O arroto de leviatã

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O arroto de leviatã

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Seg 31 Out 2011 - 21:04

Ruiva:
___________________________________________________________________________________________________
Apesar do nome, o Arroto de Leviatã é um local onde bebuns passar horas e os pescadores relaxam após um exaustivo dia de trabalho, o local que é bem "comportado" por assim dizer é controlado por uma mulher de cabelos ruivos, esta é conhecida pela sua postura e liderança do local, além de sua dupla de armas "futurísticas". Mesmo sendo um local monitorado, assim como todo e bom bar, brigas,danças e muita música tomam conta do local.

Editado por Raiza Sunshine

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Qui 9 Fev 2012 - 10:40

Há muito tempo Miguel não pisava naquela vila que lhe trazia lembranças de infortúneo ,mas se viu obrigado a voltar ,quando soube atravéz de um informante que Luciel ,um dos corrompidos de sua falange fora visto por essa região e aquilo despetara um grande interesse do arcanjo ,pois eram possiveis indícios de que ele estava resolendo algum assunto relacionado aquelas malditas relíquias ,havia aprendido que algumas importantes conversas aconteciam dentro de locais como aquele ,uma taverna ou um bar ,o que tornava o atendente do estabelecimento uma boa fonte de informação e por isso elle acaba entrando.

" Que Ultrajante ",pensava Miguel ,fica curioso com relação ao nome do bar ,seria uma referência daquele maldito Ashtar que enfrentara no passado ? ele não sabia,mas dar uma boa olhada envolta do ambiente quando se encontrara dentro do lugar.
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Qui 9 Fev 2012 - 21:17

Assim como em todo bar, aquele tinha boa musica, mulheres, bêbados e tudo que ha de comum em um bar.

Algumas figuras se destacavam, dentre elas um grupo de pescadores que davam risadas e contavam suas "historias" para as mulheres que ali tinham. Na sua mesa era possível ver pilhas e pilhas de canecos de cerveja e claro as que estavam em suas mão sempre cheias. Também se via alguns grupos em pé cantarolando a musica que tocava no local, esses sim tropicavam e derramavam cerveja para todo lado. Porém uma figura chamava atenção, uma figura encapuzada, sentada sozinha no canto do salão, poucos que tentavam se aproximar logo desistiam da ideia. A unica parte do seu corpo que estava amostra era suas mãos, as quais seguravam uma caneca de vinho.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Qui 9 Fev 2012 - 21:46

Miguel percebia que aquele era um bar como qualquer outro ,observa as algazarras causadas pela bebedeiras dos marinheiro contado as suas histórias ,mas mostrava indiferença ,pois não era aquilo que procurava de imediato pensa em ter uma conversa com o dono do estabelecimento ,mas é detido quando percebe uma estranha figura encapuzada .
O arcanjo se mantém tranqüilo apenas observando a figura ele escolhe uma mesa para se sentar e ficar a encarar o ser encapuzado ,tentando ver pelo menos um pedaço de seu rosto ,na tentativa de identificar se era um dos traidores “Corrompidos”.
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Sex 10 Fev 2012 - 14:31

o arcanjo senta-se e fica encarando a figura misteriosa no canto do salão. O único movimento que ela fazia era de levantar a caneca até sua boca. O arcanjo não era o único a estar olhando para a figura.

Na mesa ao lado da sua estava um Homem, mas não era um homem comum, era um homem grande, musculoso...Vestia uma roupa um pouco estranha, tinha uma segunda pele azul, colada em seu corpo, corpo no qual era grande e definido, seus músculos eram grandes. Por cima dessa segunda pele tinha uma especie de armadura que cobria seu peito, costas e ombros, essa armadura tinha a cor branca. Seu cabelo era preto e espetado, seus olhos negros como se tivesse possuído ou algo do tipo e encarava a figura misteriosa da mesma maneira que o arcanjo.

O garçom chega a mesa do arcanjo e entrega uma caneca do melhor vinho da casa.- Pediram para eu te entregar isso senhor.

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Sex 10 Fev 2012 - 16:34

Miguel nota que não era o único a observar a figura misteriosa ,havia um brutamontes na mesa ao lado que estava fazendo a mesma ação ,o que acaba aumentando ainda mais o mistério e a curiosidade com relação aquela pessoa ,mas é pego de surpresa quando o garçom traz uma caneca de vinho sem ele ter pedido ,embora o atendente explica que se tratava da cortesia de alguém e imagina que talvez fosse do cara ao seu lado e por isso nada pergunta ,ele recebe a bebida ,mas optar por fingir esta bebendo apenas elevando o recipeiente até boca sem tomar líquido algum,não achava prudente engolir aquilo.
Continua observando a figura ,mas resolve ser um pouco mais sutil se concentra e resolve usar sua TELECINESE para descer o capuz e revelar aquele mistério de uma vez.
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Sex 10 Fev 2012 - 20:38

-Telecinese amigo? Comigo isso não funciona. Miguel escuta essa vos em sua mente e fica perdido tentando descobrir de onde vinha essa vos doce, delicada e suave, um pouco irresistível até mesmo para um arcanjo. -Hoje em dia não é todo mundo que usa a mente para fazer coisas.

Infelizmente a tentativa de ver o rosto da pessoa misteriosa que pela voz em sua mente talvez fosse uma mulher.

O Homem ao Lado se levanta, e anda em direção da mulher, seus passos eram pesados para os mais atentos, era possível notar que o chão do bar tremia com seus passos. Ele chega em frente a mesa e fica encarando a mulher misteriosa. O curioso foi que todos pararam com a festa, até a musica parou de tocar. Todos no local estavam olhando para ele e para a moça.

-Já cansei de esperar, ou você paga o que deve ou acabarei com sua vida aqui e agora!

Falou o Homem dando uma especie de soco na mesa e esperando a resposta. A mulher não fala nada, apenas continua tomando o que já tomava.

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Sab 11 Fev 2012 - 8:53

Miguel fica um pouco surprezo com aquela vóz em sua mente ,era um som tão suave e envolvente que o arcanjo fica sem ação ,mas resolve responder apenas em pensamento ,sempre mantendo serenidade em sua vóz :

"Gostaria de pedir que saia de meus pensamentos...não é nada educado"

Havia perdido um pouco o interesse na figura ,já que estava quase certo de que não se tratava de um dos corrompidos ,embora talvez ela soubesse alguma coisa em relação aos traidores ou talvez até mesmo em relação as relíquias .Subitamente a música para quando o grandalhão se levanta e transtornado avança contra a mulher e a ameaça ,o arcanjo por sua vez também se ergue e caminha calmamente na direção dos dois e fala :

- Eu não faria isso se você meu amigo...não existe nada que faça valer a pena ceifar uma vida....

Quando já próximo do sujeito ele toca seu ombro ,sem movimentos bruscos e com a mesma serenidade continua:

- A ira é um pecado lastimável irmão...ela o corrompe e o destroi aos poucos...não faça isso consigo mesmo...paciência tenho certeza que ela pretende pagá-lo

Durante todos os seus argumentos o arcanjo mantinha sua calma e plenamente inabalável.
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Dom 12 Fev 2012 - 22:35

O brutamontes apenas olha para o arcanjo e sem esboçar qualquer reação. -Não irei repetir, aonde esta o dinheiro? Pergunta já olhando para a mulher e ignorando a presença do arcanjo.

-Faremos assim, vejo que você é um soldado de alta classe...então mande um aviso para seu mestre de que ele terá seu dinheiro.Diz a mulher se levantando e deixando sua capa cair e assim mostrando o seu rosto e suas roupas.



Todos no bar ficam surpreso pois até então a mulher nunca tinha tirado a capa e se mostrado. A mulher, na verdade era uma menina..ou aparentava, suas expressões eram angelicais por assim dizer. Em um movimento delicado a menina encosta no braço do brutamontes.- Você não estava indo? E o brutamontes que estava com cara de bravo, simplesmente ficou feliz e saiu andando porta fora.

A menina olha em volta e sorri.-Vamos la pessoal!! Continuem a festa! E logo em seguida olha para o arcanjo e senta voltando a tomar o que estava tomando. -Vamos, junte-se a mim...acredito que estamos no mesmo lado.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Qua 15 Fev 2012 - 9:30

Apesar de ter sido ignorado Miguel ficara satisfetito com a posição do gigante após o argumento da jovem.
No momento em que o gigante se retira ela finalmente se mostra ,era uma garota,ele a via como uma simples e inofensiva menina com dons telepatas,
Observa que ela havia feito algo com o sujetio ,de irado ele havia mudado para um humor muito melhor , o que acaba despertando a curiosidade de Miguel .
Após incentivar a continuidade da festa ela volta sua atenção pra Arkângelus com um sorriso e em seguida com uma pergunta ,ele se mantinha sério e responde :

- Se estamos do mesmo lado?...você é quem diz criança...

Ele se senta ,mantendo um olhar frio e o semblante rígido resolve se apresentar.

- Meu nome é Miguel e você...como se chama menina ?

avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Sab 18 Fev 2012 - 1:49

-Sim, Miguel...escuto muitas coisas sobre você...acredite todas são ótimas! A menina então toma o resto de sua bebida em um único gole.-Sabe arcanjo, você realmente deveria ter experimentado essa bebida, é dos Deuses!!

A menina então retira de seu bolso umas moedas de ouro para pagar a bebida que tinha tomado e as deixa em cima da mesa.

-Sabe Miguel, as pessoas realmente perdem muito tempo pensando em besteiras e nem se dão conta das coisas que estão ao seu redor. Você por exemplo, ninguém dentro desse "troço" se quer suspeita que você é um ser de outro mundo, e sabe por que? Por que elas perderam a fé!

A menina então coloca seus pés sobre a mesa e inclina sua cadeira para traz, se equilibrando com seus braços atras da cabeça.

-Ahhh, sim me chame de..nn sei vamos ver...Aquela que Desvia...que tal?

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Qui 23 Fev 2012 - 15:16

O arcanjo se mantém inabalado ,mesmo quando a jovem se mostra saber quem ele era realmente e ignora o comentário sobre a bebida que não havia experimentado.Fica em silêncio, observando a garota pagar o que devia com algumas moedas de ouro .

- A Fé é algo que pode ser recuperado entre os mortais minha cara...mesmo o mais inpuro e incrédulo dos homens pode se tornar um ser iluminado e abundante em fé...

A vóz serena de Mguel era emitida ,enquanto ele se mantinha imóvel e mantendo seus olhos azuis sobre a garota que finalmente iria fazer menção ao seu nome ,mas ao invés disso ela acaba fazendo uma indagação que com certeza daria origem a outras.

- "Aquela que desvia ?"isso não me parece um nome...

avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Qui 23 Fev 2012 - 21:11

Serenidade e muita paz era transmitida pela vós do arcanjo.-Concordo plenamente, mas acho que isso só vale para aqueles que ainda são mortais. Alguns aqui dentro já morreram...só que ainda não perceberam isso.

Era possível notar que algumas pessoas já estavam saindo do bar, alguns homens entravam acompanhados das mulheres que ali trabalhavam em uma porta que tinha atras do balcão aonde ficava o dono.

-Fechamos em 10 minutos!!Grita o balconista.

A menina olha para o balconista e depois olha para arcanjo.-Então, acredito que não demos sorte, nenhum deles apareceu por aqui. A menina então se levanta e junta a capa que a pouco tinha caído no chão.-Droga sujou minha capa! Ei você tem aonde ficar essa noite?

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Sab 25 Fev 2012 - 10:11

Miguel se mantém em silêncio diante do ultimo comentário da misteriosa jovem ,quando o dono do bar comunica o fechamento ,ele apenas o olha com uma expressão de decepção e indaga :

- Você acha que ele sabe de alguma coisa ?

Falava olhando para o dono do bar ,nesse momento a jovem lhe faz uma pergunta .

- Não tenho ainda...pode indicar um lugar ?

avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Seg 27 Fev 2012 - 21:23

-Quem? O dono do bar? Hahahaha! A moça solta uma gargalhada e volta a se recompor. -Desculpe! Exclama e volta a se sentar. -Miguel, estou por essas bandas a muito tempo, até agora não descobri nada!! A garota então solta um suspiro como uma forma de desabafo. -Veja bem, estou por essas bandas a mais de 1 ano e só escuto rumores e mais rumores, mentiras e mais mentiras. As pessoas daqui tem medo da própria sombra.

Olhava nos olhos de Miguel, enquanto o garçom se aproximava para dizer que era presiso nos retirarmos, mas a jovem se antecipa. -Ok, estamos saindo. A moça então se levanta e vai em direção a porta para sair, chega a abri-la quando sente uma leve brisa, um pouco gelada, de fato já era noite, madrugada para ser mais preciso.

-Venha Miguel, me acompanhe!

Ambos do lado de fora ela espera Miguel ficar ao seu lado enquanto caminhavam rumo ao norte. A estada estava vazia, apenas alguns pobres bebuns que tentavam voltar para a casa, e alguns pescadores que passavam por ali com suas varas de pescar e baldes, de alguma forma eles tinham que sustentar a sua família.

-Veja Miguel, essas pessoas sofrem...Como pode um homem desperdiçar o pouco que tem com bebidas e não com suas família? UM ar de preocupação é omitido pela jovem. -Ha algo estranho, esse lugar sempre foi alegre..
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Ter 28 Fev 2012 - 9:29

O arcanjo se mantém sério ,ficando sem enteder os motivos da risada da jovem e diante das novas informações sobre a jovem ,fica espantado,embora não demonstrasse e resolve fazer uma nova indagação :

- Como soube quem sou.? aliás quem é você realmente ? e por favor não me venha com essa história de "aquela que desvia " por que eu quero resposta reais...afinal não é justo que saiba tanto sobre mim ,enquanto não sei nada sobre você...

Apesar das frases indicar impaciência sua vóz era expressada com a sua inabalável tranquilidade ,ele resolve segui-la ,enquanto ela dava as suas resposta e despertava ainda mais a sua curiosidade sobre aquela vila .

- Se recorda de algum evento estranho que tenha ocorrido que possa ter causado essa mudança...ou desde quando essa alteração ocorreu?
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Ter 28 Fev 2012 - 21:22

-Você não tem senso de humor não é Miguel? A menina continua andando, assim como seu "companheiro".

-Miguel tenho vários dons, três deles você já conhece...A persuasão, eu a usei no guerreiro que queria confusão, também tenho um que me permite ler os pensamentos e até me comunicar por eles e o terceiro é que eu vejo o nome das pessoas em cima de suas cabeças. Entre tantos outros. A menina fala enquanto caminha com uma mão no bolso e outa levantada com o dendo em sua desta, mais precisamente no meio dos olhos.

- Eu não sei bem o que acontece por essas bandas, mas dentre algumas pesquisas que andei fazendo, descobri que um grupo de forasteiros passou por aqui, não era um grupo qualquer, pelo que soube eles se denominam de "OS RENEGADOS".

A garota então demonstra-se agitada quando fala do assunto, mas continua a explicar o que ela acha que se passa pela cidade. Enquanto caminham começa a cair uma garoa fina.

-Não sei bem, o objetivo desse grupo, mas tenho ordens de acabar com eles! Tenho suspeitas de que eles foram para o norte... Mas respondendo sua pergunta, eles instalaram o caos nesse local, porém não é o caus que conhecemos e sim o caos de espirito, eles estão sugando a vitalidade das pessoas...sem suspeitas para os menos desprevenidos.

A garota então abre um sorriso e olha para Miguel. -Me chame de Mel!!
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Ter 28 Fev 2012 - 22:15


Escuta o esclarecimento da moça ,enquanto caminha mantendo seu olhar para frente ,mas dando rápidas olhadas para garota pelo canto do olho demonstrando que esta dando a devida atenção e responde :

- Não...na realidade...nunca compreendir bem certa reações humanas...

Ao ouvir as explicações de Mel percebe uma certa semelhança com a jovem ,pois ele próprio possuía algumas habilidades psiônicas e decide comentar .

- Você tem familiaridade com poderes psíquicos...coincidência...acha que essas habilidades podem ser ensinadas ?

Com a resposta da Psíquica ela começa a falar sobre o evento que causara aquelas tristes mudanças na vila .

- "RENEGADOS?"é uma das denominações para anjos expulsos de seu plano superior...anjos caídos...claro...pode ser apenas um nome também...mas considerando quem eu estou procurando é uma boa pista...

Quando uma fina garoa começa a cair ,Miguel apenas ignora o fato ,deixando a água umedecer seus cabelos e roupas.

- Um outro motivo para segui-los é saber o que fizeram aos habitantes desta vila e libertá-los deste mal...é Um prazer Menina Mel...pode contar comigo nesta missão...
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Sex 2 Mar 2012 - 21:02

Enquanto Miguel comentava sobre o que havia escutado, ambos entram em uma viela, viela pequena e escura aonde dava para apenas 1 pessoa passar, sendo assim Mel vai na frente para poder guiar companheiro de aventura. A viela não era muito grande uns 100 metros, as paredes de ambos os lados tinha pequenas janelas..poucas estavam abertas, em algumas era possível ver uma que outra pessoa.

Spoiler:

-Miguel, ser um protetor" dos humanos e não os entender..é complicado viu? Solta uma gargalhada quando ele comenta de ela ter familiaridade com os poderes dele.- Na verdade eu sempre tive, desde pequenina. A questão é que fui treinada.

Escuta com atenção o que Miguel fala sobre os renegados e sabe que que a explicação dele tem logica e bate com as pesquisas que ela fez.

Mais alguns minutos de caminhada e eles chegam a uma jangada, ela estava pronta para zarpar, parecia que alguém a havia preparado para eles.



-Que bom que terei você ao meu lado, 1 ano sem falar com ninguém parece ser mais tempo. Vamos ajudar essas pessoas eu tenho certeza.

A menina então pula em cima da jangada com alegria. -Vamos, ou você tem medo de água?

avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Seg 5 Mar 2012 - 8:47

O Arcanjo apenas segue a jovem ,enquanto analiza as condições do caminho tão estreito era quando ela comenta o fato dele não entender certas emoções humanas e começar a gargalhar e ele responde :

- Mel? achas que para proteger se precisa entender alguém? basta apenas amar minha querida...

Mel então comenta sobre o treinamento de suas habilidades e Miguel responde :

- Minhas habilidades psíquicas são diferentes da sua ,talvez então... embora queresse ,mesmo treinando não conseguiria fazer o que consegue...não é ?

Fica em silêncio e completa :

- Se ao menos tivesse com todos os meus poderes celestiais ...

A dupla chegava a uma jangada que já estava pronta para zarpar ,era quando a garota falava sobre estar sem falar com alguém ha muito tempo ,quanto a esse fato ele não diz nada ,mas o faz lembrar dos acontecimentos dentro do bar e faz novas perguntas :

- A propósito qual a sua estória com o brutamontes no bar ? e outra coisa porque tava se intitulando "Aquela que desvia "?

As questões eram levantadas apenas para satisfação de sua curiosidade ,embora outras pessoas as poderiam ver como uma forma de expressar desconfiança o que não era o caso de Miguel.
avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Rubi Make em Sab 10 Mar 2012 - 11:42

-Miguel, se você não fosse um arcanjo! Hunn

Mel solta essa frase com um tom de malicia, mas não olha para Miguel. Enquanto ela fazia a jangada pegar um pouco de velocidade ela pensa um pouco e responde.

- Como dizer, somos mais parecidos do que você imagina, digamos que você é de certa forma superior a mim, mas as habilidades que adquiri foram para algo que tive que fazer, uma missão na verdade. Mas não desanime Miguel, a males que vem para o bem.

Ela então se senta e vira para Miguel, enquanto Mel se ajeitava pode notar que a jangada estava pegando mais velocidade.- Digamos que o chefe do brutamontes me prestou um serviço e eu ainda não pude pagar, não da maneira que o chefe dele quer.

Depois de responder, Mel fica olhando para o céu e imagina o fato de alguém o deixar sozinho.

Após uns 30 minutos navegando Mel encosta a jangada perto de um pequeno porto, porto construído por pescadores.-Antes que me pergunte, teremos mais companhia para esse passeio.

OFF: POSTE AQUI http:http://zephyr.forumeiros.com/t1555-rp-exclusiva-caos-inscricoes#22831
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Miguel Arkangelus em Dom 11 Mar 2012 - 9:13

Miguel fica corado diante da frase de Mel com o seu tom de malícia e responde :

- Ainda que eu não fosse um arcanjo ,você seria apenas uma criança e eu um velho cheio de principios,Mel...


Mel então faz uma analogia sobre as habilidades que ele escuta ,mas acaba surgindo uma nova pergunta ,"uma missão na verdade?",adquirir uma habilidade como essa para cumprir um objetivo?.

- No meu plano ,já vi alguns anjos precisarem adquirir determinadas habilidades para cumprirem seus objetivos ,coincidência não...?

O arcanjo até então não sabia como e porque Mel havia se submetido aquela missão ,mas começava a ter certas desconfianças sobre suas origens ,ele poderia tentar bloquea sua mente ,para não ser sondado pelas habilidades da jovem ,mas opta por deixa seus pensamentos abertos.
Quando ela então avisa que mais viriam se juntar aquela missão .

- Quem são eles e por que decidiram nos seguir ?

avatar
Miguel Arkangelus
Aventureiro
Aventureiro


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O arroto de leviatã

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum