Expedição ao Fukai

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Rubi Make em Dom 26 Jul 2015 - 22:56

Reuniões e explicações por si só já são chatos, mas essa até que era legal, é a primeira vez que via um cristal de Mir assim tão de perto, era tão belo quando poderoso, isso seria útil para mim em muitas ocasiões.

Não sei oque me deram, mas foi muito bom, olhando as mãos podia sentir novamente o prazer de ter meus poderes ao nível máximo.

"Eu amo isso"


Se eu unir esse meu poder com o poder que a armadura me der eu vou ser indestrutível. A mulher mais forte do mundo.

A um tempo atrás me deparei com uma senhora na estrada, esta não sei porque, eu ajudei e a forna na qual ela retribuiu foi coisa de outro mundo, casa, comida e roupa lavada, era um vida tranquila e serena, afazeres da casa, da pequena plantação no quintal e chá quente ao entardecer chuvoso, nossa era perfeito, mas não era para mim. Em resumo suguei a alma da senhora e destruí sua pequena fazenda.

O comboio estava partindo e levitando, decidi ir ao lado da caravana, optando assim em ficar com o grupo, afinal não tinha nada para fazer e se essa missão der certa, esse contratante pode será meu passe direto para Pejite. No inicio estava tudo calmo até o momento em que o comboio fora atacado por 3 mantis, estes causaram uma explosão e a onda do mesmo chamou a atenção de todos.

A forma na qual os três comiam o animal do comboio seria algo belo se não fosse o fato de ele carregar nossas coisas.

Rapidamente invoco um espinho gigante com 10 metros de altura e 4 de circunferência para perfurar o Mantes numero 1, a terra sofre um leve tremor no perto do local onde ele iria sai da terra. 

Habilidade:
Invocação Potencializada
Classe que aprende: Evocadores /Elemento: Neutro
Descrição: Todas as criaturas invocadas pelo conjurador são mais poderosas do que o normal.
Efeito: Sempre que o conjurador usar uma habilidade de invocação ou criação que convoque/crie algum ser, esse ser receberá um bônus extra de pontos em sua ficha igual metade da inteligência arredondado para cima. Esses pontos podem ser gastos para melhorar atributos ou colocar vantagens.
Custo: 4 SP por cada ponto bônus até um máximo de pontos igual a metade da inteligencia do conjurador.
Duração: Sustentável
Valor da dificuldade: 4
Raridade:Rara

HP: 30/30
SP: 56/60
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Hachimaki em Seg 27 Jul 2015 - 16:45

Após toda àquela explicação de Cyrus sobre os bichos do fukai ele nos mostrou um pequeno cristal preso em um cordão que achei muito bonitinho, todos pegarão um e o golem tinha mudado de forma, não sabia direito o por que mais presumi que fosse o cristal, na hora que peguei o meu até fiquei meio assustada, pois não queria virar cristal também, e curiosa ao mesmo tempo. O coloquei, sem tirar o capuz, e coloquei o cristalzinho por entre os seios, depois Cyrus pediu para nos arrumarmos para partir, eu resolvi ir na carroça, logo após eu entrar e sentar nela eu simplesmente apaguei e dormi um pouco depois eu já estava falando dormindo.
-hmmm que carne gostosa hmmm- 

Então uma explosão que me a!cordou aos pulos e me deixou por pouco tempo surda e ap!enas ouvia um som finíssimo no meu ouvido, fiquei de joelhos com as mãos tapando os ouvidos.

-aaah...isso doi muito...-

Após passar o "efeito" da surdez eu saio da carroça meio tonta e grito

 -MAS Q-QUE TA ACONTECENDO AQUI- 

Então deparo com 3 mantis que devoravam o animal da outra carroça e Balim e a garota cuja não lembrava o nome lutando contra os 3 Mantis, Balim rodopiando a lança e a senhorita lá com suas magias.

-Ãh? É assim? OOOO MANTIS ISSO MESMO VOCÊS AI POR QUE TÃO COMENDO ELE??! E NEM ME OFERECEM UM PEDAÇO?! VAMOS RESPONDAM !SE NÃO ME RESPONDEREM EU VO AI!
Falei furiosa com os insetos gigantes sem nem perceber a presença do lich ali perto.

"Ai meu ouvido ainda ta doendo um pouco"

off: Biolinguagem* espero que funfe

Hp: 45  Sp:15
avatar
Hachimaki
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Tenzim em Seg 27 Jul 2015 - 20:34

The Way of Blade



LEGENDA:
«Narração»
Fala
[Pensamento]
Glaedrimir




«A fase de preparações se estendia por um tempo deveras longo. Todos tinham plena noção de que planejar uma expedição daquele porte era algo no mínimo complexo. Mas, Conde Cyrus também tinha conhecimento de que os aventureiros ali eram homens (e Golem) de ação. Sendo assim, pouco lhes importava todo o tramite logístico e burocrático da coisa.»

«A regra sempre foi clara: estavam ali para garantir a segurança do comboio. Se algo respirasse de maneira duvidosa ou ameaçasse assustar algum pesquisador, deveria ser passado a espada. Simples como coisa de soldado. Por ter sido educado na base da franqueza, Tyrael nem se preocupou em fingir algum contentamento. Na verdade, desde o início das palavras do conde, o cavaleiro fincou suas mãos nos bolsos do culote azul marinho e deixou sua mente escapar.»

«O misterioso presente foi o que trouxe Tyrael de volta. Ele sempre havia gostado de presentes, mas nunca fora muito fã de jóias. Provavelmente, culpa de seu avô que o ensinou a preferir cavalos, bebida e espadas a outros bens materiais. Os outros nômades pensavam de forma semelhante ao velho xamã, em sua cultura adornos eram comuns, porém, as joias e metais preciosos cediam espaço às penas tingidas, ao couro e à missangas.»

«Entretanto, a explicação de Cyrus modificava completamente o panorama. O misterioso pingente não se tratava somente de uma bijuteria afeminada, mas era também um equipamento milagroso capaz de proteger os cinco do miasma venenoso do Fukai. Tudo parecia bom demais para ser verdade, tudo fácil demais.»

Não sou um grande fã de armaduras, mas aceitarei o presente. Pelo simples fato de que odeio esta maldita máscara.

«Deu dois passos à frente e pegou o pingente mais à esquerda. Em seguida, amarrou-o ao pulso como se fosse uma pulseira. Findada a reunião, o ruivo entrou dentro de sua carroça – a puxada pelo elefante – e largou-se num dos bancos. Colocou Byfröst próximo ao peito e cruzou ambas as pernas e os braços em volta da arma, aninhando-a como algo precioso. Então, Tyrael puxou o capuz de seu poncho, que o ajudou a diminuir a claridade, e entregou-se ao sono dos justos.»

«De repente, uma explosão o trouxe de volta. Ainda meio zonzo pelo impacto, o cavaleiro pôde notar o familiar cheiro férreo que se distinguia em meio ao ambiente, superando o odor das cinzas. Depois de tantas batalhas, você já estava acostumado aquele cheiro, confundi-lo era impossível, um guerreiro experiente poderia perceber com facilidade o cheiro de sangue que se espalhava pelo local. Rapidamente, o mago tateou suas vestes, retirando a proteção e procurando algum ferimento da batida. Felizmente, estava ileso e, por isso, sorriu.»

«O sorriso do garoto rapidamente se desfez quando ele viu o elefante. Tyrael sempre teve um apreço por animais e ver o pacífico gigante que havia puxado a carroça naquele estado era algo deprimente. Infelizmente, salva-lo já era algo impossível, porém, ainda podiam vinga-lo. Desta forma, o espadachim avançou, com a mão no punho da espada e os olhos cravados no inseto. Quando se aproximou o suficiente de seu oponente, Tyrael sacou Byfröst e executou um battoujutsu¹, ou seja, um corte na diagonal que começou no canto inferior direito e prosseguiu até o superior esquerdo.»

«Terminado o ataque, o nômade assumiu uma postura de guarda. As duas pernas estavam abertas na largura dos ombros; o corpo de lado com a perna direita a frente, levemente flexionada; o braço esquerdo flexionado, na altura da cabeça, segurava a lâmina que apontava para frente e a mão direita repousava próxima a ponta da espada.»



¹: Battojutsu (em japonês抜刀術Battō-jutsu) é uma disciplina das artes marciais japonesas que tem por objecto o estudo e a prática do desembainhamento da espada — katana — com o fito de executar um corte. Fonte: Wikipédia.

O Ataque foi realizado ao terceiro Mantis.


Status:
HP: 40/40
SP: 60/60   

Tenzim
Lenda
Lenda


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Saphira Odin em Ter 28 Jul 2015 - 18:13

Um grande estrondo foi o que todos ouviram, ou viram a cena do elevante sendo atacado violentamente pelas criaturas a carroça que ele puxava fora jogado longe e no processo acabava em pedaços aqueles que estavam dentro dela conseguiram sair no primeiro impacto das garras da criatura na mesma o caos tomava conta aos poucos e começou no final do comboio Balin se quer percebeu a presença das criaturas no ataque, o ambiente na verdade a atmosfera já mudava de forma brusca, o sol mão era mais visto graças as nuvens pesadas e toxicas que o escondiam, ainda era possível enxergar algo pela neblina fraca do ambiente que tornava o lugar com uma coloração inescapável e estranha. Em meio a isso o Golem foi um dos primeiros a atacar o trio de mantis, mas seu ataque energético mostrou-se eficiente com apenas uma das criaturas ele conseguia machucá-la em seu tórax (Mantis 1)  o golem chegou a perceber mais uma presença, mas achou melhor focar no mantis naquele momento.

Naquele mesmo instante a ninfa que flutuava ao lado do comboio percebeu o ataque das criaturas em resposta conjurava um tipo de espinho gigante manifestado de baixo da criatura que Balin estava atacando o efeito de sua magia foi uma especie de espinho rustico feito inteiramente do solo do Fukai o tremor da terra afetou a segunda carruagem da frente fazendo a criatura sair da fila indiana em que se seguia para uma rota diferente agora se não bastasse uma carruagem destruída a outra saia desgovernada sem rumo a direita de onde estava o comboio e as criaturas, quanto ao golpe da magia da Raiza, ela fazia com que o espinho dilacerasse uma das pernas da criatura a fazendo soltar uma especie de zunido parecia que estava a chamar alguma coisa.

Zyra tentava alguma comunicação com a criatura que atacava o elefante, mas sem um resultado positivo de entendimento claro, pois o que ela conseguiu foi chamar atenção das criaturas sobre si, em meio ao raciocínio delas Zyra conseguia pegar pedaços de uma unica frase "Comida" e "lider" a ultima foi em meio ao zunido que ela soltou devido aos ataques.

Tyrael estava descansando com sua companheira de muitas batalhas, como um guerreiro treinado assim que sentiu o tranco que a carroça levou, logo saindo de dentro dela só a viu ser destruída mais ao longe ele se pós em modo de ataque contra o Mantis (1) sem questionar o que estava acontecendo ou perder seu tempo indagando para os demais sobre a criatura ele a atacou usando sua espada foi um único corte seco e preciso que riscava a proteção do animal sua carcaça fazia jus  a seu preço vendido no mercado o dano causado pelo guerreiro foi minimo visto pelo corte no tórax da criatura que começou a escorrer um liquido meio esverdeado.

Bones que acabava de "acordar" do seu ultimo acidente tentando atravessar o Fukai quem sabe, logo a dua frente ele via um comboio sendo atacado por mantis e nele encontrava-se alguns mercenários a defender o mesmo, sem motivos aparente o Lich conjura um esqueleto arqueiro para ajudar o comboio quando ordenou a criatura óssea a atacar o mant1s(1) ela o fez com precisão sua flecha magica acertava as costas da criatura que caia inerte sobre o elefante morto.

Aos outros dois Mantis restou atacar a jovem que chamou sua atenção o primeiro ataque com suas garras foi parado por Cyrus que do nada aparecia na frente de Zyra para protege-la o Conde estava usando de sua armadura, ele olhava para ela e a mandava fazer algo pois se ficasse parada ali poderia se machucar ou até mesmo morrer mas isso foi em vão assim que ele terminou de falar o terceiro mantis acertava a jovem na cintura a machucando de forma grave e não só isso ela foi jogada de encontro ao chão. Com tudo aquilo acontecendo ao mesmo tempo, pelo visto ninguém se deu conta do desaparecimento do espectro.



Off: Mantis 1 
Morto
Mantis 2
01/20 HP
Mantis 3
01/20 HP
......................
-10 Zyra
-Coloquem seu status atualizado com o gasto de sp e dano sofrido por favor.
-Já atualizei suas fichas sempre que ganharem exp, vou colocar direto no perfil, avisarei quando alguém subiu de nível.
-3 carroça destruída por completo, 2 carroça desgovernada se perdendo no nada >.<
-1 carroça do Cyurs claro né, é a unica ainda parada ali.
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Balin em Qui 30 Jul 2015 - 13:33

*O golem se esforçava para defender seu amigo elefantídeo, mas o mesmo já havia dado seu último suspiro de vida. Se pudesse, o golem estaria vertendo lágrimas, contudo guardou apenas o sentimento para com a partida do animal. Seu corpo também não podia transpirar, nem outra demonstração externa que indicasse estar fatigado. Embora ele de fato estivesse um pouco exaurido, por conta de seu último ataque. Mas não era hora de poupar forças ou descansar, restava ainda um leve sentimento de vingança quanto à morte do elefante, por mais que a ação fosse notoriamente um instinto dos mantis. Uma das criaturas perecia indo ao chão, alguém atirou pelos flancos da mesma, o golem não lembrava de quem pudesse ter tal habilidade entre os membros do grupo. As criaturas tomavam um novo alvo, Zyra havia praguejado ou dito alguma coisa, porém em um idioma totalmente estranho, era quase como se ela fosse, por um momento, como um deles. Cyrus ajuda a yokai, mas as criaturas estavam investindo ferozmente e acabam por feri-la. O golem vinha na direção das mesmas, ainda guardando rancor pela morte do animal e agora pelos companheiros que eram ameaçados. Balin usa da extensão da arma de haste para atingir a criatura pela sua retarguada, tentando perfurar seu abdome ou outro ponto em evidência na anatomia de seu corpo.*

Gertrudes - Acho que to meio zonza dos giros, mas juro que tem um esqueleto ali o_O eu ouvi ele dizer alguma coisa como: "não sou o alvo", parecer ser dotado de alguma inteligência e costumes diferentes deste tipo de criatura ou pode ser uma...ai! Você fica me balançando quando eu to falando, não te deram educação?

*Após o ataque contra o mantis, o golem retrai a lança, usando da mesma para se defender de um possível avanço das criaturas.*

HP: 68/68
SP: 12/22


OFF:
: Conta o dano da outra campanha aqui? Caso sim o Status é:
HP: 53/68
SP: 12/22

Atacarei com a Alabarda o Mantis n°3
avatar
Balin
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Hachimaki em Qui 30 Jul 2015 - 14:25

Acabei me distraindo enquanto tentava me comunicar e acabou que os dois mantis vieram me atacar e a unica informação que tive foi líder e comida, não entendi muito bem mas quando me dei conta o conde Cyrus aparece na minha frente me protegendo dos mantis e falou para eu agir rápido porem o outro mantis me pegou de surpresa e  minha cintura com suas afiadas garras que também me arremessou ao chão. 

Apesar de já ter me machucado várias vezes com cortes nunca me acostumava e esse corte doía muito e parecia que se sobrevivesse ganharia outra cicatriz. E a dor não acabou apenas na queda quando pois tentei me levantar me apoiando comas mãos no chão o que fazia doer mais ainda, mas comcom bastante esforço me levantei. 

-ora seu! Argh-
 
Coloquei a mão oposta sobre machucado e caminho lentamente com dificuldade até perto do mantis que me atacou quando via balim indo atacar também e com um "ultimo" esforço antes que a dor ficasse mais insuportável começo a dar uns passos largos e quando chego perto o suficiente do mantis que me atacou tento me passar por suas garras e escorregando  para baixo do abdômen do mantis e cravar minhas garras nele e rasga-lo depois rolo pro lado pra sair de baixo dele  fico de joelhos com uma mão ainda na ferida e a outra apoiada no chão porem ainda olhando o mantis  a dor parecia ter piorado por causa de meus movimentos e não parecia que iria melhorar tão cedo.


"Droga, mantis desgraçado, isso ta doendo muito"


off: Hp: 35   Sp: 15
avatar
Hachimaki
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Rubi Make em Qui 30 Jul 2015 - 20:12

O combo ataque ao primeiro Mantis fora um sucesso, o mesmo já fora abatido. Porém como toda a aventura épica e histórica sempre tem algo a mais". O grupo não parou para comemorar, até porque ainda não era o momento para isso, tanto, que uma das carroças que fazia parte do comboio saia da rota.

"Droga"

Mediante a tal situação, não podia perder uma carroça com suprimentos logo no inicio da expedição.

A julgar pelo trabalho em equipe até então, decido ir atrás da carroça, flutuo rapidamente na sua direção e invoco uma espécie de erva daninha em suas rodas, para que a mesma pudesse parar a carroça ou pelo menos diminuir a velocidade até que eu chegasse a ela.

O momento local não ajudava também, estava ficando escuro e a visão já estava sendo prejudicada, conforme a movimentação, o corpo acelera e a respiração também, esta estava embaçando a mascara de proteção.


Habilidade:
Invocação Potencializada
Classe que aprende: Evocadores /Elemento: Neutro
Descrição: Todas as criaturas invocadas pelo conjurador são mais poderosas do que o normal.
Efeito: Sempre que o conjurador usar uma habilidade de invocação ou criação que convoque/crie algum ser, esse ser receberá um bônus extra de pontos em sua ficha igual metade da inteligência arredondado para cima. Esses pontos podem ser gastos para melhorar atributos ou colocar vantagens.
Custo: 4 SP por cada ponto bônus até um máximo de pontos igual a metade da inteligencia do conjurador.
Duração: Sustentável
Valor da dificuldade: 4
Raridade:Rara


HP: 30/30
SP: 52/60
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Bones, O lich em Qui 30 Jul 2015 - 23:49

Bones acaba por se atrasar um pouco devido ao tanto que corria, mas ele próprio não precisava fazer muito pois o trabalho em equipe daqueles mercenarios pareciam estar funcionando bem... Bom, quer dizer, quase todos, olhando bem para a mulher que tentou chamar um deles para sair  e recebeu uma garrada como resposta... Se aproximou mais do grupo, falando em alto e bom som.

- Necromante, andarilho e atualmente me vingando contra essas pragas, Bones, ao seu dispor!!! Quem é o lider do grupo? Ofereço auxilio em troca de uma carona! Sei lavar, cozinhar, costurar... Bom, na verdade não, mas posso ajudar com isso aqui...

Enquanto ele falava com um tom descontraido, como se estivesse passeando por ai em vez de estar em pleno combate, deixou que seu arqueiro atirasse contra o mantis, enquanto ele próprio usou uma rajada de energia sombria contra o outro, mantendo assim uma pressão no ataque de forma constante, para que eles não tivessem para onde escapar.
Spoiler:

quot;]
Principios da magia

Principio básico para qualquer mago,permite poder usar magias. Ao obter esse talento,o usuário pode atacar com um elemento básico (determinado na ficha). O ataque não recebe bônus mas conta com a inteligencia do usuário+1d6. Também é possivel criar barreiras cujo o poder defensivo é determinado pela inteligencia+1d6. Pericias influenciam nos valores. Apesar de só se começar com elementos básicos, é possível usar elementos secundários caso o conjurador tenha o talento princípios da magia dos elementos constituintes, ele não paga mais sp por isso.

3 SP
Gasto: 3 SP

Evocação basicaTodo evocador  é capaz de evocar um ser basico, que será forte ou fraco dependendo da capacidade do evocador. O ser não tem elemento e seu numero de atributos vai  ser igual ao custo que o evocador vai investir nele, que distribui os pontos como quiser. Uma vez que os atributos são escolhidos e o monstro evocado,não é possível mudar. É possível evocar mais de um ser ao mesmo tempo mas o custo de SP é cumulativo.2
SP por pronto de atributo+ pericia evocação OU necromancia,o custo para manter é sempre 1 terço do custo de evocação arredondado pra baixo (minimo 1).
Gasto: 1 SP

HP: 21/21
SP: 81/89

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Tenzim em Sab 1 Ago 2015 - 13:56

The Way of Blade



LEGENDA:
«Narração»
Fala
[Pensamento]
Glaedrimir




«No combate não há tempo a perder. O campo de batalha não é lugar para se filosofar ou para traçar metas de vida. Na verdade, por mais que os bardos e poetas insistam em endeusa-lo, adicionando descrições hercúleas que fazem de qualquer garoto capaz de empunhar uma espada um herói, o combate é algo muito menos complicado.»

«Basicamente, se resume em matar ou deixar-se ser morto. Touro Sentado tinha uma péssima metáfora onde comparava o duelo a um concurso de dança, pois, em ambos os casos ganhava quem errasse menos. Porém, se evitar o erro era primordial, forçar seu oponente à falha era algo igualmente importante. Afinal, o espadachim que melhor lesse seu oponente e soubesse se adaptar as rápidas transformações do caótico espetáculo formado por cortes e estocadas era aquele que viveria mais um dia.»

«Sendo assim, ao confrontar-se com um nômade do Norte, um simples movimento mal calculado, tal qual uma recepção de golpe, uma troca de pés ou mesmo um ataque significava uma existência mais breve no plano terreno e uma passagem adiantada para as pradarias de Valhala»

«Infelizmente, Zyra parece ter faltado a essa lição. Ela hesitou e, por isso, foi punida com o furioso ataque dos Mantis. Doutro lado da arena, um movimento de reprovação com a cabeça e um estalar de lábios foram toda a resposta que Tyrael deu aquela cena.»

[Amadores]

«O mago seguia focado em seu oponente, seus olhos cor de rubi fitavam o inseto gigante a sua frente. Num primeiro instante, a carapaça do artrópode havia se mostrada mais dura do que esperado. Mas, a dúvida ainda permanecia no ar: ela era suficientemente forte para parar Byfröst ou havia sido pura sorte do Mantis?»

«O único jeito de descobrir era atacar novamente. Assim como a maré que castiga as rochas costeiras de maneira incessante, o ruivo iria manter a ofensiva, golpear sem jamais abrir mão da iniciativa. Seu objetivo era retalhar seu inimigo até que a criatura fosse derrotada. Por isso, ele manteve sua pose à la Hajime Saitou¹.»

«De repente, o cavaleiro avançou na direção de seu inimigo. No caminho, Tyrael sentia suas coxas arderem pelo esforço de correr na areia fofa do deserto; seu pulmão queimava por necessitar abocanhar mais ar para nutrir a corrida acelerada; seu coração, semelhante a um motor, esforçava-se para bombear o sangue a todo vapor. Ao aproximar-se do louva-a-deus, o cavaleiro esticou o braço esquerdo o mais rápido que pôde enquanto girava o tronco dando mais força ao golpe. Ele fez a lâmina ir a frente, de baixo para cima, numa violenta estocada cujo alvo era o centro de massa do inseto. O resultado de tudo isso era um Gatotsu, uma técnica de perfuração mortal que tinha como objetivo partir na metade o animal.» 



Off: O ataque foi no Mantis n°2

¹: Personagem do mangá/anime Samurai X
Status:
Hp: 40/40
Sp: 60/60

Tenzim
Lenda
Lenda


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Saphira Odin em Seg 3 Ago 2015 - 12:51

Zyra sentia o golpe que levou, e com toda certeza aquilo deixaria uma cicatriz em seu corpo ao longe ela via Balin partindo em direção a o mantis que a atacou, e novamente ele acertava a criatura a atravessando de forma violenta seu  absomem , mesmo ele não dando muita importância para oque sua arma vinha a comentar, Cyrus presenciava toda a cena e ficava contente realmente tinha acertado em cheio ao contratar o golem, se possível na próxima expedição traria somente mercenários daquela raça quem sabe.

Nesse momento Zyra também atacava o mantis coria para perto da criatura com sua agilidade ela desviava dos ataques da mesma e não só isso seu movimento foi perfeito, quando ficou abaixo da criatura perto da grande ferida que balim acabou de abrir no abdômen dela, Zyra apenas finalizou o mantis rasgando ainda mais seu ferimento assim dando um fim trágico ao Mnatis logo ela rolava para o lado ficando a segurar seu ferimento de de joelhos com a outra mão apoiada ao chão ela tentava conter o tanto de dor que sentia naquele momento, sem perceber ela via Cyrus a sua frente a tocava no ombro e na ferida, ele estava visivelmente preocupado com a situação da jovem, mas isso nem era demostrado graças a sua armadura que o protegia por completo.

-Tenha cuidado, e principalmente muito cuidado ao se comunicar com essas criaturas, sua sorte é que elas ainda mantém o padrão de um inseto, mas as demais que iremos encontrar podem acabar te deixando insana... Quando terminou de cura-la ele a levantava com cuidado, não dando muita atenção as carroças que se perdiam por entre o Fukai, mas Raiza estava atenta e preocupada com os mantimentos e outros utensílios uteis para a expedição a ninfa conseguia com sua invocação parar a carroça e o peco que a guiava, graças a sua ação agora o grupo tinha apenas duas carroças para seguir, fora isso ela percebia que o equipamento que usava era muito precário realmente mais a frente teria problemas com o mesmo.

Bones se mostrava ao restante do grupo enquanto conjurava uma rajada sombria acertando o ultimo mantis dando a chance do Tyrael muito impaciente com sua companheira de grupo que trocou a luta por uma comunicação com as criaturas ele apenas voltou seu foco a criatura e mostrou oque deveria ser feito e como deveria ser feito com um simples golpe rápido com sua espada ele dava um fim ao mantis o deixando semi cortado ao meio, com a calmaria do lugar e as carroças salvas, o grupo tinha a sua frente um esqueleto de manto com uma foice, e uma outra pergunta onde estava o assassino que Cyrus contratou. Naquele momento cada um estava ocupado, mas Cyrus os reunia a frente do esqueleto e começava a falar.

-Tyrael leve mais alguém com você e procure pelo assassino... Assim que terminou de falar aquilo ele continuou -Não precisa mais Tyrael, o assassino já foi pego e logo ele vai chegar aqui, agora quanto ao esqueleto sugiro uma boa explicação sobre seu aparecimento aqui...
OFF: 
25 xp adicionado no perfil para todos.
-Zyra subiu de nível, coloque o link em sua ficha e onde vai gastar os dois pontos ganhos, já atualizei no teu perfil a exp e nível.
-Por favor coloquem no off seus status com os descontos da SP e Hp. Asim quando for usar algo sempre coloque em off o que vai usar e se tiver uma vantagem que de bônus em algo que vai fazer pode colocar, isso facilita minha vida na hora das rolagens, caso contrario nem reclame se tal vantagem não descrita no off não funcionar.
-Ação livre, podem se matarem.
-Tem três carroças, duas que a Raiza pegou mais a do Cyrus que continua no mesmo lugar, coso alguém se aproxime dela sentira uma aura gelada emanando da parte traseira da carruagem do Cyrus.
-Bones esta sem colar e seu esqueleto não atacou, pois o Mantis morreu antes, o espectro esta desaparecido.
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Balin em Ter 4 Ago 2015 - 13:48

*O ataque dos Mantis caminhava para o seu termino. Pouco a pouco o grupo agia, atacando as criaturas para se defender e evitar danos maiores para a expedição. O último mantis ia ao chão, reflexo do sucesso conquistado, contudo aquele ataque desestabilizou a forma com a qual o grupo era conduzido. Somente agora, o golem conseguia refletir sobre as condições atuais: As carroças foram desgovernadas, Raiza havia intercedido para recupera-las, o grupo contava com um conhecido a menos e dois estranhos a mais ali. Espectro sumiu durante o ataque, talvez pudesse estar fazendo uso das habilidades que mencionou, mas até agora não haviam indícios nenhum de sua presença. Assim tinham menos um e...mais dois? Sim, dois esqueletos estavam ali, apesar do que normalmente aconteceria quando um grupo encontra com estas criaturas, a situação estava caminhando para uma maior naturalidade. Afinal de contas, a criatura havia somado forças ajudando na defesa contra os mantis, mesmo que o golem não tivesse notado em um primeiro momento, mas fora posteriormente notificado por gertrudes, ainda não dando a devida atenção, agora "caiu a ficha". Poderia ser mais um ser exótico, contratado de última hora. Já que o golem, ao menos em aparência, não se adentrava aos padrões mais aceitáveis, da mesma forma não podia julgar o esqueleto recém chegado. Ao menos esse demonstrava simpatia, entretanto muita coisa podia ser confabulada e estar nos planos daquele ser de aspecto duvidoso. Novamente o golem voltava sua atenção para o elefante caído e analisava a chance de recuperar a criatura, seria difícil se locomover sem ajuda do companheiro quadrúpede. Não podia ficar se lamentando, cedo ou tarde o ambiente ficaria nocivo demais para prosseguir com eles. O golem ia ajudar a puxar as carroças para as proximidades do grupo. Cyrus reunia o grupo frente a frente com o encapuzado puramente ósseo.*

[Hãm? o_O ele pediu uma coisa e já deu a resposta da ação, antes mesmo de alguém executa-la! O anfitrião de fato é dotado de características que não temos conhecimento: mal consigo ver seus movimentos @_@ Hum...então, assim como a moça, o esqueleto não foi contratado, será que ele é boa pessoa?]

Gertrudes - Olha só, agora cara a cara eu to sentindo o bafo dele hem...que cheiro de túmulo com catinga de urubu! Minha intuição feminina me diz que ele é mais um que não faz parte dos socialites, mas a essa altura quem se importa? Me diga um cara aqui, além de mim, que tem sua sanidade intacta e é normal?

*Balin observava a ação dos companheiros e debrussava os braços cruzados sobre a lança apoiada ao solo. Pouco sabia a respeito de cada um e menos ainda em questão do esqueleto. Teria sido o companheiro desaparecido vitima de algum infortunio ou teria ele outros planos para executar durante a expedição?*

HP: 68/68
SP: 12/22
avatar
Balin
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Bones, O lich em Ter 4 Ago 2015 - 14:11

Seu esqueleto ate tentou realizar seu trabalho, mas simplesmente atingiu um corpo morto, dilacerado pelos mercenários, levando Bones a olhar meio decepcionado para ele, cancelando a conjuração. Contudo, ele próprio parecia que acertou em cheio sua rajada, não uma das melhores, mas suficiente para ajudar a acabar com o outro.

Ao final, todos estavam olhando para ele, com o cavaleiro na armadura possivelmente na liderança pela forma como os ordenou, se questionando na mesma hora, tornando sua foice novamente um bastão.

- Otimo... Agora eu sou o alvo principal...

- Podemos acabar com eles senhor, caso eles tentem algo...

- E você adoraria ir puxando a carroça pra fora daqui né hehehe

Realmente, se fosse de seu interesse, poderia facilmente acabar com todos, mas não tinha ate o momento qualquer razão para isso e jugava que "roubar carroça" num era algo digno de se fazer por ai. Em vez disso, preferiu a diplomacia, embora ja soubesse que viria um desastre a frente devido seus modos...

- Antes que comecem a me olhar como chefe deles ou algo assim, saibam que só estava tentando me vingar por eles terem me matado dois dias atras, acabei de acordar ali perto... E conta a meu favor o fato que bati neles também?

Tentou esboçar um sorriso, embora pela sua fisionomia, isso era algo constante e imutavel em seu rosto.

- Eu to tentando cruzar esse lugar, mas quando tentei as vias normais la pelo porto, todos me perseguiram com tochas e ferramentas gritando "monstro, monstro, mata ele!!!" mesmo eu oferecendo dinheiro da passagem... Sou um estudioso, andarilho, em busca de segredos desse...

Foi então que se deu conta que praticamente todos, exceto ele próprio e o Golen, estavam usando mascaras, interrompendo sua frase pela metade.

- Errr, vocês... precisam de ajuda? Num pude deixar de notar que vocês não são daqui ou conseguem ficar aqui né... Foram três... - Mantis, senhor. - ... mantis que atacaram vocês, não acho que eles serão seu unico obstaculo nesse lugar agradável, posso ser tão util quanto o Senhor...

Nisso se dirigiu a Balin, esperando que ele dissesse seu nome para então repeti-lo, embora o golem parecesse mostrar simpatia para com o animal abatido, despertando a curiosidade de Bones ja que golens não eram conhecidos por sua simpatia e carisma. Ficou a aguardar pela reação do grupo frente a sua aparição e apresentação nada convencionais, aproveitando o breve momento para olhar melhor o grupo, vendo que ja tinha um rosto conhecido ali, mas esperaria outro momento para se aproximar.

Spoiler:

[off: Vantagens: Memoria fotografica (tudo que vejo eu decoro)
Aprendizado infinito : Meu guardião (afinal, é um livro, ele sabe das coisas)
Noção do perígo : se for dar zica to em alerta]

HP: 21/21
SP: 81/109

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Hachimaki em Ter 4 Ago 2015 - 14:45

Meus movimentos acabaram por conseguirem finalizar o tal do Mantis e logo o outro fora abatido também. Conde Cyrus apareceu com a mão em meu ombro e começou a me curar o que levou instantes e parecia que eu já estava nova em folha e mais uma cicatriz "entrou para a coleção".

Então Conde Cyrus já começava a reunir todos perto de algo ou alguém que eu não conseguia ver direito ali onde estava. Me levanto de vagar e olho onde foi o corte que levei para ver como que estava então dou uma batida nas roupas só para tirar aquela poeira e terra,  limpo as garras da gosma verde que saiu do Mantis e vou caminhando em direção ao coisa que estavam olhando e quando chego mais perto conseguia ver um rosto familiar porem, então dou uma olhada melhor e percebo que era um lich que tinha conhecido a uns tempos atrás.

"é serio? o que ELE faz aqui?"

Então fico ao lado mas um pouco atrás de Conde Cyrus, quieta, observando o tal Lich que conversava com o golem.
avatar
Hachimaki
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Tenzim em Sab 8 Ago 2015 - 11:01

The Way of Blade



LEGENDA:
«Narração»
Fala
[Pensamento]
Glaedrimir




«Corpos partidos, findava-se a batalha. Em meio as areias vermelhas do deserto venenoso, o sangue verde fluorescente dos insetos assassinos escorria. Felizmente, o combate havia se encerrado sem muitos problemas paras os aventureiros contratados por Cyrus. Porém, ainda restava uma dúvida no ar: o que fazer com o misterioso aliado que surgira?»

«Tyrael já tinha uma opinião formada sobre o assunto. Mas, essa não era sua prioridade. Por isso, ele movimentou o pulso esquerdo, torcendo a lâmina Byfröst e fazendo os vestígios de seus inimigos caírem ao solo e restaurando o brilho pálido das runas incrustadas na lâmina ancestral. Em seguida, embainhou sua arma.»

«O cavaleiro tomou seu poncho negro e vestiu-o novamente. Escondendo as mãos as nas mangas dos membros opostos, assim como faziam os japoneses do da idade média com seus quimonos. O ruivo retornou ao grupo e reuniu-se novamente aos demais, lá, ele tomou um segundo para observar o lich. Obviamente, era um necromante, um usuário de magia nefasta que escravizava os mortos, graças a isso, eles haviam adquirido uma péssima fama no continente de Zephyr. Quando se tratava de liches, muitos habitantes do continente decidiam atirar primeiro e depois perguntar.»

«Felizmente ou infelizmente, essa não era a opinião do cavaleiro. Afinal, Tyrael não foi educado como os demais. Seu povo, os magos nômades do Norte, respeitavam aqueles capazes de provar seu valor em combate. Mexer com os mortos não os agradava, porém, eles eram capazes de enxergar um potencial aliado quando ele aparecia.»

Cyrus, você deveria ser mais gentil com ele ou ela. Afinal, sua magia negra nos ajudou bastante na emboscada dos insetos... Nós temos uma dívida com isso e você deveria ao menos oferecer-lhe uma tigela de sopa – que ele parece estar realmente precisando - antes de exigir respostas...

Tenzim
Lenda
Lenda


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Saphira Odin em Dom 9 Ago 2015 - 16:41


Cyrus observava o novo integrante do grupo, ordenava a Tyrael assim como Balin reagrupar as carruagens restantes sem se preocupar com mais nada logo estes chegariam ao seu destino. O conde ainda comentou sobre os colares, falando que a noite eles já estariam prontos para o uso, e na mesma noite eles já sairiam para caçar as criaturas.

Quanto ao Lich a sua frente Conde Cyrus o deixava em paz, foi inúmeros argumentos sobre sua chegada que o Conde resolveu recruta-lo também a contra gosto de um certo alguém, no qual ele teria de se encontrar. Logo apos cada um se ajeitar nas duas carruagens restantes, Cyrus adentrou a sua carruagem e não teve muita surpresa ao ver alguém completamente com o manto branco sujo de sangue em seu colo estava a cabeça do espectro, a pessoa sorria de forma debochada, tal expressão não era vista pelo conde devido a mascara prateada que a pessoa usava.

-Demorar muito com eles? Uma voz suave e feminina se pronunciava na carruagem de Cyrus era nítida a dificuldade que ela tinha ainda com o idioma Zephyriano. Jogando a cabeça no peito do Conde ela mostrava o colar -Você não cuidar disso, e agora ficar comigo... Quem contratou a ninfa e o lich ? Não ter erros sobre os cristais...

Calada ela escutava Cyrus dar o relatório completo da missão e pedindo mais um pouco de sua ajuda, mas ela já mostrava-se visivelmente debilitada, devido a outros lugares que foi antes de chegar até o comboio por meio de teleporte, recuperou suas forças graças as poções que consumiu na carruagem do Conde, a viagem seguiu de forma tranquila devido a carcaça do elefante que ficou jogada no caminho que atraiu muitos mantis até aquele ponto. 
Ao lodo do comboio se seguia aqueles aptos a manter sua segurança e nas carruagens aqueles que estavam mais debilitados. Já com o dia se findando algo estranho acontece uma grande explosão vem de onde estava Balin, cada pedaço do corpo dele para quem o visse parecia não conseguir conter uma força estranha que no final forçou sua saída dispersando o velho corpo de pedra do golem a explosão destruiu a ultima carruagem que ele estava perto resultando na destruição da mesma e morte dos animais que a guiavam. 

O Comboio parou pela ultima vez, todos pularam fora da carruagem olhando com cara de espanto para o Balin e sua nova condição em meio a poeira que se levantou se via uma criatura cristalina e era o mesmo cristal que foi entregue a todos, Cyrus saia da carruagem acompanhado de mais uma pessoa e a ultima que faria parte do grupo, ali seria o momento de separar os fracos dos fortes.  a pessoa que seguia o Conde tinha uma baixa estatura vestia-se com um manto na cor negra suas pontas eram decoradas com runas douradas usava uma mascara prateada, com Cyrus ela seguiu calada mas ela carregava a cabeça do espectro e jogava a mesma entre o grupo reunido aproximava-se de Balin que sentia o ar gelado que dala emanava. O tocando em seu braço direito ele sentia o toque gelado de sua manopla metálica que parecia estar levemente congelada aquele toque o incomodava um pouco, mas ela não tinha culpa de sua maldição, se não tivesse totalmente coberta com seu manto e mascara poderia se ter certeza que ela estava excitada com aquela criatura, um novo espécime de cristal raro, assim o deixando em paz , a elfa se volta para o Cyrus e suavemente falava parecia transmitir uma calma em seu tom de voz

-Gente nova? Presença maligna de alguns.... O Conde começaria com a ladainha das apresentações e manter o comboio em ardem e foi cortado pela elfa, no final ele vestia sua armadura e dava suas explicações meio sem jeito.

-Pelo que eu percebi o cristal teve um efeito diferente em você Balin, mas nós demais podem ativar sua proteção, pois como podem ver já não podemos mais fazer uso das carruagens  peguem o necessário, logo entraremos na floresta de cogumelos gigantes e Tyrael mande seu dragão embora aqui ele vai ser alvo de inúmeras criaturas...

Cyrus ficava ao lado da pessoa de manto e novamente reforçava seu comando -Ativem seus colares é só dar algum comendo mentalmente e uma proteção surgira em seus corpos, e antes de mais nada sugiro que não tentem fugir ou tentar alguma coisa estupida assim como nosso finado amigo espectro...

Quando ele terminou com o discurso chato, o grupo reparou no ambiente, agora podia se ver o clima pesado e toxico do lugar o ar era de uma cor roxa, as nuvens que cobriam o lugar já não deixavam mais nenhum raio de sol tocar o chão do lugar, assim como os muitos cogumelos gigantes o lugar não permitia mais a passagem das carruagens.


OFF:
-Por favor coloquem no off seus status com os descontos da SP e Hp. Asim quando for usar algo sempre coloque em off o que vai usar e se tiver uma vantagem que de bônus em algo que vai fazer pode colocar, isso facilita minha vida na hora das rolagens, caso contrario nem reclame se tal vantagem não descrita no off não funcionar.
- Ultimo post de dialogo, perguntas e apresentações, depois e 100% batalha e morte sem parar.
- Quem tem Audição aguçada pode escutar a pouca conversa de Cyrus com a elfa no inicio da narrativa.
- Em resumo peguem somente o que for preciso para seguir a pé pela floresta de cogumelos do Fukai, não se preocupem que o lugar é enorme e pode-se encontrar ruínas antigas, carroças devem ser abandonadas, animais de estimação se quiser que a criatura morra pode levar.
-Tenha muito cuidado agora depois deste post, vai ter só lutas e encontros com os animais do Fukai, se alguém esta com medo de perder o personagem e quer desistir me manda MP, caso contrario se prepare para o pior, paramos de frescura vou narrar em modo Very Hard, afinal é o Fukai e não um centro de debates ou encontro de amigos, quero o medo e pavor de vocês agora.
- O Ar é altamente venenoso morre intoxicado em duas rodadas.
Itens:
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Hachimaki em Dom 9 Ago 2015 - 23:36

Um pouco depois de "reunião" o Conde foi para sua carroça e quando ia para a minha ouvia ele conversar com alguém deduzindo pelo o que tinha ouvido parece que aquele ninja tinha feito besteira mas não tinha nada certo ainda. Subimos nas carroças e não sei se o lich havia me reconhecido mas apenas continuei quieta como sempre no canto até que algo que parecia uma coisa parecia ter explodido que destruiu a carroça e me fez " cair" no chão por causa do estrondo e com as mãos tapando os ouvidos. 

"As vezes eu odeio minha audição,ai ai"

após alguns segundos me recomponho, me levanto e parecia que o tal golem havia se transformado em cristal, não sabia direito o por que mas não estava enteressada em saber, eis que aparece mais uma figura nova entre nós não parecia ser inimiga e ela jogou uma cabeça entre nós que revelou ser a do ninja que tinha sumido e que me fez entender mais o que tinha acontecido mais cedo.

-aah, entendi então era você que conversou com Cyrus mais cedo, e foi sobre isso que havia falado sobre o cristal, ele deve ter tentado leva-lo e você o matou né? Hi hi.

Então o Conde fez as "apresentações" e explicou as condições e o que deveríamos fazer, após falar o que devia fazer para ativar o cristal eu penso:

"Hmm então tá,ativar cristal?"

Caso o cristal ativasse com êxito retiraria a máscara de gás e a deixaria pendurada no pescoço. Quanto as coisas que eu iria pegar apenas tento pegar alguma comida, de preferência que não fossem vegetais ou frutas, e as guardaria na minha bolsa junto as poções, mas somente o necessário, então me juntaria perto de Cyrus para partir naquela aventura perigosa. 

" fukai..nunca pensei que fosse assim...deve ser muito legal ha ha espero conseguir matar um dos grandes, a é, e proteger o conde."
avatar
Hachimaki
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Bones, O lich em Seg 10 Ago 2015 - 2:09

Havia algumas coisas que Bones ate gostaria de discutir com Cyrus e caso lhe desse liberdade, iria acompanha-lo a pé do lado de sua carroça debatendo um pouco a respeito dos tais zumbis do Fukai, tentando mostrar que tinha la sua utilidade, assim como curioso a respeito dos estudos do conde, considerando valido e importante por se tratar de um estudo de ponta como aquele.

De forma repentina acontece uma nova explosão e Bones ja se prepara novamente, para um possivel ataque, mas olhando melhor após a poeira abaixar, viu que o Golen havia se transformado em cristal, algo realmente novo e intrigante, despertando também o interesse de outros membros do grupo.

Aproveitou o momento, aquele que parecia o ultimo antes de adentrarem numa região mais séria e decidiu ver se haveria alguem ali que pudesse lhe colaborar com algo simples, mas de extrema importancia para ele.

- Eeeehhh... Alguem poderia me emprestar ou vender umas poçoes de mana? As que eu tinha foram quebradas e atualmente não estou em 100% de minha força...

Esperaria para ver se alguem colaboraria com seu pedido e so então se aproximaria da mulher, aquela que ja havia conhecido no passado e agora novamente estavam juntos ali.

- Decidiu tentar provar algumas carnes com temperos diferentes? hehehe

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Rubi Make em Seg 10 Ago 2015 - 8:50

Não me manifestei sobre o ocorrido, apenas trouxe a carroça para perto do grupo, assim reunindo todo o comboio que em suma seguia o caminho predefinido.

Um Lich, e pelo que vi um invocador, menos mal, agora poderia contar com mais alguém do mesmo nível de combate.

O lado de fora, continuo na escolta do comboio, como já estava a fazer desde o inicio, não sofri danos no primeiro ataque e a energia gasta já começava a se recuperar, flutuando ao lado da carroça, me pergunto se realmente vir foi a escolha certa, o grupo anteriormente fora dizimado e esse? Quanto tempo irá aguentar até todos morrerem e novamente eu ser a única a sobreviver?

"Lamentavel" 


Minha linha de pensamentos e questionamento foi quebrada com um grande estouro este que vinha do final do comboio, mais precisamente de Balin, nosso amigo de pedra acaba de evoluir, o poder do cristal é fantástico, esse fez com que o mesmo evoluísse a um outro nível, agora o mesmo era feito de Cristal, se tornou até bonito por assim dizer.

Em suma, digamos que eu gastei energia atoa quando recuperei a carroça, pois ao que parece agora teríamos que ir apé.

Em meio a toda esse alvoroço, uma figura misteriosa aparece junto a Cyrus, esta além de uma capa, usava uma mascara para não se mostrar, sua entrada triufal era algo a "Lá Tyrael" por mais que não seja nada parecido com o que ele faria, me veio isso a cabeça e por falara em cabeça, ai estava nosso colega que deu uma escapada.

"Transforme"

Ao pronunciar tal palavra, meu corpo começa a levitar, o sentia quente, mais do que o normal, em meu pescoço o pingente de cristal levita e brilha muito, esse brilho envolve meu corpo, nunca havia sentido tal poder, estava queimando, sedenta por sangue e dor, nunca quis tanto matar alguém ou algo como agora.



Após a transformação dar fim, podia já sentir como se meu corpo fosse algo sobrenatural. E pude ver o resultado de tal ato. Meu corpo envolto por uma armadura dourada, esta cobria partes do meu corpo e emanava o mesmo brilho que meu corpo, este que nas partes na qual não havia armadura era coberta por uma espécie de segunda pele, tão resistente quanto a armadura, porem na cor da minha pele. Aos poucos detalhista, poderia parecer que eu estava sem proteção em tais áreas.



Olhando para o meu corpo, analisando o resultado não deixo de escutar as palavras da mulher misteriosa, tal comentário me fez prestar atenção nela e no ambiente a minha volta. 

"Agora sim, a aventura vai começar."
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Balin em Qui 13 Ago 2015 - 14:12

*Gertrudes falava de forma irônica e brincalhona como sempre, a respeito da sanidade dos presentes, mas não era muito difícil para o golem já ter vislumbrando isso desde o princípio. Adentrar no fukai não era uma tarefa corriqueira, o conde precisava de valorosos homens. Nisso a palavra "homens" foge do seu sentido mais usado em se tratando daquele grupo. Nem mesmo Tyrael, o espadachim de ataques místicos e talvez o próprio conde, eram homens comuns, mas os demais destoavam mais ainda desse sentido. Uma youkai com instintos animais, reclusa e de poucas palavras. Uma mulher/ninfa que adentrou ao grupo de forma inusitada, um aspecto vislumbrante, porém de seu interior emanava algo contrastante à sua beleza. O golem que poderia ser o "homem de lata", numa analogia a um famigerado conto infantil. E agora o recém chegado esqueleto/lich, compartilhando com a ninfa uma aura manchada com maldade, ambos podiam não ser dos mais vis, inclusive até podiam ter um valoroso caráter, mas a sensação ao lado deles não era das mais confortáveis. Ele demonstrava ser um invocador de criaturas mortas, possivelmente deveria ter um conhecimento a respeito desse campo da magia. Se "homens" não era uma palavra cabível, tão pouco "heróis" seria uma boa definição para os membros do grupo. As motivações que Balin tinha, eram até sinceras para com o resgate da vida que houve ali um dia, dentre outros esforços que ele estaria disposto a empregar por um bem maior. Mas ainda que seu interior fosse carregado com bondade, por seu aspecto seria sempre visto como uma aberração. Recentemente, ele havia aprendido a não julgar de antemão, até por conta da hostilidade que ele mesmo sofria, não queria tratar de igual forma outras pessoas. Fora então que pode perceber que o esqueleto se dirigia a ele.*

-Eu!? Me chamo Balin e você?
Gertrudes - Mania sua de achar que todos que falam o nome pra você se tornam seus amigos, já disse pra não confiar em estranhos que vê por aí, ainda mais os que morrem e voltam...eu hem!

*Os poucos ajeitavam as coisas para partirem, o conde comenta a respeito do colar.*

[...o cristal!?!?]

*Era então que Balin se dava conta do que tinha começado a acontecer com seu corpo e agora voltava a procurar pelo cristal.*

[Sumiu?]
Gertrudes - Ta bem no meio do seu peito zé rocha!!

*Espantado com a forma que aquilo estava reagindo e se movendo em seu corpo, o golem se questiona sobre o que aconteceria. Na mesma noite entrariam em ação e não podia ter coisas que o atrapalhassem. O golem até pensava em se alojar em uma das carruagens, mas era idiotice de sua parte prejudicar à todos com seu tamanho e peso. Então ele fica do lado de fora do comboio, buscava ver nos céus o brilho intenso da lua, sem êxito: aquela noite não teria um luar visível no fukai, mas não podia evitar refletir sobre o cristal. Balin não podia sentir dor, mas sentia uma forte pressão comprimindo as rochas do seu corpo contra seu próprio peito. Tentava ignorar aquilo, continuando a andar, mas em um dado momento a pressão era tanta que o golem caia ao chão. Segundos depois uma explosão acontecia, rochas eram disparadas, a carroça destruída, os animais mortos...um ataque?

Música Tema:

*Em meio a fumaça, um golem de cristal se levantava, Balin estava permanentemente afetado pelo colar. Seu corpo tinha um novo tom azulado: as rochas davam lugar a uma estrutura cristalina rígida, alguns cristais eram mais protuberantes em suas costas. Sua feição estava diferente: os olhos eram brancos, com manchas simétricas pretas no rosto. O golem estava muito mais leve, a densidade do material que compunha seu corpo era diferente, bem como a sua estrutura corpórea se aproximava um pouco mais da anatomia humana. Seu tamanho parecia ter reduzido também: o golem media "apenas" dois metros e setenta centímetros.*

Música Tema de Verdade:

-Desculpem...por isso.

*Nesse momento o golem era alvo de olhares de todos, em especifico de alguém que acompanhava o conde. Aquela pessoa ao se aproximar trazia um ar gelado, não se contendo em olhar para o golem como um lobo faminto olha para a sua presa, ela o tocava em seu braço. A manopla metálica era gélida, transmitindo aquela sensação para o corpo do golem, embora o que fosse mais intenso do que seu toque era a forma que aquela elfa misteriosa interagia com Balin. Por fim ela o soltou, um dialogo era dirigido pelo anfitrião e sua mais nova acompanhante. Ao que tudo indicava, o golem teria problemas: assim como aquela mulher parecia cobiçar o que Balin havia se tornado, outros olhares se levantariam contra ele. Em meio ao discurso fora revelado o que espectro havia feito e o que consequentemente aconteceu, o assassino acabou se tornando um martiri, buscando intimidar os demais para não buscarem o mesmo destino. O grupo percebe que dali em diante estariam no "núcleo" do fukai, todo cuidado era pouco, todo esforço seria indispensável e toda ajuda seria bem vinda.*

-Tome...mas use apenas quando realmente precisar, você entende mais do que eu pra que elas servem.
Gertrudes - Você fumou o cristal é!? Ta dando nossos suprimentos pra esse cara de caveira! E eu que achei que o cristal ia por seu cérebro no lugar...

*Balin entrega uma das poções presentiada por Cyrus(uma de HP e outra de SP), ficando agora apenas com as duas restantes. Todos pareciam atentos para o que os aguardaria, naquele ponto estavam a merce dos perigos tão temidos presentes no fukai.*
avatar
Balin
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Saphira Odin em Dom 16 Ago 2015 - 17:44


Em meio ao ambiente toxico e nublado tomado completa,mente pelo Fukai Cyrus faz seus preparativos logo apos a ativação dos colares por todos do grupo querendo ou não o simbolo da guilda dos exploradores era estampado em alguma parte da vestimenta que os cobria por completo, e da mesma maneira que receberam o item cada um passou a fazer parte oficialmente da guilda na qual Cyrus faz parte. Pelas carroças e animais restantes a "assistente" do Conde cola algumas cartas magicas assim quando o grupo pegou o necessário, ela ativou o item teletransportando as  carroças e por fim as montarias por completo para a sede da guilda.

já com o grupo reunido ela mantinha sua atenção sobre o grupo queria recolher o máximo de informação sobre o efeito do cristal em cada individuo. Bones já conseguia fazer amizade com o golem, mas quem não conseguiria conquistar aquela criatura que parecia dada demais as pessoas, tanto é que ele mesmo cedeu algumas de suas poções ao Lich, que por causalidade do destino reconhecia sua velha companheira de aventuras, ela poderia o defende-lo nas possíveis discussões caso o Conde implicasse com a criatura.

No final de forma educada Quando Bones começou seu dialogo sobre os Zumbis do Fukai,  Cyrus ficava animado lhe dando explicações detalhadas sobre as criaturas e como combate-las com eficiência no próprio Fukai. Nada demais aconteceu na caminhada que se seguiu até a metade da madrugada onde o grupo teve que parar para descansar pelos mapas incompletos que Cyrus carregava mostrava que ainda poderiam percorrer pelo conhecido por dois a três dias até entrar em áreas que ele não havia mapeado.

Em uma cova oca e grande de um cogumelo gigante o grupo fixou acampamento sem acender um jogo o grupo ficava apenas com o brilha da ninja que já chamava muita atenção naquele lugar, a madrugada era fria demais e ventava muito forte jogando os esporos no ar dificultando um pouco a visão. Balin foi requisitado por Cyrus a permanecer de guarda em uma área ao redor do grande cogumelo, o Conde continuava estudando os detalhes no mapa sempre que parava para descansar e traçava o caminho mais seguro, mas ele mesmo sabia que aquele ambiente estava sempre em mutação constante, ao seu lado calada estava sua "assistente" que com o tédio do lugar saia para fora a cuidar o território junto com o Golem, estava com muita dor de cabeça e não sabia ainda se daria o colar ao Cyrus para ele cometer o o erro de entregar a outra pessoa tal item.

Ao longe bem a sua frente Balin escutava alguns gemidos em meio a silhuetas na falsa neblina de esporos a "assistente" do Conde estava na parte de trás do cogumelo gigante, já o Golem estava a cinco metros da entrada do cogumelo de frente para o grupo que descansava e ele percebia que não somente em sua frente dava para escutar os gemidos de agonia e dor, mas parecia que viam de toda a parte.


OFF:
-Por favor coloquem no off seus status com os descontos da SP e Hp. Asim quando for usar algo sempre coloque em off o que vai usar e se tiver uma vantagem que de bônus em algo que vai fazer pode colocar, isso facilita minha vida na hora das rolagens, caso contrario nem reclame se tal vantagem não descrita no off não funcionar.
- O Ar é altamente venenoso morre intoxicado em duas rodadas.
-Boa sorte
-Cuidado polpes (Explosões/Brilhantes) pode atrair insetos do Fukai para o local dificultando ainda mais a luta.
20 Zumbi do Fukai nível 2, espalhados pela área vindo na direção do Cogumelo.
-Bom Aqueles que aceitaram os itens são membros oficiais querendo ou não da Sociedade dos Exploradores

Balin oficialmente agora tua imagem é assim.:

Itens:


Cristal Mir (Item de Campanha)

DescriçãoAntigo pedaço de cristal, perdido no território do Fukai, sendo considerado um simbolo religioso e muito raro.
CampanhaItem de Campanha
AtaqueTodo e qualquer ataque natural (Garras/mãos) efetuado pelo golem é considerado Magico e vence a imunidade a magia, acertando até mesmo quem não pode ser afetado por magias. Sua arma ganha elemental (luz) além do que ela já tem.
Defesa+5
Defesa M+6
Efeito
Na cidade de Mir qualquer consumo de SP é reduzido pela metade, isso apenas dentro do território de Mir.
1. Você não é somente um golem de terra agora também é de luz (Cristal) (Luz)
2. Você não tem mais a desvantagem racial Monstruoso.
3. Caso algum devoto do cristal de Mir o encontre saberá que você é feito do mesmo cristal, assim o devoto apenas reza para seu deus recuperando metade de seu SP o devoto que recupera não o golem, o mesmo usa o Balin como intermediário ou uma simples relíquia religiosa.
4. Repele o Efeito do Fukai (Raio de 1 metro)
5. Pode tirar um pedaço de seu corpo e criar um cristal com SP permanente descontado do seu próprio Sp permanentemente. 
-EX: Poderia arrancar um cristal de seu corpo e prende nele 20 SP tiradas do próprio SP do personagem. Sendo assim ele perde para todo o sempre 20 SP de sua ficha. O item se torna único e raro, mas funciona somente com outro usuário.
Vantagens
Absorção (Luz)
Proteção Contra Magia (1) 
Status (1) [Em todo território de Mir considerado uma Relíquia Sagrada e Respeitada]
DesvantagensPonto fraco (trevas)
Permanente 
Valioso
ProfissãoNenhuma

Colar Exploradores (Item de Campanha)

DescriçãoTrata-se de uma arma de defesa que se modela no corpo do usuário a fim de protege-lo dos perigos enfrentados no Fukai.  Seu principal proposito serve para expedições naquele território onde ela é mais útil. Sua forma primaria é de uma simples joia com um pingente de cristal, o mesmo cristal que se encontra na cidade de Mir.
CampanhaItem de Campanha
Ataque/ 
Ataque D Ataque M
+2
Defesa+4 (5 Fukai)
Defesa M+4 (5 Fukai)
Efeito

Seu usuário precisa passar um dia inteiro com o artefato junto ao seu corpo, assim que passar este dia, o mesmo ainda leva uma rodada para ser ativado. O efeito é diferente para cada usuário mas em todos os casos seu corpo é coberto por algo similar a um metal liquido que cobre todo o corpo do mesmo "o modelo de proteção e cor ficam a cargo de cada um, exceto o simbolo da guilda que obrigatoriamente aparece em um destes lugares a escolha do guerreiro costas, ombro, antebraço, cintura, peito, testa" o item vai se adaptar ao usuário da melhor forma possível evitando atrapalhar seus movimentos, mas em todas as formas o corpo do mesmo é completamente coberto e protegido sendo que o artefato foi criado para dar proteção ao ambiente hostil do Fukai é natural o usuário estar trajando uma armadura completa sem deixar nenhuma parte do seu corpo a amostra ou desprotegida. 
OBSERVAÇÃO:
 A armadura custa 10 pontos de SP permanentes para funcionar. Não é possível recuperar esses pontos enquanto a armadura estiver ativa, esse custo não é computado quando ela é usada no Fukai.

Vantagens
Radar
Infravisão
Imunidade  Ar toxico do Fukai
Respirar no Fukai.
Bônus de +2 contra testes de venenos (+ 4 venenos criaturas Fukai)
DesvantagensPonto fraco a joia
Combo
Os colares foram criados para serem combinados em um único colar com 5 cristais, seus efeitos se acumulam e ganham outros bônus.
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Bones, O lich em Dom 16 Ago 2015 - 20:11


-Tome...mas use apenas quando realmente precisar, você entende mais do que eu pra que elas servem.


  - Agradeço, Balin, vou me lembrar do gesto, farei otimo uso delas quando for me banhar... Sabe como é né, sem estomago pra certas coisas... tipo todas hehehe

Agradeceu a generosidade do Golen em lhe fornecer as poções, aquelas deveriam ser o bastante para se aventurar por bastante tempo. As guardou em sua bolsa e seguiu o grupo, procurando ficar proximo de Cyrus e conversar um pouco sobre o Fukai, pois ele próprio não conhecia muito e estava curioso sobre o local.

- ... então pelo visto eles não são muito diferentes alem dessa cor berrante que faz sucesso com os "meninos moças"... hehe Pelo que sei de necromancia, se você...

Bones tinha uma ganância quando o assunto era conhecimento, mas não se importava em compartilha-lo dependendo de com quem fosse, ainda mais com outro estudioso, com quem poderia identificar rapidamente semelhanças e diferenças, num trabalho conjunto para refinar o conhecimento em si. Ficar ao lado de Cyrus também era uma estrategia, pois queria mostrar seu valor já que era o mais novo no grupo e a ultima coisa que queria era ser taxado de peso morto ou oportunista.

Talvez aquele lugar fosse perfeito para alguém de sua natureza, pois alem do fato de não acabar se intoxicando, havia seu alimento favorito por toda parte: VIDA. Enquanto cada um ia se acomodando e procurando um local para ficar e o que fazer ate partirem, procurou não se afastar muito, mas com seu toque, iria drenar as energias de um outro cogumelo próximo ou animais e report as suas, uma peculiaridade de sua condição que mostrava-se mais útil do que ficar meditando, embora ainda pudesse faze-lo caso não obtivesse sucesso devido ao lugar.

A sua velha conhecida parecia que tinha lhe reconhecido, mas Bones achou que por hora era melhor deixar ela vir falar com ele, caso quisesse, pois ele mesmo não havia assunto muito importante além do famoso "oiii, quanto tempo, o que faz por aqui". Mas ao ouvir o barulho de gemidos, bem familiares para ele, rapidamente retornou alertando o grupo.

- O ronco de vocês acordou os mortos e agora estão vindo, se preparem!!!

E na mesma hora Bones preparou-se para uma batalha em desvantagem, utilizando a passagem mais estreita da cova como forma de diminuir a diferença de números entre o grupo e os adversários.

- "Guardiões da Cidadela dos Ossos, em formação e protejam essa entrada! Alvos: zumbis!

Falou ele invocando seus guardiões, quatro esqueletos com armaduras, segurando Tower Shields e pequenas lanças. Pelo que havia visto do grupo, eles poderiam matar os zumbis, entretanto seus pertences dentro da cova ficariam vulneráveis, assim como caso alguém fosse ferido ou tivesse outro conjurador, poderia estar em um local mais garantido. Não sabia se apenas dois dariam conta de impedir todo o avanço, mas contava com Balin para ser o "quinto" na entrada, dando ordens para os zumbis abrirem caminho ou fecharem a formação conforme algum membro do grupo fosse entrar ou sair dali.

HP: 21/21
SP: ?? / 109 (preciso ver quanto recuperei)

[off:]
Spoiler:
Usado:
Sem dormir: Essa raça não precisa ou não consegue dormir oque impede de se recuperar como se estivesse em sono profundo,mas pode optar por repousar e recuperar normalmente
 Absorver alma: Lichs regeneram SP ao sugar almas 
Vantagem: Noção do Perigo

Evocação basica: 4x Esqueletos Guardiões ( R5 / 50 HP) (Necromancia 4+ 2SP = 5 pontos) = 8 SP gastos

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Rubi Make em Seg 17 Ago 2015 - 11:25

Pegando apenas o que precisava, cada integrante se abastece da forma que lhe é conveniente e todos seguem apé rumo ao objetivo. A caminhada era lenta, pois seguíamos no ritmos de Balin.

Peguei algumas frutas secas que me permitiram recuperar as energias por completo restaurando assim meus poderes, flutuava levemente dentre a vegetação um pouco curiosa do local, apesar de bela, sabia o quanto era mortal.

Com excessão de Balin e o Lich, o resto do grupo permaneceu calado até chegarmos a um ponto de descanso, este era abaixo de um cogumelo, ou algo parecido com isso.

Acabo por ficar um pouco afastada do grupo, olhava para todos tentando entender qual o critério de Cyrus em recrutar cada um nesse grupo e ainda mais com a chegada da figura misteriosa.

Os pensamentos são vários, lembranças e até imaginação de um futuro distante, assim as pálpebras ficam pesadas e o sono bate como uma marretada, guarda baixa acordo com o berro do Lich. Abro os olhos e já o vejo conjurando um pequeno exercito de guerreiros e assim me levanto e flutuo até seu lado.

-Não irá se divertir sozinho! Impedirei que eles avancem e você impeça que eles passem a barreira.-

Estabeleci um perímetro de 5 metros em torno do acampamento para que a proteção seja feita.

Com os olhos fechados, elevo meus braços até a altura do rosto, meu corpo brilhava um pouco mais que o normal, mas era por uma boa causa, do chão, brotavam uma espécie de espinhos/estacas que serviriam como espetos e assim que os zumbis se aproximasse estes iriam automaticamente se matar ou ao menos ficar parado para que os matem com mais eficiência.

-Ao trabalho!-

Habilidade:
Invocação Potencializada
Classe que aprende: Evocadores /Elemento: Neutro
Descrição: Todas as criaturas invocadas pelo conjurador são mais poderosas do que o normal.
Efeito: Sempre que o conjurador usar uma habilidade de invocação ou criação que convoque/crie algum ser, esse ser receberá um bônus extra de pontos em sua ficha igual metade da inteligência arredondado para cima. Esses pontos podem ser gastos para melhorar atributos ou colocar vantagens.
Custo: 4 SP por cada ponto bônus até um máximo de pontos igual a metade da inteligencia do conjurador.
Duração: Sustentável
Valor da dificuldade: 4
Raridade:Rara


HP: 30/30
SP: 52/60
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Hachimaki em Ter 18 Ago 2015 - 16:59

Todos nos equipamos e nos preparamos para adentrar no fukai mas pouco antes o lich que eu conhecia já estava a me importunar sobre meus gostos, ele sempre me irritou não estava nada feliz fom ele lá, mas ele poderia ser de grande ajuda.
Começamos a caminhar lá nas áreas perigosas do fukai, não dava pra ver muito bem pois o ar era muito denso provavelmente por causa daqueles esporos. Chegamos em um fungo gigante oco que era onde iriamos acampar e começava a me perguntar se ia acontecer algo comigo também por causa do cristal, pois parecia que todo mundo havia sofrido mudanças com os cristais. Para passar a noite fiquei ao lado do cogumelo gigante um pouco afastada da entrada, me deitei e dormi. Passa-se algum tempo e algo me acorda o que parecia ser pessoas gemendo de dor, não sabia ao certo, até que o lich dá um baita berro avisando a todos que zumbis estavam atacando e a mulher cintilante acordou e foi ajudar também, ambos usando magias, como isso me dava dor de cabeça, magias são muito complexas. Sem muita demora me levantei e dei uma espreguiçada rápida olhei em volta para ver melhor os inimigos, me afasto do canto do cogumelo, pois não queria ficar encurralada, indo para perto do lich e da mulher cintilante para ajuda-los, entrando em posição de combate, joelhos um pouco dobrados e garras preparadas. 

-vou tentar eliminar um por um enquanto ainda estão mais separados e impedir que avancem muito até vocês ok?.

Sem esperar resposta vou para o lado oposto do qual eles protegiam procurando por algum mais separado de outros, chegando nele tentaria esquivar de seu ataque depois pegaria no seu ombro e o empurrando para perder o equilíbrio, e talvez até derruba-lo,  para desferir um golpe perfurante na parte de trás de sua cabeça com mais segurança, então me afastando um pouco já pronta para outros ataques ou até mesmo fugir caso muitos se juntassem perto.

off : Hp 45  Sp 15
-usei audição aguçada
avatar
Hachimaki
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Balin em Qua 19 Ago 2015 - 16:40

*Após a interação completa do cristal com cada um, a transformação física do golem trouxe também um novo simbolo em sua vestimenta: um pano violeta preso em seu cinturão, caindo sobre a frente do corpo, tinha o simbolo da sociedade dos exploradores estampado. Balin identificava o simbolo como igual aos demais, inclusive o que Cyrus possuía, todos sendo agora integrantes de um grupo em comum. A mulher misteriosa, parecia ser a mais interessada nos cristais, bem como ela estava analisando cada um. Com a ajuda de um mapa, eles prosseguiam a expedição, dessa vez sem as carroças, era uma longa caminhada a pé, ainda em se tratando que o golem não podia alçar grandes velocidades. Apesar do mapa, o conde já havia dito que o mesmo estava incompleto haviam áreas ainda a serem descobertas. O grupo encontra um refugio em um cogumelo gigante, precisavam descansar, o golem se prontifica e logo era requisitado a estar vigilante. Podia sentir que alguém se aproximava, saindo da cova do cogumelo, a mulher parecia ter desistido de descansar e juntava-se a ele na guarda do local. Instantes depois, mais alguém se aproximava, parecia resmungar tanto quanto gertrudes. Não, não eram simples resmungos, eram gemidos de agonia, característicos de alguém que teve uma vida um dia, mas agora era uma criatura fadada a vagar naquele ambiente. Zumbis, mas não eram como os morto-vivos homônimos, se tratavam de Zumbis do fukai. O conde havia dado explicações sobre as criaturas que iriam encontrar ali, cuidados e estrategias que deveriam tomar. Procurando a localização da criatura, Balin se dava conta da vastidão deles vagando bem próximos. Não podia alarma-los, se atacassem o golem todos de uma vez, seria o seu fim, no entanto precisava avisar o grupo das proporções de perigo, devido a quantidade de criaturas rodeando-os. Mas eles estavam atentos, logo estavam agrupando-se na entrada da cova do cogumelo. Balin encurtava um pouco a distância entre ele e a entrada do cogumelo, tentando ficar a 3 metros e nisso procurava acertar o Zumbi mais próximo.*

Gertrudes - Lembrem-se do que o conde falou, não use a ponta da lança! E nada de exaltações, estamos num ambiente muito hostil, já tem muito bicho aqui!

*O golem empunha a sua arma com as duas mãos, usa a parte laminada da alabarda, fazendo uso da lança agora como um machado, não podia empregar as habilidades perfurantes, mas traçava um corte horizontal na direção do Zumbi, buscando acerta-lo um pouco acima da linha da cintura.*

HP: 68/68
SP: 12/22


Vantagem em uso:
Radar: É bem parecido com o sonar e você também pode ver na escuridão total emitindo ondas e recebendo seus ecos, a diferença é que você não envia sons e portanto não precisa fazer barulho,você envia pulsos eletromagneticos. Isso quer dizer que imãs e radiação influencia na sua visão assim como eletricidade, enquanto que sonar é influenciado pela captação de sons.Radar não pode ser usado sob a água.

OFF:
Deu pra recuperar algum HP ou SP, desde a última batalha? >.<
avatar
Balin
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Saphira Odin em Ter 25 Ago 2015 - 8:58


A caminhada pelo lugar seguiu tranquila, naquela noite antes do Balin alertar o grupo de um possível ataque em seu refugio, Bones já estava a entrada conjurando seu pequeno efetivo de esqueletos, no qual parou o primeiro ataque dos zumbis, certamente aquela estrategia iria barrar e concentrar um grande numero sobre eles, o bando que vinha em direção desgovernada a entrada do cogumelo, Raiza acordava logo em seguida e criava um tipo de esfera protegendo o grupo da dos Zumbis, mas teriam de elimina-los de forma rápida para não serem tragados por um grande acumulo das criaturas sobre si.

Zyra acordava logo em seguida e já avisava sobre suas ações para a ninfa e o Lich, ela seguia para o outro lado do cogumelo mais afastada e via seu algo cambaleando em sua direção sem perder de seu tempo ela o atacava e derrubava ao chão por instinto ela se afastava ficar tempo demais sobre uma criatura quer dizer se tornar um alvo fácil aos demais monstros do lugar, balim também atacava sem alarmar muito, ambos foram acertados de raspão pelas criaturas.

Cyrus saia de dentro do cogumelo gigante e sem falar seguiu para perto de Eilistraee com defenderia a parte de trás do cogumelo o lado oposto onde o Bones e os demais estavam.

OFF:
-Por favor coloquem no off seus status com os descontos da SP e Hp. Asim quando for usar algo sempre coloque em off o que vai usar e se tiver uma vantagem que de bônus em algo que vai fazer pode colocar, isso facilita minha vida. caso contrario nem reclame se tal vantagem não descrita no off não funcionar.
-Queridos rolem os dadinhos assim vou considerar sempre metade do valor.
- O Ar é altamente venenoso morre intoxicado em duas rodadas.
-Boa sorte
-Cuidado polpes (Explosões/Brilhantes) pode atrair insetos do Fukai para o local dificultando ainda mais a luta.
20 Zumbi do Fukai nível 2, espalhados pela área vindo na direção do Cogumelo.
-Balin, Raiza fazem parte oficialmente da Sociedade dos Exploradores.
-Bones ainda não ganhou o Item.
Grupo esqueletos Bones.
-2 HP
-3 HP
-3 HP
-1 HP
Zumbi contra Balin  49/50
Zumbi contra Zyra   44/50
Balin -5 HP
Zyra -1 HP
(Ninguém é afetado pelo veneno)
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Expedição ao Fukai

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum