O inicio de uma jornada.

 :: Home. :: Flood. :: Fanfics.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O inicio de uma jornada.

Mensagem por Muramassa em Qui 2 Dez 2010 - 23:19

Nota do escritor: e minha primeira fic tenho certeza de que ela não esta tão boa, quanto aos verdadeiros escritores, mas aos poucos tentarei aperfeiçoar meu modo de escrever.

Parte 1



A Cidade dos ventos


Em meio a silenciosa estrada, via se dois viajantes caminhando tranquilamente , a paisagem tipica da região com varias arvores fazia parecer ser mais cedo do que realmente era, o sol que começava a despontar seus raios, sobre a grande montanha e a imensidão azul do mar ,que banhava aquela região, enquanto o frio parecia aos poucos desaparecer.
Logo o silencio matutino foi quebrado pela jovem de longos cabelos castanhos e levemente cacheados deixando a mostra suas duas orelhas de loba da qual ela tanto se orgulhava, seus olhos vermelhos vivos enquanto seu nariz e boca eram bem desenhados. O corpo demonstrava característicasde de uma adolescente os seios cresciam fazendo na ficar bela em sua atual roupa, seus braços delicados em seu pé esquerdo que carregava uma tornozeleira prata com varias inscriçoes antigas da qual já fora apagada pelo tempo e o uso continuo, usava um sapato de madeira ,que combinava com perfeição com sua camiseta rosa e saia cor marrom clara.
___Que lindo__A moça não consegue suportar sua excitação ao ver a bela vista marítima, ela nunca viu outrora o mar, e sua alegria era demasiadade mais para ela suportar ficar em silencio.
__Você precisa gritar para que eu saiba que você esta impressionada?__Indaga o rapaz de longos cabelos prata e olhos cor de Anbar enquanto em sua bochecha carregava pequenos riscos roxos de cada lado , em seu braçoesquerdo logo acima do ombro carregava uma pelugem grossa que chegava desde a cintura ate o tornozelo de seu pé suas mão carregavam riscas roxeadas e suas unhas pareciam ser mais longas que o normal.


__Você fala assim porque tem essa pelugem que cobre parte de seu corpo mantendo o aquecido, e eu pobrezinha caminhando nessa estrada fria com um homem sem coração __A moça segura a mão sobre o peito apertando as vestes como se fosse uma vitima cruel.
___Você fala como se tivesse caminhado todo o percurso ate aqui___Fala ele enquanto olhava para ela seriamente.
__E não caminhei?___Diz ela com um olhar inocente para ele, enquanto para por um instante tentando se recordar de um momento que ela não o fizera.
__Não....___ele pausa por um instante estava tomando folego para não agredi-la fisicamente ou verbalmente.
__Como não?___Ela volta a insistir na pergunta
__Mais da metade do caminho você dormiu, tive que te carregar nas costas parecia um chocobo carregando as malas e ainda uma mulher inútil ... por sorte encontrei um mercador que me deu uma ajuda e nos trouxe por boa parte de nosso percurso ___Ele fala já com um certo nervosismo na voz.
___O por isso me senti aquecida em uma hora___Ela fala enquanto se move ate a direção da pelugem ao redor do do ombro do rapaz e abraça fortemente.
__Sim Sazane esse foi o motivo __Ele apenas mantem um olhar serio enquanto ela se aconchega na pelugem.
__Nossa mas então você conseguiu uma ajuda que bom como a pessoas bondosas nesse mundo né?__Ela fala inocentemente para ele enquanto puxava ate poder ficar completamente aquecida.
___Eu tive que pagar para conseguirmos pegar uma carona, e pode ter certeza que o preço foi altamente caro.___
__A isso não importa mais a questão e que estamos chegando, né Mura-sama___
Os dois ficaram em silencio por alguns minutos, mas Sazane como já de costume tentava sempre um modo de achar assunto para conversar, Muramassa sempre ou em boa parte a ignorava.
__Estamos chegando fique atenta para não se perder de mim___
Aos poucos acalmaria da estrada foi trocada por varias caravanas que adentravam e saiam da cidade ,algumas cheias de produtos agrícolas enquanto outras cheias de especiarias vindas de varias partes do mundo o o silencio que outrora era permanente foi tomado por vendedores que gritavam para encontrar compradores.
___Sinta-se, livre para olhar mas nem pense em sair do alcance de minha vis...... __Não dera tempo de Muramassa completar frase pois Sazane saiu correndo em direção a uma loja com vários utensílios de beleza feminina.
___O Mura compra para mim ____ela grita para ele.
Não demorou muito tempo ate que alguns olhares desconfiados se lançassem contra eles.
__yokais aqui?.........monstros sem corações.....__As pessoas ao redor começaram a cochichar umas para outras.
__Fale baixo eles podem escutar esse monstros costumam ter uma audição boa....___
Sazane não escutara nada era tipico dela não notar nada, mas por outro lado Muramassa que possuía uma audição perfeita escutava tudo, mas já estava habituado a ofensas de humanos.
__Vamos Sazane temos que nos hospedar na Taverna__Ele começou a andar ate que Sazane reparasse que ele não estava ali.
__Ei me espera___ela grita para ele enquanto corria para acompanhar, com muito esforço eo fegante ela pergunta___Então onde iremos nos hospedar?___
__Iremos dormir na Hospedaria da Hanna__
__Hum parece ser um lugar legal__
__Sera mais legal ainda se você se manter perto de mim em um lugar que eu.........___Ele não pode completar a frase.
__........Possa vela-se você sumir ou desaparecer te deixo para trás e sigo meu caminho, entendeu senhorita Sazane___ela completa a frase dele, como se já estivesse habituada aquilo e ouvido aquelas palavras centenas de vezes.
Os dois ficam quietos, ele como sempre olhou para ela com um olhar de desaprovação por ela ter completado sua frase, e ela por sua vez mostrou a pontada língua como sinal de certo deboche infantil.
Quinze minutos depois eles se depararam com a o lampião que emitia uma cores verdeada deixando amostra a placa com Taverna Hanna.
__E aqui ,vamos entrar___
Os dois adentraram a taverna e como era de se esperar estava cheia, com vários viajantes que procuravam repouso e principalmente bebidas.
__Bom dia o que vão querer__Uma mulher de longos cabelos ruivos tinha um belo corpo e seios fartos o que fazia vários homens a cobiçarem.
__Vamos querer um quarto___Fala Muramassa.
__Um quarto de casal...hum mm__Ela sorriu com um olhar malicioso.
__Sim um quarto para casal__Repete Muramassa como se não fosse surpresa o olhar dela.
__Não e isso quevocê esta pensando nos não temos relacionamento nenhum e.....__Sazane fica completamente ruborizada.
__ Você acha que irei pagar um quarto separado para você ?__Diz Muramassa enquanto olhava para ela.
__O sim um quarto para os pombinhos apaixonados___Fala Hanna que olhava para as chaves dos quartos.
__Não e isso nos não.....__Sazane fica mais ruborizada que antes.
__O sim querida entendo...__Ela sorri e olha com um olhar malicioso nos lábiosvermelhos e carnudos.
__Nem tente pensar coisas pervertidas só porque ficaremos no mesmo quarto, escutou Muramassa Sesshomaru.__
__Mesmo que eu quisesse nunca conseguiria imaginar nada que provenha de ato sexual com uma pessoa como você, pode ficar tranquila __Ele fala sem alterar seu tom casual de voz.
__Então vão querer alguma bebida e comida?___
__sim por favor umvinho e para ela um copo de leite__
__Anh__Sazane faz uma careta para Muramassa.
__O que foi você ainda e uma criança___ele diz enquanto a mulher entregava os pedidos.
__Não sou criança tenho 30 anos já posso tomar coisas alcoólicas__Esbraveja ela para ele enquanto tomava o gole de leite.
__A sim acabei de melembrar que você fez semana passada__Ele sorri para ela como estivesse esquecido.
__Então irei tomar garçonete traga me a bebida mais forte que tem__Ela grita para a garçonete que estava mais distante.
Todos no bar olham para ela surpresos
__Então a Senhorita vai querer o Sopro do Dragão demoníaco, Katarinne traga a garrafa temos uma cliente corajosa__
Todos no bar olham para Sazane surpresos.
__Fiquei sabendo que ate os anões que são fortes em bebidas repudiam mais de uma dose__Comenta um homem sentado mais a distancia.
A pequena menina trás a garrafa que era tão rubra como o sangue dos lendários dragões que jazem extintos, e despeja sobre a taça, por vezes todosv iram uma fumaça subir e arder os olhos das pessoas ao redor .
Sazane faz sons estranhos como se tivesse se arrependendo amargamente do pedido,mas, como era de se esperar não daria o braço a torcer na frentede Muramassa, que já sorria com seu tipico sorriso pálido.
__Então beba querida Sazane, enquanto não ver você terminar o ultimo gole não ficarei feliz , pois ela e a mais cara, a se pagar de todas as bebidas aqui.__Muramassa fala enquanto toma mais uma golada de seu vinho.
__Claro que irei, eu não volto minha palavra atras.__Ela toma a primeira golada fazendo a ficar vermelha, e não demorou muito ate que ela desmaiasse sobre a mesa.
__droga...se você e fraca para bebidas porque tenta__
Todos ao redor começam a rir ,. e não era para menos aquela era considerada um das bebidas mais fortes de toda a cidade alguns ainda levantaram a taça para cima em sinal de alegria principalmente alguns os anões que olharam a cena toda, e alguns outros ao redor deram varias gargalhadas, ate que Sazane recobra os sentidos e vagarosamente se levanta com a mão sobre a cabeça.
__Ai to zonza___Fala ela enquanto tenta com muita dificuldade manter-se firme.
__Droga, você só nos faz parecer dois idiotas___
Um Anão de grande barba e com uma taça anormalmente grande grita.
__Bebida uma rodada por minha conta em comemoração a moça corajosa ___E volta a dar grandes gargalhadas juntos com outros anões que pareceram acompanhar logo em seguida a uma musica sem ritmo algum, que fazia o bardo logo em uma das mesas, colocar as mãos nos ouvidos.
__A torre dos elfos esta caindo esta caindo esta caindo__Logo em seguida foram silenciados pela dona da estadia que olhou com o olhar fulminantepara eles, ela sabia muito bem que se continuassem a cantar logo elfos completamente zangados apareceriam ali, ou pior eles nunca mais retornariam, e nessa parte ela estava certa pois elfos eram completamente orgulhosos quanto ao fato de sua raça.
___Droga__Fala Muramassa ao ver Sazane caindo novamente sobre a mesa , ela realmente agora estava completamente embriagada, foi ate uma surpresa ter acordado logo em seguida de ter bebido uma coisa tão forte.
Então Muramassa se levanta da cadeira e tenta colocar Sazane no colo o que não foi fácil pelo simples fato dela estar completamente desmaiada.
___Você realmente só me da dor de cabeças......___
ele começa acarregá-la, ate o quarto indicado, subindo as escadas com certa dificuldade.
___A torre dos elfos esta caindo esta caindo esta caindo....___Sazane começa a cantar em voz.
__Droga Sazane nãoquero problemas com os elfos__
__Nem eu....mais amusica e tão bonitinha___ O cheiro de álcool chega ate as narinasde Muramassa que da alguns passos para trás.
__Eu acho que vou vomitar com esse cheiro insuportável . __
A ansiá faz Sazane vomitar.
__Droga logo em cima de mim__
__Desculpa__Fala Sazane enquanto ele empurrava a porta do quarto.
__ irei tomar banho__
Depois de algumas horas de reclamação por estar enjoada, e Muramassa ter tomado varias duchas de água ele retornar.
__To zonza, ai que droga__
__E merece estar assim bebeu a bebida mais forte da região e não quer estar de ressaca.___
__Vi os anões bebendo então achei que daria conta.__ela fala enquanto caminha com muita dificuldade ao banheiro.
__E nem tente me espiar, sei que você deseja olhar esse maravilhoso corpo__
__Desculpe não interesso por mulheres que ao minimo não tenha um corpo belo e gracioso___
Ele fala enquanto termina de por as calças.
__O você fala isso mais não sou eu que fico olhando eu tomar banho__
__E realmente deve haver loucos por ai com capacidade para isso__Ele da uma gargalhada sonora coisa que não era tipico dele.
__Escuta aqui já estou ficando farta de você ficar falando coisas assim, e alem disso quem e que lava nossas roupas e louças sujas.__Ela sai do banheiro em disparada na direção dele.
__E o minimo quevocê tem que fazer já que pago tudo, e alem disso não que eu me incomode mais alguém pode entrar por aquela porta que esta destrancada e vela completamente nua__Ele olha para ela como se realmente não importasse em nada o fato dela estar nua em sua frente.
Ela fica vermelha e corre em direção a porta do banheiro
__Alem disso você sabe muito bem, que estava brincando com você__
__Sabe muito bem que toda mulher fica zangada quando falam que seu corpo não tem tantas voltas assim__
Ele vai na direção do banheiro e abre a porta .
__Você e linda sempre__
__Kiaaaaaaaaa saia gora__ela empurra ele com força e tranca o banheiro.
__Droga, quem entende ela__Vestia sua casual roupa de dormir e deitava sobre a cama macia ate que adormece.
__Ei acorda ,acorda__Sazane puxava e empurrava Muramassa que dormia profundamente.
__hum, droga tenho que ficar vigiando varias noites seguidas, e quando posso dormir em paz você me desperta__
__E claro que sim,onde você ira dormir?__Ela pergunta enquanto estava em cima dele tentado-o empurrar com força.
__Droga, já não estou na cama porque dormiria em outro lugar?__
__Porque e aqui que vou dormir, e você no sofá como seria o normal__Ela sorri enquanto com muito esforço empurra a perna dele para fora da grande cama de casal ele a abraça enquanto seus braços quase a sufocando.
__Droga você tá me enforcando__
__apenas durma e cale a boca__


Horas depois.


__Nossa dormi tão bem__Fala Muramassa enquanto levanta-se vagarosamente da cama e olha para a a jovem Sazane deitada ainda em seu tipico e casual pijama rosa.
__hum__ ela apenas vira para o lado e volta a dormir.
__Droga perdemos boa parte do dia.__ele olha para uma das janelas do dormitório quando sua atenção retornada para Sazane.
__Sua jovem tola sabe muito bem que você e a única pessoa em que importo e amo__
Ele sorri elevanta-se vestindo parte da camiseta e logo em seguida sua armadura.
__Hum então sou a única que você ama?__ela abre um do olhos, em todo tempo estava fingindo dormir enquanto pula da cama sentando-se sobre suas próprias pernas.
_Você entendeu completamente errado disse que você era uma idiota que é a única pessoa que, não me importo e não amo__
Ela sorri sabia que era mentira, mas que se continuasse a tentar forçá-lo a dizer, ela escutaria um grande desaforo então deixou de lado.
__hum vamos sair?__
__Sim temos que fazer compras, __Ele fala para ela, enquanto, caminha ate a porta__Você ficara ai?__
__e claro que não__Ela exclama para ele enquanto rapidamente começa a se vestir.


Impaciente como sempre, Muramassa começa a descer as escadas, antes de parar e prestar atenção na voz de Hanna e sua filha cochichando junto aa lguns clientes.
__Então ai ele virou e falou você sabe que você e a única que eu amo___Hanna fala enquanto sua filha abre levemente a boca em sinal de surpresa.
__Mais ele parecia tão frio com ela ontem então.....___A filha dela cochicha para sua mãe.
Muramassa, mesmo com seu dom natural para escutar não conseguira ouvir nada, talvez fosse uma habilidade que mãe e filha desfrutavam após anos de fofocas.
__Mura me espera vai__Sazane desce vagarosamente.
__Quem manda você ser tão lerda para se vestir.___Ele fala enquanto terminava de descer e se apoiar em uma viga.
__O você não falou, que eu era lerda ontem.__Ela fez uma careta, enquanto Hanna e os fofoqueiros da mesa começaram a cochichar entre si.
Muramassa da um leve tossida para ser atendido logo, e sair daquele antro de fofocas,que tinha fiel, certeza de que era sobre ele.
___O sim o que vocês desejam?___Fala Hanna ao chegar perto deles e deixar o grupo que ao ver a aproximação deles a mesa, mudam completamente de assunto.
__Sim tome essa moeda para que você fique de olho em nossas coisas por favor.__ele entrega uma moeda e ouro para Hanna que pega de sua mão e coloca entre o sutiã.
__O sim mais e claro e tenham um boa tarde.__Hanna sorri e volta para a mesa onde pareceram mudar de assunto mais vigiavam atentamente para que não escutassem.
Muramassa e Sazane abrem e sentem o calor intenso do sol sobre seus rostos mais talvez pelo fato te derem dormido mais que o normal, por mais que dormiram ainda era tarde e os mercadores estavam a gritar para vender seusprodutos.
__Droga quanto mais eu ando com você, mais meus bolsos vão se esvaziando__Diz ele enquanto olha para seu bolso que estava começando a ficar vazios, as missões que ele cumpria sempre lhe rendera algum lucro mais, era esvaziado pela sua parceira deixando o completamente desolado.
__O não fale assim de mim não sou uma viciada por compras.__Ela fala para ele enquanto carrega uma bolsa com algumas trocas que havia comprado.
___Droga vamos ter que procurar um modo de conseguir dinheiro e rapidamente__
__Vamos ver se conseguimos alguma coisa se não ficaremos duros ate morrer de fome___
Ele então começa a caminhar pela cidade conhecia bem ali já que viveu perambulando por aqui e ali, tivera muito tempo para ver que ela não mudou muito.
__Incrível nunca viu ma casa tão grande__Ela fala para ele enquanto para de frente a um grande portão feito de ferro puro a casa com certeza era a de longe a mais bela e grande da cidade.
__Essa e a casa de um homem rico e excêntrico chamado Lunius fiz alguns trabalhos para eles em nível que meros humanos não conseguiria, e é claro consegui certas vantagens com isso.__ele fala para ela enquanto um homem de roupas pretas que lembravam muito os paletós e ternos usados na época em que os humanos predominavam.
__ O que os senhoresdesejam?__Fala o homem ao se aproximar do portão.
__O sim viemos conversar com senhor Lunius diga para ele que e um antigo empregado dele chamado Muramassa.__Muramassa entrega para o homem o que parecia ser uma carta um pouco rasurada.
__O sim o senhor Muramassa aguarde um pouco__o homem para e começa a falar algumas palavras como se estivesse conversando com alguém.
__Uau o que e isso?__Sazane pergunta para Muramassa.
__ele tem o poder de telepatia e com certeza esta perguntado para seu chefe se podemos entrar.___
Minutos depois o homem retorna ao portão


__Queira perdoar me a demora, meu mestre esta aguardando__O grande portão se abre e eles começam a caminhar em direção a casa que mostra-se ainda mais suntuosa do que aparentava ser do lado da rua, sua porta deita de madeira pura vinda das mais antigas arvores da região e bem entalhada, Muramassa sabia perfeitamente que aquele era trabalho dos elfos pois apenas seres tão divinos poderiam fazer tal trabalho com a madeira, nela estava um grande pássaro na porta.
__Você contou para ele que a gente vinha?__Pergunta Sazane.
__Claro que não ,mais fiquei sabendo que ele tem um dom muito raro entre os humanos.__
__E qual seria?__
__E o da premonição___
__Premonição?__Sazane pergunta a ele enquanto o velho homem abre a porta deixando a passagens livre para suas entradas.
__Em boa parte a premonição e um dom que vem aleatoriamente e se mostra de uma hora para outra mas parece que ele conseguiu dominá-la e agora pode vela perfeitamente a hora que desejar , mais ninguém sabe ao certo se isso e verdade , no entanto. Ninguém atreva-se a roubá-lo pois temem que ele já tenha descoberto e que esta armando uma emboscada.___
__A entendi __Ela fala enquanto coloca sua mão sobre seu queixo em demonstração de interesse.
__Não faça caretas estranhas__Ele resmunga para ela enquanto esperavam o mordomo abrir a porta .
___Não faço a menor ideia do que você esteja falando...__Ela para de falar ao ficar desnorteada pela gigantes sala encrustada em joias e diamantes vindo das mais caras e refinarias dos anões , logo a frente havia um grande lustre de puro ouro.
Muramassa não pareceu nem um pouco surpreso continuou seguindo o mordomo, depois de caminharem pelos grandes corredores chegaram até uma porta de madeira élfica .
___chegamos por favor o mestre vos aguarda.__o homem então abriu a porta e logo em seguida retirou-se.

Muramassa
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Home. :: Flood. :: Fanfics.

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum