Estrada Jylia- Pejite

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Ter 20 Out 2015 - 22:19


Estrada de Jylia para Pejite, leva em torno de 2d8 dias para atravessar a estrada. A estrada é relativamente segura pois guardas de Pejite viajam por ela com frequência, mas isso também significa que qualquer perigo que ousar atravessar a estrada é muito maior do que aparenta.

O início da estrada pelo lado de Jylia passa ao lado do pântano, e apesar de todos considerarem rumores irreais, existem relatos de monstros do pântano invadindo a estrada.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Qui 22 Out 2015 - 15:24

Nem mesmo a calma e tranquila manhã na estrada vazia que ligava Pejite a Jylia era suficiente para apaziguar o espírito de Clifford. Não era para menos, afinal o recém auto-proclamado aventureiro iniciava, atônito, uma jornada sem rumo, e provavelmente sem volta.
 
Mesmo com todo o treinamento, bastaram poucos dias longe do conforto de sua casa para que o loiro sentisse-se inseguro quanto ao inseguro desejo de viajar sozinho pelo continente de Zephyr. No fundo, Clifford já havia até mesmo se arrependido, e por mais que ainda tivesse tempo de simplesmente dar a meia-volta, sabia que se arrependeria ainda mais se o fizesse. A bravura do talentoso guerreiro, uma vez mais, superava seus medos.
 
Mesmo que nunca tivesse viajado pelo continente, o loiro sabia bem onde estava pela boa sinalização do local. Sabia que em breve chegaria a Jylia, mas foi então que percebeu que não sabia exatamente a razão de estar seguindo tal caminho. Talvez quisesse se afastar de toda a mordomia que tinha em Pejite, rumando para qualquer direção. Talvez tenha escolhido inconscientemente um destino pacífico para começar suas aventuras, ou talvez simplesmente estivesse indo para qualquer lugar sem nem pensar.
 

Em uma reflexão mais profunda, Clifford percebeu que já tinha tudo em mente para suas aventuras, menos um objetivo pré-determinado. Este, por sorte, seria o menor de seus problemas. Com toda a riqueza do continente de Zephyr, o rapaz poderia encontrar um destino em qualquer local, inclusive com a dupla de aventureiros com os quais cruzaria em breve.


Última edição por Clifford Webb em Sab 24 Out 2015 - 13:25, editado 2 vez(es)
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Convidado em Qui 22 Out 2015 - 18:09

Off Adiantado: Desculpa pelo post ruim é que to muito ocupado esse fim de semana. 

Então prosseguimos viagem, sempre caminhando no canto da estrada, ao lado de Meli, não tinha o que reclamar eu estava tendo uma bela vista, tanto flora quanto a beleza da mulher, e muita comida nos primeiros dias, até chegou a passar guardas de Pejite, obviamente tentei não chamar muita atenção, ou abaixando o capuz um ficando junto a Meli o que era um "Bônus". Toda noite ficava de guarda até que Meli dormisse e tivesse certeza que não havia nenhum perigo por perto. 
E toda manha dava um carinhoso bom dia e deixava o café pronto já para comer junto a Meli. Sempre sendo gentil com ela e a acompanhando tranquilamente, dai chegou em um ponto que estávamos ficando sem comida então resolvi dar o que eu tinha para Meli, não era sensato deixar um dama com fome certo?. Então acabei por toda manha antes de Meli acordar e a noite depois que dormia procurar a minha própria comida, com sorte ou não prosseguimos. Então finalmente, pelo  que o mapa que Meli tem dizia,estávamos chegando. 

Fala- Finalmente chegamos...Está pronta para uma dose de ação, Meli?


Falei com um leve sorriso e apoiando a mão no cabo da espada ainda repousada na bainha.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Sex 23 Out 2015 - 20:06

"Ser tratada como uma dama é muito chato" é o que eu pensava enquanto chegávamos em nosso destino. Já estava cheia da superproteção e do romantismo de Oswald, por mais que boa parte da culpa seja minha. Talvez por receio, ou desejo de que ele desse o primeiro passo, não tentei nada com o homem, e isso fez com que o mau-humor fosse acumulando cada vez mais. Não me leve a mal, Oswald foi divertido e uma boa pessoa para se conversar e passar o tempo, mas sentia que o tesão pelo rapaz já estava escorrendo para o esgoto. Obvio que depois que eu o visse em ação ou quando ele resolvesse tomar alguma inciativa talvez a "chama da paixão" acendesse de novo. No mais a viagem foi tranquila, os únicos momentos em que eu sentia uma tensão era quando os guardas ou soldados passavam, Oswald ficava meio tenso. Imagino que, pelo jeito que ele ficava grudado em mim, fosse um pouco de ciúmes por eu flertar abertamente com eles.

- Finalmente! - Meu tom era um pouco carregado de rancor. - Bem, vamos só nos preparar antes de entrar aí! - Equipei minha arma e comecei um aquecimento rápido, era bom estar preparada quando entrássemos nessa possível armadilha. Enquanto alongava o pescoço, virando-o para o lado, avistei uma silhueta de outra pessoa. Parecia um soldado. "Deve ser só mais uma ronda, estamos bem perto de Pejite agora", pensei despreocupada. A medida em que o homem foi se aproximando eu comecei a sentir uma sensação de familiaridade, e isso me perturbou um pouco. Olhei melhor para o suposto soldado e andei em sua direção. - Um momento, Oswald.

- Ei...você por acaso é algum lutador? - Perguntei ao andarilho. Minha memória estava falha, mas havia alguma pista em minha cabeça que ligava o sujeito ao mundo da luta. Quando estava no treinamento intensivo, eu e as outras alunas sempre recebíamos folhetos, cartazes, noticias, desenhos, qualquer coisa que fosse relacionada a luta. Era o nosso vício, a única maneira de contato com o mundo exterior, aquele rapaz poderia ter aparecido em um destes.

Fiquei parada, encarando o sujeito, estava tão focada em descobrir de onde eu o conhecia que demorei um pouco para notar que ele era "apetitoso". Seu jeito nobre, elegante e olhar sonhador davam um charme e uma vontade de "corromper". O olhar foi passando pouco a pouco de curioso para de desejo.

Off:
Desta vez eu também fiquei sem idéias. Desculpa, fiz o post meio as pressas, afinal estava pensando que a ordem era outra...enfim. Só quis dar um motivo para que o grupo se interagisse. Estou esperando ansioso para a postagem de Cliff, e garanto que os próximos farei com mais cuidado.

off²:
A soqueira também ganha bônus das perícias de combate desarmado? Ou tem alguma específica para ela?
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Sab 24 Out 2015 - 13:25

A medida que avançava para lugar algum, Clifford se aproximou de uma dupla de outros aventureiros sem nem perceber. Pela tranquilidade que a estrada apresentava até então, não pensou em momento algum que mais alguém poderia estar passando por lá, mas de qualquer maneira aquela presença o garantiu algum alívio pela quebra do padrão. Várias horas apenas com a companhia de árvores deixavam aquele local ainda mais monótono.

Em alguns instantes, a proximidade tornou possível identificar os viajantes, estes bastante curiosos na primeira vista. A que mais parecia peculiar, entretanto, era uma garota com traços insetóides. Por um momento, Clifford chegou a temer que aquilo fosse alguma obra do tão falado fukai, já que lera bastante sobre o assunto em sua juventude. Como a garota estava acompanhada e parecia bem, o guerreiro deixou de cogitar tal hipótese, mas não deixou de se sentir inseguro quanto a ela, afinal ela definitivamente não era comum. O único motivo para o qual Clifford não evitasse o encontro ou julgasse ela antecipadamente foi a beleza exótica da moça mesmo com uma anatomia curiosa.

Clifford pensou que eles apenas se cruzariam e nada mais aconteceria, mais foi surpreendido quando notou a youkai o encarava. Até mesmo olhou para trás, buscando outra pessoa que poderia ser alvo do olhar da moça, sem sucesso. Já próximo o suficiente, sua atenção foi chamada, e por sua inocência o guerreiro nem mesmo questionou a possibilidade de ter encontrado bandidos na estrada, mesmo que o visual de Oswald pudesse ter indicado isso. O fato era que ele estava tão inquieto quanto a peculiar lutadora que não se preocupou em analisar precisamente a situação.

- Eu? - Perguntou, surpreso. A pergunta da moça claramente o envergonhou, mas o loiro ainda assim respondeu-a com sinceridade. - Bem... em meu passado eu tive certa fama, por mais que não a merecesse. Caso tenha passado por Kannin a alguns anos, você com certeza conhece minha figura. Sou Clifford Webb, mas hoje sou conhecido por lá como farsante. - Disse o guerreiro, enquanto lembrava dos fatos vergonhosos de sua juventude com os quais nem ele havia se conformado ainda. Sua tristeza refletia em seus olhos, que se perdiam enquanto o guerreiro tentava explicar com veracidade a situação. - O fato é que as lutas eram compradas, mas eu posso te garantir que não tenho culpa disso. - Finalizou, com um riso constrangido. Sabia que a história era mal-contada, mas não acreditava que uma simples curiosa que o encontrara na estrada poderia querer saber mais detalhes.

Foi então que Clifford pôde finalmente analisar Oswald, e foi ai que finalmente desagradou-se com ele. Ele realmente tinha o visual de um mercenário ou assassino, porém o loiro não julgou-o antecipadamente por respeito e por cautela. A única coisa que fez foi esperar alguma resposta da youkai, por mais que não acreditasse que alguém poderia querer manter um diálogo com ele após saber das farsas que o perseguiam.

Off:
Ta aí já o/. Ta meio mal-escrito, foi mal, mas é que acabei de acordar xD. Espero ansioso os posts de vocês.
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Dom 25 Out 2015 - 13:58

Off:
Off: Bom, vamos lá -estala os dedos-. Primeiramente, sim Hai, é considerado combate desarmado e stacka sim, segundamente, peço perdão pela demora pois estou viajando e nem sempre tenho muito tempo pra apostar apesar de ser bem ativo e, por fim, terceiramente, tudo que for experienciado no evento que eu criei (contanto que o desafio tenha terminado) realmente aconteceu, é uma arena de consequências não definitivas porém semi-real.

A viagem fora longa, os dois estavam relativamente cansados mas não era tempo de descanso ainda, haviam acabado de chegar na caverna pelo que parecia.

A entrada da caverna parecia a de uma gruta qualquer, que fora formada naturalmente a milhares de anos atrás, porém era possível ver que a habitação naquela caverna havia deixado seus rastros.

Oswald estava acostumado a se sentir cansado, é difícil dormir bem quando se sabe que é procurado, aquela exaustão de viagem não influenciaria na sua efetividade.

Hai Meili era familiar com o cansaço também, afinal a rotina de uma lutadora bem treinada não é nada fácil, e sua disciplina também a impediria de tê-lo afetando-a de forma a diminuir sua capacidade.

Clifford havia saído de Pejite a poucos dias, havia apenas começado sua jornada então ainda estava no seu pico.

Foi então que ocorreu um daqueles encontros que fazem as pessoas questionarem se o destino realmente existe, pois ali estava dois aventureiros que precisavam encontrar o covil de bandidos porém não sabiam como, e ao seu encontro ia um outro aventureiro que tinha conhecimento de como encontrar o covil porém não tinha razão para fazê-lo sozinho. E agora não só tinha uma razão para fazê-lo como também com quem fazer, seria só uma questão de tempo até que houvesse entendimento entre os integrantes daquele pequeno grupo prestes a se formar.

Hai Meili coincidentemente conhecia aquele guerreiro mas não lembrava de onde, e o guerreiro também se sentiu atraído pelas características femininas da lutadora, então houve circunstância dos dois lados para que se iniciasse uma conversa, e assim ocorreu.

Era agora uma questão de tempo até que o novo grupo que agora teria três integrantes ao invés de dois, adentrasse a caverna.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Convidado em Ter 27 Out 2015 - 10:33

TToda essa viagem me deu bastante tempo para pensar...eu estava sendo o cachorrinho da Hai, caramba, esse definitivamente não sou eu, vou tomar mais cuidado não quero cair no charme dela de novo, vou ser mais eu agora.

Enquanto eu me perdia nos pensamento eu percebi que chegava alguém ao longe, Hai já foi correndo de encontro ao estranho, pela sua aparência. ..poderia ser outro riquinho, ou alguem fingindo ser um, ainda mais por nunca telo visto.

Pensamento- Aah, como odeio essa gente, só falta ele vir junto né? Já vou ter que dividir o que ganharmos com ela, ai com mais um não dá, espero que vá embora. 


Viro-me para o homem, ainda com a mão repousando no cabo da espada e o encarando sem mostrar muito meu rosto o ocultando com o capuz, eles parecem estar conversando algo, mas não dava para ouvir direito, lógico que fiquei curioso então fui me aproximando de Meli ficando ao seu lado e com a voz firme falo:


Fala- Então, é um viajante? Ou alguma ameaça? Não fui com a sua cara, então seja breve.


Joguei tudo na lata mesmo então me  um pouco para Meli e sussurro. 


Sussurro- Meli, vou preparar as coisas lá atrás ok? Te espero perto da entrada. 


Então virava as costas e ia para perto da entrada, não muito perto, me ajoelhava e começava a colocar as coisas que usaríamos na missão no chão a minha frente, ou seja as poções o kit médico, etc...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Ter 27 Out 2015 - 13:56

Estava animada a ver um rosto novo, então escutei atentamente ao que o homem dizia, e quando ele citou o nome a ficha caiu. Eu realmente sabia quem ele era, escutei histórias nas noites em que passei em Jylia, li algumas coisas nos jornais. Mas não tinha associado o nome com a pessoa. A medida em que ele foi contado sua história os pontos foram se conectando! Obvio que fiquei frustada ao descobrir que um dos lutadores que eu tanto queria conhecer quando estava nos últimos anos do templo era uma farsa, mas eu não conseguia ficar tão chateada quando via aquele rostinho bondoso e envergonhado, a vontade que tinha era de despi-lo ali mesmo.

Após a confissão de Clifford eu sorri para ele e me aproximei um pouco, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa Oswald apareceu. Ele realmente parecia estar com ciúmes, mas tudo o que fiz foi apenas olhar feio para sua direção. Não podia culpá-lo afinal eu realmente era linda e era meio difícil escapar do meu charme. Assim que Oswald se retirou voltei minha atenção ao loiro novamente. - Não ligue para ele, deve estar com mau-humor por conta da viagem! - Toquei o braço de Clifford de leve. - Uma pena que você não seja um lutador de verdade, apesar de realmente parecer forte. Era sua fã quando estava reclusa! Você era o meu segundo lutador favorito! Estava até pensando em te pedir para nos ajudar... - A decepção começava a se mostrar um pouco, meus olhos baixaram, desviando o olhar do rosto de Cliff.

Soltei o braço de Webb e voltei a encará-lo. - Bem, se você me dá licença, eu e meu colega vamos pegar alguns bandidos e ajudar um senhor indefeso. - Aquela frase não foi dita em vão, eu já tinha alguns conhecimentos sobre o indivíduo, e por isso sabia que por causa das farsas queria recompensar com seu forte senso de justiça. Era uma boa oportunidade para unir mais uma pessoa ao bando, e eu sabia que ele não era fraco só de olhá-lo. Estava virando para a direção de Oswald quando lembro de algo importante. -Ah, é mesmo! Eu prometi as minhas amigas que faria isso caso eu visse um dos nossos lutadores mais boni...digo, favoritos. - Volto a atenção para o Cavaleiro novamente e, em um movimento rápido, tento beijá-lo. Apenas um selinho sem muita importância, para mim aquele gesto era quase como um aperto de mãos, mas foi uma promessa que fiz com minhas ex-colegas, afinal fui a única que consegui permissão para sair do templo.

Assim que me afastei um pouco acenei para o elegante homem e me virei, indo na direção do meu parceiro de viagem. Ele já estava arrumando as coisas. Parei na entrada da caverna ao seu lado e fiquei apenas esperando, pensando comigo mesma se havia algum tipo de armadilha. De qualquer modo, eu iria entrar com tudo mesmo.

Off:
Só para deixar claro, Hai não é inculta, mas ela passou muito tempo dentro de um templo, então pode confundir uma coisa ou outra quando se trata de pessoas. E apesar de não ter nenhuma desvantagem como Fanfarronice ou Megalomania, ela se acha um pouco, por isso tem quase certeza que Oswald está com ciúmes.

Off²:
Aproveitei da Boa Fama de Cliff para poder persuadi-lo melhor. A justificativa que dou para eu conhecê-lo é que as pessoas comentava o seu nome até mesmo em Jylia, caso o GM ou Cliff discordem, posso refazer o Post.

off³:
O selinho não foi uma tentativa de sedução, apesar de poder funcionar como. É só um ponto que achei interessante acrescentar para enriquecer mais a backstory da Hai. Além disso, ela possui insano Luxúria, o que torna um selinho algo trivial.
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Ter 27 Out 2015 - 22:42

O mesmo homem que eu encarava agora rumava vagarosamente em minha direção, parecendo por algum motivo incomodado com minha presença. Apertei meus olhos diante da aproximação, principalmente porque notei que ele repousava a mão no cabo de uma arma. Silenciosamente, deslizei minha mão até tocar meu escudo preso nas costas, enquanto fingia apenas adotar uma postura mais formal.

Tenso, demorei para raciocinar que deveria respondê-lo, e antes que pudesse fazer isso, ele apenas partiu após uma ríspida pergunta sobre minhas intenções ali. Assim que ele se virou, voltei a minha postura normal, visivelmente bem mais tranquilo e relaxado. Por um momento pensei que correria perigo já ali, no início de minha jornada, mas as palavras sutis da youkai puderam me acalmar.

A decepção dela em suas palavras, entretanto, foi compartilhada por mim. Quem dera eu pudesse ter mudado minha história, mas minhas vergonhas estavam lá e todos sabiam delas. Eu esperava, entretanto, que aquela moça soubesse que tive a coragem de assumir toda a farsa quando a descobri. Se não tinha a força que pensava que tinha, eu ao menos desejava ter a sinceridade.

Quando a meio-inseto mencionou o motivo de estarem ali, finalmente me interessei de verdade naquele grupo, apesar de achar curioso que aquele homem mal-humorado estivesse praticando uma boa ação, e logo deduziu que havia uma recompensa por trás da tarefa. A retribuição, entretanto, não era o que me cativava naquela história, e sim a oportunidade de ter minha primeira aventura - e de ajudar alguém.

Quando estava pronto para chamar novamente a atenção da moça, fui interrompido pela mesma, que retornava com um discurso que desta vez eu não entendi. Apesar de ser um nobre que já foi bastante famoso, eu jamais fui de desfrutar de prazeres carnais, e era tachado como ingênuo por boa parte das pessoas que me rodeavam. O elogio disfarçado sozinho já seria capaz de me constranger, mas a aproximação repentina da moça foi o que me alertou. Como seria natural para qualquer um, meus reflexos impediram o toque direto e o beijo foi parar em meu queixo, por conta da diferença de altura entre mim e a youkai.

- E-Ei, espere! - Comecei protestando enquanto caminhava até a moça, mas decidi mudar o discurso para não causar confusões ou desentendimentos. Decidi então ignorar o ato, mesmo ainda desconfortável, e ir ao ponto que realmente interessava. - Eu... gostaria de acompanhá-los. Não sei se estão atrás de uma recompensa, mas se estiverem eu prometo que não cobrarei que dividam comigo. Desejo apenas ajudá-los, já que estão ajudando alguém. - Pedi, mesmo que achasse aquela dupla bastante... peculiar. Mesmo que tivessem algumas atitudes estranhas, ainda estavam prestando um serviço a alguém que precisava.

Off:
Como notei que estão acostumados a interpretar em primeira pessoa, vou tentar fazer isso também pra facilitar.
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Sex 30 Out 2015 - 14:42

O encanto da lutadora sobre Oswald começava a se dissipar, porém ele não deixava de estar interessado no "bônus" após o fim da aventura. Quando o possível novo integrante do grupo se aproximou, Oswald o antagonizou de imediato, e deixou claro seu desdém antes de se retirar para arrumar as coisas.

Hai Meili reconheceu o andarilho e foi de encontro com ele de imediato, ela o conhecia pela sua fama de ser um grande duelista. A lutadora conversou um pouco com ele, demonstrou que tinha um grande apreço pelo rapaz devido a sua fama, chegando a conquistar o favoritismo de Hai Meili. E por fim deixou uma pequena "isca" para ganhar o seu auxílio em sua aventura que estava por vir.

Clifford mordeu a "isca" como um peixinho faminto, e foi logo atrás dos três aventureiros buscando ter um lugar em sua busca, nem que isso lhe custasse a recompensa que eles receberiam pelo trabalho.

A caverna estava logo ao lado, sua entrada não era de forma alguma escondida.

Off:
Desculpa a demora excessiva pelo post, não vai acontecer de novo, eu só to com um inferno gigantesco de problemas pessoais além do negócio com meu concurso que só serviu como cereja em cima do bolo de merda. Seja como for, não é justificativa e eu não vou demorar para responder a aventura de vocês de novo.

O primeiro post que eu havia escrito tinha 6 parágrafos e era bem maior que esse, só que eu perdi ele. Desculpa fazer uma narração tão meia boca, eu só não conseguia pensar em nada bom e eu não podia deixar vocês esperando mais tempo, perdão.

Se quiserem só narrar a resposta ao Clifford e já se dirigir para dentro da caverna para apressar um pouco as coisas, eu permito.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Sex 30 Out 2015 - 22:49

Aquilo foi muito mais efetivo do que eu imaginava! Não pensei que ele iria abrir mão de toda recompensa, mas de qualquer forma meu objetivo foi atingido. Não era má, então não me importava em dar ao menos um pouco para que ele pudesse se manter mais uma semana ou algo assim, mas talvez Oswald tenha ficado animado com aquilo, todo dia depois que ele acordava parecia contar seu dinheiro.

Virei-me para Clifford com um sorriso ainda maior do que eu esperava, realmente era bom conseguir o que queria. De qualquer forma, não contei nenhuma mentira. Não percebi o desconforto do homem, apesar dele ter recuado do meu beijo anteriormente, então me aproximei sem nenhum problema. - Uma ajudinha a mais vem sempre a calhar. - Ri de leve, por mais que ele fosse uma fraude, ainda foi parte dos meus sonhos, e estar em uma aventura com Clifford Webb era realizar um sonho, não só meu, mas de minhas colegas. Tentei segurar em seu braço e guiá-lo até mais perto da caverna.

- Um vendendor...como era seu nome...Ah, Binga-san! Sim, ele disse que os bandidos que estão aí dentro roubaram algo dele e que é algo muito importante e perigoso. - Suspirei um pouco, lembrei que os outros vendedores, por mais que confirmassem que Binga era uma boa pessoa, não pareciam muito preocupados com a pedra do meu contratante, além disso, pela descrição que me foi dada, nem eu acreditava... mas trabalho é trabalho. - Bem, essa é a versão resumida...e a única que nós temos. Parece que o objeto é como uma pedra...pintada de amarelo. Pelo que soube tem um valor simbólico muito grande para Binga-san.

Terminei o meu aquecimento, esperava que Oswald já tivesse arrumado tudo e já estava mais do que preparada para avançar. Olhei para os dois rapazes e sorri, empolgada. - Vamos?
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Sab 7 Nov 2015 - 13:31

Mais uma vez senti-me desconfortável com a aproximação, mas principalmente porque não estava acostumado com isso. Ainda assim, deixei que a moça me guiasse sem contestar, visando evitar ser desagradável.

Ouvi atento enquanto Hai Meili me explicou a missão, porém o que realmente me atraiu foi a própria oportunidade de lutar por alguém, e não o item em questão a ser recuperado. A experiência seria a recompensa, e aquela seria a oportunidade perfeita de ter minha primeira aventura e conseguir aliados logo de cara, por mais que um deles não parecesse entusiasmado com a minha presença. Finalmente assenti com a cabeça quando a garota terminou de explicar, como se dissesse que entendi bem o recado.

- Então vamos lá, não podemos deixar que estes homens tenham posse deste item saqueado nem mais um segundo! - Disse, empolgado enquanto erguia meu punho livre numa postura heroica, que por outros olhos poderia parecer até mesmo cômica. Por mais que um certo nervosismo persistisse em atormentar-me, a ansiedade por finalmente me sentir um verdadeiro guerreiro ainda prevalecia.

Estava pronto para acompanhar os outros do grupo e adentrar a caverna, mas ouvi um som bastante familiar que desviou minha atenção. Ouvi o grito de uma águia, logo acima de nós. Eu, entretanto, já sabia que aquela não era qualquer águia. Aos poucos entendi o que acontecia e um pequeno sorriso de canto se esboçou-se em meu rosto. Por mais que já soubesse que aquilo aconteceria cedo ou tarde, foi bom saber que teria logo cedo a companhia de uma conhecida tão querida.
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Scarlet Richmond em Sab 7 Nov 2015 - 21:25

Parei de andar por alguns minutos, me recostando em uma árvore. Havia saído de Pejite há apenas um dia, e desde então, tenho evitado parar no caminho para descansar. Por mais que algumas vezes isso se torne inevitável. Não podia deixar Clifford se distanciar tanto e, para me certificar disso, pedi para Kaylee que fosse na frente, procurando-o. Logo ela estaria de volta. Não podia negar, tudo estava mais desanimado desde que ele foi embora, para se aventurar sozinho por Zephyr. Eu sabia que sentiria sua falta, assim que o mesmo me contou sobre seu plano. Mas, para a minha infelicidade, senti mais do que esperava. Não que fosse admitir isso para alguém.


   Passado um dia após a sua partida, decidi acompanhá-lo para garantir sua segurança, já que o rapaz nunca havia se aventurado de tal maneira sozinho. O sr. Webb autorizou, sem hesitar, depois que expliquei meus motivos. Parti no mesmo dia, e agora, já estou quase chegando lá. Uma vez mais descansada, decido voltar a andar. Observo a águia retornar, depois de alguns minutos. Ela para em um galho a minha frente, e eu paro também.


  — E então, Kaylee? Você o encontrou?


  A resposta veio logo em seguida, fazendo com que eu sorrisse de lado. Ela voltou a voar, dessa vez pouco a minha frente, indicando o caminho. Logo, a segui. Ele não devia estar muito longe.


  Não sei ao certo por quanto tempo caminhei, mas tenho certeza de que não demorou muito. Procurei andar o mais rápido possível, torcendo para que ele não tivesse saído do lugar. Entretanto, o fato de que ele já estava aguardando minha chegada, me tranquilizava. Sorri ao notar que ele estava de fato ali, onde Kaylee indicou, e parece que ele já havia percebido a presença da ave.


  Em seguida, observei um casal de viajantes um tanto peculiares, que aparententemente se tornaram seus aliados. Um, tinha a aparência de assassino, o que fez com que eu me perguntasse o porquê de Webb ter se aliado ao mesmo. Já a outra, apresentava uma beleza exótica, a qual demorei a me acostumar. Jamais havia visto uma garota meio inseto. Despertei-me de meus pensamentos, onde analisava cada um. Percebi que devia estar ali parada, os observando há algum tempo, e isso fez com que eu sentisse meu rosto enrubescer, envergonhada.


  — Clifford. Oi. – sorri, me voltando aos seus companheiros em seguida — Bom, prazer. Sou Scarlet. Scarlet Richmond, uma... amiga do Clifford.


  Pensei que seria melhor esconder, por enquanto, o fato de ser segurança dos Webb. Isso poderia causar a impressão errada, e não era bem isso que queria. Não sabia se seria bem recebida pelos dois desconhecidos, isso me preocupava um pouco. Então, seria melhor evitar esse tipo de coisa.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Ter 17 Nov 2015 - 3:35

Clifford não querer uma recompensa fez Oswald aceitar um pouco melhor a companhia dele, Hai Meili informou Clifford mais a fundo sobre os detalhes da busca, que parecia bem interessado em continuar aquela aventura que havia se apresentado em momento tão oportuno, então sacudiu seus punhos numa demonstração simbólica de empolgação que fez Oswald soltar uma risada de canto de boca.

A youkai já havia convidado os dois rapazes para continuar caverna adentro quando uma quarta pessoa se juntou a eles, parecia ser alguém que acompanhava Clifford durante suas jornadas, porém isso pareceu irritar um pouco Oswald:

- Ah, agora é festa? Aproveita e chama o resto da família da sua namorada também.

A opinião de um dos integrantes já parecia estar bem clara sobre a chegada da nova possível integrante, e Clifford não tinha razões para ser contra a adição dessa nova integrante, então apenas faltava Hai Meili decidir ser seria uma boa adição a aquele grupo de busca, e uma boa possível subtração de seu bolso.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Qua 18 Nov 2015 - 0:25

- Oh, não sabia que tinha uma namorada... - Falei sem pensar, ela parecia ter recuado um pouco ao falar amiga, então provavelmente poderia ser um amor não correspondido. Bem, aquilo não me importava, a mulher com o pássaro era muito bonita, um tipo de beleza que me tranquilizava. Sua aparência, inclusive, me fez esquecer um pouco que os dois "cavalheiros"estavam presentes. Isso, porém, não era importante, a questão era que com aquela mulher e os outros dois homens poderíamos fazer diversas loucuras...digo, formaríamos um belo grupo. Quatro pessoas e cada um com uma função bem específica, supondo que a garota com o arco soubesse usá-lo, aquilo era bom, me deixava ainda mais excitada!

- Oh! Eu sou Hai e esse é Oswald! Você está dentro, uma amiga de um amigo é minha amiga também. - Abri um sorriso bem largo e relaxado. O alongamento já havia acabado, estava pronta para entrar, não queria perder mais tempo, comecei a dar os primeiros passos em direção a caverna quando tive um pequeno devaneio. "Será que não tem armadilhas?"

- Alguém aqui entende alguma coisa de armadilhas? Minhas habilidades se resumem em porrada e prazer, apenas.!

Olhei diretamente para Oswald, visto que ele era um homem encapuzado com adagas, supus que ele deveria entender algo.de de armadilhas, invasões...etc.

Spoiler:
Estou cansado, então vai ficar meio meh a postagem mesmo. Beijos! ;*
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Qui 19 Nov 2015 - 16:16

Ao contrário do esperado, não mostrei uma reação de constrangimento ou aversão quando se referiram a Scarlet como sendo minha namorada, principalmente pelo fato de tal confusão já ter sido feita dezenas de vezes em Pejite, até mesmo por minha mãe. Ainda assim, meu interesse não assumido por ela ainda me deixou um tanto sem jeito quanto a possível reação da minha companheira.

Comecei a me sentir, porém, ligeiramente incomodado com a atitude de Oswald. Não podia compreender o porquê de tanta aversão a novos integrantes no grupo, e cada vez mais era evidente que ele tinha algo a esconder.

"Preciso me manter de olho neste, ele não me parece nada simpático..."


Finalmente, me aproximei de minha companheira. Embora fossemos próximos e tivéssemos uma relação saudável, eu não ousava um cumprimento íntimo como um abraço, principalmente pelo fato de a garota ser bastante introvertida. Decidi então saudá-la como sempre, estendendo minha mão em sua direção e dirigindo a ela um largo sorriso.

- Então você não pôde esperar nem um dia e já veio atrás de mim, não é?! - Brinquei, apertando a mão dela assim que respondesse o cumprimento. - Sinto muito, mas ainda estou vivo. Ter você por perto, de qualquer maneira, seria ótimo. - Convidei-a para se unir ao recém-formado grupo, como sempre deixando uma indiscreta tentativa de envergonhá-la.
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Scarlet Richmond em Qui 19 Nov 2015 - 21:07

Acredito que meu rosto nem chegou a retornar à sua cor habitual, pois logo em seguida pude senti-lo queimar novamente. Tal reação sempre foi inevitável, mesmo após tantas vezes tendo minha amizade com Clifford confundida com um namoro por todos. Minha vergonha excessiva me incomoda, ás vezes, mas é algo que não posso controlar. Ponderei por alguns segundos diante da situação, considerando se deveria ou não negar.

  Eu normalmente não diria nada, mas não deixei de notar o tom de decepção vindo da voz da youkai diante da possibilidade de Clifford ter uma namorada. Não que haja alguma possibilidade de que eu sinta ciúmes de Webb, isso seria impossível. Mas tentava entender o porquê de não conseguir desviar meus pensamentos da possível relação amorosa entre os dois. E isso fazia com que eu sentisse meu coração cada vez mais apertado. Decidi que seria bom responder antes que eu ficasse paranóica.

  — Não, não. Não somos namorados. Todos sempre confundem, mas somos apenas amigos. – forcei uma risada discreta pra disfarçar o nervosismo, provavelmente falhando — Obrigada, Hai. – dirigi meu olhar a Oswald dessa vez, que parecia incomodado com minha presença, o que me desconcentrou — E Oswald. É um prazer conhecê-los.

  Só depois parei pra refletir de verdade no que Oswald havia dito. Eu mal havia chegado, o que poderia ter feito de errado? Quanto a Hai, ela parecia imensamente mais simpática e acolhedora do que o outro rapaz, tendo me chamado para me juntar a eles no mesmo momento. No entanto, me senti um pouco incomodada com seu olhar fixo em mim, me analisando. O que me deixou intrigada foi que Clifford não negou em momento algum a suposição de que éramos namorados. Fitei-o, enquanto o mesmo se aproximava para me cumprimentar. Apertei sua mão quando ele a estendeu, sem hesitar, imitando seu sorriso.

  — Não seja bobo, vim porque seu pai me pediu para te proteger. – retribui a brincadeira — Além do mais, senti... Senti sua falta – me forcei a dizer, continuando em seguida para não me entregar tanto, apesar de saber que meu rosto já devia estar totalmente vermelho naquele momento — Mas só um pouquinho. É legal ter alguém com quem competir, você sabe. – enrubesci ainda mais ao ouvir seu convite, que demonstrava que ele desejava minha companhia. Tenho certeza de que meus olhos brilharam ligeiramente, também. Mas ainda espero que ele não tenha percebido tal reação. — Seria?


Última edição por Scarlet Richmond em Seg 30 Nov 2015 - 19:46, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Oswald Kenway em Sex 20 Nov 2015 - 1:14

Oswald ficou um pouco irritado com tudo aquilo, era desconfortável, sabia que era procurado e quanto mais pessoas estivessem no grupo, maior sua chance de ser descoberto, e a última coisa que precisava era ser forçado a matar a sua companheira que prometia tanto no pós-missão.

- Se vocês já terminaram de entrosar então podemos por favor ir pra caverna? Nosso suprimento acabou e vai ser só uma questão de tempo até que sintamos fome, então o quanto mais rápido acabarmos isso, melhor.

Oswald juntou tudo que tinha restado dos suprimentos num pequeno saco e prendeu na cintura, e então fez menção de adentrar a caverna, esperando que os outros o seguissem antes que os tios de Clifford resolvessem aparecer também.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Sex 20 Nov 2015 - 1:47

Bom, parece que o grupo parecia ter finalmente tomado uma forma mais sólida, sendo Oswald o integrante mais complicado de se definir, porém tinham agora uma arqueira para atacar a distância, um defensor para ser o tanque do grupo, uma lutadora para ser o dano corpo-a-corpo e Oswald, que parecia ser uma pequena mistura da utilidade de Scarlet e Hai Meili.

O grupo agora adentrava a caverna, o grupo agora adentrava a caverna, que parecia ser exatamente o que o mercador havia descrito para Hai Meili, um labirinto infindável. Eles tinha quatro caminhos diferentes para seguir a sua frente mas não sabiam dizer qual deles era o correto, e muito a frente dentro de dois desses caminhos parecia ter ainda mais bifurcações, parecia algo sem solução. Porém um pequeno brilho pode ser visto saindo do bolso de Hai Meili, e quando ela foi verificar a sua origem percebeu que era o mapa que foi entregue a ela por Binga, ele brilhava um certo padrão em forma de árvore, com vários galhos saindo pelos lados porém com o tronco crescendo e fazendo curvas até um cume que terminava num brilho maior, o que poderia significar?

Seja como for, aquela caverna realmente era um labirinto, mas não era possível que só isso tenha parado os guardas de Pejite, o que será mais que tinha naquela caverna?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Dom 22 Nov 2015 - 15:06

Eu já tinha tido a sensação de que aquele mapa era estranho, porém eu não imaginava por isso. Ele parecia estar reagindo alguma coisa naquele labirinto. A primeira coisa que eu pensei é que aquele desenho parecido com uma arvore fosse algum tipo de representação mágica do labirinto, em outras palavras, um "mapa mágico". Aquilo era legal, mas eu ainda não tinha como comprovar isso. O mapa foi confiado a mim, então eu seria a única que ficaria com ele, mesmo assim, os outros precisavam saber, inclusive, alguém poderia ter alguma ideia do que era aquilo e como funciona. Chamei a atenção de todos, antes de decidirmos qualquer caminho.

- Ei, pessoal, vejam isso! - Mostrei o mapa para eles, segurei perto do peito para que ficasse na altura dos olhos de quase todos. - O mapa que Binga-san me deu começou a brilhar e ficar com esse desenho. Acho que pode ser algum tipo de pista ou mapa do labirinto!

Deixando o mapa de lado, enquanto eles pensavam e discutiam sobre o mapa ou qual caminho deveríamos seguir, eu analisei nosso "desafio". Aquele labirinto era realmente estranho, ele parecia não ter nenhum caminho certo, todos pareciam levar para um beco sem saída. Não era muito conhecedora de labirintos, talvez essa fosse a sensação que todos labirintos bem feito passavam, mas tinha algo estranho. Provavelmente existem pessoas no exercito e na guarda de Pejite que deveriam ter conhecimento de labirintos, além disso a quantidade de guardas, deveria ser suficiente para que enviassem pelo menos uns 10 grupos para explorar o local. Eles não terem voltado significava que, ou aquele labirinto era enorme mesmo, ou tinha alguma coisa impedindo-os de encontrar o caminho certo.

Suspirei fundo,tinha acabado de adicionar mais um tipo de local na minha lista de "lugares para evitar".
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Clifford Webb em Seg 23 Nov 2015 - 17:16

No momento que entrei na caverna, um sentimento peculiar me atingiu. Analisando bem sua estrutura labiríntica e seus elementos, soube que talvez conhecesse aquilo de algum lugar. Foi então que o mapa de Hai Meili refrescou ainda mais minha memória.

Assim que a moça mostrou para todos nós aquilo, lembrei de nostálgicas estórias que me foram contadas na minha terra natal sobre uma caverna um tanto... especial. Eu como um sonhador esperançoso, nunca deixei de crer em uma sequer lenda que me fosse contada.

- Isso tudo me é familiar - Me pronunciei, dirigindo-me ao resto do grupo mas olhando para as paredes da caverna e o mapa, enquanto deslizava meu polegar pela testa, pensativo. - Me lembra de um velho conto de Pejite. "Quem procura onde ir, certamente se perderá e nunca vivo sairá, porém quem sabe onde vai, sempre seu objetivo encontrará". Pelo que me lembro, era isso que dizia... mesmo que até hoje eu não faça ideia do que significa. - Terminei com um riso nervoso.
avatar
Clifford Webb
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Scarlet Richmond em Ter 24 Nov 2015 - 20:14

Adentramos o lugar, com Kaylee me acompanhando, o que possibilitou que eu finalmente o observasse: não era uma caverna qualquer, e sim um labirinto. Isso não me intimidou, mas algo me incomodava. Antes não havia me dado conta de que não sabia absolutamente nada sobre o que faríamos, ou para onde iríamos, mas naquele momento esse não parecia o assunto certo a ser tratado. Em outra hora, perguntaria a Clifford.

  Me perdi na imensidão daquele local. Vários caminhos a serem percorridos, mas todos pareciam – e de fato eram – incertos. O que nos aguardava lá dentro? Poderia ser perigoso. Aos poucos, comecei a me sentir insegura. Nunca havia visto nada parecido. Senti um arrepio percorrer todo meu corpo. Aquilo parecia algo insolúvel.

  Algo começou a brilhar no bolso de Hai, o que fez com que minha atenção fosse voltada para ela. Franzi o cenho quando ela retirou-o dali, e notei que se tratava na verdade de um mapa. Aquilo não era muito esclarecedor, na verdade, levantaria ainda mais dúvidas da parte de todos, mas quem sabe poderia nos ajudar.

  A moça decidiu mostrá-lo ao resto do grupo, então me aproximei. Isso me permitiu notar o quão estranha a situação realmente era. Mordisquei os lábios, começando a pensar. Aquilo era uma espécie de mapa mágico? Eu queria descobrir. Senti a curiosidade me invadindo, deixando o receio de lado. Eu não teria nada a adicionar à conversa dos outros integrantes, que pareciam bastante intrigados também, então permaneci em silêncio.

  Ao ouvir Webb comentar sobre o antigo conto de Pejite, me perguntei como nunca havia ouvido falar sobre ele. Tentei me concentrar na conversa, para talvez evitar algumas das minhas ações precipitadas. Aquela não parecia uma situação com a qual se deve brincar, mas algo instigava minha curiosidade. Estava ansiosa para entrar no labirinto e descobrir o que ele escondia. De repente, tive uma ideia. Kaylee talvez pudesse nos indicar algum caminho. Me voltei para ela, então.

  — Kaylee, você acha que conseguiria encontrar o caminho certo?

  Torci para que ela confirmasse, aquilo seria de grande ajuda.


Última edição por Scarlet Richmond em Ter 1 Dez 2015 - 11:37, editado 1 vez(es)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Oswald Kenway em Sex 27 Nov 2015 - 1:49

Repetir o fato de que Oswald estava incomodado seria simples redundância, mas ele tentava deixar isso de lado buscando se concentrar no que havia vindo buscar especificamente.

Seja como for, Oswald também estava incomodado com a falta de tomada de decisões do grupo, cada um apresentou uma informação diferente para o grupo mas nenhum tomou uma decisão clara de como prosseguir. Para Oswald, o fato de que a maior tomada de decisão que houve na conversa era a namoradinha do cavaleiro branco ter pedido para seu pássaro achar o caminho, era insuportável.

Então ele foi olhar o mapa e percebeu que talvez o mapa fosse uma espécie de... bom... mapa. Cada ramificação parecia ser um possível caminho a seguir, e onde a ramificação não era cortada parecia ditar qual dos caminhos deveriam seguir.

- Que linda árvore você tem aí - Disse apontando para o estranho brilho no mapa - Vamos ficar aqui apreciando a caverna ou vamos andar? - Então apontou para onde brilhava no mapa e deslizou seu dedo pela linha que ele formava enquanto dizia - Isso parece ser o caminho que devemos seguir, e as ramificações seriam as outras passagens da caverna, é um mapa simplório mas é melhor do que nada. A história de pessoas entrar nessa caverna e nunca mais saírem existe por uma razão, eu não quero enrolar muito tempo aqui dentro, então seria bom que começássemos a andar logo.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Não é o Diff em Sex 27 Nov 2015 - 2:09

O grupo estava confuso sobre como agir a partir dali, uma grande caverna com rumores tão medonhos não era um lugar que qualquer um estaria ansioso para adentrar.

Hai meramente mostrou seu mapa ao grupo e fez alguns comentários, Clifford contou a eles uma velha lenda que percorre sobre a caverna a muito tempo, Scarlet tentou fazer com que sua águia encontrasse o caminho porém a águia também parecia intimidada pela caverna, e por fim, Oswald tentou dar uma possível interpretação para o mapa de Hai e sugeriu que apertassem o passo em direção ao objetivo porém esperou a iniciativa do grupo.

E o grupo permanecia parado onde havia começado, sem maiores decisões sendo tomadas.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Hai Meili em Sab 28 Nov 2015 - 17:57

Eu guardei o mapa, as pessoas não pareciam estar em acordo sobre o real significado daquilo, e eu nunca fui uma pessoa que pensou tanto antes de entrar em uma caverna escura. Deixei ele em um local seguro, difícil de ser pego, poderia demorar, mas talvez ele fosse a nossa chave para sair dali. Como já estava na frente e fui a "criadora" desse pequeno grupo de aventureiros tomei uma iniciativa, comecei a andar e fui guiando as pessoas para o caminho da esquerda. Tentei me lembrar se as gravuras que surgiram no mapa tinham alguma semelhança com as curvas e o caminho que estaríamos seguindo.

- Bem, ficar parado não vai nos levar para lugar nenhum! - Olhei para os três lindinhos e sorri, confiante e alegre. Precisava que eles se animassem para resolver esse mistério.

Antes de fazer qualquer curva eu tentei marcar a parede, de um modo discreto e elegante que combinava com minha personalidade. Dei um soco na parede, perto da quina. Meu objetivo era criar algum tipo de estrago que pudêssemos identificar caso perdêssemos o caminho e começarmos a dar voltas. Ativei o meu sexto sentido, o radar, presente genético de minha raça. Estava pronta para qualquer ameaça...ou pelo menos eu achava que estava. Estava começando a ficar excitada com a aventura, queria poder bater em alguém logo.
avatar
Hai Meili
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Estrada Jylia- Pejite

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum