Praça Celeno

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Sex 25 Jan 2013 - 22:36

off: .__.

Sentiu um misto de emoções ao contatar que capitão estava indo embora. Primeiro um ligeiro alivio, porque por mais que o capitão se mostrasse um homem de valor, ainda não gostava da situação de estar preso ali,cercado de um povo a beira da xenofobia. Queria sair o mais rápido possível e quem sabe, voltar ao deserto e enfrentar o maldito necromante que o lançou tão longe de sua terra. Mas sentiu também um pouco de culpa por estar projetando tanta frustração no pobre homem. Por bem ou por mal ele lhes cedeu moradia temporária e se mostrou um homem bom apesar do olhar excruciante. Qual mal havia em ser desconfiado? Ichirou também era.

Com todos indo embora e sobrando somente os três ali,resolveu voltar para o alojamento, já que o plano de sair na surdina não soou muito bom. Por algum motivo Tokiko o convenceu a enxergar as coisas com mais ingenuidade e paciência. Afinal, agora eles tinham um lugar pra ficar, de graça. Em silencio, se aproximou de Tokiko e pôs a mão em seu ombro, para lhe atrair a atenção.

- Melhor voltarmos ao alojamento. Pode convencer sua irmãzinha a vir junto?

Falou em tom de brincadeira, mas se a garotinha tinha gostado de duas pessoas, foi do capitão e de tokiko.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Ter 12 Fev 2013 - 12:11

O capitão me dava certa segurança, não podia mentir sobre isso, afinal ele não havia atirado em mim até o presente momento. Mas a ida dele me deixou aliviada. Acima de tudo o capitão era ameaçador. Senti o toque no meu ombro, recolhi-me um pouco, eu ainda era sensível ao toque e estava completamente desatenta por conta da garotinha. Continuei com o olhar fixo na pequena criaturinha que parecia pular a atenção de mim para ichirou, e de ichirou para o capitão. Respondi com calma ao homem quando ele decidiu voltar, fiquei de várias formas mais tranquila.

- Vamos então. - Sorri e o olhei. -Mas, infelizmente para mim e por sorte dela, ela não é minha irmãzinha.

Segurei o braço de Ichirou e estendi a mão a garota. Não sabia se ela aceitaria ou não, mas não me moveria até ela dar algum sinal de entendimento ou ignorar o meu gesto.

OFF:
Spoiler:
Ai ai, trocaram de novo o GM? Bem, como eu me ausentei por um tempo eu não me sinto no direito de dizer nada, mas ao menos eu gostaria de ser informada quando isso ocorrer, sabe?
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Ter 12 Fev 2013 - 23:47

Alygul nada fazia enquanto os bipedes a sua frente trocavam grunhidos. Estava acostumada a essas cenas, e por não entender muito, apenas ficava observando os gestos de todos. Havia tomado aquilo como passatempo nos últimos tempos, tentando entender como conviver entre as pessoas, umas vez que desistira de entender como chegara ate sua situação humana, ou sempre se perder de suas companhias, o que começava a causar problemas para a youkai.

Quem sabe estivesse amadurecendo um pouco...


.... Ou fosse apenas um pequeno relapso da pequena.


Tokiko fez gestos para a menina, que respondeu de imediato mexendo as asas, entendo o que se passava. Se levantou num pulou, e correu de maneira desengonçada,ainda não acostumada com a areia da praia, até Tokiko, na esperança de mais comida.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por GM Nuke em Qui 14 Fev 2013 - 16:20

@ Ichi, Tokiko, Tohlee

O estranho e recém formado grupo, agora seguia para suas acomodações, chegando ali foram oferecidos a eles 2 quartos, um para o vampiro e outro para Tokiko e sua nova companheira. Sem demora se acomodaram preparando-se para descansar em seus quartos simples, o quarto de Ichi possuia apenas uma cama de solteiro enquanto que o quarto de Tokiko e Alygul tinham duas camas de solteiro dispostas em paredes opostas. Os quartos eram completamente feitos de madeira e tinham um armário para acomodar objetos.

A noite avançou, silênciosa e sombria como de costume, o som das águas do mar e o ranger da madeira dos navios ascrescentavam algo mais que as noites em terra firme não possuiam. Volte e meia ouvia-se passos aqui e ali ecoando na madeira, provavelmente os sons de sentinelas solitárias ou de algum insone infeliz perdido na madrugada. Nenhuma dessas características no entanto, atrapalhavam o descanço daqueles que o buscavam, mas isso iria mudar em breve.

Na hora mais tenebrosa da madrugada, um conjunto de passos apressados e descordenados despertou tanto Tokiko quanto Ichi, Alygul por sua vez continuava a dormir. Pelos sons parecia um grupo de pelo menos 5 pessoas.

- Vamos rápido, ele deve estar por aqui em algum lugar. - Falava uma voz rouca um pouco alta.

- Maldito! Desgraçado! - Outra voz em tom grosso.

E agora o que fariam?

OFF:
Spoiler:
Tokiko, nós pedimos desculpas pelo incoveniente em relação a troca de narradores mas é algo fora do nosso controle uma vez que não podemos forçar ninguém a servir o fórum.

Existe uma mensagem em sua caixa com a data bem antiga, sugiro que leia.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Ter 19 Fev 2013 - 23:31

off: tokiko, a GM teve problemas pessoais D: não foi exatamente algo proposital.

Finalmente paz e sossego e Ichirou suspirou aliviado, era como se acabasse de largar uma mochila de pedras. Apesar de não dormir, até ele precisava descansar um pouco e seu corpo pedia por pelo menos uma noite de paz. Estava faminto além de tudo mas precisava se controlar para não assustar nem sua nova parceira, nem causar um escândalo e dar motivo pra uma multidão enfurecida aparecer.

Foi sem reclamar para seu quarto e lá retirou a roupa. Ela já não estava mais molhada como antes mas incomodava, procurou uma muda de roupas e se não encontrasse, ao menos daria uma arrumada em suas roupas antes de vestir de novo, um pouco de vaidade para um foragido. Depois de se arrumar, deixou o terno no quarto deixando somente a camisa social e o colete junto com obviamente, suas calças e sapatos. Preferiu dobrar as mangas e abrir alguns botões afinal, era pra relaxar.

No entanto, sentado em seu quarto, algo o deixava intrigado. Tokiko. Ele não sabia de onde ela veio, quem era ou porque estava ali. Ela simplesmente lhe apareceu com um guarda sol e lhe agarrando o braço coma promessa de um dia melhor. Também pareceu um pouco carente e solitária, apesar de divertida e meiga. Mas ele não sabia as reais intenções dela. Se pôs a pegar seu kit de alquimia e tentou planejar mais ou menos oque produziria durante a noite, aproveitando que não iria dormir, deixou tudo de prontidão e saiu pela port,a indo em direção ao quarto de Tokiko, batendo 3 vezes na porta. Tentou ajeitar o cabelo e as roupas, parecer um minimo sociável. Esperou ela atender, supondo que Alygul não seria capaz de tal feito e lançou no ar, com a voz baixa para que só ela ouvisse

- Precisamos convers- ... Você ouviu?

Logo ouviu uma voz vinda de algum lugar, e ficou tenso, olhando para os lados, procurando saber de onde vinha. Olhou de novo para Tokiko, sério.

- Posso entrar ?

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Dom 24 Fev 2013 - 11:15

Off:
Ichi, Tokiko é só o meu nome de usuário. O nome da personagem é Suzuko, só para avisar mesmo. E GM Nuke, meus pontos de mp estão 20, mas a ação em que eu usei os outros 40 não aconteceu por conta de uma troca de GM. Só gastei mp com o guarda-sol que fiz para o Ichi. Será que é possível corrigir isso?

Estava descansando tranquilamente. Já estava satisfeita de poder dormir por todo aquele tempo sem nenhum incomodo, porem minha paz não durou muito. Os meus olhos sofreram para abrir, não queria acreditar que alguém estava batendo na porta aquele horário. A voz de Ichirou aliviou-me um pouco, mas ainda sim estava mal humorada por ter o sono interrompido. Arrastei os pés até a porta. Abri apenas o suficiente para que pudesse ficar com a cabeça a mostra, o resto do corpo escondi atrás da porta, afinal usava apenas uma camisola.

- O que foi, Ic... - Escutei vozes que deixaram o meu humor ainda pior, as duas se referiam a alguém, homem, e não pareciam muito amigáveis. Fazendo umas contas rápidas, não estavam nem atrás de mim nem da garota-youkai, minha única suspeita de alvo era Ichirou. Meu mal humor se transformou em preocupação. Antes mesmo do homem terminar de falar mais alguma coisa eu o puxei para dentro do quarto e tapei sua boca, indicando para ficar quieto. - Sim, escutei. - Falei em um tom baixo.

Soltei-o e fechei a porta devagar, tentando ser a mais silenciosa possível. Travei a fechadura, com a porta trancada ganharíamos um ou dois segundos a mais para reação. Acabava de me arrepender de trazer o homem para dentro do quarto, a garota ainda estava dentro, e eu trouxe o alvo de hostis para perto dela. Aguardava em silêncio os homens estranhos passarem e aquele quarto passar despercebido.


Última edição por Tokiko em Qua 13 Mar 2013 - 14:59, editado 1 vez(es)
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Qui 7 Mar 2013 - 23:27

Alygul, acostumada ao relento, tinha problemas em cair no sono em locais fechados. Assim, demorou para finalmente se acalmar e se enrolar em suas asas. Entretanto, deitou-se no chão, debaixo da janela, procurando por um pouco de luz do luar para adormecer.

---

Como dormiu tarde, Alygul estava com o sono pesado quando tudo começou. Seu sono só foi interrompido de fato com a porta sendo trancada. Preguiçosa, remexeu as asas devagar, e espiou por de baixo delas, tentando entender. Via Tokiko e Ichi, portanto se mantinha calma.

Aos poucos foi abrindo as asas e sentando no chão, coçando os olhos, olhando confusa para os dois, bocejando em seguida. Nada tinha noção do que se passava.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por GM Nuke em Sab 9 Mar 2013 - 19:33

[Agora irei chamá-los de Le Stranges]

@ Le Stranges

O trio preparava-se para descançar, cada um a sua maneira, a pequena e semi-irracional Alygul acomodava-se em um canto do quarto de Suzuko para desfrutar de um descanso tranquilo. Apesar de não ser bem o ambiente que mais a agradava para tirar uma soneca, a janela aberta com a visão da Lua ja lhe servia de alento.

Enquanto isso sua companheira e nova amiga, preparava-se para dormir, ela estava pensativa sobre tudo aquilo que lhe ocorrera nos ultimos dias e em como veio parar ali, por um momento sentiu um vazio, a falta de algo, de alguém, a falta do seu amado. Sentiu-se solitária, enquanto pensava, vestiu uma camisola limpa que estava no armário do quarto, apagou a lamparina que estava acesa em cima de uma cômoda e deitou seu corpo voloptuoso e cansado na cama de solteiro que havia no quarto.

No escuro do quarto, iluminado pelo luar que invadia pela janela, Suzuko refletia sobre o que faria no futuro, pra onde iria e por que andava com aquelas duas pessoas estranhas, talvez mais do que ela. Sua aura mudou quando o sentimento de solidão abateu-se sobre si, tornou-se um brilho buxuleante azul bem pálido, quase imperceptível. Mas então enquanto a tristeza dominava pouco a pouco o seu coração, sendo trazida pelas correntes da saudade, a demônia ouviu um bocejo, olhou para o lado e viu a pequena Alygul, aquela criaturinha estranha mas meiga e que estava ali, com ela, porque se sentia segura em sua presença. Essa ideia afastou o sentimento de solidão do coração de Suzuko fazendo um pequeno sorriso tímido surgi em seus lábios. Quando se deu conta adormecera.

[Apenas Tokiko pode ler o spoiler a seguir. Desrespeitar isso implicará em menos diversão para todos.]
Spoiler:
- AARRGHHHHHHHH!!! - Um grito de dor irrompeu nas trevas forçando Suzuko a despertar abruptamente de seu sono.

Quando levantou-se percebeu que não estava mais em um quarto simples em uma estalagem qualquer, estava em um grandioso e luxurioso aposento com paredes de mármore negro e lustroso. O chão e as paredes estavam forrados com tapeçarias tecidas em fios de ouro e mithril, essas tapeçarias ilustravam batalhas entre anjos e demônios onde em todos os desenhos, as forças infernais venciam.

Suzuko acordou vendo-se deitada em uma enorme e confortável cama. Saiu dela e desfilou pelo seu quarto luxuoso, confusa. A cama onde estava tinha a armação em ouro e era tão grande que poderia acomodar um grupo de até 5 pessoas sem dificuldades. Viu em uma das paredes uma enorme janela feita de ouro, ela estava aberta e Suzuko podia ouvir o som de muitos gritos e gemidos passarem por ela, como se uma batalha estivesse ocorrendo do lado de fora.

Levada pela confusão e curiosidade, a demônia moveu-se até a janela apenas para vislumbrar uma paisagem assustadora e estranhamente familiar. O céu era todo vermelho, as nuvens que o tomavam eram negras mas não por serem pesadas e carregadas de água, mas sim por serem formadas de pura fumaça que saia dos inúmeros vulcões que explodiam em seus diversos tamanhos na planície abaixo.
A mulher olhou para baixo e viu um enorme campo de batalha onde milhares de criaturas se matavam, eram humanos, demônios e muito mais.

Suzuko se indagava sobre o que seria aquilo e onde ela estava quando ouviu alguém bater na porta do seu quarto, quando se virou para atender, viu-se despertando para a vida real, estava novamente em um quarto simples de estalagem, pela janela apenas o luar era visto.

Irritada por ter seu descanso interrompido, a demônia levantou-se incrédula da pertubação que lhe afligia, a passos pesados caminhou até a porta, não com o desejo de atendê-la mas sim de poder ter um rosto para odiar, odiar quem interrompia seu delicioso descanso. Quando questionou quem era, percebeu tratar-se de Ichi, o sujeito que a acompanhava. Sem demora abriu a porta e ambos começaram um diálogo o que fez Alygul despertar confusa de seu sono, a pequena cristura sentou curiosa e limitou-se a observar a dupla.

Mal a conversa começara, e o trio ouviu vozes seguidas de passos. Aflita, Suzuko puxou Ichi para dentro do quarto fechando a porta em seguida, sua aura mudou tornando-se negra revelando sua intenção de se ocultar. Mesmo no escuro e com a aura da demônia tornando o ambiente ainda mais sombrio, Ichi podia vislumbrar de relance o corpo sensual da mulher que mesmo coberto por uma camisola não ocultava sua volúpia. Não tiveram tempo de continuar a conversa, preferiram calar-se e manter seus ouvidos atentos.

- ALI! ALI ESTÁ ELE! - Gritou uma das vozes.

- Acertem ele seus imbecis! - Outra voz.

Em seguida o som de virotes ou flechas cortando o ar se fez ouvir seguido pelo som de madeira sendo perfurada por pontas de metal. Os passos por sua vez nunca cessavam.

- HA! ELE É RÁPIDO! CERQUEM-NO! - Gritou a primeira voz.

Em seguida os sons de passos se aproximavam da onde o trio estava e o som de vidro sendo quebrado pode ser ouvido o que fez desta vez, Alygul ficar de pé, em alerta.

- ELE PULOU PELA JANELA! FILHO DA PUTA! - Gritou outra as vozes.

Agora os passos de corrida se faziam ouvir no corredor adjacente ao quarto de Suzuko, uma tensão percorria seus nervos, Alygul ficando cada vez mais em alerta. O som de corrida provocado por pés ligeiros batendo no assoalho de madeira era seguido pelo som de batidas, provavelmente perseguidores saltando agora pela então janela quebrada. Subitamente os sons dos primeiros passos pararam onde deveria ser a frente da porta do quarto de Suzuko.

- ALI ESTÁ ELE! ENTROU EM UM DOS QUARTOS!!! VAMOS PEGÁ-* - Gritou a primeira voz sem terminar sua frase sendo silênciada pelo som de virotes cortando o ar.

- MALDITO ELE MATOU ROEL! CUZÃO DESGRAÇADO!!! - Esbravejou outra das vozês elucidando o que estava acontecendo.

Novamente o som das setas mortais voando e fincando por todos os lados fez-se ouvir aqui e ali, tanto de cá quanto de lá ouvia-se o barulho da madeira sendo perfurada, era óbvio o que acontecia era uma troca de projéteis. Mesmo sem poderem ver nada do que ocorria no corredor, a situação era notável só pelo que já podiam perceber, uma batalha estava ocorrendo. E agora o que fariam?

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qua 13 Mar 2013 - 15:20

OFF:
Tenho só duas coisas a pontuar.- Minha mana ainda está errada, eu já expliquei o que aconteceu, só gastei dois pontos com a criação do guarda-sol e mesmo assim ainda conta como se tivesse gastado com algo que a muito foi cancelado. - Eu gostei da maneira que você narra, Nuke, mas sinto que você tende a controlar muito os personagens. Eu sei que você leu a minha história e sabe que a personagem tem uma natureza meio depressiva, mas na verdade no momento ela estava feliz, e não tinha porque ficar se lembrando do tutor dela. Você criou a ação e de certa forma controlou meu personagem para fazer algo que eu nem pensei e nem queria que a acontecesse. Sei que você pode inserir algum sentimento nos jogadores, mas as ações quem decide somos nós. Não foi nada que atrapalhe qualquer ação que eu fiz ou vá fazer, mas me deixou meio frustrada. Eu percebi isso também quando você disse que Alygul se levantou, bem, ela pode ter ficado alerta ou sentido o perigo, mas ela poderia muito bem ter se encolhido mais ou se escondido, e não levantado. Só isso, sei que não sou expert em narração nem nada, mas estou só dando minha opinião. Isso pode não ter atrapalhado agora, mas futuramente poder ser que isso se complique. Desculpa qualquer coisa, não quero ofender ou desvalorizar o trabalho de ninguém.

A situação parecia estar um pouco mais complicada do que eu gostaria. Tiros nos corredores e gente morrendo de alguma forma, alguém sendo perseguido, caçado. Normalmente aquilo acontecia comigo, não conseguir conter meu alívio por ser outra pessoa nessa situação. Mas a segurança daqueles presentes era mais importante que minhas preocupações idiotas. Segui correndo na direção da garota segurando forte na mão de Ichirou, tentei envolvê-los em um abraço, e sem nem esperar a reação deles usei meus poderes. A "maldição" que me acompanhava sempre pareceu finalmente me obedecer. A aura roxa e negra que estava a minha volta formou grande asas de morcego nas minhas costas, estas fecharam-se, protegendo assim todo o meu corpo e os dois companheiros e talvez futuras balas perdidas. O formato das asas fechadas parecia o de um escudo enorme. Implorei a mim mesma para que esse plano funcionasse ou quem sabe tenha sido desperdício de energia.

- Fiquem comigo, eu não faço ideia do que está acontecendo lá fora, mas nosso objetivo e continuarmos vivos e saudáveis. - Suspirei, estava até calma para uma situação como aquela. Na verdade, já tinha vivenciado piores. - Talvez teremos que usar nossas energias para fugir.

Permaneci como escudo "humano" até a situação, ou melhorar, ou afastar do quarto onde estávamos. Tinha um pouco de curiosidade sobre o que estava ocorrendo do lado de fora, mas no momento tinha coisas mais importantes para cuidar. Era tão estranho a situação não ser comigo que senti um vazio momentâneo. Era realmente ruim se acostumar com algo terrível, como ter que fugir sempre que é vista. Não sabia do que a garotinha youkai era capaz de fazer, por isso não queria arriscar a vida dela, mas tinha quase certeza que Ichirou estava um pouco curioso sobre tudo aquilo. Talvez eu conseguisse cuidar da garota enquanto acompanhavamos o homem...

Usei minha skill DARK AURA até o tiroteio terminar. Descrição na ficha.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 14 Mar 2013 - 21:39

Quase foi feliz, quanto Suzuko o puxou para dentro do quarto.

Dentro de suas sinapses mais rusticas e primitivas, era uma mulher linda, só de camisola, o puxando com vigor para dentro de seu quarto escuro. Infelizmente, camadas mais avançadas o faziam se preocupar com outras coisas. A mais básica, o lembrava constantemente que sentia fome, e ele sabia bem do que. De repente, o corpo de Suzuko lhe parecia ainda mais voluptuoso e mais desejável. Seus instintos lhe enganavam, criando uma fragrância feminina ali, e um toque mais suave do que realmente sentia. Quase entrou em transe, se não fosse a mão dela em sua boca. Por um segundo lhe pareceu provocante, mas ela estava calando sua boca. Novamente, um balde de água fria.

Liberto de suas tentações, pode pensar melhor no que estava acontecendo. Franziu o cenho com o movimento abrupto, mas respeitou a iniciativa dela, permanecendo encostado na porta fechada, enquanto ouvia as vozes. Seu peito apertou,sua garganta fechou. Tinha deixado as coisas no seu quarto e agora sentia-se impotente. Seu plano era simples: Se entrassem, socos e ponta pés até ser rendido. Talvez alguns truques de mágica, ainda estava decidindo oque fazer quando Suzuko o puxou pela mão e surpreso, abraçou ele e a jovem yokai, criando asas negras, talvez por proteção ou alivio psicológico. Levou alguns segundos para apreender a situação, quando sorriu para Suzuko, deu-lhe um beijo na fronte e sussurrou.

- Calma, não é com a gente, estão procurando outro cara...

Levou sua mão até a dela e apertou, tentando olhar de um jeito tranquilizador.

- Relaxe, tudo bem? Não estão nos caçando... Pelo oque parece, os projeteis não podem atravessar as paredes e estamos todos juntos. Vamos ficar aqui, esperar a poeira baixar e pegar um barco pro continente assim que pudermos,sim?

''Isso se der pra voltar pro continente, ninguém disse onde estamos.''

" Bosta, sempre que eu largo a espingarda no canto, o mundo explode "

Teve que admitir que era ótimo não ser o caçado da vez, agora sabia como era a vida dos cidadãos que fechavam as janelas enquanto multidões enfurecidas o perseguiam pela noite.

Faria o mesmo que elas, deixaria a confusão acabar e continuaria a própria vida, se possível fingindo que nada aconteceu, estava cansado demais para bancar o herói, e desarmado.

- Escuta, quando a bagunça acabar, eu volto pro meu quarto e pego minha espingarda, eu durmo na cadeira, tudo bem ?

" Eu não durmo, mas ao menos você vai se sentir mais segura... Acho. Bom, pelo menos eu não ronco.''

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Dom 24 Mar 2013 - 19:42

Aly bocejou, sua lingua bifurcada esticando-se para fora. Cogitou voltar a dormir, já que não via nada de interessante acontecendo. E foi quando estava voltando a se encolher nas asas, que a youkai ouviu passadas do lado de fora, muitas vozes estranhas, e uma movimentação brusca de Tokiko.

Imediatamente se virou, as asas abrindo e as unhas fincando no piso de madeira. Inclinou o corpo como um animal selvagem faria, mostrando os caninos pontudos. Mas sua visão foi atrapalhada por Tokiko e suas asas. Aquilo incomodava a pequena mais do que parecia, pois assim ela não conseguia enxergar nada.

Meio a força, a youkai lutou contra as asas da mesma, ganhando facilmente, e colocou a cabeça para fora da proteção. Farejou o ar em busca de ameaças, e ficou ali, aguardando, encarando todos os lados, sem saber que o inimigo só poderia entrar pela porta.

Quando Tokiko aliviou o escudo, a mesma rastejou (como um lagarto) pelo quarto, dentes a mostra, olhando para todos os lados, um pouco confusa e desconfiada, sempre com a guarda alta. Ia se aproximando da porta, onde ouvia os sons mais altos, até parar alguns centimetros afastada da mesma, rosnando para seja lá o que estivesse do outro lado, sua cabeça agora quase colada ao chão, e as pernas pronta para um bote, as unhas agora quase criando novos veios na madeira.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por GM Nuke em Seg 25 Mar 2013 - 17:58

@ Le Strangers.

O trio de aventureiros encontrava-se tenso diante dos sons de combate que se faziam ouvir no corredor diante deles. Cada um a sua maneira ia reagindo a situação. Ichirou e Suzuko mantiveram-se juntos, enquanto a habilidade protetora da demônia era ativada formando uma espécie de barreira. Alygul por sua vez, incapaz de compreender a situação de forma clara, não se manteve dentro da barreira. Incapaz de raciocinar com clareza, a garota fera se mantinha como tal, uma fera, rosnando contra a direção dos ruidos enquanto se mantinha em posição de ataque da mesma forma que uma pantera fazia.

Suzuko preocupada com Alygul, empenhou mais energia em sua aura de forma a ampliar o raio de proteção de sua habilidade não apenas para aqueles próximos a ela, mas para todo o recinto formando uma espécie de redoma. Subitamente os sons de combate cessaram e então novamente as vozes puderam ser ouvidas.

- Muito bem Deniel, você acha que isso vai te levar a algum lugar? - Questinou uma das vozes.

- Com toda a certeza! - Respondeu uma voz masculina, esta mais próxima da porta do quarto o que fez Ichirou deduzir que o tal do Deniel estava em seu quarto.

- Vamos lá Deniel, entregue o Gateway para nós e tudo acabará bem.

- O Gateway nunca será de vocês. Só se o retirarem dos meus dedos gelados.

- Muito bem, se você quer assim... GRUTAR VENHA AQUI!

Depois de chamar pelo tal de Grutar, o trio de aventureiros ouviu passos pesados no corredor de algo grande, se aproximando, finalmente então eles cessaram.

- Grutar é grande e forte e tem uma arma grande e forte que trouxemos especialmente para você Deniel. Chama-se Aniquilador, é um canhão pessoal encomendado diretamente de Adytium, já ouviu falar? Espero que aprecie.

Depois de ouvir isso o trio escutou na sequência o som de uma arma grande sendo engatilhada e depois um estouro seguido do som de uma explosão. A porta do quarto onde estavam voou esfacelando-se em centenas de pedaços enquanto fogo e fumaça entravam, por sorte a habilidade protetora de Suzuko estava ativada e protegeu a todos de qualquer dano.

Agora que a porta já não estava mais presente, o trio podia ver através da fumaça um vulto, ele estava agachado, depois ficou de pé e correu atravessando a fumaça invadindo o quarto que agora estava aberto. No momento que ele fez isso todos puderam ver melhor sua aparência. Ele era alto, sua pele era clara e seus cabelos negros e crutos, seu rosto estava coberto por uma barba rala por fazer e ele se vestia com roupas pretas em um estilo desconhecido para o trio.





Em uma de suas mãos ele trazia uma arma grande, uma espécie de besta com um tambor.



Spoiler:

Assim que o homem invadiu o quarto, Alygul que até então se encontrava levemente atordoada pela explosão, começou a rosnar em sinal claro de aviso. O estranho por sua vez, olhou para o casal formado por Ichirou e Suzuko, enfiou uma mão em um dos bolsos de sua jaqueta e dali tirou um pequeno cubo feito de metal e cheio de inscrições. Em seguida jogou o cubo aos pés da dupla, virou-se e saiu pelo mesmo caminho que havia entrado aproveitando a cobertura da fumaça para desaparecer.
Spoiler:




- Maldita fumaça, vamos, entrem, vamos pegá-lo! Ele deve estar ferido pela explosão.

Gritou uma das vozes, em seguida passos se fizeram ouvir e quem quer que fossem, estavam se aproximando dos quartos. E agora? O que fariam?

Informações:
Spoiler:
Suzuko gastou 9 pontos de SP pra proteger o quarto todo com sua habilidade, graças a ela ninguém levou dano pela explosão ficando somente levemente atordoados mas não fisicamente e sim mentalmente por causa do som da explosão e do susto.

Todos vocês 3 receberam 30 pontos de XP por postarem, esse XP é relativo não apenas ao ultimo post mas também aos anteriores. O XP já foi adicionado a seus perfis.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qua 3 Abr 2013 - 21:56

Nunca fui boa em negar ajuda, talvez das pessoas que me olhavam atravessado ou aqueles que jogavam pedras, mas de estranhos charmosos? Não tinha porque negar, além de achar injusto ele estar em uma situação daquela, sozinho contra vários e armados. Era só pegar aquele cubo e esconder, aquilo devia ser o tal "gateway", e parecia ter uma importância muito grande. Eu não sabia para que queriam aquilo, mas eu não vou confiar algo importante em pessoas que explodem os cômodos alheios. Peguei o cubo rápido, ainda estava meio atordoada, mas usei toda minha concentração para criar uma pequena bolsa de formato arredondado. Colocaria o cubo alí dentro para tentar disfarçar o mínimo possível que estava com o artefato.

- Finjam que nada aconteceu, se perguntarem ele saiu pela janela. - Falei baixo para apenas os dois comigo pudessem escutar. Com o artefato já dentro da bolsa, joguei para perto da cama, tentando acertar o vão em baixo dela. Aproveitei a fumaça e o barulho de madeira caindo para disfarçar esse último movimento. Não sabia porque, mas havia achado o homem que entrou bastante agradável, talvez fosse o estilo de macho humano que me cause interesse, ou porque na hora ele parecia um antigo demônio de minha vida.

Preparei minha melhor cara de assustada, não era muito difícil, afinal tudo em minha volta tinha quase sido explodido e a minha colega de quarto estava se descontrolando. Minha preocupação estava perto de sair do limite da sanidade, mas era sempre assim, no final eu acabava saindo do limite e minha "maldição" acabava resolvendo a situação. Não queria que a pequena youkai e meu novo parceiro presenciassem isso tão cedo, estava me controlando ao máximo para tudo dar certo conforme planejado em minha cabeça.

Uso de novo minha habilidade, desta vez para criar um objeto interpretativo. 1 SP por objeto.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Qua 10 Abr 2013 - 21:43

Sorry : <

A explosão assustou a youkai, que saltou para trás por um momento, batendo as asas e se agitando. Por sorte, o movimento a fez escapar dos estilhaçõs da porta, mas mantinha-se zonza pelo estrondo e susto.

Com a visão finalmente livre, a youkai contraiu os musculos, pronta para o bote no vulto estranho, sem saber quem era de fato o inimigo. Viu o mesmo lançar um objeto estranho, e a única reação dela foi se agachar, como um animal faria. Mas quando ele se virou e foi embora, a menina não se segurou.

Partindo para seus instintos, se lançou a frente, meio animalesca, garras e dentes a postos, correndo atrás da criatura. Atacaria qualquer que estivesse a sua frente, sem distinguir se o inimigo era o mesmo rapaz, ou alguém diferente.

A menina estava alheia a qualquer movimentação do grupo, focada agora simplesmente em eliminar os causadores de seu sono interrompido e o susto tomado.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 11 Abr 2013 - 18:11

- Calma, tá tudo-

BOOM

''Awn cara, pqp !''

E ai, lá vem explosões, estilhaços, gente armada e todo tipo de bagunça que estava tentando evitar. Ichirou não ficou realmente assustado, surpreso, ou alheio a situação. Todas as emoções foram submersas em uma profunda frustração e desgosto. Tinha apostado todas as fichas em uma noite tranquila, pra variar. Na verdade, foi a ideia avassaladora de que ele nunca, mesmo quando fica quietinho, é incapaz de evitar confusão. Quando não é ele que procura, ela o acha de qualquer jeito.

Já conformado com a situação, resolveu ao menos tomar uma atitude. já que ficar parado agora não ia adiantar de todo. Agradeceu rapidamente a Suzuko pela proteção com um toque nos ombros e se moveu para frente dela. O homem estranho,seja lá quem fosse decidiu jogar para nós o seu fardo e apesar de ter tido o mesmo impeto que Suzuko, ela foi mais rápida.

Ele assentiu com a cabeça, concordando e incentivando o comportamento dela. Com o objeto protegido, só era necessário esperar e fingir serem pobre civis. Para dar um toque a mais na nossa versão da história, Ichirou usou seus talentos e atingiu a janela do quarto, para dar a impressão que alguém tinha quebrado ela com um salto. Até se sentiu um pouco mais motivado com isso ''O pequeno plano particular de Ichirou e Suzuko''

- Agora vamos nos manter abaixados.

off: sem inspiração, lol.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por GM Nuke em Qui 11 Abr 2013 - 20:10

@ Le Strangers

A surpresa da explosão pegara todos desprevenidos mas não o suficiente para deixá-los aturdidos. Exceto por Alygul que em sua irracionalidade agia de forma completamente impulsiva e descuidada, Ichi e Suzuko trabalhavam em conjunto para se adaptar aquela nova situação.

Não sabiam ao certo o que era o tal objeto que havia sido atirado a seus pés pelo estranho e muito menos quem era aquele homem. Mas sabiam que deveria existir um motivo por trás daquilo tudo e mais que isso, sabiam que deveriam esconder aquilo de quem quer que fosse que estivesse atrás. Não importava quem fosse, o bom senso sempre diz que apenas os malfeitores usam da força para conseguir aquilo que desejam. E pelos deuses, toda aquela fumaça, a porta esfacelada e barulho deixavam bem claro o quanto de força aqueles caras tinham.

Enquanto Alygul se atirava em meio a fumaça atrás do estranho de roupas negras, Suzuko rapidamente utilizava de seus dons para ocultar o estranho cubo enquanto Ichi preparava a cena para dar a entender que alguém havia saltado pela janela. Provavelmente o plano da dupla teria funcionado não fosse um pequeno detalhe: Alygul.

A youkai em sua fúria, atacou avançando em um ímpeto animalesco, garras arreganhadas e dentes pontiagudos a mostra, saltou com um rosnado atrás do homem sem nem ter a visão do que estava adiante dada a fumaçera da explosão. Quando saltou o que Alygul encontrou não foi um corpo de carne macio mas sim um buraco, sim um grande buraco com cerca de 3 metros que havia sido produzido pela explosão.

Cega pela fumaça a Youkai despencou para dentro do buraco indo parar no andar de baixo, caindo bem em cima de uma mesa de madeira destruindo-a por completo. Graças a sua incrível resistência, a garota feral não estava machucada, nem mesmo chegava a estar atordoada. Quando viu onde estava se lembrou vagamente que havia estado naquele lugar antes de subir para o quarto. Mas isso não importava muito, nada daquilo fazia sentido e a fúria ainda corria livre em suas veias.

No novo ambiente em que estava, Alygul viu um grupo de 3 pessoas que circundavam a escada que estava do outro lado do salão. Eram 3 homens que se vestiam de preto e portavam armas de fogo do tipo pistolas e espingardas. A youkai não sabia o que eram aquelas armas mas sabia que machucavam, pois mesmo com toda sua irracionalidade, sua inteligência limitada a fazia aprender e se lembrar de algumas coisas e a youkai se lembrara de certa vez ter visto armas deste tipo em um outro lugar.


Aparência dos 3 malfeitores:
Spoiler:

No andar de cima a situação continuava caótica. Graças a fumaça, Suzuko e Ichirou não conseguiam ver nada mas sabiam que havia um buraco ali pois escutaram Alygul despencar ao saltar em direção ao corredor. Provavelmente se resolvessem sair teriam que passar pela fumaça e pelo buraco.

- Será que pegamos ele? - Questionou uma das vozes.

- Eu não sei, o que eu faço? Atiro denovo? - Perguntou uma voz mais grossa.

- Está maluco? Quer colocar esse lugar abaixo? Vamos esperar a fumaça abaixar e ir ver se sobrou alguma coisa do Deniel. - Respondeu a primeira voz.

Parecia que os malfeitores esperariam a fumaça abaixar o que daria um pouco de tempo a dupla, mas e quanto a Alygul? Apesar de saberem que tinha gente no corredor não sabiam quantos eram ou como eles eram.
E agora? O que fariam?

Esquema da Estalagem:
Spoiler:

Informações:
Spoiler:
Eu não sou bem um desenhista mas espero que consigam entender o que fiz pra se localizarem. O ponto de interrogação atrás da porta dos funcionários representa um espaço que vocês não exploraram e o ponto no corredor representa a localização dos malfeitores porém, sem informar quantos são.

Alygul, você não tomou dano denhum por causa da queda e nem está atordoada, pode agir livremente. Lembre-se que você ainda está enfurecida.

Suzuko você gastou um ponto de SP mas conseguiu esconder o objeto embaixo da cama.

Tem uma nuvem de fumaça no local da explosão que vai demorar uma rodada para se dissipar que será até meu próximo post. Vocês não conseguem ver muita coisa fora da fumaça mas como ela já começou a se dissipar, dá pra ver um pouco o buraco e também que a parede do fim do corredor foi destruída.

Suzuko recebeu 20 de XP pela interpretação, Ichi e Alygul receberam 10 XP, procurem postar mais rápido e com mais vontade pois a história em que vocês estão é muito boa e vocês vão gostar com toda a certeza. Não me decepcionem.

Suzuko você subiu de nível! Pode adicionar dois pontos de personagem a sua ficha, parabéns! Depois de fazer as mudanças poste na ficha o que foi mudado para que eu atualize.

PS: postem assim que tiverem tempo, não precisam seguir uma ordem nesse momento, apenas postem.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qui 11 Abr 2013 - 23:01

Se eu não fosse do jeito que sou, com certeza seria mãe. Ao escutar o som de algo despencando e quebrando minha preocupação subiu quase ao extremo, não poderia deixar aquilo passar despercebido ainda mais depois da youkai ter saído tão precipitadamente. Precisava agir rápido, mas se saísse de lá todo o meu plano iria por água a baixo. Fiquei grata com a ajuda de Ichi e por isso não podia estragar nada, ainda levantaríamos mais suspeitas se o plano não seguisse. Tinha até a fumaça se dissipar para fazer alguma coisa, ao menos saber se a garota-dragão estava bem, era tempo suficiente.

-Pense...pense... - Falei baixo, só para tentar agilizar o pesamento, de certa forma funcionou.

Iria recorrer aos meus poderes novamente. Precisava de alguma criatura pequena e rápida o suficiente para passar despercebida pela fumaça. Um inseto foi a única coisa que conseguiu pensar, e era isso mesmo que faria. Concentrei-me um pouco e uma esfera pequena e negra foi surgindo em minha mão, aos poucos um grilo preto foi se modelando por aquela massa negra. Sussurrei nas antenas da criatura. - Procure a garota... - e lá se foi o grilo pulando para fora da porta em direção ao buraco, tentando ser o mais discreto possível. Agora só me restava esperar a fumaça baixar e alguma noticia de meu pequeno ser de trevas.

INFO:
Acabei de usar o talento evocação básica. Criei uma criatura de três pontos, porem como tenho 2 de pericia em evocação(como passei de nível já coloquei na ficha a distribuição de pontos, e um deles foi em evocação) só gasto 5 sp (Certo?). A criatura tem 1 de Hab e 2 de Vel e 1 pm e pv. Ela foi enviada para saber o estado de Aly, assim que descobrir irá retornar a mim.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 11 Abr 2013 - 23:17

off: Que bonitinho o desenho,cara S2
off2: Puto é teu macho.


Ótimo,tinham ganhado tempo. Apesar da surpresa do plano ter dado errado, tudo foi melhor do que imaginaram afinal o suposto ataque que viria,não veio, oque deu tempo para eles. Mais empenhado em sair já que agora a vida dele e das duas companheiras dependia disso, Ichirou se pôs a elaborar um plano rápido e a calcular suas probabilidades e prioridades. Enquanto ia de encontro ao lugar onde antes havia uma porta, ele falou para Suzuko enquanto andava agachado.

- Tome conta seja lá do que for isso, pegue tudo que puder. Vou pegar minha arma e oque estiver ao alcance da mão.Vamos aproveitar a cortina de fumaça enquanto pudemos.

Ele precisava ser rápido, pelo barulho que ouviu, alygul estava no andar inferior e sabe-se lá oque havia lá em baixo. Ele correu e saltou por cima do buraco, caindo e rolando no seu quarto onde rapidamente tentou rastrear tudo com seu radar, apesar de saber muito bem oque veio buscar. Seu medo era se havia mais alguém ali.

Foi rápido, pegou todas as armas ao seu alcance, vestiu o resto de suas roupas e enfiou desengonçadamente seus equipamentos alquímicos em sua bolsa. Se ficasse algo pra trás, teria que ir buscar depois. Agora já não havia tempo. Se voltou para o quarto de Suzuko, verificando se ela já estava porta e olhou para o corredor a para baixo, afim de entender a situação em que estavam, ou ao menos, saber aonde e quantos inimigos haviam.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Qua 24 Abr 2013 - 18:04

Tomada pelos instintos, a youkai caiu desajeitadamente pelo buraco, suas garras arranhando o piso, este sem condições de aguentar seu peso. Na queda, um grande baque foi sentido no recinto. Caiu mas conseguiu apoiar os braços no chão,criando uma pequena cratera abaixo de si.

Chacoalhou a cabeça para tirar o pó que subiu em sua queda, e olhou em volta, ainda rosnando, brava agora também pela queda. Olhou em volta, procurando pelo primeiro alvo que lhe provocasse. A maioria das pessoas corriam assustada da mesma, mas 3 figuras paradas chamaram sua atenção, e principalemnte, o que seguravam na mão.

Alygul sabia o que eram armas, Sohow carregava duas, as quais a youkai jamais simpatizou. Aquilo foi o suficiente para se tornarem seus proximos alvos. Inclinou o corpo para frente, e rosnou, suas unhas e dentes a mostra, até voltar a se lançar aos alvos, ainda cega de fúria e confusa, na intenção de fazer um strike e mordar o primeiro pedaço de carne macia que aparecesse a sua frente.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 3 Anterior  1, 2, 3

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum