Nyer

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nyer

Mensagem por Nyer em Dom 15 Set 2013 - 15:52

Nome do Personagem: Nyer 
Raça: Ashtaar [+3]
Classe: Guerreador - Foices
Nível do Personagem: 3
Idade Real/Idade Aparente: 3000 / 20
Altura: 1,85m
Peso: 75Kg
Características Físicas: A primeira vista ele é apenas um humano perfeitamente lindo. Talvez isso seja resultado de boa parte das suas características demoníacas tenham desaparecido entre as centenas de guerras travadas por ele. Por mais juvenil que sua aparência seja, suas madeixas acabam por serem cinzas, como as almas que vagam nos campos gelados de Asmodeus. Seus olhos, por sua vez, são de um rubro brilhante, hipnotizador, são tão profundos e calorosos que acabavam deixando quem olhasse na dúvida se o que eles expressavam era aconchego ou desgosto. Suas vestes são compostas de um terno social negro bem, digamos, “especial”; todo o “tecido” dele era composto por couro de anjos e aquilo era encantado para que ora ou outra o rosto de sofrimento dos anjos aparecessem em algum lugar. Sua pele tem uma aparência pálida, que estranhamente lembrava muito mais vida do que a morte em si, ele chegava a ser tão branco que muitas vezes até os próprios demônios do seu batalhão perguntavam se ele estava bem. Por longos séculos essa mesma pele não desfrutava de nenhuma cicatriz, todavia, após a invasão do céu para buscar o último artefato do apocalipse seu rosto quase fora divido em dois.
Personalidade: Nunca foi o tipo de pessoa confiável, mesmo antes de vender sua alma. Contudo após tal incidente ele se tornou obscuro, seu sorriso meigo foi substituído por um sorriso falso que exageradamente ninguém consegue julgar como algo não natural e as únicas vezes que ele realmente sorri como sua alma pede é quando um sorriso malicioso e demoníaco surge por entre seus lábios. Seu lado obscuro apenas foi se agravando com o passar do tempo no inferno, chegando ao ponto que quando promovido ao cargo de cavaleiro do apocalipse, ele colocou em sua cabeça que precisava realmente levar a violência a todo lugar que ia. Ter amor irracional com os sete pecados, arrogante, orgulhoso, sedutor e muitas vezes insensível com exclusivamente homens é basicamente a definição do demônio em poucas palavras. Após se tornar a morte ele simplesmente abriu mão do pouco de humanidade que possuía e supriu aquilo com falsidade e mentiras; possui agora uma excitação constante com sua tarefa, aparentemente tentando se deliciando ao vez as pessoas se matando com a sua simples presença no local. 
História:
Há muitíssimo tempo atrás, em um reino que hoje não sobraram nem ao menos as lascas das paredes de pedra vivia o Nyer, uma criança feliz, uma criança normal. Sua família nunca foi rica, mas ele nunca passou fome por isto nunca se importou de ter que começar a trabalhar com doze anos de idade, ele era feliz com a vida que tinha. Mas com o tempo ele começou a entender o motivo dele precisar trabalhar tão cedo e nobres com trinte e poucos anos de idade nunca sequer precisaram segurar seu próprio talher, mesmo cedo ele descobriu que o mundo era injusto e que exageradamente tudo possuía um lado ruim... Porém tudo, exageradamente tudo podia piorar, na mesma semana que a maturidade mostrou que o mundo não era um conto de fadas o rei decretou guerra com uma nação que até horas atrás era amiga do reino.
- P-por que?
Ninguém sabia explicar, talvez nem o rei sabia explicar, mas mesmo assim todos os camponeses maiores de dez anos foram tirados de suas casas, de suas famílias. Todos pareciam conformados em morrer por um capricho do rei, aparentemente apenas Nyer entre todas as outras crianças se perguntava qual era o motivo de sua vida valer tão pouco... E a do rei valer tanto... Porém logo uma armadura era jogada em sua direção, por instinto ele conseguiu parar aquilo que pesava muito mais do que aparentava. Ele vestia aquilo, era extremamente largo para uma criança que era basicamente pele e osso.
Poucas horas depois estava lá Nyer empalado com uma lança de ferro atravessada de ponta a ponta em seu corpo ele apenas devia esperar a morte chegar... Porém pensar nas dezenas de coisas que ele deixou de fazer por causa de um rei qualquer, porém a fé de um homem simplesmente não podia ser abalada por isto não? Ele devia acreditar que a qualquer momento Deus ajudaria um pobre criança que nem ao menos possuiu tempo para corromper sua alma... Ele não queria apressar nada, mas depois de duas horas agonizando em uma dor que ultrapassava a barreira que a pobre criança acreditava ser o limite de dor que alguém poderia sentir ele tenta falar para que ao menos Deus o ajude rápido.
- D... Cof... D-Deus... Por favor... Me... Me ajude... Deus... – Ele falou e esperou, mas parecia que sua dor parecia apenas aumentar depois dele ter pedido uma ajuda divida, porém ele aguardou por mais duas horas e nada... Até o mais puro humano perderia sua fé, mas ele persistiu: - Deus... E... Está me... Ouvindo? – Novamente nada... E foi assim por incontáveis horas... Até que ele notou que desde o inicio ele estava escutando uma risada de uma voz extremamente grossa...
- Em fim me notou criança... Bom... Deve está doendo... Hahaha! – O garoto usava o resto de suas forças para olhar para o que estava falando com ele... E o que ele viu era perturbador, era literalmente um anjo de asas negras sentado em uma pilha de corpos.
- Você... É a morte?
- Não... Mas poderia ser... Bem, parece que o seu Deus não quer mais te ajudar... Você acredita nele?
- Não... Não! Não mais!
- Também não acredito nele mais... Então, o que acha de a partir de agora eu ser o seu “Deus”? Você apenas precisa me dar sua alma e eu lhe dou poder o bastante para você ter o rei em sua mão... Por sete anos você vai fazer o que bem entender... Porém... Depois... Depois eu te levo para um lugar quentinho onde posso tornar você um novo deus.
- Você... Acha que... Vou vender... Mi...nha alma para Satã?
- Falando assim é feio... Bem se não quiser posso largar você aqui... E você vai acabar se tornando um escravo de quem acabou de abandonar lhe... A escolha e sua...
- Pegue...
- O que...? – Ele já sabia a resposta...
- Minha alma!
O garoto nem ao menos terminou sua frase e o céu começou a ficar vermelho, a lua completamente negra, os corpos iam pegando fogo em uma chama negra e na mesma quantidade que o exercito inimigo ia se ressecando até ficar semelhante a múmias a criança começava a sentir um vazio interior... Tudo ia ficando escuro e ele apenas sentia se corpo batendo no chão. Os anos que se passaram foram os mais felizes de sua vida, ele se tornou o rei, capturou seu antecessor e torturava o mesmo todos os dias... Mas exatamente sete anos depois sua divida tinha que ser paga, exatamente na hora que ele falou que aceitava vender sua alma o demônio bateu em sua porta e em um piscar de olhos ele estava no inferno, chifres começaram a nascer em sua testa, sua pele a cada momento ficava mais e mais branca, pouco depois de dois minutos no inferno e ele já era um demônio.
Foram anos lá, a criança que um dia existiu dentro de Nyer agora não é nada mais do que farelos que o inferno fez questão de torrar, foram anos guerreando com os anjos e depois de centenas de batalhas Nyer se tornou um “Ashtaar” e agora liderava seu próprio grupo de demônios e era um dos “íntimos” do próprio Satã, porém uma de suas batalhas foi a mais marcante, apenas ele voltou vivo e não se orgulhou muito de seus “ganhos” que foi apenas uma foice inútil que ele conseguiu roubar do paraíso e uma enorme cicatriz que dividia seu rosto em dois. Mas a sua luta com o arcanjo que destruiu seus companheiros foi estranha demais, após ele pegar a foice e cortar o arcanjo aparentemente louvava tal arma o anjo simplesmente começou a minar sangue após a foice dividir seu corpo em duas partes e pouco tempo depois o problema das demônios havia sido resolvido.
Foram dias com a dúvida se aquela foice realmente seria útil e nestes dias ele possuiu tempo o bastante para pensar, pois ele se retirou da linha de frente por um tempo e ficou bastante tempo torturando algumas almas sujas que apareciam em seu caminho.
- Parece que você não sabe que eu estou aqui... – Falou uma voz no fundo da cabeça de Nyer, ele não se assustava há muito tempo. Sentir aquilo era até mesmo bom, fazia-o mentir para si mesmo que ele não era um monstro.
- Já suspeitava que está foice não era algo normal... Me diga o motivo de demorar tanto para dar um sinal disso!
- A violência nunca é algo normal, milord! Exclamava a foice ignorando a ordem do demônio, fazendo o demônio a encarar sem entender absolutamente nada. - Agora que o último artefato do apocalipse está fora do alcance de Deus, o fim dos tempo baterá a porta. Uma guerra santa fara-se necessária.
- Guerra Santa? Não me faça rir! Acha mesmo que meu Mestre terá tempo para perder matando anjos? – Ele parou para pensar, foi quando ele notou que a voz havia o chamado de “Milord”, como aquilo respeitaria um demônio? – Você me chamou de “milord”?
- Sim... Deus falou para respeitar o dono da foice... Afinal, você é a morte...
- Não... Espera... Eu sou a morte?
- Claro que sim... Você acha que Satã mandaria tão poucos para invadir o céu? Ele sabia que você estava destinado a isto, nem mesmo Deus pode ir contra o destino.
- Então quer dizer que eu fui promovido?
- Não chamaria isto de promoção...
Aos poucos ele começava a entender que aquilo acabaria sendo uma maldição para ele. Já não bastava ter que coordenar sua tropa de demônios no inferno, sendo promovido a morte ele teria o trabalho de carregar consigo uma responsabilidade que ele não queria ter. Depois de muito tempo sem se lembrar de nenhum sentimento humano em poucos minutos ele sentiu o que não sentiu por centenas de anos, não que ele goste de ter uma parte fraca e inconstante dentro de si, mas saber que ele não era simplesmente um abismo vazio que borbulhava o mais puro caos era confortante: Indecisão. Porém logo ele acabava aceitando o fato, se seu mestre queria aquilo, sem dúvidas ele também queria.
Ao seu compasso ele sentia a presença de seu mestre, que com um simples sorriso fazia os ossos do demônio crepitarem e aos poucos deixando sua pele cada vez mais branca e sua aparência inexplicavelmente ficará simplesmente linda.
- Nyer... Quem diria que o garoto que eu encontrei empalado se tornaria um dos meus quatro cavaleiros... Aquela criatura era estranhamente asqueroso e simpático, parecia que sua aparência relutava em uma batalha pessoal. – Agora seu único dever e carregar a Violência consigo, faça o que for necessário, mas apenas saia daqui com minha autorização...
Não era necessário mais nada, Nyer se reverenciava enquanto Lúcifer passava a mão em sua cabeça ativado uma espécie de aura violenta que atingia até mesmo as almas presas no inferno.
Algumas semanas se passaram, o respeito dos outros demônios era notável, até mesmo Ashtaar agora pareciam tratar ele como um superior. Neste meio tempo ele buscou saber onde estavam os outros três cavaleiros, sendo apresentado a ele que todos já haviam sidos espalhados na terra. Aparentemente nenhum deles precisou fugir do inferno, o destino fazia questão de armar suas artimanhas para que eles sumissem da noite para o dia pouco depois de serem bem sucedidos ao roubar a sua respectiva arma do apocalipse.
Aquela noite, era a vez de Nyer, ele sem dúvidas iria seguir a ordem do seu mestre até o fim, mas o destino parecia ir contra aquilo. Em meio um empalhamento de um anjo, o demônio via sua aparência ficar cada vez mais transparente até que ele finalmente sumia e após alguns segundos de escuridão se via em uma caverna com seis humanos a sua volta o reverenciando
- Não é a hora... Não é a hora... Eu preciso voltar. Parecia perturbado, enquando olhava para os lados procurando uma saída.
- Oh grande senhor demônio, nós o invocamos para que nós li... – O homem nem ao menos teve tempo de terminar sua fala, a foice de Nyer atravessou seu crânio de cima para baixo em um movimento único, simples e preciso.
- Não, não vou ajudar vocês... Preciso achar os portões do inferno logo, antes que o meu senhor perceba que eu sai do inferno. Então tratem de invocar outro demônio... – Um sorriso nascia por entre os lábios da criatura corrompida e por um instante seus olhos rubros pareciam brilhar. – Claro, na próxima vida de vocês! 
Até mesmo do lado de fora a caverna era possível ouvir os gritos, mas poucas horas depois o demônio saia da mesma como se nada estivesse acontecendo, limpava sua foice num pedaço de pele enquanto falava "sozinho".
- Então, peguei algumas moedas destes idiotas... Comida... E algumas poções. Então... Precisamos achar os portões do inferno logo. Tem alguma sugestão foice?
- Eu tenho um nome, e por acaso é “Violence”. E não, eu não tenho a menor ideia de onde você deve ir milord.
- Preciso me apressar... Tudo dará errado seu eu ficar aqui por muito tempo... – Ele pausava, parecia saber que talvez satã esteja ouvindo sua conversa, sentia certo temor do que aconteceria se seu mestre se enfurecesse. 




ATRIBUTOS:
Força: 4 [+2]
Habilidade: 2
Velocidade: 2
Resistência: 6
Inteligência: 1 [+2]
Balistica: 0
HP: 70
SP: 30




Talentos:
- Resistência de guerra
-  Corte vertical
- Rastreio [-1]
Pericias de classe:
- Pericia com arma: Foices [+3]
Perícias:
- Tortura
- Conhecimento com Trevas
- Acrobacia

Vantagens Raciais:
- Inimigo Predileto: Anjos
Regeneração
Sedutor 
- Sentidos Especiais: Infravisão 
Vantagens:
- Arma Especial: Foice (1 Ataque Físico/ 1 Defesa Física) [+1]
Foice:

Vantagens: Retornável [+1];  Perícia ótima [+1]; Vôo [+2]; Inteligencia [+1] Desvantagens: Permanente: [-2]; Incapacidade: Estocadas [-2] Personalidade da arma: Seu nome é Violence, ele trata Nyer como seu mestre, e sempre se refere ao mesmo como “milord”, constantemente faz observações na tentativa de sempre ser útil ao demônio e nunca deixa de cumprir nenhuma ordem do mesmo. Ele condena qualquer tipo de pecado, reprendendo Nyer todas as incontáveis vezes que ele peca, é como a segunda personalidade do ceifador encarnada na foice, aparentando ser um ponto de equilíbrio pra impedir o demônio de destruir tudo que ele encontra. É bastante cauteloso, mas é possível dizer que ele aparenta ser bem mais sábio que seu dono, talvez por se importar em demostrar isto. Descrição de "Vôo": A arma é encantada para flutuar. 

- Boa Aparência: "A morte e o amor tem mais em comum do que muitos possam imaginar", o demônio é inexplicavelmente lindo, parecendo ser a obra prima mais perfeita que o cruel senhor dos céus já fez [+1]
- Hipoalgia [+2]
Incansável e irrefreável [+1]
- Status: Divindade (Cavaleiro do Apocalipse - Morte)
Desvantagens Raciais: 
Aura Má 
Ponto Fraco: Ataques de luz.
- Inimigo: Arcanjos 
Má fama 
Desvantagens:
- Dependência: Pecar [-2]
- Desvantagem traço marcante: O cavaleiro do apocalipse morte tem como tarefa principal disseminar a violência na Terra. Devido a isto, o demônio consegue fazer com que todo ambiente que ele esteja presente, ou qualquer pessoa que tenha um contato visual com ele, sentam uma depressão momentânea tão forte que acaba resultando em uma expressão violenta de todos a sua volta. Todavia esta violência resultado da sua presença acaba nunca atingindo diretamente ou indiretamente o próprio cavaleiro, afinal ele é o responsável por dissemina-la [-1]
- Compulsivo: Rir [-1]
- Mania: Conversar com sua foice [-1]
- Ponto Fraco: Nuca [+3]
Estilo de luta: TaekWondo
Movimentos do estilo de luta:
Itens: 
- Foice da morte [Arma Especial]
- Suprimentos [x2] ~ 8 PP
- Poção de cura [x15] ~ 15 PP
- Botas [x1] ~ 10 PP
- Antidoto [x10] ~ 10 PP
Magias: 
Nome: Alucinação. 


Classe que aprende: Todas /Elemento: Trevas
Descrição: Essa magia utiliza todas as trevas internas do oponente para mergulhá-lo em seus próprios medos e temores. 
Efeito: Cria uma terrível ilusão baseada nos pesadelos, temores e desvantagens do inimigo. Essa magia deixa o oponente insano, rolando 1d6 para saber qual será a insanidade (1 e 2, fobia. 3 e 4,fantasia. 5 e 6 furia). Porém ele só pode realizar algo contra o conjurador caso o vença em um teste INT x INT. 5 metros de alcance
Custo: 8 SP+ 2 sp para manter
Alcance: 5 metros
Duração: Sustentável
Valor da dificuldade: 5
Raridade: Incomum
Resumo de Custos: 
Raça: - 3 pontos.
Classe: 0 pontos.
Talentos: - 1 pontos.
Atributos: - 12 pontos.
Vantagens: - 6 pontos.
Desvantagens: +8 pontos.
Estilos de Luta: 0 pontos.
Total de Pontos Utilizados: 12 + 8 + 2


Última edição por Nyer em Sab 15 Ago 2015 - 0:38, editado 21 vez(es)
avatar
Nyer
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Cre♥pie em Qua 18 Set 2013 - 18:42

Ok, ficha aceita. Bom jogo :DD
avatar
Cre♥pie
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Nyer em Sex 22 Nov 2013 - 21:28

http://zephyr.forumeiros.com/t1311p105-concurso-upando-junto#43982
Ganhei +200XP
+ 1 no atributo Velocidade
+ Transformação consciente: Raposa-do-ártico, Nyer ao se transformar passa a medir um metro de comprimento e possui vinte e oito centímetros de altura até os ombros. Pesa seis quilos e meio. A camada de pelo externo de cor branca dele cobre uma densa e espessa camada de pelo inferior. Tem pequenas orelhas revestidas de pelo que ajudam a reter o calor. As patas são relativamente grandes para evitar que o animal afunde na neve fofa e têm pelo lanudo nas patas que funciona como isolante e antiderrapante. A cauda é pequena, espessa e densa, com 25 cm de comprimento. Ao se transformas nesta raposa o demônio "absorve" sua foice e a mesma começa a ser como um voz em sua mente, ao voltar ao normal sua foice volta ao normal. Seus olhos continuam rubros. Nesta forma o demônio é ligeiramente mais veloz. Bônus: Faro Aguçado.
avatar
Nyer
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Venta em Sab 23 Nov 2013 - 21:10

Tire isso de ser mais veloz que pode confundir a RAM limitada de nossos GM's e pode fazer as alterações.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Nyer em Sab 7 Dez 2013 - 15:16

http://zephyr.forumeiros.com/t1311p105-concurso-upando-junto
+200 XP
Com isto eu pego lvl 3... E quero colocar +1 em Força e +1 em Resistência.
avatar
Nyer
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Venta em Qui 12 Dez 2013 - 14:23

Pode por.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Saphira Odin em Dom 9 Ago 2015 - 18:20

Bom se quer a forma "Sombra" Ela apenas ganha essa habilidade.
(Imaterial/Sombra: Pode por um momento ficar completamente imune a qualquer toque que não seja mágico, desde  ataques até caricias, é virtualmente impossível tocá-la, o ser pode atravessar pequenas frestas entre outras coisas, mas é incapaz de contato físico (pode levar consigo apenas e somente itens mágicos ou especias ganho por vantagens) e tal habilidade é somente usada para esse propósito de a travesar algo e não para ataque ou defesa. 

Bom segundo a vantagem dando exemplo do elemental você ficaria na forma interpretativa da criatura, por isso pode ser acertado por qualquer ataque e não ganharia suas vulnerabilidades e muito menos suas invulnerabilidades, no mais coloquei que tu ganha isso de passar pelas frestas carregando apenas itens mágicos (Descritor Item magico) ou ganhos pela vantagem arma especial, se você se achou injustiçado por tal exemplo ou quer uma segunda opinião sobre a habilidade recomendo pedir para o ADM rever alguma regra ao teu gosto.

Bjs...
avatar
Saphira Odin
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Nyer em Dom 9 Ago 2015 - 22:22

Para evitar tretas a vantagem foi trocada para
"Status: Após roubar a foice do paraíso Nyer ficou conhecido como "A Morte", sendo respeitado como uma divindade, um dos quatro cavaleiros do apocalipse."
Peço desculpas pelo inconveniente  equeria deixar claro que a ideia de me transformar em uma sombra não foi minha e eu apenas copiei e colei a descrição que foi dada a mim...
avatar
Nyer
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Nyer em Sab 15 Ago 2015 - 0:25

Com a troca da vantagem algumas coisas ficaram sem contexto na ficha, com isto fiz algumas alterações no final da história, nas vantagens arma especial (troca de nome) e mente inascível (troca para boa aparência) e na desvantagem traço marcante. Nenhum ponto foi alterado e nada que foi mudado na ficha interfere no jogo, já que não foi usado nada disso e o nome da foice não foi citado por mim nem por meu GM.
Grato.
avatar
Nyer
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Nyer

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum