Durante a noite os arbustos retorcidos emprestavam um ar fúnebre e os barulhos que os ouvidos inexperientes do ladino não conseguia identificar a origem (fosse algum roedor, o vento, ou alguma monstruosidade do Fukai), e deixaram constantemente alerta.

"Com mil diabos!" Praguejou em pensamento, seu ousar dizer qualquer coisa, pois esperava se passar por um gato qualquer caso fosse visto. "Poderia estar fazendo fortuna na mansão de algum lord, mas estou nessa situação absurda" Referia-se à encrenca em que se metera, pois incriminara um homem inocente que na verdade era culpado e com isso cutucou na ferida dos mafiosos de Pejite. Agora estava sozinho contra todos.

Logo começou a se preocupar em achar algum grilo ou camundongo para comer.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sex 15 Nov 2013 - 17:29

O youkai caçava nas cercanias da estrada por uma refeição em meio ao mato rasteiro. Sem dificuldade conseguira localizar dois pequenos roedores e capturá-los. Não era exatamente o que estava acostumado, mas teria que bastar...

OFF: Gostei do post, 5 exp.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Trebonidas em Sex 15 Nov 2013 - 19:03

De fato era algo nojento, mas deveria se acostumar com isso se quisesse realmente parecer um gato. Caso esboçasse muita inteligência e "civilidade" poderia ser identificado, além do mais, a fome eliminava todo o pudor .

 Não tinha ideia do quanto caminhara, nem do quanto teria de caminhar. Um desejo crescia em seu peito e a cada segundo mais difícil era ter autocontrole. "Deus dos ladinos, deusa da natureza e todos os outros desgraçados, se estiverem me ouvindo, me envie um pouco de erva de fumo..." Rezou em pensamento, com a certeza de que se fosse ouvido um raio cairia sobre sua cabeça.

 Não se lembrava de nenhum momento em que ficara tanto tempo sem sua erva, não que pudesse se lembrar de qualquer coisa, apenas olhava para frente buscando ver a cidade de Kannin. Seguia à beira da loucura... Com a guarda aberta.

_ Erva... Erva... Erva... _ Pela primeira vez em muito tempo falava, repetindo incessantemente a mesma.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Ter 19 Nov 2013 - 23:51

O sol já quebrava a linha outrora monótona e indistinguível do horizonte, tingindo de rubro as nuvens em seu entorno e pintando um quadro deveras belo - exceto para aqueles frustrados incapazes de saciarem seus vícios. Rufus, o gato, vagava perdidamente pela estrada, dominado em pensamento pela erva que tanto almejava. Tão dominado, de fato, que só percebera a aproximação de uma carroça vindo em sentido contrário, puxada por um vigoroso boi quando esta parou de seu lado. Com um estrondo, uma garota pousara ao seu lado e o pegara.

-Ooooooiiii gatinhoooo! O quê você tá fazendo aqui? Tá perdido?

Prendeu-o contra o peito em gesto de carinho, e o rapaz pudera sentir a santa maciez que só seios fartos podiam proporcionar a um homem. Olhou para cima e a mulher que o agarrava era loira, de olhos azuis bem claros e face de poucos ângulos, delicada. Sua tez era extremamente branca, quase pálida, exceto por suas bochechas bem coradas. Trajava um vestido vermelho bem macio, com alguns detalhes brancos aqui e ali. Ela então levara-o para o interior do transporte e o ladino então compreendera que devia ser alguma pessoa rica: era um amplo carro fechado, forrado de seda e com cortinas para proteger a dondoca do sol. O interior era rosado e macio, e haviam dois bancos contínuos de frente um para o outro, um de costas para o cocheiro e outro encarando-o. Ela o pôs sobre o colo e passou a acariciar suas costas, tentando conquistá-lo com seu carinho.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Trebonidas em Qui 21 Nov 2013 - 22:04

Estava o ladino largado a própria sorte. Ironicamente com a consciência alterada por estar estar sóbrio. Mas por obra do acaso, ou dos deuses da ladinagem fora resgatado.

De inicio levara um susto, pois fora pego desprevenido e bruscamente foi puxado e apertado, algo que lhe trouxe novamente a lucidez... Depois foi difícil não gostar de uma mulher atraente lhe pressionando contra seu busto. Em poucos segundos estava confortável dentro da carroça, impressionado com a ostentação de riqueza.

"Deus dos Ladinos, perdoai este servo que por alguns segundos duvidou de sua existência" orou em pensamento. Precisaria se expressar, pedir comida e água, pensou em alguma forma de pedir pelo seu vicio, o que lhe era mais urgente que tudo, mas sabia que teria de procurar por si só. Precisaria acima de tudo se amigável, pois ser o gato de estimação de uma filha de algum ricaço era o álibi perfeito. Gatos costumam ter uma vida noturna ativa o que poderia garantir suas saídas, também havia a possibilidade roubar da própria casa sem levantar suspeita [antes que culpassem o gato já teriam matado todos os servos].    

_ Miauuuuuuuuu... Miauuuuuu... Miauuuuu... _ Começaria a miar para que, ou ela o soltasse e permitisse que ele transitasse pela carroça, ou tentasse lhe dar algo. Se gatos são seres interesseiros, Rufus interpretava muito bem um gato, tanto que nem fazia muita força.

Normalmente seria um saco se fingir de animal domestico, mas precisaria disso para sobreviver e se aproveitar da bela garota nobre parecia-lhe uma ótima ideia. Virava a cabeça para todos os lados observando. "Onde será que essa riquinha esconde a erva? Será que ela guarda entre os peitos?". Era o pensamento que havia na mente diabólica do ladino, mas por fora era apenas um gatinho faminto e assustado
 

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qui 12 Dez 2013 - 16:33

A garota ouvira o intenso miado do animal e então puxara um saquinho de sua bolsa contendo várias bolachas pequenas de nata. Comeu uma e deu uma ao gato, que podia sentir a massa macia derretendo em sua boca, deixando um leve sabor adocicado. Não havia qualquer indicação da existência de sua erva naquele recinto, porém: seu olfato era incapaz de captar qualquer coisa semelhante.

OFF: se não tiver plano de fazer mais nada no carrinho, avisa que eu já pulo pra cidade.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por 4EverLoLz em Sab 21 Mar 2015 - 1:16

Já fazia um dia que Garen estava na estrada seguindo rumo a Pejite, e a cidade já despontava no horizonte cheia de novas possibilidades.


Garen sabia que o exercito estava recrutando, o exercito de Pejite sempre está recrutando, o que para ele significa sempre ter um lugar para ir fazer algum dinheiro quando necessário, ele apertava um pouco o passo, pretendia chegar cedo o suficiente para iniciar os trabalhos ainda hoje, tempo é dinheiro e dinheiro é o que falta para ele.

4EverLoLz
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Convidado em Qua 25 Mar 2015 - 4:58

4EverLolLz

O dia despontava no horizonte, o minotauro com passos largos percorre rapidamente a estrada de areia batida, passando por alguns buracos e pedregulho que teimavam em atrapalhar. Garen estava indo em direção à cidade de Pejite em busca de fortuna, se alistando no exercito da vila que sempre necessita por novos soldados aptos para o combate.  Uma pequena patrulha marchava um pouco mais atrás, mas logo alcançam o minotauro o ultrapassando apos algum tempo lado a lado do aventureiro.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por 4EverLoLz em Qua 25 Mar 2015 - 15:04

Enquanto o minotauro seguia pela estrada que em algumas partes parecia pedir por mais cuidados, uma patrulha de Pejite o alcança e durante algum tempo marcha ao lado dele, ele aproveita para olhar e examinar alguns dos seus futuros companheiros sem se preocupar demais com as formalidades dando um simples aceno para a patrulha e procurando pelo responsável, provavelmente um oficial de baixo escalão, queria saber o quanto Pejite ainda dispunha de homens para serviços como esse sem enfraquecer as fortes defesas da cidade.


off: Obrigado pela narração, e desculpe qualquer coisa, mas foruns que estão com pouca atividade tendem a ter favorecimento e isso sempre me irritou.

4EverLoLz
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Convidado em Qua 25 Mar 2015 - 16:38

4EverLolLz

O minotauro acena para patrulha, que logo interrompe sua marcha, a tropa se posiciona em formação em posição de sentido, um dos homens de armadura que faziam parte da unidade se aproxima do aventureiro sempre mantendo uma das mãos  segura o cabo de sua espada que se encontra na bainha: - Sou o sargento Mordoc da decima quarta companhia de Pejite, em que posso ajuda-lo jovem viajante. - Diz o oficial enquanto presta continência, o militar trajava uma armadura leve sobre vestes de manto de cota de aço com elmo cuja viseira permanecia levantada. 

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por 4EverLoLz em Qua 25 Mar 2015 - 19:47

A companhia para quando Garen acena, entrando rapidamente em formação demonstrando que o exercito de Pejite ainda tinha um bom treinamento o Sgt. responsável por ela se apresenta prestando uma breve continência, essa retribuída pelo minotauro.


-- Sou Garen, ex-general do exercito de Demacia, rumo para Pejite afim de me alistar no exercito local.


Garen então se mostra disposto a voltar a andar, e sinaliza para que a companhia o acompanhe, iria seguir ate a cidade junto deles, para ter a chance de se enturmar e conhecer mais sobre a atual situação do exercito de Pejite.

4EverLoLz
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Convidado em Qua 25 Mar 2015 - 22:29

4EverLolLz

- Bom saber que te teremos com membro de nossas tropas em breve, aparentemente tu possui a habilidade e a força que nosso comandante tanto admira em um guerreiro. – Após disser isso o militar se volta para sua tropa e da um comando alto e audível: - Meia volta mover, marche! – Seguindo este comando a unidade de forma ordenada se recoloca na posição inicial se colocando marchar novamente. – Então se quiser minha unidade te escoltara até Pejite senhor Garen. – Diz o sargento Mordoc enquanto assume a ponta da formação.


Última edição por Azetlor em Qui 26 Mar 2015 - 13:15, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por 4EverLoLz em Qua 25 Mar 2015 - 22:43

--Agradeço pelo seu elogio Sgt.


A unidade então se coloca novamente em posição de marcha enquanto o Sgt. faz um convite para o minotauro se juntar a tropa para escolta-lo, o minotauro se junta a tropa como aceitando o convite com um leve riso no rosto.


-- Eu diria que seria mais um acompanhamento Sgt. a minha escolta ja esta comigo a um bom tempo.


Dizia o minotauro caminhando enquanto batia de leve com a mão direita algumas vezes no cabo de sua gigante espada.

4EverLoLz
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Convidado em Qui 26 Mar 2015 - 13:14

4EverLolLz

Garen acompanha a tropa que marcha em direção do grande reino de Pejite, a unidade se mantem concentrada em manter constante a velocidade na qual avançavam. O Sargento demonstrava ser rígido com seus subordinados, pois mantinha com rigor a disciplina: - Mocinhas mantenham o passo sem conversa, marchem. – Grita Murdok para dois recrutas que conversavam próximos de onde se encontravam o militar e o minotauro aventureiro. Após algum tempo de viagem, a unidade chega aos portões da cidade que se encontravam fechados.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por 4EverLoLz em Qui 26 Mar 2015 - 15:07

Garen acompanha a unidade durante todo o resto do percurso ate Pejite e fica feliz em ver a rigidez do Sgt. com certeza é alguém que ele gostaria de ter ao lado em um combate, a tropa em si também demonstra um bom comportamento no geral provando que o exercito de Pejite ainda vale o nome que tem.


--Portões fechados? Ainda bem que estou acompanhado, não sei se teria paciência para ficar esperando averiguações para entrar haha.

4EverLoLz
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Convidado em Qui 26 Mar 2015 - 16:13

4EverLolLz


Os portões gigantescos de Pejite se abrem diante de Garen que tinha ao seu lado a tropa que se mantinha ainda em formação, revelando uma belíssima cidade repleta vida com uma população que passeavam pelas ruas da cidade cujo comercio se encontravam em pleno funcionamento.  Logo começam marcham para dentro da metrópole em formação: - Vamos tropas, mantenham a formação. – Grita o sargento com autoridade, enquanto a unidade adentrando para dentro dos muros da rica cidade.

off:
Seu próximo post sera no link a seguir: http://zephyr.forumeiros.com/t22-ruas-e-becos

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por jokerhills em Ter 25 Ago 2015 - 12:01

O Início do Bastardo Inexistente 

Aslan estava cansado. Cansado da estrada, cansado do Sol, de viver com as pífias contribuições de seus furtos aos transeuntes... Enfim, de tudo. Andara pensando muito sobre o que estaria acontecendo em Zephyr todo esse tempo, mesmo não se importando muito com qualquer coisa que não fosse cunhada em outro ou comestível. Levara uma vida relativamente tranquila nos últimos anos, sem luxos mas também sem passar muitas necessidades. 

Porém agora tudo estava diferente. Aslan estava mais incomodado do que nunca sobre ser uma "aberração" mesmo parecendo totalmente normal. Mas sua vida era muito mais longa do que a das pessoas que passavam por ali, naquela estrada. Enfim, Aslan precisava conhecer o mundo. Este novo mundo. E conhecer a ele mesmo.
avatar
jokerhills
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Saphira Odin em Sex 28 Ago 2015 - 7:39

jokerhills

Aslan encontrava-se em mais um dia normal na sua vida sem ter o que fazer andando pela estrada calmamente mais a frente ele percebia que algo estava pegando fogo, quando se aproximou viu uma carruagem tombada com seus dois cavalos mortos a mesma estava sendo envolta pelas chamas entre sua porta Aslan percebia que tinha alguém ainda dentro da carruagem a pessoa estava com um ferimento na cabeça. Bastava ele decidir o que fazer ajudar a pessoa ou apenas ver se não conseguia nada de valor em meio as chamas da carruagem.
OFF: Assim que postar me manda MP, avisando.
Pessoa:
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por jokerhills em Sex 28 Ago 2015 - 8:15

Aslan enfim via ação. Era engraçado como tudo cooperava com sua vontade de agir. E parecia cooperar ainda mais com a sua vontade de lucrar com isso: uma carroça, melhor, uma carruagem estava ali tombada, provavelmente vinda de Pejite, já que Kannin jamais teria um aparato como aquele. Mesmo em chamas, Aslan sabia que aquilo poderia ser algo de valor considerável. 

O andarilho não tinha medo do fogo. Aprendera em seus muitos anos que uma de suas diferenças em relação aos outros era sua facilidade de lidar com chamas e não ferir-se por causa disso, ainda mais aproveitando sua agilidade adquirida em tantos anos de furtos. Então, Aslan aproximou-se do carro flamejante.

Porém, ao ver melhor o conteúdo da parte interna, achou algo que chamou sua atenção. Alguém, na verdade. Uma jovem que parecia estar machucada. Com certeza seria consumida pelo fogo como todo o resto. Isso se Aslan não fizesse nada, claro.

Ao ver a moça, ele lembrou-se de um passado distante, que queria esquecer. E as chamas atiçavam ainda mais a recordação: de sua mãe, de Shinka, do dia que mudou sua vida. Aquilo sempre o incomodava. Mas já fazia tanto tempo que ele, mesmo sentindo-se mal, sabia como lidar com isso.

Então Aslan decidira: iria tirar a moça da carruagem o mais rápido possível para então procurar melhor algum tesouro que valesse a pena. E sentia-se ainda mais compelido a tirá-la dali, pois ela poderia ser a coisa mais valiosa do que poderia conseguir. Armando-se de sua fiel Dageon, iria abrir a porta e colocá-la em algum lugar longe das chamas, depois fazendo uma breve investigação para tirar o maior proveito da situação, o que era sua especialidade. 


OFF::

Usando:
-Mãos habilidosas
-Reflexos Avançados
-Resistência: Fogo
avatar
jokerhills
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum