Praça Celeno

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Venta em Sab 14 Jul 2012 - 0:16

Pouco depois da entrada do casal no Workshop de Hilu, os guardas dispersaram-se no exterior, sobrando apenas os dois que na porta passavam a noite em vigia, como de praxe. Ichirou não tardou a acomodar-se em um dos leitos, demonstrando-se respeitoso à dama que em sua presença se encontrava. A atraente garota por alguma razão o lembrou que estavam sozinhos em um ambiente cheio de camas e nenhuma divisória, no qual passariam a noite, provavelmente desacompanhados.

Mas esta ilusão fora destruída pelo barulho de conversa do lado de fora e a porta abrindo de supetão; por ela adentrava um senhor bem velho, de grossos cabelos brancos saindo em tufos na lateral das orelhas e, embora não pudessem ver pelo chapéu losangular que usava, era careca no topo da cabeça, mas tinha um longo cavanhaque. A pele era enrugada e amorenada, possuindo várias manchas mais escuras de considerável tamanho por toda sua extensão. Era alto e largo, imponente até, mas o peso dos anos de estudo faziam com que sua coluna se curvasse para frente, cortando-lhe alguns bons centímetros. Possuía mãos notoriamente grandes, que foram logo reparadas pela jovem Suzuko.

Olhou com interesse para a menina e para Ichirou, e de volta para ela, demonstrando grande interesse.

-Ah, mas que maravilha, carne nova! Sejam muito bem-vindos ao meu local de trabalho, jovens senhores. Entendo, entendo, foi Gherone quem os mandou aqui - murmurou audivelmente, mas parecia conversar consigo mesmo nesta última frase, e soltou uma risada que denunciava sua grande idade - aaah-hahahaha, esse menino, esse menino. Vinte anos e ele ainda não aprendeu a me pedir! Mas tudo bem, sua vontade seja feita, capitão.

Os jovens passaram um tempo indagando-se quão louco este homem poderia ser, e se era realmente o tal Hilu que esperavam. Ele moveu-se a uma estante, pegou algumas ervas e pôs água de uma cabaça em uma chaleira, e a pôs a esquentar em um bico ígneo utilizado em processos químicos, reconhecido imediatamente por Ichirou. (a.k.a. Bico de Bunsen)

-Não se preocupem, crianças, ele é um doce, só não sabe se expressar. E logo logo estará aqui, vocês entenderão, entenderão. Mas acho que já sabem o suficiente de mim, não? Então, o que me dizem de vocês?

Processou a água por alguns segundos, que parecera atingir um estado de quase fervura muito mais cedo que o comum, e então jogou sua mistura herbal lá dentro, deixando por algum tempo e depois filtrando e servindo quatro canecas distintas: uma rosa para a Grandfor, uma azul para Youta, uma branca com 'PARA O MELHOR PAI DO MUNDO' escrito em negro, com exceção da palavra 'pai' que era em rubro para ele mesmo e uma quarta negra com um símbolo amarelo desconhecido para um desconhecido.


Imagem da caneca

-Aceitam? É ginseng, revitaliza corpo e alma e dá disposição.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qui 19 Jul 2012 - 19:37

Aquele não era o ambiente que eu esperava passar a noite. Começava a me perguntar quanto tempo teria que permanecer naquele lugar. Apesar de querer evitar o máximo qualquer tipo de confusão, já estava pensando em como poderia usar meus poderes para sair de lá o mais rápido possível e sem ser notada. Observei o homem se acomodando, não consegui me sentir muito bem naquele lugar. Talvez toda a preocupação que o rapaz sentira antes eu só começava a sentir agora. Apenas sorri em resposta a seu agradecimento, procurei algum lugar para sentar, já observando as saídas.

A entrada do velho não me deixou muito mais confortável, porem incontestavelmente trouxe ao lugar mais vida. As esferas que me rodeavam começaram a sofrer algumas leves mudanças, ficavam com a aparência um pouco mais esfumaçada. A imagem que havia criado de Hilu não era muito parecida com a real, ele era um pouco mais alto e forte do que acreditava. As manchas em sua pele deixaram-me curiosa, provavelmente eram marcas de experimentos que deram errado, pensei na hora. O velho já começou a demonstrar sua loucura, senti-me levemente ofendida com a expressão usada por ele "Carne nova", porem evitei mostrar qualquer reação. O observei falar e devanear, meus olhos pararam na chaleira, já fazia um tempo que não sentia o gosto de café ou chá.

Mas acho que já sabem o suficiente de mim, não? Então, o que me dizem de vocês?

Voltei minha atenção a Hilu. Fiquei estranhamente nervosa, talvez o chá tivesse trazido algumas lembranças que me desconcentrou. Respondi o velho um pouco mais retraída, porem ainda mostrando meu lado simpático. - Olá, Doutor Hilu, certo? Eu me chamo Suzuko Grandfor. - Neste tempo uma das esferas fumacentas aproximou-se do alquimista, tentei me concentrar para que ela voltasse, mas foi apenas um recuo ínfimo. - Por favor, não se preocupe com eles, são inofensivos.

Percebi o senhor colocando a bebida nas canecas, minha garganta já engoliu a seco. Não estava muito exigente, a semanas só bebia água e comia pão seco, aquele chá seria um alívio. - Aceito sim, obrigada. - Peguei a caneca que ele havia separado para mim, assoprei levemente para amenizar a temperatura e dei um leve gole para experimentar. Minha expressão de satisfação não pode ser controlada e o sorriso não pode ser contido.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 19 Jul 2012 - 21:30

off: sem inspiração, desculpem o post.

Apesar dos homens lá fora, sentiu uma ligeira paz. talvez a frase ''Finalmente a sós'' tenha passado na cabeça mas não chegou a ser totalmente consciente. Ela parecia apreensiva e imaginou oque poderia haver de perigoso ali, mas logo um velho entrou quase com ose tivesse chutado a porta. Quando ouviu o termo ''carne nova'' quase pegou seu terno e saiu. A ideia de que serviriam de cobaia não lhe saiu da cabeça.

O velho também não parecia emocionalmente estável para passar a minima confiança que fosse. Ichirou olhou desconfiado para ele mas permaneceu como sempre, em silencio. Sua espingarda estaria por perto, só para garantir.

Tokiko agora parecia estar de algum modo abalada com aquilo. Não entendeu muito bem o porque, mas como agradecimento pelo pulso firme nos eventos anteriores resolveu tomar as rédeas da situação. Se levantou e se posicionou próximo a ela, o bastante para segurar sua mão e sorriu, do modo mais descontraído que conseguiu. Que fosse um aparando o outro nos momentos de fraqueza.

Sentiu uma pontada no peito quando viu o homem esquentar chá com um bico de bunsen. Quem tem coragem de ''cozinhar'' usando instrumentos de química é do mesmo que se bebe café em tubos de ensaio, não era feio, era desnecessário e um desgaste de material. Não esboçou, mas perdeu toda e qualquer simpatia por aquele homem. Tanto que inicialmente quase recusou o chá, mas devido a situação ,preferiu aceitar humildemente. Mas não o bebeu. O termo ''carne nova' ainda ficava em sua mente e ele não ia se dar ao luxo de tomar um boa noite cinderela. Quando pensou em avisar Tokiko, ela já estava alegre bebendo seu chá. Teve de admitir, ela parecia muito fofa quando sorria daquele jeito.

- Ernn... Então... Meu nome é Ichirou... Quando seremos liberados?

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Venta em Seg 3 Set 2012 - 16:33

-Isso mesmo, minha filha. Hilu em pele e osso, porque a carne já começou a abandonar faz alguns anos, iahahahaha. Cuido desta vila. Curo suas doenças, ajudo a parir suas crianças. Minha palavra aqui é a de um sábio, embora mais longe de um sábio eu não pudesse ser.

Depois de Suzuko, Ichirou se apresentou ignorando a hospitalidade do velho e exigindo saber quando poderiam ir embora.

-Calma, calma, meu rapaz, pra que toda essa presse? Tome um bom chá quente para relaxar, devem estar cansados da viagem e dos eventos de hoje. Sei como o olhar do rapaz pode ser aterrorizante, só não digam isto na frente dele. - ao dizer isto, sorveu um longo gole de seu chá como se sua garganta fosse imune à água quase fervente - Não se preocupe, não está envenenado. Mas tome cuidado com esta atitude, algum nobre ricaço poderia ficar ofendido com ela. - e bebeu denovo - Mas vocês não serão, de forma alguma, liberados. Não estão presos. Se preferir, pode sair por esta porta agora, embora não saiba como o tratarão nas ruas escuras à noite. A escolha é sua, sempre é. Mas se quiserem aceitar a hospitalidade deste velho falastrão ao invés de desfazê-la tão prontamente, seria reconfortante. Temos camas, refeições, estudos. Se estiverem assim tão ansiosos, recomendo esperar até a manhã para ir embora, afinal...

Interrompida fora o senhor de idade pela porta que se abria abruptamente, revelando o grande capitão da guarda sob seu batente. Atravessou a sala sem muito dizer, sentou-se próximo de Hilu onde a caneca negra estava posta e disse com a voz dura:

-Boa noite, pai. Boa noite, convidados.

E começou a bebericar de seu chá, mais assustado por seu calor que a jovem garota. Parecia contanto estar um tanto menos intimidante, mais relaxado. Como se sentisse-se em casa.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Sab 29 Set 2012 - 20:59

Pés descalços corriam pela madeira úmida. Uma pequena youkai vinha das frotas do comércio, segurando uma tampa de barril sob a cabeça. Parecia desesperada, correndo por entre os navios, causando uma confusão por onde passava, pois suas asas teimavam em bater desajeitadas, desequilibrando ela e derrubando tudo ao seu redor.

Alygul estava apavorada. Horas atrás a pequena havia encontrado barris e mais barris de carne seca dando sopa. Após comer muito e cair no sono dentro de um dos barris, camuflada pela carne, fora selada e enviada para um navio por engano. Por sorte, a viagem não era longa, e Alygul dormiu como uma pedra. Mas ao acordar, no escuro e apertada, a pequena se precipitou, quebrando o contêiner de madeira em que se encontrava, iniciando a confusão.

Agora Aly corria, tentando despistar os tripulantes, amedrontada pelas grandes quantidades água que a cercavam, impossibilitando a menina de se quer pensar em bater as asas. Se sentia menos desesperada em sentir a madeira sob seu pés, do que o oceano.

Esbarrou com pessoas, escorregou e caiu, voltou a correr, pulava entre convés, até que não havia mais para onde correr se fosse em frente. Cercada por todos os lados, alguém se atreveu a atirar contra ela. Mais assustada ainda, a menina deu passos para trás, se desequilibrando e caindo do navio.

Seu corpo caiu na areia fofa da praça, criando uma bela cratera abaixo de si. Por um momento pensou ter caído na agua. Mas teve pouco tempo a se recuperar do susto, pois ainda tinha muitas cabeças espiando ela pelos navios.

Silvou aguda, mexendo pernas e asas desajeitada, até voltar a ficar de pé. Sem saber para onde ir, avistou uma estátua mais a frente. Correu até ela, se escondendo atrás da mesma, como se estivesse se escondendo atrás de um adulto, após fazer alguma arte. Por alguma razão, ainda segurava a tampa do barril. Se encolheu, envolvendo-se com suas asas, segurando a tampa acima da cabeça, tremendo, de olhos fechados.

- Phiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii ~~


Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Dom 30 Set 2012 - 14:30

Movimento errado. De algum modo a frase ' quando seremos liberados'' soou pior do que deveria. Imaginou que o velho estivesse acostumado com isso, em troca recebeu uma suave ameaça. Não quis esboçar reação, apesar de um misto de vontade de correr com lutar lhe surgiu subindo pela garganta. Engoliu em seco e fingiu bebericar o chá. Não iria sair aceitando hospitalidade de quem acabou de prendê-lo como a um criminoso.

Mais do que isso, a ideia de que não havia muita escolha o deixou incomodado. No fundo, a ideia de arranjar um quarto com Tokiko ainda era sua prioridade. Fingiria que só havia dinheiro para um quarto, ou daria qualquer outra desculpa e ela desde o começo estava flertando ele. Agora estavam em um quarto comunitário com um velho doido fazendo comida com instrumentos de alquimia.

''Nada contra você velho. Mas você está, realmente, empatando minha foda ''

Estava pensando se valia a pena encarar a noite ou simplesmente continuar sorrindo falsamente quando outra figura surge no recinto. Espera pacientemente que troquem olhares e faz uma breve reverencia enquanto os observa.

''pai e filho, hun''

Quando achou que estava tudo em paz novamente. um grande baque é sentido, como algo muito pesado caindo. Tanto querendo sair da situação desconfortável de interação social quanto ver oque estava acontecendo, Usou isso como desculpa para dar uma espiada pela janela. Parecia um ser com asas,mas não dava pra ver direito. Ficou a espera, vendo oque acontecia, de algum modo, ela não parecia agressiva.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Ter 2 Out 2012 - 12:05

Ameaças nunca foram um grande problema para mim, por toda a vida fui ameaçada por vários tipos de pessoas, então ser tratada com um pouco de hospitalidade mesmo sobre uma ou outra ameaça era um grande lucro. A bebida estava revigorante, meu corpo estava precisando muito de uma relaxada. Estava tão bem que mal me importei com os detalhes do que estava acontecendo. De certa forma confiava bastante em minha habilidades, apesar de não querer usá-las quase nunca.

Sabia que Hilu esperava outra pessoa, afinal havia outra caneca e ele falou abertamente que alguém chegaria logo, mas não tinha percebido até agora que a pessoa que estava para vir era o capitão da guarda, e muito menos sacado de que ele era o filho do "doutor". Fiquei ligeiramente surpresa e incomodada com aquilo, aquele homem não me passava uma boa sensação. Apesar de não parecer tão amedrontador como antes, continuei recuada sobre a presença dele. Precisei puxar forças para falar, todo o meu conforto parecia estar fugindo de minhas mãos.

-Boa noite, Senhor. - Não foi com o tom simpático natural, mas foi o melhor que consegui fazer para não demonstrar o meu mal sentimento. Ele provavelmente deveria estar acostumado com aquilo, mas eu fui pega de surpresa por sua aparição, não tinha me preparado como quando o encontramos na primeira vez.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Venta em Ter 2 Out 2012 - 15:17

Altos berreiros, um tiro e as luzes das casas iam acendendo uma a uma. Uma gigantesca agitação formava-se nas ruas de madeira de Milágia, um bate-pé furioso rumo à fonte de tanta algazarra. O próprio capitão da guarda mal sentara-se e já tinha de levantar a fim de verificar qual o ocorrido, abrindo a oportunidade para que Tokiko e Ichirou, que se sentiam ameaçados por alguma estranha razão, saíssem caso assim desejassem.

O capitão lá chegava, com seu braço danificado e seu olho púrpura penetrante, que na escuridão parecia emanar brilho próprio, e fitou profundamente a menina que se cobria com a tampa de um barril. A figura abaixou consideravelmente suas defesas, mas não tirou a mão direita do punho da espada.

Com uma voz mais profunda que nossos anti-heróis conheciam, uma voz de liderança e comando, bradava:

-Afastem-se! Ninguém se machuca hoje. Quem é esta menina? Quem atirou? Em quem? Quero todos os envolvidos aqui.

Do círculo que havia se formado em volta de Alygül, na parte mais próxima da praia, dois marujos adiavam-se, deixando um companheiro seu mais atrás.

-Ela estava de gaiata no nosso navio, capitão. Destruiu parte do nosso carregamento de carne. Jebedias viu de longe e achou que era uma criatura, e atirou. Ninguém sabia o que era. Ninguém SABE o que é.

O capitão volta seu olhar assutador novamente para a menina então e a questiona, enquanto se aproxima vagarosamente, tentando demonstrar confiança, apesar da visão de seu olho contrastar com estes sentimentos.

-Então quem é você? Está bem?
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Qua 3 Out 2012 - 10:53

Alygul ainda tremia, vez ou outra abrindo os olhos, tentando entender o que acontecia. Se estivesse em seu estado normal, provavelmente estaria em sua posição de ameaça característica, pronta para um embate contra qualquer um que se aproximasse mais.

Mas não estava. E a única coisa que fez ao observar aquela figura alta e forte, um tanto assustadora, foi soltar um silvo de susto e voltar a se esconder com a tampa do barril, dessa vez colocando ela na frente do rosto. Achava que ele ia atacá-la, mas em vez disso, começou a falar.

Aquilo era uma nova para a pequena. Nao seria a primeira vez a ser atacada por um brutamontes, após fazer sabe-se lá o que para irritá-los. Mas ficarem de papo, em frente a menina, isso sim era surpreendente.

Por isso mesmo, a menina resolveu espiar por cima da tampa, seus olhos multi-coloridos fitando o capitão. Pareceu relaxar um pouco, suas asas deixando de abracá-la de modo tão tenso.

Terminada a troca de grunhidos, o capitão volta a se virar para Aly. Ele tentava se aproximar, mas Aly se assustou novamente, e, apesar dos passos vagarosos do capitão, Aly recuou, desajeitada, pois seus pés descalços não sabiam lidar com aquela superfície fofa da areia, fazendo-a se agitar e botar a tampa novamente em frente ao rosto.

Entretanto, como o capitão nada mais fez, voltou a espiar por cima dela. Fez uma expressão confusa, inclinando a cabeça para o lado.

O silêncio e os olhares indicavam que .... talvez esperavam algo dela? Ela conhecia essa reação. Era sempre assim. A expectativa dela poder responder a eles. Mas ela não podia... E não sabia. A muito tempo atrás, Sohow havia ensinado a menina pelo menos a se comunicar por alguns poucos gestos. E fez o primeiro que havia aprendido.

Abaixou um pouco a tampa, apontou para a garganta, e silvou,numa tentativa de mostrar que não sabia falar.

- Phiiiiiiiiii ~

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qua 3 Out 2012 - 12:40

Agradeceu aos deuses pelo aparecimento da menina que literalmente caiu dos céus. O capitão havia saído e agora haviam a brecha perfeita para não ter que ficar ali. Não é que eles eram maus ou que não estivesse agradecido, mas havia sido tratado como criminoso, estava sendo ''amigavelmente encarcerado'' e o velho usou um bico de bunsen para cozinhar. Não sentiu obrigação nenhuma de gerar simpatia.

A movimentação lá fora se dispersava como uma onda de choque, começando bem no centro e se espalhando ao redor com casas acendendo as luzes e pessoas saindo. No alojamento não foi diferente e o capitão teve o dever de averiguar o ocorrido. Aproveitou a situação para retornar a Tokiko.

Por algum motivo, achou que a situação não iria ser boa para a garota de asas. Isso porque aparentemente as pessoas de lá não sabiam exatamente lidar com o exótico e pelo que se deu a ouvir, até disparado contra ela já o fizeram, apesar dela não parecer ferida, mais do que isso, ela NÃO PARECIA entender nada. Imaginou que tipo de situação ela entraria se alguém mais ''mente aberta'' não intervisse. Não tinha costume de se intrometer, mas era somente uma garotinha contra um grupo de pescadores parrudos.

Agora já perto de Tokiko, Ichirou a segurou pela mão e disse, com o tom mas confiante que tinha.


- Temos que ajudar a garotinha, ela é ... Como a gente.

Achou que tokiko entenderia, toda a situação em que se encontravam se baseava em ser diferente, não importando oque havia feito. Precisou ao menos que ela o compreendesse, porque aproveitou a brecha do capitão e saiu pela porta. Tentou disfarçar, escondendo um pouco o rosto e tentando não mostrar os caninos enquanto tentava se aproximar. Achou que seria difícil um ''foragido'' chegar no centro da multidão com tanta facilidade, então simplesmente disse a informação que facilitaria.

- Sou médico ! Com licença ! Preciso passar ! Sou médico !

Não saiu berrando isso pelos cantos, somente aos mais próximos para que dessem passagem. Oras, não estava mentindo.Mesmo porque, não era pro capitão da guarda saber que ele estava ali.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qua 10 Out 2012 - 14:13

Não bastando a ameaçadora presença do Chefe militar ma sala, estragando meu pequeno prazer de descansar um pouco em algum lugar onde não fosse um quarto fedido e apertado ou uma cela de prisão, uma confusão começava fora da casa. Não estava nenhum pouco interessada naquilo, senti inclusive um alivio quando o meu incomodo saiu da casa.

Gostaria de ficar ali mais um pouco, estava confiante que seria uma noite bastante agradável e sem mais problemas. Estava enganada, Ichirou pegou-me pelo o braço e praticamente forçou-me a sair de lá. Era claro para mim que ele não estava confortável, mas sem aquela autoridade suspeita eu me sentia bem a vontade. Não entendi nada do que el estava falando, de dentro da casa eu não conseguia enxergar garotinha nenhuma, mas o desespero do homem para sair me comoveu o suficiente para me retirar com ele. Nem prestei atenção no que ele estava falando ou qual foi a desculpa, apenas o acompanhei. Não costumo deixar os meus "guardiões", por mais que momentâneos, sozinhos.

-Antes de tudo me explique o que está acon...

Mal pude falar, o rapaz já estava correndo no meio do alvoroço dizendo ser médico. Não fazia ideia se aquilo era verdade ou não, e no fundo não tinha interesse nenhum em saber. Apenas o observei de longe enquanto meu estresse aumentava. Este refletia na minha maldição, as esferas negras que rondavam meu corpo tomavam uma forma meio gasosa e mais luminosa, o brilho roxo chamava bastante atenção. Como sempre aquilo seria algo desagradável, já não era bem vistam, ainda mais sobre aquele leve estresse que tendia a aumentar. as esferas começavam a dar leves investidas em todos a minha volta, como se quisessem assustá-los. Antes que tudo piorasse e eu acabasse sozinha de novo, caminhei na direção de Ichirou. Ao menos perto dele eu me sentia um pouco menos deslocada. Claro que o xingava internamente por me tirar do conforto, mas era melhor ficar com ele do que encarar a multidão sozinha.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Venta em Qua 10 Out 2012 - 22:35

Ichirou abrira caminho com seu clamor de entender medicina, mas não era ao todo necessário: apenas a presença de Tokiko era o suficiente para fazer com que o povo se afastasse e os deixassem passar, apavorados. Seja lá o que quisessem fazer, que o fizessem longe deles e de sua cidade. Os olhos ardiam às costas de Tokiko, a sensação de desprezo e descriminação bem acentuada.

Enquanto isso o capitão da guarda analisava profundamente a menina que encontrara e seu gesto. Será que ela era muda? Ou apenas não sabia falar? O que quer que fosse, não era preta nem branca em sua visão: era cinza, como quase todo o resto.

Viu que ela não respondia muito bem aos seus avanços, então pôs um joelho vagarosamente sobre a areia, abaixando sua estatura para ficar mais próximo do nível da garota quanto possível fosse, sem deixar de encará-la de sua forma penetrante.

-Mandias, me traga um cacho de bananas, as mais bonitas que encontrar. E... traga também umas sardinhas, por via das dúvidas.

Pouco tempo passou depois de o guarda ter aberto caminho em meio à multidão e já voltara com um cacho quase perfeito de bananas, andando lentamente ao capitão e entregando-o. Não queria atrair a atenção da criatura. "As sardinhas já vêm." murmurou para seu superior.

Então o rapaz do olho purpúreo arrancava uma e apoiava o cacho no chão, arrancando uma mordida de uma delas e mastigando, logo depois estendendo-a à Aly.

-Você quer?
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Qua 10 Out 2012 - 23:08

Alygul observava o capitão, confusa. Melhorou muito ele ajustar sua estatura á da youkai. Agora, ela podia encarar mais fácil aqueles olhos estranhos. De pouco em pouco, o medo ia sendo substituindo pela estranheza, e um pouquinho de curiosidade, tipica de sua pouca idade.

Quando as bananas chegaram, Alygul encarou elas por momentos. Não fazia a minima ideia do que aquilo era. A cor era chamativa, e o formato também. Inclinou a cabeça para o lado, e pousou a tampa do barril na areia.

O capitão fez gestos sinalizando que aquilo era comestível, e Alygul se surpreendeu. Estendeu as asas por segundos, como se fizesse um "oooh" de entendimento ao ve-lo morder o alimento.

Aly farejou o ar, e foi se aproximando devagar, voltando a abaixar suas asas. Ainda caminhava com cautela, meio curva, com uma posição de meio ataque. Mas ao chegar bem próxima do capitão, parou, e farejou. Farejou ele, e depois as bananas. Nestas, ela se demorou, curiosa. Cutucava o alimento, virava de um lado para o outro, e então, se decidiu.

Puxou uma das frutas do cacho, e deu dois passos para trás, se afastando um pouco do capitão. E imitou o gesto que ele havia feito, mas como era glutona, engoliu quase toda a fruta, com seus dentes pontiagudos. Comeu com casca e tudo. As primeiras mordidas foram rápidas, mas elas foram diminuindo em vigor.

E era possível acompanhar todas as sensações da garota pela sua face. primeiro, a animação em morder. E depois, ao sentir o gosto esquisito e aquela textura, seu semblante foi se modificando. A testa enrugou-se, as sobrancelhas se juntaram, a boca entortou. Ela quase parecia tremer com aquele gosto. Pensou em cuspir, mas se até em sua tribo aquilo era desrespeito, o que os humanos poderiam pensar? Engoliu com esforço o pedaço, mostrando a linga logo em seguida, fugindo dos resquícios daquele sabor.

Não é como se houvesse completamente odiado. Mas a textura e o gosto adocicado era deveras estranho para a menina, acostumada a carne crua, o sangue ferroso e água natural.

Olhou para o toco, sem saber o que fazer com aquilo. Não queria mais comer. Olhou para o capitão. Ele parecia gostar daquelas coisas. Sem grandes cerimonias, Alygul apontou o resto da banana para ele, fazendo gestos para que ele pegasse.

Seu segundo interesse foi encarar curiosa os olhos daquele humano. Ela nunca havia visto nada daquilo. O gesto de oferecer comida com certeza conquistara pontos de confiança com a youkai, ainda que ela tivesse descoberto que haviam alimentos ruins.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Seg 15 Out 2012 - 23:12

off: eu fui tão na onda de inteirar o plot do ichi com o da tohlee que acabei fugindo um pouco até do personagem, malz tokiko xD

- Ahn...

No fundo, no fundo mesmo,se sentiu um pouco frustrado. Afinal, depois de todo o disparate e empolgação que tivera, estava tudo indo absurdamente bem. O capitão estava sendo mais do que sábio e aparentemente todos estavam calmos. Oras, esperava ao menos um pouco de pancadaria.

Levou as mãos ao quadril, pensativo. chutava que fosse uma yokai ou meio yokai, do tipo reptiliana, oque era bem óbvio pela pele escamosa e as enormes asas. Ou isso, ou algo bem exótico. Oque impressionava é que ela era de fato bastante imatura e ingenua, talvez tivesse se criado na selva como tantos outros.

Não importava agora, parecia estar em boas mãos, apesar de tudo. Um pouco decepcionado coma maneira irresponsável com que saiu no meio da multidão, percebeu a presença de Tokiko e como as pessoas ao redor abriam espaço. A segurou pela mão para mante-la por perto, afinal, o capitão estava ocupado e não tinha ninguém para impedir que fossem atacados ali no meio da multidão. O mesmo medo no entanto, lhe deu uma ideia. Com um sorriso travesso de quem teve uma boa ideia, ele se aproximou de Tokiko e sussurrou.


- Escuta, se quisermos fugir, agora é uma boa chance. Caso contrário talvez fosse melhor voltarmos... Parece que o capitão está cuidando de tudo.

Obviamente a decisão dele era fugir, mas por algum motivo, notou o quanto sua nova parceira tinha apreciado o lugar e o velho, mesmo que cercada de autoridades. Já que ela estava tão disposta a acompanhá-lo, achou que tinha pelo menos que ter a consideração de inclui-la nas decisões.

off 2: vai e volta, vai e volta ~

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qua 17 Out 2012 - 17:54

Não sabia o que sentia com a ação do homem. Apenas o olhei, meu semblante séria mostrava que tudo aquilo não estava me agradando nem um pouco. Parte do estresse que eu sentia por todos aqueles olhares julgadores e de desprezo acabou influenciando meu comportamento. Suspirei fundo, aquilo já era mais que o suficiente para mim. Além de indeciso ele parecia meio confuso, não seria o guardião ideal que eu procurava, por mais que fosse bonito e simpático. Depois de todo o alarde que Ichirou fez era meio difícil para eu passar despercebida, ainda mais com minha maldição se manifestando de forma ainda mais "agressiva". Apesar de incapaz de machucar qualquer coisa, as esferas flamejantes avançavam nas pessoas, passava por algumas atravessando-as sem causar nenhum dano, mas assustando bastante.

Suspirei para tentar me acalmar, com algum exito, a "maldição" acalmou-se. Olhei novamente para Ichirou, desta vez transparecendo um pouco da raiva que sentia. Não conseguia mais ser tão simpática. - Os olhares estão todos em mim agora, se quiser correr e se esconder é uma boa hora, mas não me tire mais do pouco conforto que me oferecem. - Desvincilhei-me do rapaz e caminhei na direção do capitão, talvez ali eu estivesse mais segura dos garfos e tochas que me perseguiam por tanto tempo. O capitão ainda me trazia medo, mas vê-lo cuidando de uma criatura daquela e perceber sua inocência me fez vê-lo com um olhar um pouco mais humano, apesar de não ser um. Não consegui disfarçar a expressão mal humorada, mas não fui grosseira. -Desculpa segui-lo, fiquei curiosa com toda a confusão.

A criatura que ele estava com era estranha, parecia um tipo de youkai, mas não era nenhum pouco comum como os gatos, raposas e lobos. Aproximei o meu rosto para vê-la melhor, e sorri para tentar não assustá-la mais. Porem minha "maldição" já estava agindo por si só, e resolveu sorrir junto, em todas as esferas rostos sorrindo apareceram. Aquilo provavelmente iria assustar ainda mais os cidadãos.

Off: Exemplo de sorriso nas esferas.
Spoiler:
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Venta em Sab 3 Nov 2012 - 0:00

-Sem problemas. - dizia o capitão com certa secura para Tokiko, sem apresentar rudeza ou conflito, contudo; estava mais interessado na reação da garota, cujas reações simples e diretas lhe agradavam. Achou engraçado a forma como vorazmente comera a banana antes mesmo de remover a casca, e como estranhara o gosto logo após. Pegou o pedaço restante de volta com um sorriso sincero, apesar de ser logo nocauteado por um odor estranho que exalava do objeto em sua mão.

Logo após chegara um rapaz jovem, de uns treze anos, com cinco sardinhas servidas em uma folha de bananeira, que imitava uma bandeija côncava. O homem repetia o processo de retirar um dos peixes, limpos e assados, e arrancar-lhe um pedaço com os dentes e então estendendo os peixes para a menina, aguardando sua reação, e também oferecendo-os a Tokiko.

O povo ao redor daquele evento aos poucos entediava-se e retornava para suas casas, deixando apenas os mais velhos, rígidos e conservadores a assistirem a cena com seus pesados olhos a julgar e mentalmente criticar todos os atos do capitão e seus amigos. O clima tornava-se um pouco tenso e desagradável para todos.
avatar
Venta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Ter 6 Nov 2012 - 15:02

Alygul já começava a se acostumar, pouco a pouco. Ela obviamente ainda evitava olhar ao redor, preferindo fixar o olhar sempre em algo ou alguém, de modo que não precisasse encarar o seu maior medo.

Uma nova criatura ia se aproximando, e algo chamou muito a atenção da youkai. Levantou-se, e caminhou até Tokiko. Parecia confusa e surpresa. Farejou bastante o ar em volta da mulher.

Phiiiii ~? Lis?

A criatura a sua frente cheirava muito parecido como Sohow. Também possuia o mesmo tipo de aura densa e desconfortável. A youkai cutucou sem cerimonias a pele da mesma, logo em seguida olhando para o próprio dedo. Sim, ela também fazia cócegas na garota, exatamente como Sohow. Mas aquela não era Sohow.


Liiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiis ~?

Fez uma careta de confusão. As informações começaram a ser demais para a pobre mente limitada da pequena. Mas antes que sua mente começasse a ferver, sua atenção fora novamente desviada. Farejou algo muito bom no ar. Sabia o que era.

Seus olhos pousaram então em uma folha de bananeira extendida para ela. Mesmo se o capitão não fizesse o gesto, Alygul saberia o que fazer. Era peixe. Olhava boquiaberta para a iguaria. Sim, uma iguaria para a pequena. Adorava a carne macia dos mais variados peixes, mas seu medo de água sempre a impedira de aprender a pescar.

Assim, encarou por um momento o alimento, quase babando, até finalmente não aguentar mais e se jogar na comida. Parecia quase em êxtase enquanto mordia o alimento. Sentou-se em frente ao capitão, abandonando qualquer vestígio de cautela que uma hora tivera, simplesmente saboreando a comida, contente. Se os outros não fossem rápidos, Alygul não deixaria sobrar nenhum pedaço.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 8 Nov 2012 - 16:01

''Ui, ela te deu um fora, cara.''

Disse a consciência para Ichirou, com um sorriso sádico e uma voz provocante. Isso claro, em sua cabeça. O engraçado de se sentir encabulado era como parecia que todos estavam lhe assistindo e agora no meio da multidão, era como se estivesse cercado de risinhos e comentários maldosos sobre sua conduta. Foi uma sensação quase claustrofóbica ficar ali cercado de gente enquanto sentia vergonha. Ainda mais por ainda estar confuso com uma garota que lhe apareceu do nada. Ainda estava conjecturando oque realmente ela queria com ele.

Um tanto sem ter oque fazer, enfiou as mãos nos bolsos, encolheu os ombros e deu um chute quase imperceptível no chão enquanto observava o publico perder o interesse na novidade. Teve de admitir que se sentia bem melhor com um numero menor de pessoas, mas agora tinha que pensar se sairia dali o mais rápido possível ou se ficaria. Considerando as opções achou melhor ficar, apesar de não ir com a cara nem do capitão, nem do pai dele.

Não sentiu-se muito confortável para se aproximar e aproveitar a brincadeira, mas também não iria perder seu dia só por causa de um comentário mais ríspido, manteve a postura e o orgulho e se aproximou do capitão e Tokiko o suficiente para ver e ser visto claramente. Mas ainda assim distante. Queria ver oque a criança yokai ia fazer além de que, querendo ou não estava preso a Tokiko por algum senso de responsabilidade, pelo menos até ela estar realmente segura. Enquanto isso, se divertia imaginando como uma yokai tão desengonçada havia chegado ali.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Ter 13 Nov 2012 - 21:36

A aproximação da garota me fez sorrir, a inocência da criatura fascinou-me por um momento. Não consegui entender direito o que ela queria dizer, duas palavras que mais pareciam nomes. Phiiii? Lis? Não tinha jeito com crianças, então decidi nem tentar adivinhar o que ela queria. A youkai abriu uma certa paz em mim, isso refletiu na minha maldição, que aos poucos acalmavam-se e se uniam ao meu corpo formando uma certa aura macabra visível. Aceitei uma das sardinhas que o capitão ofereceu, mas não iria comê-la, ofereci à criança na minha frente, ela parecia precisar e querer mais do que eu.

- Obrigada, capitão. - Desviei a atenção do capitão para a youkai. - Tome aqui, garota.

Percebi a aproximação de Youta, olhei para ele e sorri, sem demonstrar remorso nenhum da resposta um pouco mais dura que havia dado. Não gostava de manter o clima pesado, e estava até aliviada por ele ter decidido ficar. Não sabia do que ele poderia ser capaz, então era melhor tê-lo como aliado. Não é sempre que se encontra um homem relativamente bonito caindo do céu.

- Você gosta de crianças, Youta?
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Rubi Make em Qua 26 Dez 2012 - 23:28

@ichi, Tokiko e Tohlle

-Pronto, já chega de bagunça na minha cidade, todos para sua casa! Vamos...Andando!- Falou o capitão após servir um pequeno banquete e ver a interação dentre a Youkai e a pequena.

Os mais antigos, relutaram e resmungaram, mas acabaram por ceder e obedeceram a autoridade presente no local.

-Você é médico? Então cuida dela rápido e saia daqui...o povo já teve emoção de mais por um dia.- Falou ao pé do ouvido de Ichirou com um leve tom de ameaça, tinha a intenção de mostrar que mesmo não fazendo mal a ninguém, eles não eram muito bem aceito mediante ao jure popular.

Ainda saindo, os cidadãos lançavam olhares mais parecidos com tiros do que qualquer outra coisa.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 27 Dez 2012 - 18:58

Se sentiu mais tranquilo com a reação de tokiko, parecia que tanto ela quanto ele não iria levar aquela situação tão a sério e agradeceu mentalmente por isso. Até mesmo ousou abrir um leve sorriso, apesar de fechar rápido, com medo de que vissem seus caninos afiados. Enquanto em silencio permaneceu em pé, bem próximo, mas quando tokiko lhe dirigi ua palavra, se aproximou mais dela, quase se agachando.

- Pergunta dificil. Mas eu já tive uma irmãzinha, gostava muito dela. Acho que isso me categoriza como ''gosto de crianças''.

Falou em certo tom distante e melancólico. Sentia falta da garotinha com quem brincava entre os montes de feno, quando ele ainda era um caipira ingenuo e brincalhão. Foi ela quem bravamente o salvou do vampiro com um tiro de espingarda, apesar de não ter chegado cedo o bastante para tê-lo salvado da maldição. Mas ainda assim não guardava nenhum rancor, só a nítida imagem de uma garotinha com o rosto manchado de lagrimas e vermelho, com uma espingarda quente na mão, estremecendo de medo enquanto corria para socorre-lo. Foi essa mesma garotinha que o fez gostar de crianças.

- Parece que você gosta

Disse, em um tom alegre. Tokiko parecia imensamente entretida ali enquanto o capitão afastava os últimos curiosos oque não me fez gostar mais dele, mas me fez admitir que ele estava me fazendo um tremendo bem. Isso tudo caiu por terra quando fui intimidado a cuidar da yokai como se fosse obrigação minha. Mas ela não parecia ferida, só assustada. No entanto, ela estava suja e mal cuidada.

- Acho que tudo que essa garota precisa é um banho... Devíamos hospedá-la e acho que isso é suficiente

Falou baixo, mais pra si mesmo que os outros.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tokiko em Qui 3 Jan 2013 - 10:43

Sorri enquanto conversava com Youta. Meus olhos não saiam da criança, ela não parecia me julgar ou temer a mim. Toda aquela inocência e talvez falta de preconceitos me davam o pouco de esperança que eu precisava para continuar vivendo e descobrindo novas terras. Ainda estava oferecendo a sardinha para a criatura, não sabia exatamente o que ela era, mas não me importava. Sorria e esperava que ela pegasse a comida.

- Eu gosto de crianças, principalmente aquelas que ainda não foram emburrecidas pelos pais.

Meu tom de voz saiu um pouco mais triste do que eu gostaria, mas a pergunta do rapaz estava respondida claramente. Continuei escutando-o, e conseguiu escutar o murmurio de Youta. Tive uma ideia, sabia que o homem não iria gostar, mas além de boa para mim, podia ajudar a garota.

-Podemos levá-la até o hospital de Hilu, ao menos ele parece não se importar em pessoas como eu e esta garota. - Antes que o rapaz pudesse se preocupar, tentei dar a ele um pouco mais de confiança. - Se qualquer coisa a ameçar, vamos dar a eles motivos para nos temer. - Sorri de maneira delicada, aquilo não era uma ameaça e nem soou como uma, era apenas uma motivação para o rapaz confiar em mim.
avatar
Tokiko
Aprendiz
Aprendiz


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por ADM Ichirou Youta em Qui 3 Jan 2013 - 16:56

off: Tokiko, participe mais dos concursos do forum, você já seria nível 5 fácil... Entra em contato comigo depois pra ver oque podemos fazer. Você já tem bem um ano e pouco de fórum.

- Acho que criança só é boa quando não é da gente.

Disse, com uma naturalidade que não possuía a bastante tempo. Isso obviamente o assustou. Não por algum trauma ou crise envolvendo laços mais firmes com os outros, simplesmente achou que tinha falado besteira, apesar de admitir ter uma sinceridade privilegiada ao menos naquele momento. Não que achasse ter dito nada errado, claro. Realmente achava isso. Tirando seus irmãos, não tinha uma criança, por mais meiga que fosse, que não tivesse fugido a regra.

Não brincou com Alygul mas observou com calma e serenidade Suzuko brincar. Enquanto isso, analisou a yokai de cima a baixo, apesar de não saber muito mais sobre ela do que momentos atrás. Apenas ponderava se ela havia recebido realmente aquele disparo de canhão e como havia chegado ali.

-Podemos levá-la até o hospital de Hilu, ao menos ele parece não se importar em pessoas como eu e esta garota

- Diz isso como se fosse potencialmente perigosa

Falou com descontração, apesar de ter deixado algo nas entrelinhas. Não era como se realmente não fossem aparentemente perigosos, mas com certeza eles não eram monstros sedentos de sangue.

Pensou por um momento. Só queria ter uma calma noite de descanso em quem sabe algum romantismo com sua nova companheira mas tudo conspirava para o contrário, não se sentiu mal apesar de estar realmente cansado. Talvez devesse se acomodar e esperar pacientemente que tudo desse certo, como Tokiko parecia fazer.

- Você é tão maternal.

Falou, em tom de brincadeira.

__________________________________


Spoiler:


Chupem !

ADM Ichirou Youta
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário http://zephyr.forumeiros.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Tohlee em Sab 5 Jan 2013 - 21:50

Alygul,alheia a conversa que se seguia, apenas comia feliz seu pequeno banquete de peixes. Aceitava de bom grado o que Tokiko oferecia, sem demonstrar desconfiança.

Pelo contrário, parecia feliz, e muito mais calma, Sentada na areia, quase parecia inofensível, sorrindo entre uma mordida e outra. O ato de oferecer comida a youkai classificou Tokiko como não-inimiga na mente de Alygul, e ela permitia aproximação e contato.

Quando os peixes acabaram, a youkai lambeu os dedos, e farejou Tokiko, na esperança de encontrar mais peixe, sem medo das pequenas pinicadas que sentia ao tocar a pele dela, já acostumada.

Quando finalmente confirmou o fim do almoço, Aly sentou-se novamente, apoiando as mãos nas pernas, apenas olhando para o casal, alternando entre Tokiko e Ichirou. Sem saber o que fazer, onde estava, ou como ir embora, a youkai simplesmente decidiu que seria melhor seguir aqueles seres.

Também olhava para o Capitão, pois havia simpatizado com ele. Se ele se afastasse demais do grupo, Aly imediatamente ia se levantar e correr atras dele, seguindo-o onde quer que fosse.

Tohlee
Herói
Herói


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Rubi Make em Seg 7 Jan 2013 - 16:00

@ichi, Tokiko e Tohlle

Ficaram mais alguns segundos conversando e decidindo o que fazer, todos começaram a caminhar em direção de onde vieram, mas ainda não tinha decidido para aonde ir e o que fazer.

Já bem alimentada, a nova companheira do casal das sombras estava revezando olhares para eles e para o Capitão que na esperança de que o casal fosse em direção ao hospital fez sinal apontando.

-Sigam por ali, eles irão cuidar de vocês.- Falou sem saber se a garota entenderia ou não. - Eu tenho alguns afazeres importantes a cumprir e infelizmente não poderei acompanhá-los, mas se quiserem acomodações se dirijam para aquela embarcação ali. - Apontou indicando o lugar.

- Bom, tenho que ir, mantenham-se longe de encrencas, OK? Não gostamos de por ninguém para andar na prancha. - Depois de dizer isso virou-se e seguiu para o seu navio deixando o trio a própria sorte.

E agora, o que fariam?

OFF:
Spoiler:
Esse post foi editado por GM Nuke.

Agora eu serei o novo narrador de vocês e para que eu possa narrar decentemente preciso tomar total controle da situação isso significa que preciso remover de cena NPCs que não foram introduzidos por mim, então desculpem se a saída do capitão pareceu artificial, prometo que as futuras postagens serão melhores.

Me desculpe também a Raiza por editar uma postagem dela, mas como eu irei assumir o game senti necessidade disso.

Obrigado pela compreenção, e aqui vai um bônus de 50 XP pelas postagens que vocês efetuaram até agora. Esse XP já foi adicionado em suas fichas exceto por Ichi pr causa das permições do fórum.
avatar
Rubi Make
Transcendente
Transcendente


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Praça Celeno

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 3 Anterior  1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum