Confraternize-se !

CHAT OFICIAL!
https://join.skype.com/rrhhmSipQkIk




Sejam felizes
- Regras -
- Raças -
- Modelo de ficha -
- Classes -
- História -
- Talentos -
- Mapa -
- Perícias -
- Transportes -
- Vantagens -
- Desvantagens -
- Lista de magias -
- Armas -
- Equipamentos -
- Itens -
- Tá perdido? -
Últimos assuntos
» Players (novatos ou não) sem GM - New Order
Ontem à(s) 13:48 por Cloud

» Minhas histórias inacabadas.
Dom 25 Jun 2017 - 5:47 por Stained B.

» Qual Música que você esta escutando agora?
Sab 24 Jun 2017 - 17:32 por Stained B.

» Campanha: A guerra de sangue
Sex 16 Jun 2017 - 9:17 por alinesantos

» Desenvolvimento de nova ferramenta para RPG de mesa
Sex 16 Jun 2017 - 9:14 por alinesantos

» socorro alguem me ajuda a construir minha ficha, tem algo errado aqui
Qua 14 Jun 2017 - 19:48 por Lord Death

» Dados das trevas
Sab 10 Jun 2017 - 2:11 por Dicer

» Coisas para ter medo:
Sab 3 Jun 2017 - 19:34 por Stained B.

» Prefeitura
Seg 29 Maio 2017 - 20:54 por Lord Death

Parceiros
Zephyr RPG

Prefeitura

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Qua 26 Out 2016 - 16:30

Lord Death

Ao escutar isso do necromante sua expressão muda para um sorriso sínico, se erguendo de onde se encontrava sentado indo em direção ao lich próximo à saída da caverna: - Realmente acha que algo restara neste mundo quando o finalmente os deuses caírem o poder da criação estiver em nossas mãos nosso grão mestre juntara o caos de terminus a esta realidade transformando Zephyr em seu domínio de caos e devastação. – Então Malik já próximo do lich o olha de lado com um olhar sereno em seu rosto: - O grão mestre tem muitos planos para este plano de existência, ter poder politico não e nada sem força militar, por isso terá que colocar seu plano em ação para conseguir isso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Qui 27 Out 2016 - 8:30

O humano havia sido útil, pois trouxe informação que buscava, um pouco mais de detalhes do plano daquela divindade, deixando escapar uma palavra que o deixou um tanto apreensivo: Terminus. Contudo, a segunda parte de sua resposta fez com que fosse a vez de Lord se tornar cínico, embora não pudesse sorrir da mesma forma.


- Espero que não esteja imaginando que vim parar nessa pequena vila por conta de seu vinho e tranquilidade... Essa vila possui discrição suficiente para a Irmandade estabelecer uma base. Possui uma população flutuante considerável por conta das rotas. Pouca resistência militar. Estamos a poucos quilômetros de uma grande cidade mortal. E o resto do plano, terá que continuar servindo para ver o que um pouco de paciência e planejamento podem fazer... 


- Até lá, seria bom começar a pensar em um disfarce para sua estadia na cidade.



Seu plano a cada instante tomava mais forma, poderia a partir daquela pequena cidade não apenas subjuga-la, coisa que pretendia fazer daqui poucos minutos, mas o que ter uma cidade a sua disposição poderia lhe proporcionar e como poderia utilizar isso a seu favor...


Os viajantes que ali passam podem ser usados como cobaias, cultivando a Benção que Ele traz que transforma mortais em mortos obedientes. A cidade em si pode fornecer suprimentos suficientes para sua base, sejam alimentos para os ainda vivos que pretende que se juntem a eles ou matéria prima nos preparativos. A cidade é conhecida por produzir vinho de qualidade, então poderia ser uma forma discreta de espalhar sua Benção pela capital. Dessa forma, poderia em um instante, erguer um exercito morto e começar sua verdadeira marcha pelo mundo mortal, tendo o poder militar que o mortal havia mencionado, que por hora pretendia não compartilhar essa informação com ele.


E percebendo um certo ar do mortal tentando colocar uma superioridade de Azetlor, procurou dar uma devida resposta, buscando equilibrar um pouco mais os conceitos daquela mente minuscula e mostrar que ele não estava ao lado de um simples esqueleto.


- A proposito, não pense nem por um segundo que o grão mestre e eu não estamos no mesmo patamar, se você o teme, respeita e é leal, seria no mínimo sensato fazer o mesmo. Exatamente por ele ter planos mais elaborados que decidi me unir a ele, um acordo de beneficio mutuo. Afinal, o que seria Caos sem Morte? Ou Morte sem Caos? - Respondeu ele, sem nem mesmo virar seu rosto, num tom de voz imperativo e firme.
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Sab 29 Out 2016 - 0:36

Lord Death

Malik parecia ter compreendido oque dissera o necromante sobre se disfarçar ficando um pouco pensativo, mas logo se volta para o lich com uma expressão muito serio em seu rosto: - Poderia chegar a cidade como um viajante para não levantar suspeita. – Então o jovem rapaz ainda pensativo volta para um pergaminho de aparência muito antiga que tira de suas vestes, o abrindo próximo a Lord que pode observar que se tratava de algum tipo de mapa que parecia ser desta região. – Acho que seria interessante entrar na cidade desta maneira, e com isso poderei me passar por um viajante em busca de trabalho na vila só devemos ter cuidado onde devemos entrar na cidade se chamar muita atenção para sua aparência. - No pergaminho Lord Death conseguia observar duas rotas interessante, um era um caminho que passava na entrada da cidade a outra leva a uma trilha que passa pelas vinheiras.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sab 29 Out 2016 - 19:14

Percebeu que suas palavras haviam surtido efeito e a expressão no rosto do homem mudou, refletindo um pouco nos proximos passos. Entretando, as palavras e pergaminho do homem acabaram por faze-lo reduzir sua velocidade, um fato no mínimo notório, pois precisava pensar no assunto. 

Caso optasse por seguir o caminho como sempre estava acostumado, simplesmente iria entrar na cidade e seguir ate o responsável, afinal ele ia e vinha de onde quisesse a todo instante, sorrateiramente e implacável, fazendo seu trabalho. Mas não, esse não era mais ele, não por enquanto.

Estava em uma forma fraca, que poderia acabar sendo ate mesmo sujugado por uma misera vila como aquela, sem falar que haviam poucas formas de impedir por exemplo algum batedor que fugisse pedindo socorro para cidades vizinhas.

Era duro, mas precisaria mudar sua postura e deixar um pouco de lado sua grandiosidade, passar despercebido e ter a conversa com o ancião em um momento mais privado e oportuno, longe de muitos olhares, inicialmente manipulando pelas sombras a vida da vila.

- Compreendo... Os mortais não saberiam como lidar com minha presença e acredito que superestimei o intelecto deles pensando que saberiam disfarçar as reações sabendo que você é um informante... Iremos nos aproximar um pouco mais, quero um ponto mais elevado para ter uma boa visão mas não entrarei na vila ainda. Vá você, estabeleça contato e me consiga o nome do líder da vila e de sua família, e se possível se há alguma informação relevante sobre algum notório da vila... Irei ao cair da noite pelo vinhedo.

Por hora e contra vontade, optou pela sutileza, estava acostumado mas fazia quando decidia e não devido a necessidade, principalmente envolvendo sua própria segurança... Pelo menos ate o sol se por, enquanto aguardava o retorno dele, poderia ter tempo de terminar o que começou na caverna, preparando suas runas...
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Qui 3 Nov 2016 - 22:51

Lord Death

Enquanto recolhido no interior da caverna, o tempo parecia passar lentamente para o necromante enquanto confeccionava suas runas. Quando a noite chega, Malik retorna para gruta trajando roupas diferentes da que vestia antes de sair para sua missão: - Tenho as informações que necessita para a que seja arquitetada. – Logo ele senta em uma rocha que se encontrava na caverna onde começa a falar calmamente. - O prefeito da vila se chama Tomas Arc ele aparentemente e um homem justo que se preocupa com seu povo. O povoado possui um pequeno exercito e geralmente quando é necessária uma força de defesa, são os próprios moradores que formam seus exercito, mas não há histórico de grandes batalhas lá. Consegui estas informações falando com alguns moradores antigos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sex 4 Nov 2016 - 19:46

Enquanto pacientemente aguardava o retorno do servo, aproveitou a oportunidade para refletir um pouco a respeito de sua própria situação e o caminho que suas escolhas o estava levando. No passado, antes mesmo da magia florescer, chegou a algumas vezes quase extinguir a humanidade devido a forma como eles se afastaram de tudo aquilo que era natural, da falta de importância que davam as coisas e principalmente a si mesmos, punindo-os de forma exemplar.
Mas hoje, depois de tanto tempo e tantas mudanças, mesmo assim as criaturas insistem em cometer os mesmos erros, insistem em menosprezar e tentar subjugar forças muito maiores e complexas do que sua ridícula mentalidade pode conceber. Mais grave do que isso são ate mesmo as outras divindades permitirem e por vezes instigarem esse comportamento nocivo e destruidor, sem limites. Pois bem, é chegada a hora de um novo exemplo, de impor limites e faze-los abaixar a cabeça diante de tudo aquilo acima de suas miseráveis cabeças.
Seus pensamentos e rancor foram aumentando conforme fazia suas runas e acabou por nem perceber o tempo passar, apenas voltando a realidade por conta da aproximação do servo, aparentando um visual bem diferente daquele anterior, provavelmente ja tendo sucesso em se misturar a eles.
- Tenho as informações que necessita para a que seja arquitetada.
- Excelente, prossiga.
Conforme o servo vai falando, em sua mente ele disseca palavra por palavra, ja elaborando seu plano e analisando que tipo de informações poderia aferir sobre o relato dele, procurando traçar seus passos a partir das afirmativas.
- O prefeito da vila se chama Tomas Arc ele aparentemente e um homem justo
Uma figura masculina, provavelmente de idade mais avançada mas não decrepito. Ser alguém justo indica que ele não esta acostumado a correr riscos, preferindo alternativas mais sensatas e neutras. "Aparentemente" pode ser que tal afirmativa indique que ele pode ser reservado, não se expõe muito, abrindo marge para duvidas daqueles que o cercam.
um homem justo que se preocupa com seu povo
Tal afirmativa pode indicar que ja deve ter feito escolhas em prol dos outros, talvez ate mesmo abrindo mão de opções pessoais e um protetor daqueles que lhe são próximos e iguais. Uma fraqueza a ser explorada.
 O povoado possui um pequeno exercito 
Uma resistência militar, ou seja, se algo acontece ali, eles precisam se defender por conta própria, talvez qualquer reforço demore e por isso eles tem que ser prevenidos e saberem se organizar, mas talvez seus números não sejam tão expressivos.
e geralmente quando é necessária uma força de defesa,
Isso pode indicar que ja houve necessidade de se fortalecerem para se defender, tendo em algum momento no passado.
 são os próprios moradores que formam seus exercito, mas não há histórico de grandes batalhas lá.
A velha historia da necessidade falando mais alto, camponeses e civis pegando em armas para se defender da maneira como podem, com minimo de treinamento e habilidades.
Em sua mente podia através do relato e sua própria experiência de milênios imaginar e visualizar como deveria ser o cotidiano da vila, um lugar esquecido pelos deuses, que vive de forma pacata sem preocupações de grandes bestas ou guerras iminentes nas redondezas, sendo poucos os eventos notáveis ali. O tipo de lugar que é o primeiro a cair e instiga a população ao redor a reagir ferrenhamente. Ou seja, por hora, aquele local deveria permanecer igual e sem suspeitas.
- Grato pelas informações. A propósito: sabe me dizer a que direção do centro da vila fica a casa do prefeito e o cemitério? Seria sensato se nesse primeiro encontro não fossemos vistos juntos.
E então iria apenas ouvir a resposta e então seguir sozinho para a vila, através do caminho mais escondido pelos vinhedos. Seria paciente, caso necessário iria fazer uso de seu teleporte e avançar de sombra em sombra, rumo a casa prefeito e ter uma conversa com ele que poderá mudar todo o continente.
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Sex 11 Nov 2016 - 0:32

Lord Death


Após relatar tudo que descobrir durante sua breve estada na vila, Malik de forma imediata responde a pergunta que o necromante fizera em seguida: - Bem se não me engano a casa do prefeito fica sentido leste da vila, aparentemente existe neste lugar alguns pequenos comércios que acho que podem ter algum fluxo de pessoas, a casa dele e a única com janelas verdes, eu fui pessoalmente verificar isso. Mas o cemitério fica muito longe da aldeia, dizem que e para que os vinhos mantenham seu sabor característico, deve ser algo característico da região. – Então lich sai da caverna deixando Malik para trás, seguindo pelo caminho pelas vinheiras, enquanto prosseguia podia observar as uvas penduradas com suas vinhas entrelaçadas, que sobre a ótica destorcida do necromante aparentava esta em decomposição. Já era o começo da noite quando adentrava a vila, as ruas se encontravam vazias, aparentemente todos já haviam se recolhido a suas casas. Se utilizando para seu deslocamento o teletransporte para se mantiver oculta sua presença dos moradores, mas quando esta diante da casa de Tomas Arc, o mesmo percebe certa movimentação em seu interior, aparentemente o politico se encontrava com visitas, conseguia ouvir suas risadas na residência, logo se vê a porta da frente repentinamente se abrir de onde sai um casal acompanhado por um homem de meia idade. – Foi um jantar maravilhoso, poderíamos fazer mais destes banquetes regados a vinho. – diz a mulher parar seu anfitrião de forma animada, então o homem que a acompanhava pega na mão do mesmo. – Realmente foi uma noite maravilhosa, mas temos que ir, mas quando retornarmos a vila poderá discutir sobre este assunto saboreando um bom vinho. – Então o casal se despede se afastando do local indo em direção aos limites do vilarejo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sex 11 Nov 2016 - 9:05

- Bem se não me engano a casa do prefeito fica sentido leste da vila, aparentemente existe neste lugar alguns pequenos comércios que acho que podem ter algum fluxo de pessoas, a casa dele e a única com janelas verdes, eu fui pessoalmente verificar isso. Mas o cemitério fica muito longe da aldeia, dizem que e para que os vinhos mantenham seu sabor característico, deve ser algo característico da região.



- Mais um ponto a ser explorado... Grato pelas informações...


Aquela informação poderia ser muito útil, pois se o grande orgulho da vila era o vinhedo e ele possuía uma fragilidade ao ponto de simples corpos poderem estragar sua qualidade e renome, então simplesmente Ele naquele momento possuía hectares de "refém" a sua disposição. Por hora teria esse como um plano de emergência caso o bom prefeito não se mostre cooperativo.


No caminho até lá, procurou evitar tocar nas parreiras, nos objetos e ser visto, não queria deixar um rastro muito visível por onde veio, tentando permanecer anônimo o máximo possível. 


Chegar a casa dele não foi difícil, graças a informação do servo, a casa foi avistada e Ele foi de encontro, mas precisou tomar cuidado. Dois mortais repentinamente abrem a porta, rindo, provavelmente efeito daquela bebida, conversando com o anfitrião que provavelmente era o sujeito que buscava. 


No mesmo instante buscou uma esquina, objeto que pudesse se esconder atras ou outra forma de sair de vista, nem que pra isso precisasse utilizar seu teleporte até um ponto próximo mais escuro. Se acabasse não tendo alternativa, iria tentar se passar por um morador de rua, se cobrindo ao máximo com seu manto e abaixando sua foice, deixando perto de algum saco ou caixa enquanto ele se sentaria com o capuz sobre o rosto, como se estivesse dormindo.


Iria aguardar, sem testemunhas, seu assunto era com o prefeito e poderia esperar ate se despedirem e então procuraria adentrar na casa observando através de uma fresta e usando seu poder assim que possível para dentro da casa.
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Sab 19 Nov 2016 - 0:10

Lord Death:

Para esperara a oportunidade para abordar o prefeito o lich primeiramente busca por algum lugar onde possa ficar escondido da vista do casal que se aproximava de onde ele se encontrava. A alguns metros havia uma moita onde necromante prontamente adentra de onde pode observar os dois passarem conversando de forma descontraída, mas não foi possível ouvir oque falavam. Logo que percebeu que se festaram, o necromante poderia se aproximar da casa do prefeito. A porta se encontrava trancada, mas pela fechadura conseguia observar o prefeito falando com uma mulher que provavelmente seria sua esposa que logo o deixando sozinho que se dirige para um cômodo próximo. Então vendo a oportunidade o necromante se teletransporta para dentro da casa. Olhando pela fresta da porta entre aberta, era possível ver que o prefeito se encontrava em sua mesa em um belo escritório onde parecia entretido com algumas papeladas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sab 19 Nov 2016 - 8:57


O casal passou sem percebe-lo, finalmente se aproximando o momento de empurrar a primeira peça da reação em cadeia que subjugaria todo o continente. Imediatamente se dirigiu a casa, observando pelo orifício da porta para averiguar se já era o momento, mas notou que havia uma esposa na casa. Melhor ainda. Aguardou mais alguns segundos e finalmente ele estava solitário, pronto para recebe-lo.

Adentrou na casa por meio de seu teleporte e imediatamente foi ao encontro do prefeito segurando ao seu lado sua foice e procurando deixar fluir sua influência tenebrosa no ambiente, buscando observar se havia alguma arma próxima a ele ou outra rota de fuga, falando com uma voz firme, porém em tom baixo, quase um sussurrar dos mortos devido sua voz naturalmente sobrenatural.

- Boa noite, Prefeito Tomas Arc. Podemos conversar a sós? Não gostaria de envolver sua esposa...

E aguardaria por alguns instantes a reação dele. Medo e fúria eram as reações mais comuns, mas pessoas principalmente de mais idade ou muito novas pareciam lidar melhor com sua chegada. Caso ele reagisse de forma mais explosiva, teria que ser mais intimidador e levantar dois esqueletos para conte-lo, mas caso não reagisse assim e fechasse a porta para falarem a sós ou despistasse a esposa, falaria em um tom mais cordial. Caso o prefeito não fechasse a porta, Ele a fecharia, se aproximando um pouco mais e lentamente enquanto fala.

- Não vamos perder tempo, Prefeito. Sabe quem sou e se estou aqui significa que sua hora chegou. Ou não... Sou o único que pode decidir lhe dar um pouco mais de tempo, aproveitar a companhia de sua esposa, sua família, sua vila. Uma proposta única, não acha? Pode ser que pense que concorde em encerrar por aqui sua vida, mas isso não deixaria um buraco na administração dessa humilde vila? Digo, quantos anos e quantas situações você não teve que lidar para proteger todos? E se da noite para o dia os mortos decidissem sair de seu cemitério e caminhar em direção ao vinhedo, isso seria uma tragédia para essa vila que depende tanto dela... Pobreza, fome, crimes. Essa vila em pouco tempo deixaria de existir e todos que você conhece mudariam radicalmente...

E fez uma pequena pausa para deixar o desespero crescer e o prefeito absorver um pouco daquilo que Ele alertou para então fazer sua proposta. Se aproximou da janela lentamente, olhando para o prefeito e caso ele estivesse um pouco mais calmo e menos tenso, até arriscaria olhar pela janela para ver se ele próprio poderia achar um ponto que pudesse se teleportar posteriormente para deixar a casa, mas evitando se expor pois poderia haver algum observador externo.


- Também tenho condições de permitir que isso não aconteça, mas claro, precisaria de sua colaboração. Cerca de alguns vários metros floresta a dentro, próximo a algumas cavernas, um mortal ira construir uma olaria. Ele ira pagar pelas uvas para produção própria dele, ira investir na cidade para melhorar as condições da população, quem sabe estimular novas lojas e o comercio da região e você será sempre lembrado como o prefeito que conseguiu trazer prosperidade para o vilarejo. Mas para que isso ocorra, precisaria que mantivesse a população local e possíveis viajantes ou curiosos longe, para preservar o segredo de sua produção, é um trabalho único que apenas ele descobriu, e precisaria que fosse aberta uma rota para se carregar produtos até o local, contratando alguns mortais fortes para preparar a rota ligando à esta vila, e acredito que ele precisará de um carpinteiro experiente para orientar na construção da olaria. Decidi que esse mortal pode fazer uma grande diferença no continente, por isso estou mudando um pouco quem vive e quem morre para propiciar algo maior. Ele irá lhe procurar, dizendo "Valar Morghulis" e sua resposta deverá ser "Valar Dohaeris". Além do fato de me ter sempre por perto para garantir que tudo saia conforme o esperado, então esta se tornará a vila mais segura do continente. O que me diz, Tomas Arc?
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Qui 24 Nov 2016 - 22:32

Lord Death:
 
Quando o lich surge repentinamente diante seus olhos, se apresentando desta forma que acaba por fazer o prefeito cair ao chão assustado tentado se afastar do necromante: - Quem e você como sabem meu nome!! - Diz o homem de forma desesperada com uma expressão de terror em sua face, Tomas Arc olhava para Lord Death enquanto o mesmo se aproximava da janela. Ele parecia um pouco menos assustado quando o necromante faz sua terrível proposta para o prefeito da vila. – Não posso compactuar com uma criatura como você sem ter garantia que meu povo não sofrera com suas tramoias, sinto que não e de confiança. – diz o homem de forma exaltada para o necromante tirando umas das espadas que se encontravam sobre a lareira do escritório, a pontando para o necromante.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sex 25 Nov 2016 - 7:23

 - Quem e você como sabem meu nome!!


- Eu sou o que vocês chamam de MORTE, caro Prefeito.


Respondeu ele de forma superior e arrogante, exaltando a diferença entre eles para deixar clara a posição inferior do prefeito frente a ele.


– Não posso compactuar com uma criatura como você sem ter garantia que meu povo não sofrera com suas tramoias, sinto que não e de confiança.


O prefeito, em sua infima existência mesmo assim parecia que tinha como resistir a algo que lhe fosse falado ou apresentado, inclusive tentando em vão lhe apontar uma espada, achando que aquele pedaço de metal poderia lhe fazer qualquer mal. Acabou soltando uma breve risada, respondendo ao homem.


- Não confie. Não estou aqui para agrada-lo ou fazer amizade. Como falei, estou lhe oferecendo a oportunidade de fazer a diferença para seus mortais, deveria estar orgulhoso de ter sido escolhido.


Permanecia na janela, virado para o prefeito. Por mais que não precisasse se preocupar, caso o prefeito tentasse algo com aquela arma, iria se proteger com suas trevas segurando a lâmina, desmoralizando ainda mais o mortal.


- Daqui um mês, virá o mortal que falei e lhe procurará. Lembre-se da resposta, evite o destino que ja esta escrito e me ajude a mudar a historia de vocês.


Esperaria brevemente apenas para ver que tipo de coisa o prefeito poderia falar ou reação que poderia ter, desaparecendo em seguida para fora dali, ja fazendo o caminho de volta até aquele monte onde se despediu do servo, tomando os cuidados para não ser visto ou deixar rastros em seu retorno.
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Sab 3 Dez 2016 - 23:39

Lord Death

O prefeito parecia aterrorizado pela presença do lich cujas palavras o intimidaram ainda mais, então com a espada em mão o prefeito recua mantendo os olhos sempre na aquela estranha criatura que invadira seu escritório, ao recuar o homem que se encontrava amedrontado e tremendo acaba por esbarar na estante de livros que se encontrava logo atrás, derrubando alguns exemplares ao chão permanecendo calado, o politico apenas faz com a cabeça um sinal de concordância. Lord Death sai da casa pela porta da frente tendo cuidado para não ser percebido por qualquer passante. Quando ele se encontrava quase fora da vila Lord Death percebe a aproximação de um pequeno grupo de camponeses que aprecia estar fazendo a patrulha pelas ruas do lugar, o pequeno efetivo se encontrava bloqueando sua saída.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Dom 4 Dez 2016 - 22:48

A reação do prefeito conforme ele fala parecia claramente que havia entendido o recado que Ele quis passar, tendo dado como concluído seu objetivo na vila naquela noite e poderia se retirar por hora.


Sua saída foi sem problemas, conseguindo passar por boa parte do caminho sem dificuldades, até que acaba por avisar um pequeno grupo de camponeses, provavelmente deveriam estar fazendo ronda, imediatamente parando e observando a situação. Olhou ao redor procurando pontos como construções e objetos, elaborando sua estratégia. 


A primeira hipotese era um combate contra eles, algo colocaria em risco tudo que fez ate aquele momento, então nem pensar que deveria chegar a esse ponto. A segunda hipotese também poderia ser descartada, pois eles não pareciam ser do tipo que tentariam algum dialogo, geralmente aqueles que ficam de ronda a noite costumam ter um comportamento mais irritadiço, baixa paciência e intelecto mais reduzido. A terceira seria tentar passar por eles, mas seu poder ainda era um tanto limitado, nada comparado a sua forma verdadeira.


Para passar, teria que criar uma distração e então usar de seu teleporte. Para isso, olhou bem para algum ponto como uma caixa maior, uma carroça ou uma esquina, que estivesse dentre o alcance de sua conjuração e então conjura um esqueleto simples dentro do campo visual deles, que iria atrair a atenção do grupo na direção oposta a qual ele iria passar rumo a saída caso desse certo, usando seu teleporte assim que possível para sair dali.


[off: Esqueleto 1sp (basico de tudo) = V1 R2]
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Ter 6 Dez 2016 - 13:52

Lord Death:

O lich se utiliza da necromancia para convocar um esqueleto que surge diante dos olhos dos camponeses que ao ver aquela criatura vão ao incauto da criatura morta viva de forma imediata, aproveitando ele busca algum ponto onde utilizar seu teletransporte, ele acaba por observar alguns metros de onde se encontrava, próximo de uma casa onde havia uma carroça de feno onde utiliza para se mover para dentro deste esconderijo. Já devidamente escondido o necromante poderia se dirigir para saída da cidade. Chegando ao local Lord encontra Malik na entrada da caverna a espera de seu retorno encostado: - Então como foi com o senhor prefeito? Acabei de receber uma mensagem do grão mestre que termos mais alguma ajuda para esta missão. – Diz ele com um pergaminho em mãos o entregando para o lich, no documento que falava que mais alguns membros da organização iriam chegar a vila em alguns dias.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Ter 6 Dez 2016 - 22:24

Sua estrategia não foi muito elaborada mas o efeito foi prático e efetivo, pois surtiu o efeito desejado, servindo como chamariz para que ele pudesse evadir da vila sem problemas, e ainda traria um efeito ainda melhor no dia seguinte, quanto aquele grupo informasse o prefeito, servindo de exemplo que os mortos poderiam sim andar por aquela vila a qualquer instante...


Ja próximo a caverna, o servo aguardava seu retorno e podia notar um pergaminho em suas mãos, logo lhe perguntando sobre a visita e informando a respeito de reforços.


- O prefeito irá colaborar com nossa causa e logo acredito que seu papel se tornará ainda mais evidente, mas por hora vamos manter as aparências... Reforços sempre são bem vindos, mas gostaria de saber como você entra em contato com meu caro semelhante? Preciso entrar em contato com ele pois o plano começou e há coisas distantes daqui que precisam ser resolvidas...


Sua mente borbulhava com tantas informações presentes e distantes, chegando a sentir dor de cabeça, pois aquele corpo não era digno de seu intelecto e lhe limitava bastante, mas ainda assim conseguia vislumbrar seus objetivos e o que cada um dele iria exigir, sendo agora importante o contato com o líder da Irmandade, tanto para requisitar certo apoio como para mostrar os objetivos que deverão ser atingidos a partir daquele momento em diante. Não há mais volta, Zephyr sucumbirá...
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Sex 23 Dez 2016 - 23:44

Lord Death

Então Malik diante a pergunta do necromante esboça cruza seus braços, encostando-se à parede da caverna se mantendo alguns poucos metros do lich que chegara de sua missão: - Temos varias maneiras de nos comunicarmos com a sede em insula Mortis, mas a principal maneira e enviar cartas codificadas por corvos que transportam estas mensagens. – O servo então sai de sua posição se aproximar mais de Lord Death, mostrando o documento codificado que não compreendia. – Este código e conhecido apenas aos membros da irmandade das sombras, bem se quiser posso te mostrar como decodificar e utilizar nossos meios para a comunicação entre nossos membros. Mas diga qual será o próximo passo que será dado para que seu plano tenha êxito. - Neste momento o necromante tem a noção que aquele documento havia sido decodificado pelo servo que agora esperava por sua resposta.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sab 24 Dez 2016 - 16:50

 - Temos varias maneiras de nos comunicarmos com a sede em insula Mortis, mas a principal maneira e enviar cartas codificadas por corvos que transportam estas mensagens.

Aquela resposta não foi satisfatória. Será que todos os mortais dependiam de métodos tão primitivos de comunicação? Eles não poderiam simplesmente se comunicar diretamente um com outro? Foi ai que percebeu que ele próprio também não poderia no momento, aquelas formas físicas eram demasiadamente limitadas, pouco práticas, trazendo uma preocupação com algo tão simples...

Observou o documento que lhe foi mostrado, trazendo-lhe curiosidade sobre o assunto, pois mesmo que não fosse pratico, pelo menos parecia ser eficiente, inventivo , utilizando o máximo que suas limitações permitiam.

– Este código e conhecido apenas aos membros da irmandade das sombras, bem se quiser posso te mostrar como decodificar e utilizar nossos meios para a comunicação entre nossos membros. Mas diga qual será o próximo passo que será dado para que seu plano tenha êxito.

- Compreendo. Agradeço se me orientar nesse método que é utilizado, pois tal conhecimento é impreterível. Há alguma forma mais rápida de se comunicarem? Magia ou artefato talvez? Quanto ao próximo passo, você é um recém chegado, alguém que precisará criar vínculos na vila, alguma razão pela qual você sinta vontade de ficar e comece a sentir interesse pelos negócios dali, ganhe confiança de alguns. Quanto a mim, acredito que talvez tenha que ir pessoalmente me encontrar com seu mestre, tenho assuntos sobre Terminus a tratar com ele...
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Ter 27 Dez 2016 - 1:22

Lord Death:

Malik com pergaminho em mãos se dirige a uma pedra que se encontrava nas mediações de onde tira de trás uma bolsa de couro onde guarda o pergaminho codificado: - Tenho certeza que logo poderá utilizar nossos códigos, mas saiba que esta informação não poderá sair deste local por isso quando estivermos mais bem estalados terei que destruir este pergaminho. Como disse antes, temos outras maneiras de nos comunicar, mas isto e algo que não e muito utilizados por ser tratar de um recurso que pode ser utilizado para qualquer um que conheça o mínimo de conhecimento em magia.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Qua 28 Dez 2016 - 21:41

O mortal se mostrou bastante prestativo e atencioso, logo buscando e revelando o pergaminho que, segundo ele, possuía o código para decifrar as mensagens da Irmandade, pronto para lhe ensinar, acabando por revelar também que havia um método arcano, então provavelmente seria de muito mais valia do que tal método mundano, mas mesmo assim precisava conhece-lo para não deixar os assuntos da Irmandade passarem despercebidos.

- Bom, então me mostre o código e como decifra-lo mas após isso gostaria de conhecer esse outro método também, acredito que para o que está por vir, uma comunicação de forma rápida pode ser crucial entre vitória e derrota.

Não pretendia entrar em muitos detalhes sobre o plano futuro, mas aquela afirmativa foi com intenção de aguçar a curiosidade do sujeito e mostrar a relevância daquele conhecimento específico para táticas mais aprimoradas que ele havia presenciado vários séculos atras antes de seu aprisionamento, no auge dos Humanos, principalmente no campo de batalha...
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Dom 15 Jan 2017 - 0:23

Lord Death

Logo que ouve o desejo do lich de aprender o código secreto o servo da irmandade esboça um sorriso de satisfação: - Irei primeiro prepara o lugar para que fiquemos mais confortáveis, pelo menos para mim. - Então o humano sai para floresta, retornado com alguns galhos e folhas secas com as quais utiliza para fazer uma fogueira. A noite chagara ao local o necromante não conseguia sentir, mas podia perceber pela respiração do jovem a condensação que poderia reconhecer por ser causado pelo frio. - se aproxime para que possa te mostra como decifrar o código da irmandade, então o senhor poderá ficar apar de nossos contatos nos quais usufruirmos pode ser de seu interesse.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Seg 16 Jan 2017 - 23:02

Ouviu a necessidade que o mortal tinha e aguardou o necessário. Ele proprio não precisava de muito naquela forma, uma forma muito comoda e que bastante lhe assemelhava com sua forma verdadeira, embora essa atual não chegue nem a uma porcentagem significativa para ser chamada de mínimo parecida.

Conforme o homem falou, se aproximou, procurando ficar atento ao que lhe seria revelado, embora como de costume, não deixava de sentir o ao redor, pois uma fogueira no meio da floresta poderia facilmente ser um chamariz para todo tipo de criatura ou mortal vagando por ali.

- Mostre-me e talvez possa ser que contribua de forma ainda melhor para nossa causa. Você falou de contatos e me fez lembrar de uma particularidade minha que pode ser bastante util a todos nós... Mas primeiro, prossiga.

Talvez pudesse ser uma boa ideia, quem sabe uma via de mão dupla, mas mostrar a Irmandade sobre como entrar em contato com as Valkirias poderia oferecer um suporte e trabalho de inteligência ainda maior, contribuindo por exemplo com os necromantes que poderiam aprender diretamente delas conhecimentos a cerca dos mortos, enquanto que elas poderiam deixar-lhe constantemente a par do que a Irmandade faz.
avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Convidado em Qui 26 Jan 2017 - 16:07

Lord Death:

Então o servo da irmandade das sombras começa ensinar como converter o código secreto, este consistia em converte números em letras que acabavam por formar anagramas que por sua vez era novamente de codificado para se obter o texto secreto, Logo com o termino de suas explicações, o necromante acabar por compreender por completo a maneira que se devia proceder. Malik com o documento em mãos o rasga em pedaços jogando o que restou na fogueira: - Espero que tenha entendido a maneira na qual os membros se comunicam. Quanto à carta, eu tive que destruí-la por questão de segurança, deve compreender que nossas ações não poderiam ser de outra amaneira senão sutis para que não sejam detectadas antes que tenham êxito.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Lord Death em Sex 27 Jan 2017 - 1:15

O servo foi explicando passo a passo enquanto que conforme aprendia e via a engenhosidade do codigo, ficou admirado pela sua complexidade e funcionalidade, realmente seria fácil enviar mensagens sem ser descobertas, embora um pouco trabalhoso para sua decodificação.

- Compreendo perfeitamente, fizeram bem em elaborar tal código, acredito que dificilmente haverá alguém que o descubra sem informações sobre ele.

Então foi a vez de Lord se levantar, pegando algumas pedrinhas no chão, mais ou menos do mesmo tamanho. Com seu dedo ossudo, foi riscando uma a uma suas runas, preparando o "kit" para o processo que iria ensinar, falando e explicando para o servo.

- A alguns milênios atras, principalmente um povo bárbaro de uma terra semi congelada conseguiu entrar em contato através dessas runas com meus domínios, realizando perguntas e através das runas obtendo as respostas. No total são vinte e quatro runas e não são respostas diretas, objetivas, mas sim respostas que precisam ser entendidas e instantâneas. Por exemplo, essa minha runa, "Morte", geralmente significa "final de algo", enquanto que "Caminho" significa que "ainda falta algo". Tem alguma bolsa pequena para coloca-las?

Terminando de gravar cada runa, perguntou a ele sobre a bolsa e demonstrou como seria feito, colocando todas dentro dela e sacudindo algumas vezes. Explicou que deveria chamar por Ele, Morte, e pedir autorização para usar as runas. Em seguida, com a mão dentro da sacola, fazer a pergunta e sentir qual runa iria ligeiramente aquecer, revelando assim a mensagem. Após isso, informou uma a uma, o nome de cada runa e seu significado.

avatar
Lord Death
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Azetlor em Seg 6 Fev 2017 - 21:02

Lord Death

Parecia que tudo que o necromante havia explicado o servo havia compreendido agora ele rapidamente começava a guardar as runas que o lich. Quando ele percebe uma estranha movimentação dentro caverna algo parecia a observar os dois em meio a escuridão. O servo parecia que também havia percebido, pois agora parecia indicar com os olhos algo que se encontrava a sua direita, tentando se manter o mais natural possível para que estivesse os observando não percebesse que havia o detectado.
avatar
Azetlor
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prefeitura

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum