Estrada - Kannin & Pejite

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Ter 24 Jan 2012 - 19:54

Começou a tremer tanto depois de ver o reflexo das adagas bem próximas dela que até o arbusto a acompanhava, fazendo umas folhas mais secas caírem. Não tinha muito tempo para pensar em como sairia dessa e, mesmo se tivesse, provavelmente não conseguiria nenhuma solução boa. Respirou fundo, tentou ficar o mais calma possível e empurrou a bolsa para fora do arbusto cuidadosamente, tentando não dar nenhum passo em falso que fizesse ele se sentir ameaçado.

― Quem está aí?

― Meu nome é Lythe, eu não estou armada, isso é a única coisa que eu tenho comigo! Eu me revelo assim que você tirar essas coisas de perto de mim. Isso não é um jeito muito gentil de se apresentar, senhor!

E fez uma careta braba, como se estivesse dando um sermão, mesmo que ele não pudesse vê-la. Também esticou as mãos com os dedos ainda levemente trêmulos para fora do arbusto para que ele pudesse ver que ela falava a verdade sobre não ter armas.
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Ter 24 Jan 2012 - 21:31

A visão de Ahsk percebia o calor emanando da criatura naquele arbusto, e podia ver o calor intensificando-se cada vez mais, um claro sinal de medo ou excitação sexual. Nesta situação, melhor acreditar em 'medo', pensou. Realmente não via em seu corpo nenhum contorno de aço frio, indigando que o perigo de um ataque corpo-a-corpo era quase nulo. Mesmo assim, nunca se pode ser seguro demais.

-Removerei as adagas assim que se mostrares a mim. E se não o fizer em um minuto, podarei este seu arbusto com você dentro. A escolha é sua.

Pela voz, era uma jovem garotinha ou algo do tipo, perfeito. Certificaria de fazer uma prece debochada em agradecimento depois. Mostrava a ela que quem tinha o mando da situação era ele, assim ela se tornaria mais mole e maleável, perfeita para seus intentos.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Ter 24 Jan 2012 - 23:02

Após ouvir as palavras dele, não precisou refletir muito até chegar à conclusão que seria melhor obedecê-lo. Apesar de nem um pouco feliz com isso, Lythe recolheu a bolsa e se pôs em pé, tentando a usar como escudo, protegendo-se na altura do rosto.

― Ok, ok! Olha pra mim! Eu lá tenho cara de ameaça? – Abaixou um pouco a bolsa para que ele pudesse ver seu rosto corado com os olhos molhados prontos para deixarem lágrimas escorrerem.

Não era intencional fazer essa expressão frágil para ele, ela estava agora mais triste com a idéia de que não conseguiria chegar à casa da velhinha a tempo de comer do que com a idéia de que morreria ali naquele instante, até porque acreditava que ele não a faria mal, já que falava a verdade sobre ser inofensiva. "Se fosse me matar, ele não esperaria eu me apresentar!", deduziu.
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 25 Jan 2012 - 0:59

Ahsk fitou bem todo o contorno daquela com quem agora falava, seu rosto corado era banhado por salgadas lágrimas, e sua visão lhe era como um magnífico presente, uma garota nova, não mais que uns quinze anos, já submissa e amedrontada. Teria que trabalhá-la pouco para conseguir o que queria, e dela iria querer muito. Já deliciava-se em sua mente pensando em formas de fazer aquela inocente cabecinha confundir-se, iludir-se e perder-se na escuridão de Gaap.

Puxou de volta suas adagas, alojando estas novamente em seu cinto, enquanto dizia calmamente.

-Ora, não fique assim. - 'Na verdade, fique assim por mais um tempo', desejou - Esta terra é perigosa, qualquer outro já teria lhe matado. - e Ahsk só não o fez porque pouco lhe deprime mais que uma morte sem diversão - Acho que nenhum deles esperaria encontrar uma garota tão bela vagando sozinha por aí. - disse, com um leve sorriso falso - Pode ser perigoso. A propósito, qual seu nome?

Utilizava de todo seu carisma e inteligência para convencê-la e conquistar uma parte ao menos ínfima de sua confiança, tentando primeiro parecer alguém bom e confiável para depois arrastá-la para o pecado. Outros da sua espécie provavelmente se irritariam ou perderiam a paciência com este teatro todo, mas não Ahsk: a mentira estava entre seus malfeitos preferidos, e a confusão e incerteza de outros lhe excitava de forma mórbida.

Esperava mesmo que a garota correspondesse a seus avanços, senão teria que matá-la antes de fazer proveito de tudo o que esta tinha a oferecer.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qua 25 Jan 2012 - 3:56

Percebeu que ele puxou de volta as adagas e sorriu. As lágrimas já haviam parado de descer e ela logo limpou o rosto com as costas das mãos, só o nariz permanecia vermelho, mas isso já era normal. Ele não parecia tão mal, pelo contrário, provavelmente estava bem arrependido do que fez. E devia! De fato estava certo sobre a terra perigosa, mas nada justificava os modos que teve.

- Tudo bem, águas passadas! Na verdade eu não estou chorando por sua culpa, não se preocupe, é só que eu não tenho comido faz um tempo... – Pôs a mão no estomago e fez uma expressão triste por uns segundos, até ouvir a pergunta dele – Ah! É Lythe, Lythe Rose. E o seu? Deve ser bem diferente, aposto! Talvez algo que coloque medo nos seus inimigos, ou um que fique muito bem em cartazes!

Julgou baseando-se no que podia ver da aparência dele. Geralmente aquelas pessoas altas e másculas tinham nomes heróicos e diferentes que gravavam na sua mente e eram repetidos por crianças em toda a parte do mundo! Mesmo que as primeiras atitudes dele não correspondessem com a de um herói, ele certamente não falava como um vilão.
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 25 Jan 2012 - 4:50

A moça falava bastante, talvez até um pouco demais, cuspindo seus pensamentos à medida em que eram formulados; isto supondo-se que ela pensava. Mas funcionou, sentira-se devidamente apreciado pelas palavras da pequena e talvez a recompensasse antes da dança macabra.

-Meu nome, senhorita, é Ahsk. Ahsk Dramond. E é um prazer conhecê-la. - 'o verdadeiro prazer virá depois', pensou. - Se está com fome, posso acompanhá-la até alguma cidade ou vilarejo e comemos algo por lá.

Finalizando a arrumação de suas adagas no cinto, livrava suas mãos e fitava a garota com maior atenção. Decorava o contorno de seus cabelos e a forma exata de seu nariz bem corado. Havia encontrado sua comida enfim e poderia brincar um pouco com ela antes de se saciar, afinal não tinha tanta pressa assim. Notou num rápido segundo que não tinha nenhuma idéia de para onde ir, voltando-se para Lythe e dizendo:

-Então, Lythe. Sabe qual o caminho mais curto até o povoado?
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qua 25 Jan 2012 - 20:42

― A-há, Ahsk Dramond – Repetiu, para memorizar – Como eu imaginava, é bem incomum. Você realmente me acompanharia? Muito obrigada, já estava quase surtando sozinha nessa estrada enorme! Você também está com fome? O que gostaria de comer? Qual é sua comida preferida? Eu amo carne!

Parou um pouco de enchê-lo de perguntas para pensar na resposta para a que ele havia feito. Raros eram os momentos que ela ficava quieta e refletia sobre as opções daquele jeito. Olhou para os dois caminhos: o que já tinha percorrido e o que não conhecia ainda. Certamente o que não conhecia era mais tentador para uma pessoa tão curiosa quanto ela era e já estava andando faz muito tempo. Agora parando para pensar percebeu que seria melhor ver o que tinha do outro lado do que passar mais dias andando para voltar pro lugar onde já sabia tudo, mesmo correndo o risco de ficar com fome mais algumas horas.

― Hm. Não sei muito do caminho mais curto, mas eu andei bastante tempo do oeste até aqui. Pode ser que o leste seja mais próximo! Quer arriscar? Pode ser divertido! Só terá que manter essas suas arminhas aí longe – E depois de tanto falar finalmente se sentia mais livre para arriscar uma aproximação. Estendeu a mão para ele esperando um aperto de mãos – Trato?
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 25 Jan 2012 - 23:42

-Eu também amo carne. - dizia, olhos reluzentes com a ironia. Ah, se apenas ela soubesse a carne que ele desejava provar, não estaria tão saltitantemente alegre. Apreciava esta sua característica, porém. Mais vivacidade para sua comida, mais diversão. Tudo bem estava até ela estendia as mãos, querendo combinar que mantivesse suas armas longe dela. Um trato não era algo que sua ascendência permitira desonrar, então dera a isto um bom pensamento antes de finalmente apertar a mão da garota, com firmeza. Poderia abrí-la com suas unhas depois, se necessário fosse.

-Leste... pra mim está bom. Mas em qualquer sinal de perigo da estrada eu irei sacá-las sem piedade. Agora, primeiro as damas.

E fazia uma reverência exagerada, ironizando o respeito que por ela não tinha; apenas a usaria como isca e garantindo que ela não o veria por trás. Também poderia aproveitar para conferir quaisquer características proeminentes que a jovem apresentasse na traseira, só por boa medida.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qui 26 Jan 2012 - 2:08

Feliz que ele havia concordado com o pacto e ainda mais pela gentileza em deixá-la ir à frente, começou com os passos confiantes para o leste, animada com a idéia de que parecia que tinha o controle sobre a situação. Ajeitou a bolsa no ombro e deu as costas para o acompanhante, mostrando que não tinha nada demais atrás – fosse de pertences ou curvas ( ): ) – só uma ou outra cicatriz nas pernas.

― Heh, assim fica parecendo que você é meu guarda-costas! Quando chegarmos lá, eu lhe darei um pedaço de carne! Quem sabe um bacon, adoro carne de porco. Pena que eles são tão fofinhos!

Acostumada a conversar frente-a-frente, sentia-se desconfortada com essa falta de contato visual, então se virou para ele e ficou andando de costas, já que não estava preocupada com obstáculos e confiava que se algo surgisse no meio do caminho, ele a avisaria.

― Então, Ahsk Dramond! – Falou estufando o peito, como se dissesse um nome nobre, brincando – O que lhe trouxe aqui?
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sex 27 Jan 2012 - 22:21

Santo deus, como aquela magrela falava sem parar! Pensou seriamente em desacordá-la, tapar sua boca ou preenchê-la com alguma outra coisa. Considerava mesmo se valeria a pena tentar corrompê-la, se teria a paciência necessária para aturar suas longas palestras que variavam o assunto tanto quanto o sol variava a intensidade de seu brilho em um dia comum. Viu-na virar-se de costas para o rumo que seguiam e julgou aquilo como uma estupidez tremenda. Na melhor das hipóteses, ela conseguiria um hematoma. Observava seus pés lépidos de elfa passo após passo ameaçando derrubá-la. E Ahsk no fundo desejava por isso.

'Vai cair, vai cair, vai cair, vai cair, vai cair' - pensava. Mas sabia que não poderia abusar dos laços de confiança que ainda estavam estabelecendo, não se queria algo que ela pudesse lhe dar. Observou-a atentamente enquanto lhe respondia as indagações:

-Problemas familiares. Depois que meu irmão morreu, meu pai nunca mais foi o mesmo, o que culminou em eu ser expulso de seu reino. E aqui estou, fora de casa pela primeira vez. E você? - perguntou por padrão, arrependendo-se no segundo seguinte. Aquela matraca abriria e se sem indagar-lhe nada já disparava incessantemente, imagine com uma pergunta direta.

Apertava um pouco mais o passo, aproximando-se da garota, ainda prestando atenção em seus movimentos. Talvez se ela caísse ou demorasse no passo, poderia segurá-la e forçá-la a se calar.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Sab 28 Jan 2012 - 16:22

Ela revezava entre olhar Ahsk nos olhos e fitar o chão, porém quando ouviu sobre os problemas familiares do mesmo, não conseguiu mais encará-lo. Estava envergonhada por ter feito tal pergunta que trouxesse a tona essas lembranças possivelmente dolorosas para ele. Ficou analisando na sua mente assuntos aleatórios que poderia dizer para tentar fazê-lo se sentir melhor ou esquecer sobre, mas não sabia do que ele gostava. Só sabia que não poderia olhá-lo com pena, porque isso homem nenhum gosta! Então tentava disfarçar olhando o caminho percorrido no chão, seus pés e os dele, se divertindo a ponto de ficar com um sorriso besta.

Quando ouviu que ele retribuiu a pergunta, se desequilibrou um pouco porque realmente não esperava por aquilo. O que iria dizer depois dessa história? Que veio de uma família feliz onde tudo é bom?

- Eu estou no ramo da minha mãe, ela saiu para ver o mundo e trazer informações para a minha vila, agora eu faço o mesmo! – E tentou pensar em algum drama na sua vida, mas não tinha nenhum. Então resolveu deixar ele como assunto principal – O seu reino era bem diferente daqui?
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 1 Fev 2012 - 18:42

Apesar de todo o incômodo que a garota sentira por ter feito a pergunta, Ahsk não sentia nada além de ódio e desejo de vingança. Um dia, pai, seu trono será meu. Só aguarde.

-Ah, era muito, mas muito diferente. Na verdade, eu estava pensando em tornar esta terra mais parecida com a minha casa, o que você acha? Gostaria de me ajudar?

Fitava-a profunda e longamente nos olhos, reafirmando sua presença para a garota. Não olharia para nenhuma outra direção, a firmeza era essencial para convencê-la a permanecer com Ahsk. Na melhor das hipóteses, poderia usá-la como suprimento reserva para sua fome e luxúria.



off: pura 100dução
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qua 1 Fev 2012 - 18:54

Pelas palavras dele, parecia que realmente não havia feito nada de errado, então se sentiu mais confortável em voltar a olhá-lo. Apesar de estranhar um pouco o modo com que era olhada - não por desconfiança, mas sim por não estar acostumada a isso - e ficar meio sem graça, respondeu-o do jeito mais natural que pode.

- Mas é claro, no que eu puder ser útil! O que você está pensando, tipo conseguir um animal de estimação? Você tinha cachorrinhos lá?
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 1 Fev 2012 - 19:08

Não pode conter-se e riu da inocência absurda da garota, e seu riso tinha um fundinho indistinguível de desprezo e maldade.

-hahaha, não sei se podem ser exatamente chamados de cãezinhos, mas eu tinha meus mascotes sim. Estava pensando em algo maior, porém. Talvez um reino para mim, que tal? Você seria minha rainha, milady?

Obviamente estava mentindo, mas queria ver a resposta da garota ao poder, assim como ao próprio Ahsk. E um pouco de confusão daria um tempero à relação que planejava iniciar.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qua 1 Fev 2012 - 19:22

- Um reino? Acho que eu não conseguiria trazer isso para você, heh. Mas poderia te ajudar a conseguir! – Pôs as mãos na cintura e empinou o nariz – Sou uma elfa com habilidades!

Tirou um instante para pensar em si mesma como rainha. Em sua mente só vinha o fato de que teria que usar uma coroa e cumprimentar as pessoas. Sem falar do grande castelo em que moraria e do bem que poderia trazer para sua aldeia.

- Hm, acho que eu poderia fazer isso!
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Qua 1 Fev 2012 - 19:29

-Ótimo. Conto com sua ajuda então. Você disse que seu trabalho era trazer informações pra seu povo, assim como sua mãe? E como seria esse seu povo, Lythe? Lá todas as garotas são atraentes como você? Deve ser um bom lugar pra se visitar então.

Ahsk foi indagando-a sobre seu povo, localidade e costumes à medida que podia; afinal talvez poderia usar sua incapacidade de ficar quieta para seu proveito.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Qua 1 Fev 2012 - 19:39

- Sim! Bom, atraentes eu não sei muito, depende do gosto. Mas são todas orelhudas como eu, he! - Apontou para as orelhas - É um lugar pequeno, mas bem confortável. Todo mundo conhece todo mundo e coisas assim. É bem tedioso para se morar quando se vive tanto quanto nós vivemos, mas é sempre um bom lugar para voltar. Talvez você vá lá comigo, um dia? Aposto que minha avó faria uma ótima refeição para te receber!
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Utter Chaos em Sab 4 Fev 2012 - 0:01

*O clima entre os dois em breve iria esfriar bruscamente, para logo em breve, esquentar violentamente. Lythe, aos poucos, foi sendo acometida por um acalanto na alma, como se fosse uma lembrança distante do colo materno. Sentiu seu corpo mais leve, num êxtase que se alternava com um torpor, quase num pináculo de prazer...*

-Ó criatura Fel... achas que podes profanar o solo sofrido de Zephyr?

*Já para Ashk, a sensação era diversa. Ele sentia angústia, e muito ódio, como se estivesse diante de seu maior inimigo. Desejava atacar algo logo, pois também sentia uma súbita e violenta sede de sangue, e quase chegava a salivar, como se estivesse diante de sua refeição predileta. Apenas pela voz e pela presença, ele já fora capaz de discernir a presença divina ali, cuja voz ecoava como se fosse na nave de uma Catedral. Lythe estava enebriada, e nada percebeu. Mas Ashk sabia, eram Anjos.*

-Filho de Gaap, se tua progênie pensaste que poderia enviar um de sua prole para espionar e ser um batedor neste mundo que chora, para tentar dominá-lo, que teu Pai saiba que irá fracassar!

*E num clarão de luz branca, o claque de metal característico de uma armadura se fez ouvir atrás do Ashtaar. E mesmo sem isso ele sentiri a presença mais forte vindo dali. E era um homem de estatura média, trajando uma armadura de placas completa e reflexão argentina, como a melhor das pratas. Seu cabelo era negro e curto, completamente posto para trás. Seu escudo mais parecia um espelho. A espada longa estava embainhada. Fixado no seu inimigo mortal, ele esqueceu-se da presença de Lythe. Era claramente um Arcanjo. A razão pela qual eles estavam atacando Ashk era equivocada, mas um motivo pouco importava para inimigos tão mortais.*

-Ó criatura fel... terás o julgamento que merece pelos teus atos obscenos! E tua sentença será a morte. Rápida, pois somos clementes! Yolaus, venha!

*E outra presença se fez sentir ali. Um homem também de média estatura surgiu atrás de Lythe. Trajava uma túnica simples e uma alabarda, possuía apenas duas asas. Era uma existência inferior à outra, um Anjo. Este, sem pressentir nenhum mal provindo da elfa, tratou te tentar convencê-la a sair do conflito.*

-Sim, senhor! ... ... Elfa, saia imediatamente do caminho enquanto purgamos este Mal. Não se deixe corromper pelas suas mentiras!

*E lá estavam, Ashk e Lythe, "cercados" pelo Anjo e pelo Arcanjo, que estavam um ao Norte e outro ao Sul. O Arcanjo sacou sua espada, e pôs o escudo diante do rosto, em posição defensiva.*

Spoiler:
[OFF: A 'Aura Má' de Ashk junto do 'Sentidos Especiais: Radar' do Anjo e do Arcanjo facilitaram este infeliz encontro. Os dois encontram-se em linha reta, diante um do outro, com Lythe e Ashk entre eles.]
avatar
Utter Chaos
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 4 Fev 2012 - 1:02

A presença, não, apenas o cheiro daquelas criaturas naquele local aguçavam sua sangüinolência ao último nível. Não tolerava a imagem destes seres já em seu palácio, onde sua presença era incomum, não toleraria agora que o estavam caçando. Arrogantes, agiam como se tivessem algum poder sobre o mal que habitava em seu peito. E ainda para piorar a injúria, um deles tentava roubar-lhe a presa.

Ah, como faria-os pagar por esta insolência. E o melhor de tudo, esta noite faria um banquete da carne mais pura que os céus podem oferecer, a carne do arcanjo. Olhou firme nos olhos de Lythe, precisava neste momento mais do que nunca que ela o apoiasse, então colocou o seu melhor olhar 43 antes de pronunciar as palavras.

-Lythe... neste momento eu preciso que fique comigo. Conto com você.

Sabia que nem o anjo nem o arcanjo permitiram sua lenta aproximação da garota, então o fez da distância que estavam para que depois, subitamente, corresse em sua direção, levantando-a rapidamente sobre o ombro, encarando os anjos atrás. Não iria fugir dos inimigos, nem precisava disto. Apenas queria ganhar uma vantagem estratégica no posicionamento, sem correr o risco de macular a pele macia da garota que pretendia figurativamente jantar. Seguiu na direção em que não havia nenhum deles a todo o vapor, parando algum tempo depois, colocando a elfa no chão e virando-se de supetão. Falou de canto de boca para a garota:

-Se piorar, fique atrás de mim, o mais longe que puder.

Não se importaria se ela segurasse alguns dos golpes com seu corpo por ele, de forma alguma. Mas estando no raio de suas lâminas, apenas atrapalharia seu manuseio e perderia confiança no Ashtaar, coisas que este não queria. Segurou firmemente suas adagas. Maquinava diversas formas de tentar se livrar deles, mas nenhuma parecia sensata ou funcional.

Como não correra para além do campo de visão de seus inimigos, assistia-os, esperando que viessem. Ao atingir o alcance, arremessaria sua adaga esquerda para a extremidade direita. Acertar o inimigo desta direção seria uma opção. Fazia isto para que depois pudesse puxá-la de volta para a sua esquerda, formando um gigantesco arco onde sua lâmina tentaria cortar ambos ao mesmo tempo. Faria o mesmo com sua adaga direita, do lado oposto, embora um pouco acima da outra para evitar de que se atrapalhassem no percurso.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Natsumi em Ter 7 Fev 2012 - 15:56

Sentia uma sensação tão gentil e prazerosa que estava estranhando seriamente que viesse da presença de Ahsk. Talvez por isso não se assustou tanto quando ouviu a voz de um outro ser, que logo após se mostrou, junto de seu companheiro de nome engraçado. Aparentemente a conversa era só entre os dois e ela e o terceiro ficariam apenas ali para ver o que iria acontecer. E estava até disposta a ficar quietinha, mas então ouviu o nome de a sua raça ser colocado em jogo, claramente se referindo a Lythe.

- Opa, calminha, relaxa! He-he! Eu também achava que ele era mal, mas é só a aparência mesmo!

E achou mesmo que isso resolveria tudo, até o pedido de Ahsk, que a fez entender que a situação era um pouco mais grave do que estava pensando.

- Ahn... Certo...

Deixou ser carregada – não que tivesse muita escolha, mas não brigou com ele ou tentou se soltar – e levada até onde a deixou, mas não pegou muita distância do mesmo. Não gostava do uso de armas, mas se algum dos adversários estivessem dispostos a usar magia de luz ela estava pronta para pular na frente, já que achava que aquilo teria bem menos efeito nela do que nele. Não iria deixar o homem que disse que a protegeria nessa estrada na mão, de jeito nenhum.
avatar
Natsumi
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Seg 26 Mar 2012 - 14:31

Spoiler:
Huhuhu...desculpem a demora no post queridos =w=
É tenso ter que pegar uma aventura que já se iniciou..
Preciso pensar um pouco pra não sair da linha do que tava rolando neh @3@

===============================================================

Lythe estava ao lado de Ahsk, ela não poderia ser ignorada pelos inimigos.

A manobra de Ahsk fora inteligente, mas sequer arranhara o anjo, tampouco o Arcanjo.
Este permaneceu parado, e deixou apenas o anjo atacar, ao menos por enquanto.

Ele avançou contra Ahsk, a principio não possuía nenhuma arma, o que poderia ser uma vantagem.
Alçou vôo, e logo mergulhou em direção ao homem. A intenção era dar um grande soco na face do mesmo. Ao menos era o que parecia.
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 7 Abr 2012 - 23:44

Mantinha o movimento giratório de suas armas da mesma forma ao notar o vôo de uma das criaturas em sua direção, mas preparou seu giro calculando por cima a velocidade e distância do inimigo, para que rodasse seu corpo juntamente às lâminas para a direita quando o anjo começava sua descida. Se tivesse sorte, este seria enrolado por sua adaga esquerda e estaria à sua mercê quando tocasse enfim o solo.


OFF: Não entendi direito, adagas não pegaram ou pegaram e não fizeram nada?
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Sab 14 Abr 2012 - 17:14

OFF: Não acertaram.

Ahsk fora rápido, e com perfeição acabou por enrolar o anjo. Agora ele estava caído no chão, e com parte das asas e pernas presas.

O Arcanjo permanecia imóvel até o momento, e o Anjo estava como Ashk queria, totalmente a sua mercê. Ele se debatia e tentava se desenrolar, mas estava demasiado difícil.
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Venta em Sab 14 Abr 2012 - 17:21

Notou que havia obtido sucesso em imobilizar o anjo, ótimo. Talvez teria um glorioso banquete para esta noite, e tinha uma vontade insaciável por carne bem passada.

Sentindo a adrenalina pulsando em suas veias, mordendo ligeira e perversamente a língua em seu sadismo, carregava por intermédio daquela corrente uma intensa corrente elétrica, disposto a fritar o anjo.


Asinhas fritas eram suas prediletas.


OFF:
Spoiler:
Skill: Crimson Thunder
Ahsk é capaz de alterar a diferença de potencial entre corpos ou partes de um mesmo corpo utilizando seu meio como forma de atração do aspecto positivo ou negativo da energia. Sendo capaz de carregar a quantia de energia que desejar quase instantaneamente devido a natureza lépida desta. Tal diferença de potencial pode acumular-se até quebrar a barreira da resistência do meio em que se encontram e gerar uma fagulha elétrica de potência variável com a energia gasta para separar os aspectos no objeto ou nos objetos. O dano desta fagulha, se alguma parte de algum objeto estiver entre o caminho da eletricidade.
Efeito: O conjurador concentra os eletrons de dois objetos à sua escolha e em deles vai aumentando a carga até ele se tornar literalmente um potente para ráios enquanto o outro objeto faz uma imensa carga eletrica viajar até o condutor mais potente/proximo possivel. Essa skill exige 1 turno de concentração, durante esse tempo, todo ataque eletrico é atraído diretamente pro objeto que está carregando.
Depois de um turno o objeto eletrificado envia uma carga concentrada de eletricidade diretamente para a area condutora mais próxima e potente possível como água, metais condutores ou, o objeto que estava sendo carregado como condutor. O conjurador é incapaz de prever aonde o raio vai, mas ele por padrão vai até o objeto condutor.Por ser uma carga elétrica, o ataque é inesquivável.A carga causa ataque mágico +5 de dano com o elemento eletricidade.A distancia máxima entre os objetos é o alcance da skill
Custo:10 SP - 3 caso os objetos escolhidos terem naturalmente alta condutividade (metais,por exemplo) ou +3 se eles não possuírem alta condutividade (madeira,borracha,por exemplo)
Alcance: 5 metros de ''raio''(lol)

Creio que 7 sp pela condutividade da corrente metálica, se possível gasto essa quantia duas vezes para o dobro do dano. :3
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Ivy-chan em Sab 14 Abr 2012 - 18:34

O Arcanjo não intervinha, mesmo que fosse para salvar seu parceiro de batalha.
O anjo ainda tentava soltar-se, mas quanto mais ia tentando, mais estava se enrolando. Por fim, ele desistiu e ficou a encarar Ashk. Seu olhar era bondoso, mas não de medo, não era o olhar de alguém que pedia por misericórdia ou ajuda. Na verdade, ele demonstrava pena, obviamente, por Ashk.
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada - Kannin & Pejite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum