Ruas de Kannin

Página 1 de 9 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ruas de Kannin

Mensagem por Kalysta em Dom 28 Jun 2009 - 14:28


____________________________________________________________________________
(Ruas)

As ruas aqui são empoeiradas, há uma praça cujo único monumento é um poste de madeira com papéis pregados e alguns bancos de madeira. Vários poços de água podem ser encontrados, mas alguns já estão secos. Muitas pessoas moram nas ruas e se encontram jogadas, pedindo esmolas ou tirando à força o que precisam.

OFF:...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Seg 14 Set 2009 - 17:54

Estava com um gosto horrível na boca.Pelo simples motivo de que estava mastigando seu cigarro.Não era porque gostava era seu nervosismo, estava sendo torrado vivo. As velhas e costumeiras nuvens de fumaça escapavam pelas mangas e gol de sua camisa, e entre qualquer outro lugar por onde conseguia sair para desaparecer logo depois.Tinha sido assim desde que amanhecer e já estava por volta de meio dia.foram longas horas de tortura sob o sol mas para sua sorte o seu estava encoberto,o que significava um alívio para a sua dor.

''Que fim de mundo isso se tornou''

Olhou para o lugar desolado e pobre ao redor.era mais bonito na época em que vivia lá,ou ao menos achava. Tinha mais grama,mais gente,mais cores.Agora parecia um lugar esquecido pelo resto da humanidade,onde os ladrões roubavam comida,porque era idiotice tentar extorquir dinheiro.Estava tão incomodado coma luz do sol que venceu a timidez e desde metade do caminho,estava abraçado a Yuki,não somente porque precisava de conforto mas também porque o corpo dela sobre o dele o ajudava a se esconder do sol.

''Já faz muitos anos,mal reconheço esse lugar...''

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Yukino Shippou em Seg 14 Set 2009 - 18:05

O restante do caminho fora tranquilo. Yuki não dera mais atenção aos prisioneiros. Estava muito mais preocupada no momento com Ichirou. O céu encoberto era com certeza um alívio, mas ainda assim aquela situação era tortura pura.

Ele se mantinha abraçado à youkai, que retribuía o abraço pela cintura do vampiro. Mantinha seus olhos atentos aos arredores, mas direcionando olhares preocupados a Youta todo o tempo. Seus olhos cor de vinho observavam as fumacinhas saindo de debaixo das mangas do vampiro. Queria poder fazer algo naquele momento, mas só o que podia era apertar mais o abraço em torno do mesmo.
- Não vai demorar a encontrarmos um lugar coberto. - disse baixinho, tentando animá-lo um pouco.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Seg 14 Set 2009 - 20:29

-Eu sei

Disse,com um sorriso levemente forçado e contorcido de dor. Teve sorte de achar tantas quinquilharias nas carroças e estava equipado da cabeças aos pés,inclusive com um tapa-olho novo,algo que não tinha fazia muito tempo. Achou inclusive roupas que cabiam em Yuki. Botas confortáveis e um pequeno capuz vermelho. De alguma maneira não conseguia deixar de sentir uma tremenda compaixão e ternura por aquela garotinha com o capuz na cabeça. Ela era mais velha que ele, mais selvagem, matou muito mais gente e buscava uma vingança cega. Mas estar deitado e abraçado com ela em cima daquela carroça que sacolejava por entre os buracos no chão poeirento e de terra batida era de fato um dos motivos que fazia valer a pena ser imortal.

''O capuz realmente caiu bem nela''


-Eu só preciso descançar, fazer todas aquelas poções me deu dor de cabeça...

Ajeitou o chapeu para esconder melhor o rosto dos raios de sol e com um sorriso travesso, puxou os cordões do capuz de Yuki em sua direção e beijou seus lábios rapidamente antes que outro buraco o fizesse se distanciar com o solavanco e agora que ja não estava mais em condições de repousar, apenas murmurou para as pessoas ao redor. Não tinha coragem para falar em voz alta,mas achou realmente que o grupo deveria ter um plano sobre o que fazer.

-Não acha melhor levarmos os ladrões para a prisão? Quem sabe ganhamos uma recompensa.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Dr.Black em Seg 14 Set 2009 - 21:07

Black estava sombrio quando desceu da carroça.
- Dez anos! - Diz Black entre os dentes, enquanto sua mão pousava em sua cicatriz - a dez anos atrás, cheguei a esta cidade desfigurado pelo fogo e procurando ajuda e o que recebí?
Black deu dois passos a frente e ergueu os olhos em direção à estrada poeirenta:
- Tentaram me apedrejar até a morte dizendo que eu trazia a peste!Teriam conseguido se Esdras não aparecesse.
Voltando a sí e notando o desconforto de Ichirou, Black procura animá-lo.
- Não se preocupe meu caro! Logo vamos para um abrigo! - Virando-se para os demais, especialmente para Nekoinu ele completa - Se ninguém se opor, podemos rumar para a casa de Esdras! Teremos alimento, bebida e abrigo. Com certeza nos receberá, e com certeza saberá como lidar com os prisioneiros!
avatar
Dr.Black
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Gabil Nala em Seg 14 Set 2009 - 21:36

Gabil, como estava como "viajante", acompanhando eles, nem palpitava. Só os seguia, ajudando e conhecendo-os. Ouviu Black falando sobre ir para a casa de Esdras...que tinha comida e bebida. Para Gabil estava ótimo. Pareceu ver um tom de animação na voz do médico, mas não estava certo. Aquele lugar lhe fazia delirar às vezes, um lugar sombrio. Quando voltou a si, respondeu ao médico.
-Por mim está ótimo, vou à qualquer lugar.
avatar
Gabil Nala
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Nekoinu em Ter 15 Set 2009 - 17:51

O resto da viagem foi sem problemas. Finalmente haviam chegado em Kanin,coisa que não era tão finalmente assim já que fazia pouco tempo que ele tinha saído dali,ainda pensava se podia encontrar sua casa no memso estado que a deixou,mas depois de pensar um pouco resolveu não apresentar a ídeia aos demais...O youkai tinha medo do que poderia ter no laboratório do seu pai (abandonado e lacrado a mais de 40 anos) e também porque tinha noção de que lá poderia ser o primeiro a ser vasculhado por aquela pessoa. Apesar de ser o local onde nasceu,não se sentia muito confortável lá.

Koinu estava agitado e não parava de olhar para os lados,ele quase que não se concentrava em nenhuma conversa ali dentro. Quando Black disse algo sobre arranjar abrigo,ele nem ouviu o resto da frase e já se levantou dizendo rápidamente:

-C-certo! Abrigo ai sejá lá onde foi que o Doc. Black disse-wan!!!

Vendo que tinha gritado e levantado,ele se senta rápidamente olhando para os lados novamente. Estava óbvia sua preocupação.

(Wan Wan Wan >_< Não quero encontrar ela aqui! Mas o problema é que aqui é o lugar mais suspeito e onde ela mais conhece gente,gente me conhece e mais gente ainda conhece o nosso problemaaaa!!! O maior problema é que nem todo mundo gosta de mim,então eles automaticamente gostam mais dela e se gostam dela e não de mim eles me arranjam problema e chamam ela! Se eu arranjar problema o resto do grupo vai ter problema e assim vou ter mais problemas porque eles se envolveram no meu problema! Muita gente daqui é problematica e estou cansado de problemas!!!)

Koinu estava fazendo diversas caretas enquanto pensava nos problemas que poderia arranjar caso fosse visto por alguem que não gostava dele...E repetia em sua cabeça a palavra problema diversas vezes...Quando Gabil falou algo,o youkai gritou novamente,deixando alguns pensamentos escaparem:

-Ha! Não quero ter tanto trabalho e nem ficar na mesma condição que da última vez naquele maldito duelo sem motivo,nem razão,muito menos circunstância! Não quero ter problema com as pessoas que tenho proooblema-Waaaaaaan *sniff* *sniff*

Sem motivo e sem explicação Koinu começa a chorar...E isso dura por alguns segundos antes de ele voltar a ficar pensativo e preocupado. Estava extremamente inquieto e com o olhar fixo no nada,sem se esquecer de rápidamente enxugar as lagrimas que estavam no rosto.
avatar
Nekoinu
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Dr.Black em Ter 15 Set 2009 - 18:20

Black escutou Nekoinu e o observou, talvez curioso ou somente analisando a faceta interessante daquele Yokai.
Tão logo Nekoinu se recuperou, Black apontou uma direção.
- Vamos por ali então, se não há objeções, estamos a algumas quadras de um abrigo bom e seguro. Espero que gostem das esquisitices dos elfos!
avatar
Dr.Black
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Gabil Nala em Ter 15 Set 2009 - 21:30

Gabil, após ouvir de elfos, logo respondeu:

-Não sou muito fã de elfos, mas conheci alguns legais por aí. Vamos levar os ladrões, Esdras pode saber o que fazer com eles.

Logo viu Nekoinu inquieto, e o viu chorando por alguns segundos e estranhou. Não o conhecia, e para ele aquilo não era normal. Então, logo se virou para ele e perguntou:

-Koinu, está tudo bem? Você parece inquieto ou preocupado. Não só você está agindo de modo esquisito. Não lhe conheço, por isso que lhe pergunto.

Logo percebeu que Black também estava meio estranho, logo pensou:

*Será que todos aqui tem problemas com Kannin, menos eu e Baraz, ou será que Baraz também arranjou problemas aqui?* Continuava pensando nisso enquanto caminhavam
avatar
Gabil Nala
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Kalysta em Ter 15 Set 2009 - 23:17

@Nekoinu - ahuhushuhauhushuas... AMEI seu desespero!

Com uma lufada de vento a favor de seu nariz, você pode sentir um cheiro bem conhecido seu, apesar de há muito não o sentir, este sempre esteve marcado em sua memória. Foi por um breve momento, o suficiente para você virar a cabeça na direção do cheiro e receber uma visão vazia. Não havia ninguém ali.

Um mero descuido de algum vigilante.

@Todos

Assim que chegaram foram metralhados (calma....) com os olhares das pessoas nas ruas. A maioria jogado pelo chão de terra, como mendigos, mas nenhum com uma cara amigável. Olhavam as carroças, o grupo estranho que as acompanhava e o estado em que se encontravam.

Nem bem se passara 5 minutos de chegada, uma figura se destacou na multidão. Sim, porque em meio a sujeitos maltrapilhos e esfarrapados surgia algo mais parecido com uma árvore de Natal. Roupas coloridas e bem asseadas, pomposas eu diria. Um largo chapéu de abas, cabelos loiros e lisos que escorriam por uma face alongada até o meio da cintura. Olhos claros, acinzentados, pele sedosa e duas longas orelhas pontudas. Seu sorriso era largo e dava boas vindas aos recém-chegados.

Este ser que se aproximava do grupo ergueu os braços, imitando um grande abraço.
- Doutor Black! Black e sua comitiva há muito esperada por estes confins de mundo!! - sua voz não era contida, pelo contrário, era cantada. Como um trovador que narra as aventuras de um matador de dragão. Todos na rua o olharam perplexos.

- É com grande honra que eu, um humilde servo da ordem vermelha, os saúdo e os recebo, desejando uma estadia por demais proveitosa nesta outrora honrosa vila. - continuou, gesticulando como se apresentasse uma peça - Venho a mando de Esdras, nobre mago de segundo círculo, ordem rubra de primeira linha, já conhecido de Black há passadas luas. Sabendo de sua chegada, pediu-me que os escoltassem a sua morada.

Aproximando-se pegou Black pela mão, em um vigoroso aperto de mão.
- Devo dizer que é uma honra incomensurável conhecê-lo. Tão famosos feitos o contemplam. A se me fosse permitido trocar experiências.

Sua fala fora interrompida ao ver o grupo. Anões, youkais... Seus olhos brilharam ao ver o que se parecia um vampiro ali. Sua boca se escancarou com um sorriso.
- Mas que privilégio encontrar nossos irmãos de raça, e tão diversos.

Aproximou-se dos anões.
- Uma anatomia fantástica, apesar de diminuta, sem restrições de movimentos ou força.

Olhou para Nekoinu e Yukino.
- Realmente fascinante, as qualidades animais destacadas em sua fisiologia.

Finalmente encarou Ichirou.
- Oh diga-me que você tem 2500 anos e terei um ataque de euforia aqui mesmo!

O homem não parecia querer parar de falar e analisar os viajantes. Black notou em suas roupas o símbolo de mensageiros dos arcanos vermelhos. Alguém coom habilidades, sim, mas voltado exclusivamente aos serviços burocráticos e diplomáticos.

__________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Gabil Nala em Qua 16 Set 2009 - 12:44

Gabil, logo vendo aquele elfo chamando eles, e logo depois analisando cada um deles, logo pensou: *Esse daí é daqueles que gostam de ficar na biblioteca o dia todo* Depois disso, Gabil não fez nada. Só estava acompanhando, não queria ver Black em apuros por causa dele, então nem abriu o bico. Logo olhou para seu irmão e lhe perguntou, desconfiado:
-Será mesmo que devemos ir?
- Falou baixinho, para que ninguém além de Baraz escutasse
avatar
Gabil Nala
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qua 16 Set 2009 - 13:54

''Maluco''

Se surpreendeu imensamente com o homem aparentemente elfo,não só por sua diferença fisica mas também na vestimenta,ele parecia mais um menbro da corte do que um mensageiro. Apesar disso,apenas ergueu as sombrancelhas e abraçou Yuki com mais força,como se estivesse se agarrando a ela.Aquele homem chamava muita atenção e isso o deixava envergonhado.Observou a conversa do rapaz,Black tinha realmente muitos conhecidos e o elfo sabia falar, ou ao menos falava muito.

-Eu tenho apenas uns 100 anos...

Falou,com muito receio. A unica coisa boa é que o homem chamava tanta atenção que o resto do grupo além de black havia sumido e isso lhe deu um alivio incomensurável. Não sabia como,mas estava nervoso mesmo sendo o lugar onde nasceu.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Dr.Black em Qua 16 Set 2009 - 20:35

Tão logo o elfo soltou a mão de Black, este ficou estarrecido, sua boca se contorceu em fúria. Tão logo o estranho pronunciou a palavra &quot;Doutor&quot; pelo menos dois mendigos se levantaram &quot;É um doutor, pelos deuses, um doutor aqui...&quot; tão logo o elfo se dirigiou a Ichirou e aos demais os mendigos pararam, obviamente temerosos.
- POR ESCULÁPIO, HIPÓCRATES E TODO O PANTEÃO DE DEUSES! - Gritou Black.

Segurando o elfo pelo braço Black falou com voz de trovão, ele estava nervoso:
- Agora ouça meu caro pavão falador, Astáton deu a cada um de nós duas orelhas e uma boca, ouça mais e fale menos!

O elfo pareceu se encolher, seus olhos se encheram de lágrimas e seus lábios tremeram!

- Vá na frente e seja discreto, se é que isto é possível! Eu o seguirei!

Black se vira para seus amigo, obviamente embaraçado.

- Peço desculpas por ele, e já peço desculpas adiantadas, a maioria dos arcanos vermelhos são como crianças, perguntam sem parar e raramente percebem que ofendem ou constragem as pessoas! Mas lhes asseguro, serão bem recebidos e bem tratados! As roupas, o símbolo e a hierarquia de Esdras citada por este pavão batem com as arcanas! Ele é de confiança!

- Não os obrigo a vir comigo, nem vou insistir se quiserem pernoitar em outro lugar ou ir para outras bandas! Mas garanto que uma noite em companhia de Esdras não tem preço e, realmente, a companhia de vocês é excelente!

Black parou com um sorriso nostálgico.

- Tive a honra conhecer um vampiro com mais de 2.500 anos. Mas não contem a ele, ou ele terá um chilique histérico!

Black pega as rédeas dos pecos atrelados a carroça onde os criminosos estavam e começou a puxá-la seguindo o jovem elfo.

avatar
Dr.Black
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Yukino Shippou em Qua 16 Set 2009 - 21:34

Após a breve descontração de Ichirou, e com o beijo, Yuki ficara mais tranquila quanto ao vampiro. Sabia que ele estava acostumado a passar por aquilo, mas não havia como deixar de se preocupar com ele.

Ficou brincando com os cordões de seu capuz distraidamente até serem abordados por algo espivetado e escandaloso. Era um elfo, mas vestia-se como um palhaço de circo. Quando o mesmo olhou Yuki e o outro youkai, a menina abaixou as orelhas numa atitude receosa. Felizmente naquele momento Ichi apertou o abraço, o que a fez sentir-se melhor. Era como estar em uma jaula... de novo.

Olhou Ichirou e disse em um tom baixo.
- Para um arcano vermelho, ele não é muito discreto.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Nekoinu em Qui 17 Set 2009 - 15:17

O youkai não pode se conter ao sentir um cheiro bem conhecido,só contribuíndo para ele ficar mais agitado ainda. Agora ele teria que tomar toda atenção possível para não acabar sendo pego desprevenido.

Logo um elfo aparece e cumprimenta Black aos berros e não sendo nada discreto. Quando esse olha para ele,dizendo algumas palavras,ele engole o desespero por alguns segundos e libera um rápido e pequeno sorriso,mas não diz nada.

Black diz que não eram obrigados a ir com ele e que podiam andar por ai. Koinu desvia o olhar e abaixa as orelhas,ele tinha que ir checar um certo lugar...Um lugar que a poucos minutos atrás ele não queria opinar e nem visitar: Sua casa,provavelmente encontraria aquela pessoa no caminho ou lá,mas ele tomou sua decisão,teria que tirar ela de seu rastro por enquanto. Não queria trazer problemas para seus companheiros então seria melhor se afastar deles um pouco para enfrentá-la e então voltar...Ou não...

Para disfarçar um pouco,ele dá outro pequeno sorriso e olha para Black,então diz:


-Sorry Black,tenho alguma coisas para resolver por aqui,se forem sair de Kannin,não se esqueçam de me avisar! Toma,leve isso para Esdras! Não se preocupem,eu consigo achar vocês pelo cheiro-wan!

O youkai dá a bolsa com os pergaminhos para Black e salta para fora da carroça,correndo na direção da sua antiga casa sem nem esperar por qualquer comentário dos seus companheiros. Quanto mais rápido resolver o problema,melhor.
avatar
Nekoinu
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Baraz (conta abandonada) em Sab 19 Set 2009 - 16:40

Off.: Desculpem o atraso aí, to estudando até nos sábados :S

Baraz entrou na cidade horrenda e abriu seu pacote de fumo, pegando uma pequena porção, colocando no cachimbo e acendendo-o em seguida. Dava longas tragadas e parava. Olhou para a cidade. Deprimente. Aleijados e mendigos, gente maltrapilha e... uma árvore de natal? Não, era um elfo, um maldito elfo. Baraz não gostava de elfos, nem mesmo de olhar para aquelas malditas orelhas pontudas e pernas longas. Assim que o homem falou com Black, Baraz perguntou:

Ele disse bebida? Eu até ficaria feliz com uma boa cerveja...

Assim que o elfo lhe dirigiu a palavra, no entanto, Baraz fechou a cara. Não gostava de elfos, e aquele lhe chamara de baixinho! Sua mão foi direto para o cabo do martelo e as veias da testa saltaram. Estava visivelmente nervoso, e ia saltar naquele elfo se ele desse mais um maldito pio sobre sua maldita altura.

Off[2].: Sim, eu gosto de falar maldito. Malditos.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Kalysta em Ter 22 Set 2009 - 14:54

O elfo fora arrastado por Black e reagira como uma criança levando bronca. Assim que fora liberado, ajeitou-se em suas formosas roupas e tratou logo de renovar o sorriso.
- Ah pois sim, devem estar ansiosos por seguir em frente. Sim sim... Por aqui por favor. Esdras está à espera.

Fazendo uma exagerada e pomposa - e GAY - postura de guia turístico, começou a andar a passos largos e elegantes, seguindo por uma das inúmeras ruas da cidade. Andava tagarelando, contando as histórias da cidade e causando ainda certos embaraços a todos do grupo. Levava a todos para uma casa um tanto afastada do centro.

Continuem AQUI

Off.: Nekoinu, você continua AQUI

__________________________________

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Dr.Black em Qua 23 Set 2009 - 19:44

Black sentiu que Nekoinu estava com problemas. Porém antes que ele perguntasse algo o Yokai se foi.
- Boa sorte meu amigo! - Sussurrou - Espero revê-lo e prosseguir esta jornada com você.

As ruas e vielas poeirentas traziam muitas lembranças a Black. Um leve formigamento em seu estômago indicava que a casa de Esdras estava perto, na verdade logo ele conseguiu divisar a enorme porta da suntuosa mansão do elfo.

- Aqui estou eu velho amigo! - Disse o médico para sí mesmo.
avatar
Dr.Black
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Ivy-chan em Qui 3 Dez 2009 - 10:21

*Após pouco tempo, Zhen parecia estar no lugar certo. Então começa a 'patrulhar', procurando um lugar onde estaria o monge*
avatar
Ivy-chan
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Sex 4 Dez 2009 - 1:10

Ainda era noite quando a vampira chegou na cidade,por isso mesmo,estava mórbida e silenciosa. A luz se escondia devagar mas ainda encobria tudo na escuridão deixando apenas a promessa de um amanhecer. Assim que chega,vê um homem encapuzado a esperando dentro da cidade.ele olha par aos lados a procura de algum curioso e quando não vê ninguém, se aproxima

-Não precisa saber meu nome e eu não quero saber o seu,apenas saiba que sei porque está aqui.

O Homem com uma mão rápida alcança o peco que se resistência recebe um leve afago,antes das rédeas serem puxadas e o peco ser guiado até uma casa abandonada do outro lado da rua. Parecia que os donos havia saido havia pouco tempo.estava completamente vazia,sem móveis ou decoração,mas ainda tinha o aspecto de nova.Sobrara apenas uma mesa com duas cadeiras,uma cama velha em um canto e um jarro de água,que ficava no centro da mesa.o homem abre a porta e com cuidado puxa o peco para dentro, com ou sem Shion estar montada e depois que a mesma entra,fecha a porta.

-Em breve irá amanhecer, você decide se quer sair no sol ou continuar viagem de dia. Pouco me importa sua decisão.Apenas preciso lhe dar o que fui contratado par afazer e depois,espero que nunca nos veremos de novo.

O Homem parecia nervoso,tinha os olhos cansados e com aspecto de que dormiu pouco, suas roupas eram bonitas mas estava usadas como alguém que não toma banho há dias.Rapidamente se dirige a mesa e tira um mapa pequeno.

-Estamos aqui,em Kannin,você precisará ir até o pântano,passando pelo Lago Sul.Chegando lá, dentro do pântano,você vai achar um monge chamado Jure Aster,mate-o. Na duvida,mate qualquer monge que achar que for o alvo,afinal,duvido que você vá parar para perguntar o nome.

O Homem tira do bolso um emblema de exercito de Pejite e entrega a vampira,sem nem sequer olhar para ele,ao terminar de mostrar o caminho no mapa,ele esconde tudo,guarda tudo que pode e deixa somente o peco em um canto da sala e o emblema em cima da mesa.Sai com pressa mas antes de abrir a porta,se vira para a mulher e pode-se notar certa angustia no olhar daquele homem de cabelos grisalhos e ralos.

-Caso queira esperar até a noite,a cama está bem ali,o peco não precisa ser alimentado.Boa sorte.

Então abre a porta e sai sem deixar vestigios.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Phantom em Sab 17 Jul 2010 - 3:02

Seguindo a estrada em direção a Kannin voando de maneira tranquila e sem pressa, a lich começa a perceber as primeiras mudanças no clima. O agradável frio dava lugar a um calor quase insuportável, enquanto a pacifica paisagem começara a se tornar castigada e árida. Finalmente, Sohow percebeu que Kannin ficava nos limites do deserto.

Enquanto isso, suas armas continuam conversando uma com a outra.

Sigil: - Peraê, quer dizer que a Sohow possui uma aura que queima quem a toque!?

Sohkie: Sim!! Tente jogar um inseto no colo dela que ele frita e saltita como se tivesse em chapa ardente!

Enfim, horas e horas de viagem, a manhã já estava se transformando em tarde e a lich continuava seu caminho. Com a vista do alto, podia perceber alguns animais que nunca havia visto antes. E também imaginou Liz correndo atrás dele. Riu um pouco e, após passar uma colina, finalmente viu a cidade de Kannin.

De inicio, se surpreendeu e até se decepcionou com o que viu. Não imaginava que Kannin tivesse a mesma glória de Pejite, mas não sabia que era tão desolado. Mas... até que fazia sentido. Cidades sem lei são as mais desoladas.

Sohow: - Finalmente...

Sohkie: É, não é só sem lei... quanto é desolada pra cacete...

Sigil: - Aposto que será fácil mancharmos essa cidadela com sangue.

Sohow: - Calminha vocês dois. Antes, precisamos conhecer bem o lugar. Assim, poderemos até tirar vantagem desse lugar miserável.

Com a aprovação de suas armas, Sohow voa rapidamente, finalmente, se vendo em Kannin. Observa um pouco dos casebres e a população local, analisando se havia algo ou alguém que poderia ser util para ela naquele momento
avatar
Phantom
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Sab 17 Jul 2010 - 16:45

Dia de sol no fim do mundo. Ali parecia que o sol surgia mais rápido que em qualquer outro lugar,quando percebeu,já era meio dia e o ar seco se misturava com nuvens de poeira que aliás,vagavam pelo lugar como se tivesse vida. O chão era terra pura, socada pelas incontáveis pisadas dos seres que viviam ali. Havia bastante poeira, que grudava nos sapatos e fazia o pé de todos ficam com uma cor encardida.

As casas eram prioritariamente de madeira, o que mudava era o estilo e acabamento. Quase sempre eram casas simples que se dispunham lado a lado,formando uma rua principal que obviamente não era asfaltada. A maioria das pessoas se vestiam mal,usavam chapéu de palha e adoravam fumar e balançar em redes. Ficavam quase sempre na varanda dos prédios,protegidos do sol.

Inevitavelmente, a lich chamou a atenção,alguns curiosos,outros reprovadores e a maioria luxuriosos. Apesar disso não havia movimento, somente alguns poucos estabelecimentos, um deles coma vidraça quebrada com dois homens brigando em cima dos cacos de vidro,mas ali, aquilo era uma coisa banal.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Phantom em Dom 18 Jul 2010 - 1:37

Seu corpo frio e sem vida caia como uma luva no e o calor não castigava tanto a lich. Apenas cobriu sua cabeça com o capuz para se proteger do sol e continuou investigando a nova cidade.

Com um leve movimento em suas asas, a lich flutuava pelas ruas, enquanto o balançar das asas mantinha a poeira longe dela. Via que as pessoas, apesar de tudo, possuíam uma vida pacata, até pacifica. Lembrava muito a sua vila, porém, bem mais miserável.

Via poucos estabelecimentos, casas simples, pessoas pacatas... Algumas brigas, mas nada que chamasse sua atenção. Sorriu por ver que atraiu a atenção do povo e resolveu aproveitar isso.

Sohow: - Meus amiguinhos, fiquem bem quietinhos... Principalmente você, Sigil. Você é capaz de conversar sem telepatia.

Sigil:
- ...

Sohkie: ...

Então, a lich se aproxima de um dos homens que havia despertado atenção, provavelmente, um caipira deitado numa rede fumando. Da maneira sensual de costume, ela pergunta.

Sohow:
- Boa tarde senhor, digamos que eu sou uma estrangeira aqui na cidade. Poderia me dizer o que essa vila tem de bom?
avatar
Phantom
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Seg 19 Jul 2010 - 0:58

As pessoas a seguiam pelo olhar e não era de fato muito amistoso. Revezavam entre querer agredi-la ou querer estuprá-la mas como em qualquer cidadezinha afastada, eles mantinham distancia segura de sohow,mesmo porque aquelas pistolas não eram nada discretas.

Voar chamava mais atenção ainda e a maioria das pessoas evitavam ela ao sequer supor que ela ia se aproximar,teve melhor chances com o senhor dormindo pelo fato de que ele não havia notado sua presença.


Sohow: - Boa tarde senhor, digamos que eu sou uma estrangeira aqui na cidade. Poderia me dizer o que essa vila tem de bom?

Antes de terminar a frase já havia uma espingarda velha e surrada apontada para ela. O velho de barba mal feita, pele queimada de sol e cheirando a ervas não fez questão de se dar muito ao trabalho, simplesmente pegou a arma que estava escondida em baixo da perna e deixou a arma no colo com a mira precisa. Não havia nenhum traço de raiva ou intimidação,fez aquilo como se estivesse acendendo um cigarro.

Nem sequer olhou para ela,continuou a olhar para cima enquanto mascava os espaços vazios que havia nos dentes amarelados,os poucos que ainda estavam na boca. Pigarreou como se tivesse tuberculose e foi incrível a quantidade de catarro que conseguiu cuspir de maneira habilidosa dentro de um balde próximo.


- Nesse fim dimundo? Capinarr,roubar e brigarr,mas nóis também bebe, si cê qué saber

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Phantom em Seg 19 Jul 2010 - 2:33

Era natural ser evitada pelos cidadãos da cidade. Afinal de conta, não era todo dia que as pessoas vêem uma lich com asas e chifres flutuando pela cidade. Principalmente quando ela possui duas armas, no mínimo, estranhas.

Sigil: Olhe para esse povo se cagando! Será molezinha matarmos essa gente.

Sohkie: VOCÊ TÁ FALANDO POR TELEPATIA!? Pensei que você achasse telepatia coisa para viadinhos...

Sigil: Não, animal! Se eu acabar falando, sei que vou espantar o povo mais ainda.

A sorte de Sohow foi que ela se aproximou de um cara que estava dormindo. Mas, praticamente no mesmo instante, o homem aparece que uma velha espingarda. Suas asas se abrem num estalo com o susto e ela aponta as armas para o senhor. Até que ela percebe que era uma reação de defesa.

Sohow: - Oh...

Ela abaixa as armas e percebe, com estranheza, a habilidade de remover catarro da alma e cuspir com uma precisão incrível. Ouve a resposta do caipira e ri um pouco baixo.

Sohow:
- Capinar e beber não é bem o meu forte. Mas brigar... Hum... Pode até ser interessante. Me conte mais a respeito... Quero dizer, Vocês simplesmente brigam por diversão? Não rola nada além? E mais... o que tem pra roubar aqui nesse fim de mundo?

Sohkie & Sigil: ALMAS!!
avatar
Phantom
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas de Kannin

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 9 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum